Conectar-se
Os membros mais ativos do mês
3 Mensagens - 75%
1 Mensagem - 25%
Votação
Qual a técnica que você utiliza para ficar lúcido?
Teste de Realidade
45% / 15
Totem
15% / 5
Incubação
12% / 4
Gatilho
6% / 2
Gravador de Voz ou Sons Binaurais
6% / 2
Outros
15% / 5
Parceiros
 sonhos=
 sonhos=
 animes=

Compartilhe
Ver o tópico anteriorIr em baixoVer o tópico seguinte
Convidado
Convidado

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Niro

em Sex Out 18, 2013 7:51 pm
Sonho iteresante Niro eu fiquei com curiosidade sobre o que aquela moça ia falar, a da lingua bi-furcada...
Mim explica uma coisa que tou com duvida, quando voçê acorda de um SL voçê permaneçe imovel e assim vc consegue imediatamente mentalizar em um sl e voltar a sonhar??
avatar
Mensagens : 1191
Pontos : 4037
Honra : 670
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 23
Localização : Morretes/ PR
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuáriohttp://naturezaevolutiva.blogspot.com.br/

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Niro

em Sex Out 18, 2013 11:33 pm
Spoiler:
Niro escreveu:Tenho dois sonhos lúcidos para postar, anteriores a este. Mas como foram anotados rapidamente, apenas com palavras de referência.  Vou mandar este primeiro. Que já esta mais no jeito:

17 out 2013.

...Num sonho comum, estou observando umas fotografias antigas de minha família. Quando, ao dar atenção para uma fotografia minha. De repente ela se transforma em um video?? No qual devo estar com uns 10 anos, e correndo no meio de alguns arbustos  usando umas roupas mais ridículas impossível!  ...A situação inusitada trás a tona a lucidez.
  ...Com a chegada da lucidez.  O cenário muda: Estou na sala de minha casa. E como sempre, atravesso a porta e desço em direção a rua.  ...Me lembro do "amuleto" que o monge me dera. E penso em levar as mão nos bolsos, na intenção de achá los... Só que quando vou procurá los, percebo que estou só de cueca?! ... Antes que eu possa raciocinar sobre o fato. Percebo que o sonho está se esvaindo... E então me preparo para não perder a consciência e despertar imóvel...  ... Após me perceber novamente na cama, me levanto imediatamente ( mentalmente ) e enquanto me dirijo novamente à rua. Vou fazendo a estabilização do sonho tateando tudo que encontro pela frente. Enquanto desço a escada, me lembro novamente do "amuleto" e levo a mão no bolso... Dessa vez, estou adequadamente vestido rsrs!   Tenho bolsos!!  Más só encontro neles, dois chicletes!   Decido mante los na mão, como uma alternativa de manutenção constante do sonho.[ Agora eu falei certinho. Né não Reizen? ]   ...Quando chego a rua... Como não me movi muito rápido e me ative com outros pensamentos, dei tempo ao Sub para usar a sua criatividade. E o resultado é que o ambiente estava bem diferente da realidade:  Bem de frente a mim. Uma casa, pintada de vermelho e amarelo, estilo "século passado", muito bonita.  Duas escadas laterais, tomadas por trepadeiras floridas,davam acesso a uma porta grande no centro. E que por sinal estava aberta.  Sem exitar muito, fui entrando... Parecia casa de fazenda, estava cheia de móveis rústicos... Como não havia ninguem, fui até a cozinha.  E do lado de um fogão a lenha, uma senhora ( que conheço ), me recebeu com um sorriso simpático. ( Em vigília, se trata de uma pessoa muito educada e prestativa. )  Me aproximei portanto, e disse: " Estou procurando um amuleto, acho que a senhora sabe do que se trata. Poderia me dizer onde esta?"   Sim!  Respondeu ela.   Esta guardado. Vou pegar pra você.  E, sacando uma pequena chave do bolso do vestido, se dirigiu a gaveta de um armário antigo.  De onde tirou um pequeno baú.  ...Instintivamente levei as mãos  para pegá lo.  Com os olhos. Ela me disse: Calma!  E abrindo o pequeno baú. Com a mesma chave que abrira a gaveta. Retira e levanta o esperado amuleto.  Pego o em minhas mãos e, antes de examiná lo. Pergunto a ela: Qual o seu nome? ( Embora conheça o nome dela. Sei, por experiência, que raramente as " versões oníricas" conhecem seus verdadeiros nomes.)  Prontamente, ela me responde: "Merliza"!   --- Não sei se vocês já tiveram essa sensação, mas quando ouvimos nomes estranhos nos sonhos lúcidos. No momento eles parecem "fortes,"  "carregados de significado.  Mas quando estamos totalmente despertos, e refletimos sobre eles. Eles nos parecem "vazios" e meio sem sentido. ---   No momento em que ela pronunciou seu nome, senti o sonho indo embora... Me apeguei a sensação do amuleto na mão e... mentalmente determinado. Consegui voltar direto para o mesmo lugar onde estava. Como se tivesse havido apenas um "apagão"    Observo agora o amuleto;  não esta exatamente igual ao que o monge me dera!  Ainda numa correntinha dourada, um cubo de madeira, um pouco menor que o original. Está pendurado por um dos cantos.  Em suas faces. Os símbolos circulares, que também estão diferentes. Agora não são dourados. Mas "queimados" na madeira.  Consciente, de que as coisas nos sonhos são assim mesmo. O aceitei como verdadeiro.  Após "decorar"pelo menos 3 dos simbolos desenhados nas faces do amuleto. Olhei para a senhora, perguntei:  "Pra que isso serve? ... E tive, prontamente. A resposta um tanto quanto "decepcionante":  "Serve prá todo tipo de comida"       ...??? Comida?   Quando ia questioná la novamente...  Do nada. Uma "moça" sai ( flui ) debaixo do armário.  Muito bonita, jovem, com traços claramente indígenas. Usando um vestido com flores azuis.  Mas que tem a aparência de que não é lavado a mais de uns "dois anos"!   Olha pra mim e não diz nada. Parece não entender o que faz ali.  Mostro o amuleto a ela e pergunto se ela sabe pra que serve. Como ela não me responde e apenas balança a cabeça de um lado pra outro. Eu insisto: " Vamos!" me responda: Pra que serve isto?  ...Sinto o sonho se acabando... Mas ainda tenho tempo de perceber ela abrindo a boca e mostrando sua enorme língua bifurcada. Enquanto "sibila" como uma serpente.  ... Depois de acordado. Esse som ecoou por alguns segundos na minha mente...

Que bom Niro. Reencontraste o amuleto. Todo tipo de comida pode não ser exatamente comida. Ás vezes é alimento da mente, como informação ou moral, algo assim. Quais eram os símbolos do cubo?

Abraços.
Mensagens : 1017
Pontos : 3481
Honra : 749
Data de inscrição : 06/08/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo/Santo André
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Niro

em Sab Out 19, 2013 6:47 am
Krai fodasticamente épico esse superou as minhas expectativas de uns dos primeiros relatos que você postou aqui no fórum onde conversava com um garotinho, sentia a textura dos objetos com o tato etc.
Manutenção hehe ta mais didático do que eu XD
Merliza LOL e entendo quando disse que sentiu um significado forte da a impressão que alguns acontecimentos nos sonhos incorporam um sentimento. E foi consideravelmente grande prendeu bastante a atenção, bem detalhado e a ultima parte deixou um mistério referente a moça indígena, caramba acho muito brisa quando ocorre acontecimentos surpresas nos sonhos, excelente relato brother certo
avatar
Mensagens : 1989
Pontos : 5707
Honra : 575
Data de inscrição : 10/03/2013
Idade : 17
Localização : Nippon, Namimori.
Sonhos Lúcidos :
50 / 99950 / 999
Sonhos Comuns :
300 / 999300 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Niro

em Sab Out 19, 2013 3:00 pm
Spoiler:
Niro escreveu:Tenho dois sonhos lúcidos para postar, anteriores a este. Mas como foram anotados rapidamente, apenas com palavras de referência.  Vou mandar este primeiro. Que já esta mais no jeito:

17 out 2013.

...Num sonho comum, estou observando umas fotografias antigas de minha família. Quando, ao dar atenção para uma fotografia minha. De repente ela se transforma em um video?? No qual devo estar com uns 10 anos, e correndo no meio de alguns arbustos  usando umas roupas mais ridículas impossível!  ...A situação inusitada trás a tona a lucidez.
  ...Com a chegada da lucidez.  O cenário muda: Estou na sala de minha casa. E como sempre, atravesso a porta e desço em direção a rua.  ...Me lembro do "amuleto" que o monge me dera. E penso em levar as mão nos bolsos, na intenção de achá los... Só que quando vou procurá los, percebo que estou só de cueca?! ... Antes que eu possa raciocinar sobre o fato. Percebo que o sonho está se esvaindo... E então me preparo para não perder a consciência e despertar imóvel...  ... Após me perceber novamente na cama, me levanto imediatamente ( mentalmente ) e enquanto me dirijo novamente à rua. Vou fazendo a estabilização do sonho tateando tudo que encontro pela frente. Enquanto desço a escada, me lembro novamente do "amuleto" e levo a mão no bolso... Dessa vez, estou adequadamente vestido rsrs!   Tenho bolsos!!  Más só encontro neles, dois chicletes!   Decido mante los na mão, como uma alternativa de manutenção constante do sonho.[ Agora eu falei certinho. Né não Reizen? ]   ...Quando chego a rua... Como não me movi muito rápido e me ative com outros pensamentos, dei tempo ao Sub para usar a sua criatividade. E o resultado é que o ambiente estava bem diferente da realidade:  Bem de frente a mim. Uma casa, pintada de vermelho e amarelo, estilo "século passado", muito bonita.  Duas escadas laterais, tomadas por trepadeiras floridas,davam acesso a uma porta grande no centro. E que por sinal estava aberta.  Sem exitar muito, fui entrando... Parecia casa de fazenda, estava cheia de móveis rústicos... Como não havia ninguem, fui até a cozinha.  E do lado de um fogão a lenha, uma senhora ( que conheço ), me recebeu com um sorriso simpático. ( Em vigília, se trata de uma pessoa muito educada e prestativa. )  Me aproximei portanto, e disse: " Estou procurando um amuleto, acho que a senhora sabe do que se trata. Poderia me dizer onde esta?"   Sim!  Respondeu ela.   Esta guardado. Vou pegar pra você.  E, sacando uma pequena chave do bolso do vestido, se dirigiu a gaveta de um armário antigo.  De onde tirou um pequeno baú.  ...Instintivamente levei as mãos  para pegá lo.  Com os olhos. Ela me disse: Calma!  E abrindo o pequeno baú. Com a mesma chave que abrira a gaveta. Retira e levanta o esperado amuleto.  Pego o em minhas mãos e, antes de examiná lo. Pergunto a ela: Qual o seu nome? ( Embora conheça o nome dela. Sei, por experiência, que raramente as " versões oníricas" conhecem seus verdadeiros nomes.)  Prontamente, ela me responde: "Merliza"!   --- Não sei se vocês já tiveram essa sensação, mas quando ouvimos nomes estranhos nos sonhos lúcidos. No momento eles parecem "fortes,"  "carregados de significado.  Mas quando estamos totalmente despertos, e refletimos sobre eles. Eles nos parecem "vazios" e meio sem sentido. ---   No momento em que ela pronunciou seu nome, senti o sonho indo embora... Me apeguei a sensação do amuleto na mão e... mentalmente determinado. Consegui voltar direto para o mesmo lugar onde estava. Como se tivesse havido apenas um "apagão"    Observo agora o amuleto;  não esta exatamente igual ao que o monge me dera!  Ainda numa correntinha dourada, um cubo de madeira, um pouco menor que o original. Está pendurado por um dos cantos.  Em suas faces. Os símbolos circulares, que também estão diferentes. Agora não são dourados. Mas "queimados" na madeira.  Consciente, de que as coisas nos sonhos são assim mesmo. O aceitei como verdadeiro.  Após "decorar"pelo menos 3 dos simbolos desenhados nas faces do amuleto. Olhei para a senhora, perguntei:  "Pra que isso serve? ... E tive, prontamente. A resposta um tanto quanto "decepcionante":  "Serve prá todo tipo de comida"       ...??? Comida?   Quando ia questioná la novamente...  Do nada. Uma "moça" sai ( flui ) debaixo do armário.  Muito bonita, jovem, com traços claramente indígenas. Usando um vestido com flores azuis.  Mas que tem a aparência de que não é lavado a mais de uns "dois anos"!   Olha pra mim e não diz nada. Parece não entender o que faz ali.  Mostro o amuleto a ela e pergunto se ela sabe pra que serve. Como ela não me responde e apenas balança a cabeça de um lado pra outro. Eu insisto: " Vamos!" me responda: Pra que serve isto?  ...Sinto o sonho se acabando... Mas ainda tenho tempo de perceber ela abrindo a boca e mostrando sua enorme língua bifurcada. Enquanto "sibila" como uma serpente.  ... Depois de acordado. Esse som ecoou por alguns segundos na minha mente...

Cêéloko. Kkkkkk. Sonho super hyper mega fod*stico!! Deu até vontade de voltar com os sonhos lúcidos agora.

15 

Vei, continue com os posts! 8 
avatar
Mensagens : 2531
Pontos : 5708
Honra : 1044
Data de inscrição : 12/06/2013
Localização : Bahia
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Niro

em Sab Out 19, 2013 9:35 pm
Niro:

Niro escreveu:Tenho dois sonhos lúcidos para postar, anteriores a este. Mas como foram anotados rapidamente, apenas com palavras de referência.  Vou mandar este primeiro. Que já esta mais no jeito:

17 out 2013.

...Num sonho comum, estou observando umas fotografias antigas de minha família. Quando, ao dar atenção para uma fotografia minha. De repente ela se transforma em um video?? No qual devo estar com uns 10 anos, e correndo no meio de alguns arbustos  usando umas roupas mais ridículas impossível!  ...A situação inusitada trás a tona a lucidez.
  ...Com a chegada da lucidez.  O cenário muda: Estou na sala de minha casa. E como sempre, atravesso a porta e desço em direção a rua.  ...Me lembro do "amuleto" que o monge me dera. E penso em levar as mão nos bolsos, na intenção de achá los... Só que quando vou procurá los, percebo que estou só de cueca?! ... Antes que eu possa raciocinar sobre o fato. Percebo que o sonho está se esvaindo... E então me preparo para não perder a consciência e despertar imóvel...  ... Após me perceber novamente na cama, me levanto imediatamente ( mentalmente ) e enquanto me dirijo novamente à rua. Vou fazendo a estabilização do sonho tateando tudo que encontro pela frente. Enquanto desço a escada, me lembro novamente do "amuleto" e levo a mão no bolso... Dessa vez, estou adequadamente vestido rsrs!   Tenho bolsos!!  Más só encontro neles, dois chicletes!   Decido mante los na mão, como uma alternativa de manutenção constante do sonho.[ Agora eu falei certinho. Né não Reizen? ]   ...Quando chego a rua... Como não me movi muito rápido e me ative com outros pensamentos, dei tempo ao Sub para usar a sua criatividade. E o resultado é que o ambiente estava bem diferente da realidade:  Bem de frente a mim. Uma casa, pintada de vermelho e amarelo, estilo "século passado", muito bonita.  Duas escadas laterais, tomadas por trepadeiras floridas,davam acesso a uma porta grande no centro. E que por sinal estava aberta.  Sem exitar muito, fui entrando... Parecia casa de fazenda, estava cheia de móveis rústicos... Como não havia ninguem, fui até a cozinha.  E do lado de um fogão a lenha, uma senhora ( que conheço ), me recebeu com um sorriso simpático. ( Em vigília, se trata de uma pessoa muito educada e prestativa. )  Me aproximei portanto, e disse: " Estou procurando um amuleto, acho que a senhora sabe do que se trata. Poderia me dizer onde esta?"   Sim!  Respondeu ela.   Esta guardado. Vou pegar pra você.  E, sacando uma pequena chave do bolso do vestido, se dirigiu a gaveta de um armário antigo.  De onde tirou um pequeno baú.  ...Instintivamente levei as mãos  para pegá lo.  Com os olhos. Ela me disse: Calma!  E abrindo o pequeno baú. Com a mesma chave que abrira a gaveta. Retira e levanta o esperado amuleto.  Pego o em minhas mãos e, antes de examiná lo. Pergunto a ela: Qual o seu nome? ( Embora conheça o nome dela. Sei, por experiência, que raramente as " versões oníricas" conhecem seus verdadeiros nomes.)  Prontamente, ela me responde: "Merliza"!   --- Não sei se vocês já tiveram essa sensação, mas quando ouvimos nomes estranhos nos sonhos lúcidos. No momento eles parecem "fortes,"  "carregados de significado.  Mas quando estamos totalmente despertos, e refletimos sobre eles. Eles nos parecem "vazios" e meio sem sentido. ---   No momento em que ela pronunciou seu nome, senti o sonho indo embora... Me apeguei a sensação do amuleto na mão e... mentalmente determinado. Consegui voltar direto para o mesmo lugar onde estava. Como se tivesse havido apenas um "apagão"    Observo agora o amuleto;  não esta exatamente igual ao que o monge me dera!  Ainda numa correntinha dourada, um cubo de madeira, um pouco menor que o original. Está pendurado por um dos cantos.  Em suas faces. Os símbolos circulares, que também estão diferentes. Agora não são dourados. Mas "queimados" na madeira.  Consciente, de que as coisas nos sonhos são assim mesmo. O aceitei como verdadeiro.  Após "decorar"pelo menos 3 dos simbolos desenhados nas faces do amuleto. Olhei para a senhora, perguntei:  "Pra que isso serve? ... E tive, prontamente. A resposta um tanto quanto "decepcionante":  "Serve prá todo tipo de comida"       ...??? Comida?   Quando ia questioná la novamente...  Do nada. Uma "moça" sai ( flui ) debaixo do armário.  Muito bonita, jovem, com traços claramente indígenas. Usando um vestido com flores azuis.  Mas que tem a aparência de que não é lavado a mais de uns "dois anos"!   Olha pra mim e não diz nada. Parece não entender o que faz ali.  Mostro o amuleto a ela e pergunto se ela sabe pra que serve. Como ela não me responde e apenas balança a cabeça de um lado pra outro. Eu insisto: " Vamos!" me responda: Pra que serve isto?  ...Sinto o sonho se acabando... Mas ainda tenho tempo de perceber ela abrindo a boca e mostrando sua enorme língua bifurcada. Enquanto "sibila" como uma serpente.  ... Depois de acordado. Esse som ecoou por alguns segundos na minha mente...
O que significa a moça indígena da língua bifurcada?

Língua de serpente. Dizem que sonhar com serpente, pode significadar traição. Será que a língua de serpente significa que alguém vai te trair ou te ferir com palavras?

Mas, pode ter outros significados bem diferente desses.certo
avatar
Mensagens : 197
Pontos : 2335
Honra : 144
Data de inscrição : 26/05/2012
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Niro

em Seg Out 21, 2013 7:35 pm
Kei-chan

Então cara, foi engraçado, afinal será que o amuleto é algum tipo de tempero?kkk...

Izaell

Então, também fiquei curioso quanto a função da jovem índia no sonho... Mas pra falar verdade, acho que o sub faz isso só pra "encher linguiça". Pois se tivesse alguma importância, não teria me acordado em seguida... Ou quem sabe a intenção fosse exatamente essa: "Me acordar".
Quanto a sua dúvida: Quando se percebe que o sonho esta por acabar, e se quer voltar consciente ao sonho, precisamos nos preparar, ainda dentro do sonho, pra praticar o Deild. E os primeiros requisitos pra isso são: Despertar imóvel e de olhos fechados.

Emerson

Verdade cara! Pode ser o antidoto para alguma deficiência nutricional mental kkkk!
Os símbolos eram, aparentemente, coisa sem muita importância. Como já disse, bem inferiores aos do amuleto "original":
Um circulo, cujo próprio segmento forma uma letra "V" estilizada no meio.
Um outro circulo, formado por "barrinhas" paralelas verticais.
Um triângulo com um "floreio" em forma de "S" sobrepondo cada um de seus lados. Com algo como uma estrela no centro.

Reizen

Então, foi um sonho bacana mesmo. Tô desconfiado que o mistério do final, é malandragem do sub. Só pra me "deletar" Mas vamo falar baixo, porque se ele escuta vai querer fazer de novo rsrs.

The Master

Valeu brother! Você vai ver que seus lúcidos vão se tornar mais frequentes com o passar do tempo. E só se esforçar pra isso e dar tempo ao tempo.

Ramon

Acredito que tudo nos sonhos tenham algum significado. Mas isso é muito subjetivo e não existe uma regra geral, cada coisa pode significar algo diferente pra cada um. E como todo personagem de sonho, embora não pareça, É na verdade relacionado a minha própria personalidade e não a de outras pessoas. Então não acredito que deva me preocupar com isso.

Rapaziada

Sei que estou meio ausente de seus tópicos. Mas não é por falta de interesse nâo. É pura falta de tempo mesmo.


" Sonhe, pois o sonho nos trás o que a realidade nos nega."
avatar
Mensagens : 197
Pontos : 2335
Honra : 144
Data de inscrição : 26/05/2012
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Niro

em Seg Out 21, 2013 7:45 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
15 out 2013

Cronologicamente, este sonho veio antes do ultimo.


...Estou de pé, na calçada em frente a minha casa... não me lembro de nada antes disso. Olho para a rua. E bem no meio dela, existe um buraco enorme e quadrado! Mas com as bordas bem perfeitas e simétricas, como se fosse algo feito com capricho! ... Uma criança vem correndo em direção ao buraco. E, antes que eu tenha tempo esboçar qualquer reação. Ela passa correndo normalmente pelo buraco?? Como se ele não existisse.... "Que isso?" Só pode ser sonho! ...A lucidez chega. A criança e o buraco desaparecem. A rua que estava clara e nítida, agora esta escura. É noite. Olho para os postes de iluminação pública. Todos estão apagados. Mas tem um pouco de claridade, como se fosse noite de lua cheia. Olho pra casa do vizinho, que fica bem de frente a minha. E onde deveria haver duas janelas. Agora só tem uma, bem grande e iluminada por algumas velas acesas colocadas no seu batente. A luz tremulante e amarelada que vem das paredes internas da casa faz supor que existam muitas velas acesas lá dentro tambem. Uma luz me chama a atenção, olho para o céu, acima da casa e vejo muitos fogos de artificios. Mas não ouço o barulho, apenas vejo a luz deles. O clima meio "sinistro" não é muito "confortável". Olho para o lado esquerdo da rua. ...E, ao longe. Vejo muitas pessoas aglomeradas em meio a neblina vindo em minha direção. A neblina as cobre da cintura pra baixo. E parece acompanhá las... Meio sem saber o que fazer, olho rápido para o outro lado da rua. E quando volto os olhos novamente, elas já estão bem mais próximas. Só então percebo que são pessoas idosas. De ambos os sexos, e muitos... De alguma maneira, sinto que eles têm intenção "hostil". Mas penso em seguida: " Peraí, isto é um sonho! Eles não podem me fazer nada." E decido andar em direção a eles. Rapidamente eles começam a me envolver... Um pensamento vem a cabeça: Seriam pessoas que já morreram? Olho, tento identificar alguem, mas todos me parecem estranhos. ...Parece que todos querem me tocar... E cada um me segura por onde pode: Mãos, braços, roupas, cabelo... Mas sem nenhuma agressividade! ( Tenho que aprender a conversar mais nos sonhos lúcidos! As vezes fico perdido entre mil raciocinios, e acabo apenas me deixando levar pelo "fluxo do sonho" ) Fico quieto, olhando pra face de cada um. E apenas os acompanho na caminhada.
...Nada acontece... ...A coisa fica meio "monótona", e decido mudar aquilo; E segurando pelas mãos, um velhinho de um lado, e uma velhinha do outro. Grito: "Vamos voar!!" ...arranco e saio voando em alta velocidade. E em poucos segundos tudo muda:
A noite vira dia! ...E os que eram velhos, agora são crianças... Muitas, e por todo lado... Algumas me ultrapassam
voando... E numa gritaria louca. Tem criança voando por todo lado! Com meu voo rápido, mais desajeitado kkk. "como sempre" Vou arrancando tudo que tem pela frente. Um deles me ultrapassa e grita: "Vamos pra terra dos meninos perdidos!!" ... A emoção "enrosca" na garganta... Após mais alguns segundos de voo. Acordo pensando: Sonho lúcido é simplesmente: "A realização de nossos sonhos de infância".


" Sonhe, pois o sonho nos trás o que a realidade nos nega."
avatar
Mensagens : 848
Pontos : 3057
Honra : 347
Data de inscrição : 25/02/2013
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Niro

em Seg Out 21, 2013 9:04 pm
Cara, o final do sonho, quando os idosos viram crianças, foi muito legal!


Wyrd bið ful aræd
avatar
Mensagens : 1191
Pontos : 4037
Honra : 670
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 23
Localização : Morretes/ PR
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuáriohttp://naturezaevolutiva.blogspot.com.br/

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Niro

em Seg Out 21, 2013 9:51 pm
Niro escreveu:E os que eram velhos, agora são crianças...
Nossa que sonho mágico Niro. Que emoção, e aí São Tomé... Só ver para crer, vai falar que não é bom, né é mágico e vai além de qualquer ficção de cinema... Tenho esperanças de que um dia a ciência evolua a um ponto de fazer dos sonhos uma forma de entretenimento. Sabe-se lá como será o futuro, não?!

Abraços.
Mensagens : 1017
Pontos : 3481
Honra : 749
Data de inscrição : 06/08/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo/Santo André
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Niro

em Seg Out 21, 2013 10:41 pm
Nossa que brisa Niro no começo foi meio Looney Tunes a cena do buraco negro em que a criança passa correndo sobre ele depois achei que a parada ficaria sinistra no estilo Silent Hill ou The Walking Dead então você voa enquanto crianças voam para todos lados no estilo Peter Pan/Neverland, sahuUSHAUHSUhsuhaush iori
avatar
Mensagens : 2531
Pontos : 5708
Honra : 1044
Data de inscrição : 12/06/2013
Localização : Bahia
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Niro

em Ter Out 22, 2013 4:06 pm
Niro:
Ramon

Acredito que tudo nos sonhos tenham algum significado. Mas isso é muito subjetivo e não existe uma regra geral, cada coisa pode significar algo diferente pra cada um. E como todo personagem de sonho, embora não pareça, É na verdade relacionado a minha própria personalidade e não a de outras pessoas. Então não acredito que deva me preocupar com isso.

Pode ser que você tenha razão. De repente o significado desse sonho pode ser outro. Mas, é bom ficar atento observando os sinais na vida real. certo 
avatar
Mensagens : 197
Pontos : 2335
Honra : 144
Data de inscrição : 26/05/2012
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Niro

em Ter Out 22, 2013 8:26 pm
22 out 2013

...Desperto e olho pro digital do relógio: 4:15. Já dormi o suficiente, no próximo despertar cuidarei para estar imóvel e de olhos fechados. Nesse momento, a sugestão mnemônica ajuda, e muito: " No próximo despertar, por mais breve que ele seja, vou percebe lo e permanecer imóvel e de olhos fechados."
E pouco tempo após adormecer, já percebo o despertar... alguns segundos depois, tento me levantar...o que faço com muita dificuldade... Pareço grudado na cama. Quando isso acontece, é preciso ser persistente e ir se movendo aos poucos. ...Logo estou de pé e já em direção a rua.

A algum tempo já venho querendo mudar o meu "foco" nos sonhos lúcidos; Tomar uma posição mais "investigativa", principalmente no que diz respeito aos personagens de sonho.

Assim que desço a escada e saio na rua. Vejo um de meus filhos, encostado na parede, do lado esquerdo do portão. Esta de braços cruzados, usando uma camiseta preta. Ele olha pra mim e eu digo: Vem comigo! Com a intenção de "interrogar" algum personagem de sonho. Atravesso a rua, e me aproximo de um cara que esta na calçada do outro lado. Ele é magro, mais alto que eu, e esta usando uma jaqueta de pano marrom. E aí cara, beleza? Beleza vei!. Ele me responde. Cara, digo, por gentileza, você poderia me ajudar? ..."por gentileza é bom...!" Que que cê precisa vei? Responde ele de maneira mansa e engraçada. [ O jeito do cara falar lembra muito o "vidente" do filme "E se fosse verdade" ] É o seguinte, digo: Você sabe que tudo isso é um sonho certo? Ele concorda acenando com a cabeça. ...Então, você tem alguma coisa pra me dizer. Que eu ainda não saiba? Apos pensar por alguns segundo, ele começa a falar alguma coisa sobre uma "long neck 360" ...Fábrica ou fabricação?... ano de 1936... E falava sem parar! Não me lembro os detalhes da resposta. O problema, é que nesse momento, durante o sonho. Eu considerei o que ele estava falando, sem sentido e irrelevante. E dei as costas a ele. [ Depois de acordado, cheguei a conclusão que deveria ter memorizado o que ele me disse, e posteriormente feito o julgamento. ] Chamei meu filho, e fomos em direção a um grupo de pessoas. Parei a uma certa distância delas e chamei a atenção: "Ei"... "Algum de vocês tem alguma coisa pra me dizer que eu não saiba, ou precisa de minha ajuda de alguma maneira?" Assim que eu disse isso, uma senhora de cabelos brancos, veio em minha direção dizendo: " Você pode me ajudar?" Imediatamente, uma moça, vestida de branco, a pegou pelo braço e a puxou dizendo: "Venha Dona...( não me lembro o nome ) Não temos tempo pra isso!" e seguiram adiante... O cara com o qual tinha conversado antes, se aproximou e deu uma risada engraçada. Meio tipo "bêbado gente boa". E em seguida dizendo: " Pensa rápido". Atirou alguma coisa pra mim! ...No reflexo peguei. E vi que se tratava de um "limão cravo". "O que vou fazer com essa p§%$!! Tomar uma pinga?
...Olhei pro limão, arranquei um pedaço da casca... e pensei em "explodir" alguma coisa com ele. E dizendo pro meu filho: "Olha isso", o atirei bem longe, numa casa no fim da rua. ...Neste momento, a lucidez deve ter vacilado um pouco, pois a imagem do limão voando. Já estava dentro da TV. E eu, deitado na cama, assistindo..."Um falso despertar, pensei"... e rapidamente me levantei e, seguindo o mesmo caminho, fui novamente até a rua. Chegando lá. " A mesma cena": Meu filho encostado na parede, como se fosse um "dejavu"... E em seguida. A lucidez vacila novamente e vou pra outro falso despertar: Estou na sala. Tem alguns colchões no chão... Vejo meu filho acordando, com cara de sono. E, sem "sacar" que estou num falso despertar, pergunto a ele: "Com o que você estava sonhando?" " Lembra do limão?" ... Nesse momento, acordo de verdade. Olho para o digital do relógio: 4:48


" Sonhe, pois o sonho nos trás o que a realidade nos nega."
Mensagens : 1017
Pontos : 3481
Honra : 749
Data de inscrição : 06/08/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo/Santo André
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Niro

em Ter Out 22, 2013 10:26 pm
Seus relatos são sempre interessantes Niro e agora que você começou a interagir mais com personagens ficou ainda mais intrigante. Quanto ao long neck imagino que você já saiba o que significa ou é uma bebida alcoólica ou alguém com pescoço cumprido, bom pelo menos pela tradução iori
Achei engraçado quando você ofereceu ajuda as pessoas e uma velinha veio em sua direção, por um momento pensei que ela fosse realmente pedir algo, mas foi interrompida por uma mulher onírica. iori
avatar
Mensagens : 2531
Pontos : 5708
Honra : 1044
Data de inscrição : 12/06/2013
Localização : Bahia
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Niro

em Qua Out 23, 2013 1:02 am
Niro:
Niro escreveu:22 out 2013

...Desperto e olho pro digital do relógio: 4:15. Já dormi o suficiente, no próximo despertar cuidarei para estar imóvel e de olhos fechados.  Nesse momento, a sugestão mnemônica ajuda, e muito: " No próximo despertar, por mais breve que ele seja, vou percebe lo e permanecer imóvel e de olhos fechados."
E pouco tempo após adormecer, já percebo o despertar... alguns segundos depois, tento me levantar...o que faço com muita dificuldade... Pareço grudado na cama. Quando isso acontece, é preciso ser persistente e ir se movendo aos poucos.  ...Logo estou de pé e já em direção a rua.

A algum tempo já venho querendo mudar o meu "foco" nos sonhos lúcidos; Tomar uma posição mais "investigativa", principalmente no que diz respeito aos personagens de sonho.

Assim que desço a escada e saio na rua. Vejo um de meus filhos, encostado na parede, do lado esquerdo do portão. Esta de braços cruzados, usando uma camiseta preta. Ele olha pra mim e eu digo: Vem comigo!   Com a intenção de "interrogar" algum personagem de sonho.  Atravesso a rua, e me aproximo de um cara que esta na calçada do outro lado. Ele é magro, mais alto que eu, e esta usando uma jaqueta de pano marrom. E aí cara, beleza?   Beleza vei!. Ele me responde.   Cara, digo, por gentileza, você poderia me ajudar?   ..."por gentileza é bom...!" Que que cê precisa vei? Responde ele de maneira mansa e engraçada.  [ O jeito do cara falar lembra muito o "vidente" do filme "E se fosse verdade" ]    É o seguinte, digo:  Você sabe que tudo isso é um sonho certo?  Ele concorda acenando com a cabeça.  ...Então, você tem alguma coisa pra me dizer. Que eu ainda não saiba?   Apos pensar por alguns segundo, ele começa a falar alguma coisa sobre uma "long neck 360"  ...Fábrica ou fabricação?... ano de 1936... E falava sem parar!    Não me lembro os detalhes da resposta.   O problema, é que nesse momento, durante o sonho. Eu considerei o que ele estava falando, sem sentido e irrelevante. E dei as costas a ele.  [ Depois de acordado, cheguei a conclusão que deveria ter memorizado o que ele me disse, e posteriormente feito o julgamento. ]   Chamei meu filho, e fomos em direção a um grupo de pessoas.  Parei a uma certa distância delas e chamei a atenção: "Ei"...  "Algum de vocês tem alguma coisa pra me dizer que eu não saiba, ou precisa de minha ajuda de alguma maneira?"  Assim que eu disse isso, uma senhora de cabelos brancos, veio em minha direção dizendo: " Você pode me ajudar?"  Imediatamente, uma moça, vestida de branco, a pegou pelo braço e a puxou dizendo:  "Venha Dona...( não me lembro o nome ) Não temos tempo pra isso!" e seguiram adiante...  O cara com o qual tinha conversado antes, se aproximou e deu uma risada engraçada. Meio tipo "bêbado gente boa".  E em seguida dizendo: " Pensa rápido".  Atirou alguma coisa pra mim!  ...No reflexo peguei. E vi que se tratava de um "limão cravo".  "O que vou fazer com essa p§%$!!  Tomar uma pinga?
...Olhei pro limão, arranquei um pedaço da casca... e pensei em "explodir" alguma coisa com ele.  E dizendo pro meu filho: "Olha isso",  o atirei bem longe, numa casa no fim da rua.   ...Neste momento, a lucidez deve ter vacilado um pouco, pois a imagem do limão voando. Já estava dentro da TV. E eu, deitado na cama, assistindo..."Um falso despertar, pensei"... e rapidamente me levantei e, seguindo o mesmo caminho, fui novamente até a rua.  Chegando lá. " A mesma cena":  Meu filho encostado na parede, como se fosse um "dejavu"... E em seguida. A lucidez vacila novamente e vou pra outro falso despertar:  Estou na sala. Tem alguns colchões no chão... Vejo meu filho acordando, com cara de sono. E, sem "sacar" que estou num falso despertar, pergunto a ele: "Com o que você estava sonhando?" " Lembra do limão?" ... Nesse momento, acordo de verdade.  Olho para o digital do relógio:  4:48
Que experiência interessante. Seu filho já é adolescente ou ainda é muito novinho?

Por que você não conversou direto com seu filho no sonho? De repente, ele até poderia te dar umas idéias e te surpreender no sonho.certo 

avatar
Mensagens : 197
Pontos : 2335
Honra : 144
Data de inscrição : 26/05/2012
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Niro

em Qua Out 23, 2013 11:58 am
Reizen

KKKKK... Qualé brother?  Pensou muito alto aí, eu escutei daqui cara! Sai fora dessa linha, tá no caminho errado!     Bebida alcoolica. Com certeza!  Mais especificamente loira. Mais pela data 1936? Tá mais pra vinho.
.....KKKK...

Ramon

Meus filhos já são adolescentes.  Cara, nunca gostei de envolver família com sonhos lúcidos. Nem durante os sonhos nem fora deles.  Inclusive nunca falei com eles sobre sonhos lúcidos.  Pra falar a verdade, nunca falei com ninguem sobre isso, que não seja pela net.  Muita gente pode não concordar comigo.  Mais depois de toda a experiência que tenho no assunto.  Pessoalmente, ainda não tenho certeza absoluta de que isso não possa prejudicar o desenvolvimento normal de um adolescente.  Não no sentido de causar algum dano direto claro, mas no sentido de tornar os jovens ainda mais fora da realidade do que já estão.  " Como disse: É minha opinião pessoal"
Ou sera que sou eu que estou fora da realidade?? Sei lá!!


" Sonhe, pois o sonho nos trás o que a realidade nos nega."
avatar
Mensagens : 1191
Pontos : 4037
Honra : 670
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 23
Localização : Morretes/ PR
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuáriohttp://naturezaevolutiva.blogspot.com.br/

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Niro

em Qua Out 23, 2013 8:36 pm
Niro, isso é um sonho. Faça um teste de realidade...

kkkkkkkkkk, parabéns pelo relato. Gostei de ver a conversa com a senhora e de fato foi uma pena, não terdes ouvido seu pedido. Podia ser um pedido de ajuda de seu subconsciente, seria bacana saber.
Agora o cara o foi muito engraçado. Ai vei, na moral sacou... kkkk

Abraços.
Mensagens : 1017
Pontos : 3481
Honra : 749
Data de inscrição : 06/08/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo/Santo André
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Niro

em Qui Out 24, 2013 12:57 am
Concordo completamente com você Niro na minha opinião não é recomendável a arte dos sonhos lúcidos para menores de idade, penso que é preciso colocar a maturidade na balança, alias se os sonhos normais já afetam a psicologia de uma pessoa então imaginemos o que se pode fazer o mundo onírico, bom o resultado pode ser tanto positivo como negativo, mas repito, mas! Quem vai impedir crianças que aprenderam a sonhar lúcido? Não tem nem como então deixemos a natureza seguir seu percurso como de costume. certo
avatar
Mensagens : 2531
Pontos : 5708
Honra : 1044
Data de inscrição : 12/06/2013
Localização : Bahia
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Niro

em Qui Out 24, 2013 2:13 am
Niro:
Ramon

Meus filhos já são adolescentes.  Cara, nunca gostei de envolver família com sonhos lúcidos. Nem durante os sonhos nem fora deles.  Inclusive nunca falei com eles sobre sonhos lúcidos.  Pra falar a verdade, nunca falei com ninguem sobre isso, que não seja pela net.  Muita gente pode não concordar comigo.  Mais depois de toda a experiência que tenho no assunto.  Pessoalmente, ainda não tenho certeza absoluta de que isso não possa prejudicar o desenvolvimento normal de um adolescente.  Não no sentido de causar algum dano direto claro, mas no sentido de tornar os jovens ainda mais fora da realidade do que já estão.  " Como disse: É minha opinião pessoal"
Ou sera que sou eu que estou fora da realidade?? Sei lá!!
Entendo.certo

Mas, eu acho que não há risco nenhum de prejudicar seus filhos reais, se no sonho lúcido você conversar com uma imagem onírica de um dos seus filhos. Por que no sonho não é seu filho real e sim uma imagem onírica dele. Enquanto você dorme e sonha com eles, na vida real seus filhos não sabem de nada que se passa no seu sonho. Por que não são eles que realmente estão lá no seu sonho e sim uma imagem onírica deles.

Mas, eu entendo seu ponto de vista.

Agora, quanto ao tema "sonho lúcido" ser prejudicial pra um adolescente. Acho que não tem nada a ver. O fórum tem muitos jovens e alguns mais ou menos da idade dos seus. E eles me parecem pessoas bem normais pra idade.kkkkkkkk

O que não é legal é se você forçar seus filhos a se interessar por sonho lúcido. Mas, se um deles espontaneamente se interessar por sonho lúcido. Acho que você é a melhor pessoa para incentivar e acompanhar o aprendizado deles sobre os sonhos lúcidos.certo
avatar
Mensagens : 197
Pontos : 2335
Honra : 144
Data de inscrição : 26/05/2012
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Niro

em Ter Out 29, 2013 8:37 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Emerson, Reizen e Ramon. Valeu, brothers!

Sexta feira, 25 out 2013

Pensando sobre as experiências com sonhos lúcidos, pouco antes de me deitar. Me lembro de uma pequena bússola que tenho. E penso que seria interessante deixá la num lugar qualquer, dentro de casa. Para que durante o sonho lúcido eu possa pegá la e observar como esse dispositivo vai funcionar dentro do sonho... Após achar a "danadinha", uma bússola de uns cinco centímetros de diâmetro, no meio das "traquitanas". A deixo em cima de um armário alto, na cozinha. Numa posição em que eu possa encontrá la com a mão, sem que eu tenha que olhar pra ela primeiro. Motivo: Se eu tivesse que "enxergá la" antes, provavelmente ela não estaria lá. São as "peculiaridades dos sonhos lúcidos", coisas que acabamos aprendendo com o tempo e a experiência. Nos sonhos lúcidos, quando se procura algo com a " visão", você fica a mercê da estrutura visual dos sonhos, que normalmente é "flutuante e altamente instável". Por outro lado, quando se vai pelo "tato", essa ação se baseia principalmente, na memória que você tem do mundo real. "Forçando" de certa maneira, a "expectativa" a trabalhar a seu favor:

Bom, após deixar a bússola no local desejado, e memorizar bem sua posição, fui dormir. Tenho vários despertares durante a noite. Mas nunca tento Wild ou Deild ( as únicas técnicas que tenho usado ultimamente, pois deixei de fazer RCs a bastante tempo ) Antes que tenha dormido pelo menos seis horas. Os primeiros despertares, eu uso para ficar atento aos sonhos comuns. Atitude "imprescindível", mesmo quando se usa Wild ou Deild. ...Após me perceber lúcido... Tive "muita" dificuldade para me levantar... Pois estava dormindo de bruços. E ficou bastante complicado para passar dessa posição para a posição de pé... Seguindo um caminho, "quase instintivo". ...passei pelo corredor, fui até a sala, atravessei a porta e desci a escada... E...Quando estava no meio da escada: Oopa!! Me lembrei da bússola!... Voltei correndo, atravessei novamente a porta e fui até a cozinha. Quando cheguei até porta da cozinha. Para "impedir" que quando eu entrasse, encontrasse uma cozinha totalmente diferente, ou talves ela nem estivesse ali. Fiz uma coisa que chamo de "Ancorar a realidade": Parei antes de entrar e olhar para a cozinha. E fiz uma "descrição mental" de como ela é na realidade, e onde eu havia deixado a bússola, da maneira mais detalhada possível. Um jeito de dizer para o sub: " É assim que se parece a cozinha! E é assim que vou encontrá la". Não me venha com aberrações! E em seguida entrei. ...E ela estava exatamente da maneira como é na realidade! Fui até o armário, levei a mão, e a bússola estava lá. Igualzinha. E no lugar onde deixei. Coloquei a sobre a mesa, girei... E ela fez exatamente o que deveria fazer: "Apontou o norte!" Como eu tinha planejado seguir a direção indicada, caso ela apontasse pra algum lugar diferente. Resolvi seguir com o plano. E andei na direção apontada, não importando o que tivesse pela frente. Resultado: "Parede, armários e prateleiras sólidas, um barulhão danado e um monte de coisas caindo!" kkk... Voltei até a mesa onde deixei a bússola... Quando estava de frente pra ela... Senti o sonho se desfazendo... Rapidamente, botei as duas mãos abertas sobre a mesa e me concentrei na intenção de me manter no sonho... O sonho escureceu...E, mesmo no "vazio", mantive a mente focada na intenção de não sair do sonho... ...Em alguns segundos a claridade voltou. Dei uma olhada em volta, estou agora, a beira de um rio. O lugar esta cheio de árvores altas. O chão, bem plano, esta coberto de folhas secas. A sensação de estar num lugar desses é muito agradável! O rio, mais ou menos da largura de uma rua, de água cristalina e bem calma. Deve ter uns vinte centímetros de profundidade. Entro na água, noto que esta morna. Passo o pé no fundo, que é de terra, e o movimento não produz nenhuma sujeira na água. Olho em volta. Existem marcas circulares por todo o fundo do rio; São semicírculos de vários tamanhos, organizados de forma concêntrica. Fico curioso quanto a origem destas marcas? Me lembro que rios com fundo de areia, tem marcas parecidas. Más não circulares. Olho mais adiante. Para o local de onde vem a água, e vejo que na verdade são dois rios que se encontram. Formando um rebuliço de ondas na água. Talvez seja este o motivo das marcas! Penso. ...Enquanto eu caminhava em direção ao encontro das águas, o sonho se desfez... Dessa vez, sem volta. Depois que despertei, fiquei um bom tempo refletindo sobre esse sonho. O que quase sempre me faz perder: Uma, as vezes uma hora e meia de sono!


" Sonhe, pois o sonho nos trás o que a realidade nos nega."
Convidado
Convidado

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Niro

em Ter Out 29, 2013 8:54 pm
Niro que sonho interresante cara, bem descrito e vivido...
deixa eu ver s entendi: quando a bussula apontou para o norte e voçê foi em direção do norte voçê tentou atravessar as paredes e não consegio??? valeu até++++
Mensagens : 1017
Pontos : 3481
Honra : 749
Data de inscrição : 06/08/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo/Santo André
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Niro

em Ter Out 29, 2013 10:54 pm
Nussa falou tudo só nos primeiros parágrafos é bem por aí mesmo se fosse pra escolher eu particularmente preferiria o tato do que a visão e as vantagens são inúmeras, fora que retirar um objeto escondido do foco de visão é bem mais fácil do que procurar ou ficar tentando materializar.

Niro seus sonhos evoluíram bastante e sua narração seguida de detalhes segue impecável se eu não lhe conhecesse diria que você leu escola de viajem fora do corpo pelas técnicas utilizadas, alias eu também fiquei um mês e pouco só nas induções diretas e indiretas, fato que estava de férias e tinha tempo livre, o problema era quando chegava o super sonho lúcido cheio de conteúdo e enriquecido de detalhes, as vezes mal conseguia dormir de tanto recordar do sonho, outras vezes levava meia hora pra pegar no sono novamente.

Gostei do estilo de memorização seguido da visualização da cozinha eu tentei muito isso com a Beatriz, mas sempre fui um fracasso, quase sempre aparecia outra pessoa, não sei se é pelo fato do personagem onírico ser apenas onírico e não ter vida ou pela dificuldade em que eu me encontrava em criar as descrições dos detalhes da fisionomia.

Está melhorando cada vez mais, meus parabéns pelo excelente progresso nessa trajetória do fórum! certo
avatar
Mensagens : 667
Pontos : 3309
Honra : 235
Data de inscrição : 25/02/2013
Idade : 18
Localização : Não sei, pergunta para o Zoro :V
Sonhos Lúcidos :
13 / 99913 / 999
Sonhos Comuns :
26 / 99926 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Niro

em Qua Out 30, 2013 2:20 pm
Nossa, as suas experiencias são muito boas, muito legal essa ideia da bussola. Nunca tinha pensando sobre o tato e a visão em sonhos lúcidos... Gostei da ideia.




avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2496
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Niro

em Qua Out 30, 2013 9:05 pm
Voce relata o sonho com tantos detalhes que da ate para criar uma imagem mental de como foi. Oo


CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
avatar
Mensagens : 1191
Pontos : 4037
Honra : 670
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 23
Localização : Morretes/ PR
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuáriohttp://naturezaevolutiva.blogspot.com.br/

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Niro

em Sex Nov 01, 2013 3:45 pm
Obrigado pela dica do tato Niro. Posso utilizar num futuro breve. Gostei muito da bussola, quem sabe qual seria o ponto magnético para o qual ela mirava? Não sei se foi depois de ler teu relato ou pouco antes usei uma técnica semelhante para evocação de personagem onírico. Parece que estamos a evoluir, não é?!

Abraços.
avatar
Mensagens : 2531
Pontos : 5708
Honra : 1044
Data de inscrição : 12/06/2013
Localização : Bahia
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Niro

em Ter Nov 12, 2013 4:10 am
Niro:

Niro escreveu:Emerson, Reizen e Ramon.  Valeu, brothers!

Sexta feira, 25 out 2013        

Pensando sobre as experiências com sonhos lúcidos, pouco antes de me deitar. Me lembro de uma pequena bússola que tenho. E penso que seria interessante deixá la num lugar qualquer, dentro de casa. Para que  durante o sonho lúcido eu possa pegá la e observar como esse dispositivo vai funcionar dentro do sonho...      Após achar a "danadinha", uma bússola de uns cinco centímetros de diâmetro, no meio das "traquitanas".    A deixo em cima de um armário alto, na cozinha.  Numa posição em que eu possa encontrá la com a mão, sem que eu tenha que olhar pra ela primeiro.       Motivo: Se eu tivesse que "enxergá la" antes, provavelmente ela não estaria lá.  São as "peculiaridades dos sonhos lúcidos", coisas que acabamos aprendendo com o tempo e a experiência.   Nos sonhos lúcidos, quando se procura algo com a " visão", você fica a mercê da estrutura visual dos sonhos, que normalmente é "flutuante e altamente  instável".   Por outro lado, quando se vai pelo "tato", essa ação se baseia principalmente, na memória que você tem do mundo real. "Forçando" de certa maneira, a "expectativa" a trabalhar a seu favor:  

Bom, após deixar a bússola no local desejado, e memorizar bem sua posição, fui dormir.     Tenho vários despertares durante a noite. Mas nunca tento Wild ou Deild  ( as únicas técnicas que tenho usado ultimamente, pois deixei de fazer RCs a bastante tempo )  Antes que tenha dormido pelo menos seis horas.  Os primeiros despertares, eu uso para ficar atento aos sonhos comuns.  Atitude "imprescindível", mesmo quando se usa Wild ou Deild.   ...Após me perceber lúcido... Tive "muita" dificuldade para me levantar...   Pois estava dormindo de bruços. E ficou bastante complicado para passar dessa posição para a posição de pé...  Seguindo um caminho, "quase instintivo".  ...passei pelo corredor, fui até a sala, atravessei a porta e desci a escada...   E...Quando estava no meio da escada:  Oopa!!  Me lembrei da bússola!...  Voltei correndo, atravessei novamente a porta e fui até a cozinha.  Quando cheguei até porta da cozinha.  Para "impedir" que quando eu entrasse, encontrasse uma cozinha totalmente diferente, ou talves ela nem estivesse ali.  Fiz uma coisa que chamo de "Ancorar a realidade":   Parei antes de entrar e olhar para a cozinha. E fiz uma "descrição mental" de como ela é na realidade, e onde eu havia deixado a bússola, da maneira mais detalhada possível.  Um jeito de dizer para o sub:  " É assim que se parece a cozinha! E é assim que vou encontrá la". Não me venha com aberrações!    E em seguida entrei. ...E ela estava exatamente da maneira como é na realidade!  Fui até o armário, levei a mão, e a bússola estava lá. Igualzinha. E no lugar onde deixei.  Coloquei a sobre a mesa, girei... E ela fez exatamente o que deveria fazer: "Apontou o norte!"  Como eu tinha planejado seguir a direção indicada, caso ela apontasse pra algum lugar diferente. Resolvi seguir com o plano. E andei na direção apontada, não importando o que tivesse pela frente.    Resultado: "Parede, armários e prateleiras sólidas, um barulhão danado e um monte de coisas caindo!"  kkk...  Voltei até a mesa onde deixei a bússola... Quando estava de frente pra ela... Senti o sonho se desfazendo... Rapidamente, botei as duas mãos abertas sobre a mesa e me concentrei na intenção de me manter no sonho... O sonho escureceu...E, mesmo no "vazio", mantive a mente focada na intenção de não sair do sonho...   ...Em alguns segundos a claridade voltou.   Dei uma olhada em volta, estou agora, a beira de um rio.  O lugar esta cheio de árvores altas.  O chão, bem plano, esta coberto de folhas secas.  A sensação de estar num lugar desses é muito agradável!  O rio, mais ou menos da largura de uma rua, de água cristalina e bem calma. Deve ter uns vinte centímetros de profundidade.   Entro na água, noto que esta morna. Passo o pé no fundo, que é de terra, e o movimento não produz nenhuma sujeira na água.  Olho em volta.  Existem marcas circulares por todo o fundo do rio; São semicírculos de vários tamanhos, organizados de forma concêntrica. Fico curioso quanto a origem destas marcas?  Me lembro que rios com fundo de areia, tem marcas parecidas. Más não circulares. Olho mais adiante. Para o local de onde vem a água, e vejo que na verdade são dois rios que se encontram. Formando um rebuliço de ondas na água.  Talvez seja este o motivo das marcas!  Penso.  ...Enquanto eu caminhava em direção ao encontro das águas, o sonho se desfez... Dessa vez, sem volta.         Depois que despertei, fiquei um bom tempo refletindo sobre esse sonho.  O que quase sempre me faz perder: Uma, as vezes uma hora e meia de sono!    
Esse sonho foi muito impressionante. E você descreve muito bem e com riqueza de detalhes. O que os tornam mais interessantes ainda. Parabéns!certo

Tem uma coisa que você fez nesse sonho que eu já tive a oportunidade de fazer algumas vezes também. E é bem isso mesmo que acontece no sonho. Imaginar uma cena para forçar o subconsciente a recriá-la no sonho. Geralmente quando meus sonhos lúcidos começam no meu quarto, atravesso a parede imaginando que vou sair no quintal da minha casa que fica ao lado do meu quarto. Penso na visão real que teria do quintal e o meu sub reproduz igualzinho. As vezes com algumas anomalias visuais, tipo ver o quintal de cima pra baixo, por eu estar flutuando alto. Mas, é exatamente o meu quintal que apareceu no meu SL depois que atravessei a parede. Mas, mesmo vendo uma cena comum. Sempre fico impressionado.

Adorei a idéia da bússola. Eu até tenho uma bússola pequena. E vou começar a treinar com ela pra ver se eu me lembro dela nos sonhos. Valeu pela idéia. Adorei.certo
Conteúdo patrocinado

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Niro

Ver o tópico anteriorVoltar ao TopoVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum