Conectar-se
Os membros mais ativos do mês
1 Mensagem - 50%
1 Mensagem - 50%
Votação
Qual a técnica que você utiliza para ficar lúcido?
Teste de Realidade
45% / 15
Totem
15% / 5
Incubação
12% / 4
Gatilho
6% / 2
Gravador de Voz ou Sons Binaurais
6% / 2
Outros
15% / 5
Parceiros
 sonhos=
 sonhos=
 animes=

Compartilhe
Ver o tópico anteriorIr em baixoVer o tópico seguinte
Mensagens : 12
Pontos : 1489
Honra : 2
Data de inscrição : 06/10/2013
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Diário dos de Ivã Andreas

em Dom Out 06, 2013 1:36 pm
Pessoal, esse sonho que venho relatar a vocês não é atual. É um sonho recorrente que tive por muitos anos na minha infância. Ele é tão palpável para mim que mesmo depois de quase 10 anos sem sonhá-lo, consigo descrevê-lo com detalhes aceitáveis. Vamos à ele:

"Eu estava na casa de meus avós paternos, local que frequentava e frequento imensamente até hoje. Junto comigo, haviam minhas duas irmãs (mais jovens do que eu) e meia dúzia de amigos que brincavam comigo na rua. Ao que tudo indicava, parecia ser um aniversário (ou uma simples reunião na casa da minha avó). Sei que estávamos todos nos divertindo. Então a minha avó passou pela área de serviço para chegar ao quintal dos fundos e ofereceu-nos um lanchinho. Todos aceitamos, é claro. Porém, enquanto todos voltaram a brincar, eu observei-a enquanto ela entrava na área de serviço e se dirigia à cozinha. O fato é que eu vi uma sombra passando por ela e um grito abafado que só eu ouvi. Alguma coisa me dizia que minha vó tinha sido morta ali. Então meu vô veio tempo depois para observar-nos no quintal, falou alguma coisa que não lembro e também voltou para entrar na casa. A mesma coisa aconteceu com ele. A sombra, o grito abafado e a morte. Tudo implícito, não vi seus corpos. Quase ao mesmo tempo que meu vô morreu, a representação física da morte saiu da área de serviço. Tinha túnica preta, rosto oculto e a foice longa. Um verdadeiro vulto. Então eu e meus amigos pusemo-nos a correr para fugir da criatura. Saí da casa da minha avó, corri pela rua que dava para a avenida e às vezes olhava para trás. Toda vez que olhava para trás, via a morte nos seguindo e transformando meus amigos em animais. Coelho, cachorro, gato...Enquanto isso, cheguei à passarela que atravessava a avenida. Quando desci do outro lado, eu estava só. Continuei correndo, ainda seguido pela morte. Aí então passei na frente de uma casa vazia com portão de ferro que continha frestas. Vi meu pai sentado no quintal, mas ele era um fantasma. Ele disse para mim: - Meu filho, desista, junte-se a mim, não há escapatória. - Porém eu continuei correndo, gritando não com toda a força que tinha nos pulmões. Não muito tempo depois topei com um trio de garotos que estavam a conversar numa esquina. Supliquei ajuda para eles, implorando para que me mostrassem um lugar em que eu podia me esconder. Eles ajudaram, mostraram uma saliência na parede onde havia uma caixa de luz e eu fiquei ali encolhido na escuridão. Dali onde eu estava, eu podia vê-los no mesmo local onde eu havia conversado com eles. Foi então que vi a morte aproximando-se dos mesmos, perguntando alguma coisa a eles e então os garotos apontaram pra mim, mostrando onde eu me escondia. Eu pude ouvir a voz deles dizendo: - Ajudamos você, agora temos que ajudar ela. - Tentei chorar, não consegui. A morte aproximou-se de mim, levantava a foice e então era aí que eu acordava.

Até hoje eu tento saber que diabos esse sonho quer dizer, se eu posso vir a tentar sonhar com ele de novo....
Mensagens : 12
Pontos : 1489
Honra : 2
Data de inscrição : 06/10/2013
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos de Ivã Andreas

em Dom Out 06, 2013 1:46 pm
Ah, e há também um outro sonho, bem mais atual, que até hoje me perturba. Não que ele seja recorrente, não é, sonhei com ele uma vez apenas. Mesmo assim, marcou-me muito. O fato é que eu sempre fui curioso com ocultismo e coisas referentes ao mesmo. Não que seja um estudioso assíduo, infelizmente, mas sempre li a respeito e refleti sobre. Então, bem no início desses 'estudos' e pesquisas sobre o oculto, li algumas partes do Livro de São Cipriano. Não sei se o conhecem, mas é um grimório antigo com inúmeros rituais para diversos eventos. Eu apenas li, curioso que sempre fui, mas nunca pratiquei. Então, na mesma noite que li, fui dormir. Sonhei que acordava durante o sono, no meu quarto, de madrugada, tudo era EXATAMENTE IGUAL. Parecia real, era eu acordando. A única coisa estranha é que eu não conseguia me mover, levantar o pescoço, mover um dedo...NADA. Então a porta do meu quarto se abriu e a figura vermelha com chifres e tridente que todos nós fomos induzidos a crer que retrata o demônio, Satanás, etc, etc, etc, entrou, deu alguns passos até ficar mais ou menos perto da minha cama. A janela estava aberta, então eu conseguia ver o interior do quarto, mesmo que com um pouco de dificuldade. Nem preciso falar da agonia que senti quando não consegui me mover. A criatura então disse para mim: "Seus antepassados venderam sua alma para mim, você está condenado pela eternidade. Não há salvação para você." Tentei responder, piscar...Nada. Então eu acordei e percebi que tinha sido um sonho. Mas era tão real...Não sei dizer se na hora do sonho eu estava consciente, porque não fiquei com medo exatamente...Fiquei em um estado de torpor. O que vocês acham que significa?
avatar
Mensagens : 1989
Pontos : 5669
Honra : 575
Data de inscrição : 10/03/2013
Idade : 17
Localização : Nippon, Namimori.
Sonhos Lúcidos :
50 / 99950 / 999
Sonhos Comuns :
300 / 999300 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos de Ivã Andreas

em Dom Out 06, 2013 2:06 pm
Isso se chama paralisia do sono. É um fenômeno normal recorrido pelo cérebro. Não há com o'que se preocupar, é algo normal.

Mas, caramba! Que daóra a parte desse demônio. muito feliz
Mensagens : 12
Pontos : 1489
Honra : 2
Data de inscrição : 06/10/2013
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos de Ivã Andreas

em Dom Out 06, 2013 2:16 pm
Huahua, eu fiquei bem grilado durante uma semana após o sonho, mas depois acabei ficando numa boa. E quanto ao sonho recorrente, tem alguma opinião?
avatar
Mensagens : 1989
Pontos : 5669
Honra : 575
Data de inscrição : 10/03/2013
Idade : 17
Localização : Nippon, Namimori.
Sonhos Lúcidos :
50 / 99950 / 999
Sonhos Comuns :
300 / 999300 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos de Ivã Andreas

em Dom Out 06, 2013 2:25 pm
Ivã Andreas escreveu:Huahua, eu fiquei bem grilado durante uma semana após o sonho, mas depois acabei ficando numa boa. E quanto ao sonho recorrente, tem alguma opinião?
Quanto ao sonho, acho que por você ter lido sobre ocultismo, seu cérebro procedeu um sonho relacionado ao ocultismo. Isso explicaria o fato da aparição do demônio. certo

 O nosso amigo reizen endler e ramon pode explicar melhor sobre paralisia do sono. certo
Mensagens : 12
Pontos : 1489
Honra : 2
Data de inscrição : 06/10/2013
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos de Ivã Andreas

em Dom Out 06, 2013 2:42 pm
Eu me referia ao primeiro sonho, o recorrente. Aquele que eu tive na infância, mais pra cima. xD
Mensagens : 1017
Pontos : 3443
Honra : 749
Data de inscrição : 06/08/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo/Santo André
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos de Ivã Andreas

em Dom Out 06, 2013 6:27 pm
O primeiro sonho foi bem interessante, mas pode ter várias interpretações para o mesmo, como solidão, dependência por medo de ficar só e perder os entes queridos etc. Quanto ao segundo sonho é bem tipico de paralisia do sono, alucinações hipnagógicas etc. Quando mescla realidade e fantasia é bizarro a criatividade de nossa mente.
Mensagens : 12
Pontos : 1489
Honra : 2
Data de inscrição : 06/10/2013
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos de Ivã Andreas

em Ter Out 08, 2013 10:05 am
Olá galera! Depois de tanto tempo sem lembrar de sonhos, comecei o meu diário ontem. Infelizmente ontem eu não lembrei de nada, mas hoje eu acordei por vontade de mijar e o sonho (Dormi 00h, acordei 5h) ainda tava fresco na minha cabeça. Quando voltei a dormir (5h até às 6h), tentei o método Wild pra ter o sonho lúcido, mas não consegui nada, nem me lembro de sonhar nessa 1h. Enfim, vamos ao relato:

--
Sonho 1: Futebol e Riqueza
--

Não lembro como o sonho começou, mas vi-me nos fundos da chácara da minha avó. Um galpão bem grande, uma casa a poucos metros ali na frente e a casa da minha vó do outro lado do quintal. Bem, acho que vi o sonho como 3º pessoa, mais como um observador que não interferiu na história e nem tinha corpo físico. Sonhei com um garoto loiro, mimado e que tinha o pai muito rico. Esse garoto vivia aprontando, mimado que era, mas não era uma má pessoa. O tio dele era caseiro da chácara, arrumando o quintal e etc. No galpão que ficava nos fundos da chácara, havia um avião particular. Pequeno, mas particular.

De repente, sem mais nem menos, o garoto loiro e mais alguns garotos engomadinhos começaram a jogar futebol na terra batida. Aí um adulto chamou um garoto mal vestido para cobrar uma falta, os engomadinhos estavam alinhados na barreira. O garoto mal vestido deu um chutinho fraco, fazendo a bola parar entre ele e a barreira. Os engomadinhos nada fizeram, o garoto maltrapilho que parecia ser craque de bola perguntou pra eles porque não foram atrás da bola. O loiro riquinho deu risada e todos começaram a rir.

Mais uma vez, o sonho meio que avança. O loiro engomado, acompanhado dos outros engomadinhos que pareciam ser seus criados, foram até o galpão (que estava fechado) e então o loiro rico convenceu os outros a abrirem a porta do galpão para o avião sair. Assim que abriram a porta, o avião saiu ganhando velocidade e, poucos metros depois, foi de encontro a um caibro que estava fincado no chão (aquelas barras de ferro que são usadas para levantar uma parede, servindo de sustentação). O avião se despedaçou e o tio do garoto saiu de lá dentro do galpão desesperado, falando que o irmão (pai do loiro, que era seu sobrinho) iria matá-lo. Aí o sonho acaba. xD
Mensagens : 12
Pontos : 1489
Honra : 2
Data de inscrição : 06/10/2013
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos de Ivã Andreas

em Ter Out 22, 2013 11:27 am
E aí pessoal. Passei uns dias sem postar, mas meu diário dos sonhos continua ativo. Vou postar os sonhos que tive até então. Infelizmente não tive nenhum lúcido, mesmo acordando 1h antes, mesmo tentando induzir no método Wild. Tá difícil :/

--
Sonho 2: Basquete e Barraco
--


Estava eu em um sonho de basquete, ginásio lotado. Não me lembro em que time estava, parecia tudo confuso. Lembro-me de um gordo tentar uma enterrada depois de o time errar um monte de arremessos. Além dele errar a enterrada, ele conseguiu entortar a cesta. Então uma garota da torcida levantou do banco, pegou a bola e arremessou fora da área de 3 pts. Ela conseguiu acertar a bola redonda na cesta TORTA! Fez uma cara de metida da porra. Perdi a paciência com aquilo, tomei a bola da mão dela depois de ela ter ido pegá-la e tentei acertar a cesta, de perto, pra ver se aquilo realmente era possível. Só que a bola não desceu na cesta, afinal ela estava torta. Então começamos a discutir, eu e a garota metida, até que resolvi ir embora com minha mãe me dando bronca de longe, falando que eu tinha sido grosso e mal-educado e que tinha feito ela passar vergonha. kk
Mensagens : 12
Pontos : 1489
Honra : 2
Data de inscrição : 06/10/2013
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos de Ivã Andreas

em Ter Out 22, 2013 11:34 am
--
Sonho 3: Vôlei e Praia
--


Estava na praia, muita gente. Mãe, parentes, amigos, cocotas e até o Rodrigo Santoro. Todo mundo jogando vôlei, mas não era com uma bola, era com um saco preto almofadado! Era mulher versus homem, mas tinha muito mais mulher do que homens xD. Jogávamos e jogávamos, até que eu cansei e fui comer algo na casa da minha avó, que estranhamente estava agora à beira mar. Encontrei alguns amigos lá dentro e o celular da minha irmã com uma gravação em que estavam meus amigos. Acho que ela tinha gravado alguma coisa com eles, uma música, sei lá. Apaguei o vídeo de propósito e notei um outro vídeo em que ela estava indo prum show. Aí acordei.
Mensagens : 12
Pontos : 1489
Honra : 2
Data de inscrição : 06/10/2013
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos de Ivã Andreas

em Ter Out 22, 2013 11:38 am
--
Sonho 4: Vestibular e Busão
--


Tinha feito um vestibular e estava voltando pra casa de busão pela orla da praia. Via o sol sumindo no horizonte, ventava muito. Estava uma tarde incrivelmente agradável. Passei, ainda no busão, na frente de uma loja de artigos de rock: camisas, pulseiras e etc. Então comecei a pensar na possibilidade de ir para casa ou pro cursinho estudar. Do nada, estou no shopping lotado, prestes a ir embora do mesmo. Porém, penso melhor e resolvo ir até o mercado dentro do shopping para comprar algo pra beber e comer na viagem. Aí acordo.
avatar
Mensagens : 1989
Pontos : 5669
Honra : 575
Data de inscrição : 10/03/2013
Idade : 17
Localização : Nippon, Namimori.
Sonhos Lúcidos :
50 / 99950 / 999
Sonhos Comuns :
300 / 999300 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos de Ivã Andreas

em Ter Out 22, 2013 11:41 am
Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk... Nossa vei! Um gordo tentar uma enterrada? Agora eu ri. 56 

Garota forgada! 34 Metia um pau nela. (Sem malicia). Kkkkkkk. Sonho engraçado. XD
Mensagens : 12
Pontos : 1489
Honra : 2
Data de inscrição : 06/10/2013
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos de Ivã Andreas

em Ter Out 22, 2013 11:51 am
kkkk. Mano, reparou que um dia foi futebol, outro foi basquete e outro vôlei? Muito estranho.
avatar
Mensagens : 1989
Pontos : 5669
Honra : 575
Data de inscrição : 10/03/2013
Idade : 17
Localização : Nippon, Namimori.
Sonhos Lúcidos :
50 / 99950 / 999
Sonhos Comuns :
300 / 999300 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos de Ivã Andreas

em Ter Out 22, 2013 11:55 am
Tô ficando cego... Eu tava pensando que o do Basket tinha sido o seu último sonho. Kkkkkkkkkkk. 56 

Mals aew. Vou ler os outros. certo
Mensagens : 12
Pontos : 1489
Honra : 2
Data de inscrição : 06/10/2013
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos de Ivã Andreas

em Ter Out 22, 2013 12:08 pm
--
Sonho 5: Futebol (Again), Vingança Feminina e 1º Falso Despertar
--


No sonho, eu era jogador de futebol profissional e tinha alguma relação com o Renato Gaúcho (sem malícia). Ele era meu treinador ou parceiro de time, sei lá. Voltei pra casa depois de um jogo e noto que algumas pessoas estavam hospedadas na minha casa, inclusive a amiga da minha irmã em quem já dei uns pegas de verdade. Anoiteceu, fui dormir, mas tinha a estranha sensação de que essa amiga da minha irmã queria me matar. Acordo de noite, ciente de que era sonho (mas não estava lúcido, acho), tudo estava extremamente escuro. Agora a sensação era de que ela tinha matado TODO MUNDO e só eu sobrevivido. Baseado só nessa sensação e no pavor que eu sentia, desci as escadas e tentei abrir a porta para sair da casa, mas a porta não abria! Desesperado, sentindo ela se aproximar mais (mas não a vendo), consigo abrir a porta, atravessar o quintal e começar a correr pela rua para se afastar da casa. Estava chuviscando, de madrugada, fazia até um friozinho. Se eu me lembro eu tava até de cueca. Conforme eu corria, o dia ia ficando mais claro. Cumprimentei uns conhecidos que estavam por ali e do nada eu noto que estava num sonho. Aí então o dia clareou de vez e eu perdi o medo, ficando com coragem de voltar pra lá. Ao chegar no meu quintal novamente, olho pra minha casa que ainda estava sombria e tento transformar ela num bolo (Q????). É, num bolo. Achei que isso me faria passar o medo. O estranho é que enquanto eu tentava fazer isso, minha consciência oscilava entre o eu que tentava transformar a casa num bolo e o eu que estava deitado na cama, sendo constantemente esfaqueado por a amiga demoníaca da minha irmã, sentindo dores e mais dores, agonia e desespero sem poder sequer me mover ou gritar. A consciência ficava oscilando entre essas duas 'realidades', as duas dentro do sonho, até que finalmente eu consigo transformar a casa num bolo, mas por pouco tempo, porque depois ela mudou para um rosto de homem trabalhador (??????????). Aí então eu acordo, estava quase amanhecendo, janela aberta...tudo em ordem. Olho então pro meu celular e noto que faltavam só alguns minutos para ele de fato despertar para eu ir para o trabalho. Fico bravo por ter acordado antes, desperdiçando sono, só que aí eu acordo DE VERDADE e percebo que tinha sofrido um Falso Despertar. Olho no celular, agora de verdade, e ainda eram 2:45 da manhã. Ou seja, tudo isso aconteceu só entre 00h (horário que fui dormir) até 2:45. xD
Mensagens : 12
Pontos : 1489
Honra : 2
Data de inscrição : 06/10/2013
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos de Ivã Andreas

em Ter Out 22, 2013 12:19 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
--
Sonho 6: Liberdade e Lobos

--

Eu não fazia parte desse sonho, não ativamente. Eu olhava tudo como se fosse um filme, um espectador sem corpo. Me lembro que havia uma família numa casa. Pelo vestido que as mulheres usavam, não eram dos tempos atuais não. Moravam numa casa humilde e sombria feita de madeira. A família consistia em um pai, já beirando os 50 anos, forte e emburrado; a mãe que era bonita, cerca de 40 anos e frágil; e a filha, bela e jovem e com desejo de se libertar da opressão imposta pelo pai. Pois bem, ao que tudo indicava no sonho, o pai não deixava as duas fazerem nada, eram tratadas como empregadas mesmo, mas pelo menos tinham teto e comida. Até que um dia a filha convenceu a mãe de saírem de casa. A mãe, cansada daquela vida, aceitou. Certa noite, elas saíram da casa escondidas, só não eram mais humanas e sim lobas. Estavam numa floresta de árvores que só tinham galhos, sem folhas. Nevava, estava extremamente frio. As duas então começaram a andar por aí, buscando um lugar, mas pareciam totalmente perdidas. Chegou uma hora em que a mãe foi caçar algo, mas não voltou mais. A lobo filha ficou a vagar pelo frio, com fome e fraca. Depois de dias sozinha, quase capengando, ela consegue a ajuda de uma pomba que voava até os corvos e prendia-os com suas garras para a loba conseguir escalar a árvore e comê-los. Só que dessa vez a pomba perdeu pro corvo, que trucidou suas costelas com suas garras e matou-a. A loba conseguiu comer o corvo, claro, mas a pomba morrera. Mais dias se passaram, a loba lembrou-se de sua vida na casa quente e com comida e olhava agora para a liberdade que tinha diante de si. Tristonha, deitou-se na neve e refletiu sobre isso, enquanto esperava a morte vir buscá-la. :< Aí eu acordo
Convidado
Convidado

Re: Diário dos de Ivã Andreas

em Ter Out 22, 2013 12:50 pm
Kkkkk, falso despertar é loko mesmo é por isso que tou mim habituando a toda vez que acordar a primeira coisa a vir na mente é de fazer um Reality Check, assim quando ter um falso despertar eu imediatamente fazer o RC e ficar lucido...
Mensagens : 1017
Pontos : 3443
Honra : 749
Data de inscrição : 06/08/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo/Santo André
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos de Ivã Andreas

em Ter Out 22, 2013 7:34 pm
Hum... esse sonho até pareceu uma fabula, sério ficou muito bom mesmo...... mesmo sendo sem noção uma pomba derrubar um corvo, se fosse uma águia, mas sonho é sonho e pode ter algum significado misterioso por trás disso. É fato que o enredo retrata a liberdade e dificuldade ou ser submisso e perder privilégios, bem interessante e excelente narração! certo
Mensagens : 12
Pontos : 1489
Honra : 2
Data de inscrição : 06/10/2013
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos de Ivã Andreas

em Qua Out 23, 2013 7:50 am
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Obrigado. Eu também gostei muito desse sonho com as lobas. Infelizmente não consegui nenhum sonho lúcido, não ainda. Mas continuarei tentando.
Convidado
Convidado

Re: Diário dos de Ivã Andreas

em Qui Out 24, 2013 6:55 pm
Ivan o segredo é esse mesmo cara continuar tentando mas a recompensa quando vem é extravagante. SONHOS LUCIDOS PRA TODOS NOS!!! feliz feliz feliz
Conteúdo patrocinado

Re: Diário dos de Ivã Andreas

Ver o tópico anteriorVoltar ao TopoVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum