Conectar-se
Últimos assuntos
Os membros mais ativos do mês
9 Mensagens - 60%
5 Mensagens - 33%
1 Mensagem - 7%
Votação
Qual a técnica que você utiliza para ficar lúcido?
Teste de Realidade
45% / 15
Totem
15% / 5
Incubação
12% / 4
Gatilho
6% / 2
Gravador de Voz ou Sons Binaurais
6% / 2
Outros
15% / 5
Parceiros
 sonhos=
 sonhos=
 animes=

Compartilhe
Ver o tópico anteriorIr em baixoVer o tópico seguinte
avatar
Mensagens : 87
Pontos : 1793
Honra : 21
Data de inscrição : 30/12/2013
Idade : 18
Localização : Ilha da Rainha da Morte
Sonhos Lúcidos :
6 / 9996 / 999
Sonhos Comuns :
17 / 99917 / 999
Ver perfil do usuário

Diário dos Sonhos de FerramentaDarkus

em Dom Jan 19, 2014 10:15 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Olá, Onironautas! Faz pouco tempo que ingressei no fórum e criei meu diário de Sonhos Lúcidos, porém como atualmente não tenho tido Sonhos Lúcidos, resolvi criar esse diário! Aviso que nesse diário, a ordem da postagem de cada sonho não ocorrerá na ordem em que sonhei, isso porque prefiro contar os sonhos que tenho recentemente como prioridade e contar sonhos que tive à tempos quando não tiver nenhum sonho para postar.

Primeiro Sonho:
Codinome: A Festa
Data: 19/01/14
Duração: Não me recordo
Classificação: Sonho Bom
História: Não me lembro exatamente de como esse sonho começou, mas creio que eu ia dar uma festa, possivelmente em comemoração ao meu aniversário, algo um tanto estranho, já que meu aniversário foi dia 17 de novembro, mesmo assim não fiquei lúcido e nem percebi isso. Creio que minha consciência se instala em um estado de amnésia quando estou sonhando. De qualquer forma, meu pai havia pedido para eu fazer a lista de convidados.
Convidei vários dos meus amigos, entre eles, Hinari, a minha melhor amiga, que também é a garota que amo e que tentei invocar no meu quinto sonho lúcido, apesar de não fazer a mínima ideia de onde ela mora, nem ter seu número de telefone ou qualquer outra maneira de avisar a ela. Então, depois de tudo terminado, entreguei a lista para o meu pai, que fez o favor de convidar todo mundo da lista, inclusive Hinari, que ele não faz a mínima ideia de quem é.
O tempo então deu um pulo para o dia da festa. Mesmo com o pulo no tempo, não fiquei lúcido. Durante a festa, que ocorreu na casa da minha madrasta, haviam mais pessoas do que o que estavam na lista, algumas eu nunca havia visto na vida. Eu fiquei sentado em uma das muretas e comi diversos cachorros quentes ou sanduíches de almondega, não me lembro ao certo, mas creio que eram cachorros quentes. Devo ter sonhado com essas comidas devido a um episódio de Regular Show que assisti antes de ir dormir. O mais estranho era a forma como eu comia: Eu segurava em uma extremidade no alto com as duas mãos, e então direcionava o sanduíche até minha boca, provavelmente comi dessa forma por ser a forma de como Mordecai e Rigby comiam no episódio. De qualquer forma, enquanto comia, pensei em alguns momentos ter visto Hinari, mas não tenho certeza.
Então um tempo se passou e meus pais e alguns parentes(na verdade, pai, madrasta e parentes da madrasta) resolveram fazer um jogo de queimada. Minha madrasta me pediu para escolher quem eu queria no meu time, e então escolhi alguns parentes e também Hinari(Nota: no sonho inteiro, a chamei pelo verdadeiro nome), mesmo não tendo certeza de que ela estava lá, mas não me lembro ao certo de que antes de escolher, fui avisado de que ela estava, ou se o que acho que ocorre em seguida ocorreu antes de eu escolher mas, de qualquer forma, prossigamos.
Então ela apareceu, bela como sempre, não me lembro que roupas estava vestindo, mas creio que era uma roupa preta e, no mesmo momento, senti a felicidade e o conforto que sinto sempre que a vejo ou falo com ela. Não me lembro se nos abraçamos ou cumprimentamos antes do jogo começar mas, de qualquer forma, jogamos lado a lado. Lembro-me até de um momento no qual ela ia ser acertada, então eu me joguei e empurrei ela, e então caímos juntos e começamos a rir.
Algo que me impressiona é que, mesmo no sonho, ela manteve sua aparência(em meu quinto sonho lúcido, não conseguia fazer ela aparecer com sua verdadeira aparência), personalidade e voz, coisas que costumam mudar nas pessoas em meus sonhos, inclusive em mim.
Conclusões:1-Em um sonho, quando se convida alguém para um evento, mesmo não tendo formas de se comunicar com ela, se você quer muito ver essa pessoa, seu subconsciente faz com que ela vá ao evento; 2-Pelo menos comigo, é mais fácil encontrar uma pessoa exatamente como quer no estado não-lúcido, do que no estado lúcido; 3-Assistir muito Regular Show antes de dormir deixa meus sonhos malucos.

Segundo Sonho:
Codinome: Call Killer e a Garagem Gelada
Data: 19/11/14(não me recordo se ocorreu antes ou depois do sonho "A Festa)
Duração: Não recordo
Classificação: Semi-Pesadelo
História: Eu estava na garagem nos fundos da minha casa com o meu primo Call(apelido que dei para um de meus primos de terceiro grau para narrar sonhos). Nós estávamos conversando até que ele se virou para mim e disse "Duvida eu te perseguir com essa motosserra?" e eu não acreditei e disse "Sei!" em um tom sarcástico. Achei que Call estava maluco e resolvi me afastar dele com um certo medo.
Resolvi ir para dentro de casa. Não sei porque diabos não fui pela entrada dos fundos que abre por fora e por dentro, e preferi ir pela entrada da frente, que estava mais longe da garagem e só abre por fora. Então eu bati na porta e comecei a chamar minha avó. Eu estava calmo e não acreditava no que Call havia falado, até que ouvi o barulho de uma motosserra e comecei a bater mais forte na porta e chamar por minha avó mais alto, até que comecei a ouvir passos do lado direito da casa(à minha esquerda) e bati ainda mais rápido e gritava ainda mais alto o nome da minha avó.
Como pensei que Call estava vindo pelo lado direito da casa, resolvi tentar dar a volta na casa pelo lado esquerdo(minha direita) e entrar pela porta dos fundos. Péssima ideia. Ao olhar pelo lado esquerdo da casa, eu vi, parado em frente à garagem, olhando para mim com um certo instinto assassino e uma motosserra nas mãos, Call, que começou a correr em minha direção. Corri então para a porta e comecei a bater freneticamente e a chamar por minha avó. Sabia que entrar em casa era minha única esperança, e que, se eu tentasse dar a volta pelo lado direito, Call de certo me alcançaria, já que ele é muito mais rápido que eu e poderia estar parado de tocaia ainda atrás da casa.
Então, ele apareceu, e começou a correr atrás de mim, até que consegui me encurralar perto da porta. Senti muito medo na hora e imaginei que seria o meu fim. Heis que minha avó surgiu abrindo a porta de casa e ficou horrorizada com o que estava vendo. Call ergueu a motosserra e eu estava quase caindo no chão, então ele desceu a motosserra com toda a força, mas, por sorte eu consegui escapar e aproveitar a distração para entrar em casa e trancar a porta. Então tudo acabou.
Imagino que tive esse sonho devido à ter visto um documentário chamado "Jovens Assassinos" que falava sobre pessoas que, quando ainda eram crianças, cometeram assassinatos terríveis, mais desumanos do que os que alguns adultos cometem, e receberam sentenças além do que adultos costumam receber, como prisão perpétua, passando suas vidas, desde a infância até a morte na cadeia.
Depois disso, fiquei lembrando do programa e de como eu quase fui parar entre as vítimas mostradas no mesmo. Então veio a segunda parte do sonho:
Eu havia saído de casa e Call já não estava mais lá. Eu entrei na garagem(que de algum jeito foi parar na frente de casa) e ela estava diferente. Lá tinha gelo, alguns espelhos e vidros, e a cor predominante era azul. A minha madrasta estava me acompanhando explorando o cenário onírico. Ao passar pelos locais, me recordava do episódio anterior com Call. Então, ao passar sobre um bloco de gelo pouco maior que um ser humano, cerca de um metro de comprimento e largura por dois metros de altura, lembrei de um documentário que vi, na verdade não vi, mas minha memória onírica criou aquele documentário, que falava sobre um homem que havia congelado a si mesmo para acordar no futuro, ou ele parecia estar congelado, não sei ao certo, ao mesmo tempo que lembrava do episódio com Call e o documentário "Jovens Assassinos".
Não me recordo o que ocorreu depois.
Conclusões: 1-Não devo assistir documentários de investigação assassina; 2-Call é um baita FDP.

Por enquanto é só! Trarei mais sonhos futuramente! Digam o que acharam dos meus sonhos! Até mais!


"Com estas asas atravessarei o Universo"~Ikki de Fênix
avatar
Mensagens : 146
Pontos : 1877
Honra : 86
Data de inscrição : 16/06/2013
Idade : 23
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de FerramentaDarkus

em Seg Jan 20, 2014 9:25 am
Primeiramente, achei bem interessantes seus apontamentos no final de cada sonho kkkkk
No primeiro sonho, acho que você desejou tanto que Hinari comparecesse a sua festa que seria uma baita desfeita ela não ir , mesmo que oniricamente. Isso de mudança de voz e aspectos físicos de sonho lúcido e não lúcido eu nunca tinha reparado, nunca conversei com um personagem onírico quando estava lúcida, uma hora vou tentar.
Por um momento pensei que quando sua vó saiu da porta o Call ia passar a serra elétrica nela e dividi-la em duas tipo pânico na floresta kkkkkkk ainda bem que não


avatar
Mensagens : 87
Pontos : 1793
Honra : 21
Data de inscrição : 30/12/2013
Idade : 18
Localização : Ilha da Rainha da Morte
Sonhos Lúcidos :
6 / 9996 / 999
Sonhos Comuns :
17 / 99917 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de FerramentaDarkus

em Ter Jan 21, 2014 4:46 pm
Luh Silva escreveu:Primeiramente, achei bem interessantes seus apontamentos no final de cada sonho kkkkk
No primeiro sonho, acho que você desejou tanto que Hinari comparecesse a sua festa que seria uma baita desfeita ela não ir , mesmo que oniricamente. Isso de mudança de voz e aspectos físicos de sonho lúcido e não lúcido eu nunca tinha reparado, nunca conversei com um personagem onírico quando estava lúcida, uma hora vou tentar.
Por um momento pensei que quando sua vó saiu da porta o Call ia passar a serra elétrica nela e dividi-la em duas tipo pânico na floresta kkkkkkk ainda bem que não

Provavelmente foi! Tentarei realizar um evento e chamar alguém que não vejo há muito tempo para ver se funciona.
Isso é normal de meus sonhos. Muitas vezes, no estado de vigília, já não consigo lembrar dos rostos e vozes de algumas pessoas, nos sonhos é bem comum estarem diferentes, mesmo que eu não perceba, apenas depois de acordar. Mas o que me impressiona mesmo, é o mantimento da personalidade, que meu sub-consciente quase sempre muda nas pessoas em meus sonhos.
E, na verdade, ele estava de lado pra ela, e estava me atacando, mas acho que se ele fizesse isso, abriria uma brecha para que eu pudesse atacá-lo antes de cortá-la.


"Com estas asas atravessarei o Universo"~Ikki de Fênix
avatar
Mensagens : 87
Pontos : 1793
Honra : 21
Data de inscrição : 30/12/2013
Idade : 18
Localização : Ilha da Rainha da Morte
Sonhos Lúcidos :
6 / 9996 / 999
Sonhos Comuns :
17 / 99917 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de FerramentaDarkus

em Sab Fev 08, 2014 1:28 am
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Recentemente tenho praticado expandir minha memória de sonhos sem anotar nada, revisando o sonho várias vezes assim que acordar. Agora já tenho tido consciência em meus sonhos, mesmo não sendo lúcidos, como se estivesse em vigília mas, com amnésia e falsas memórias.

Terceiro Sonho:
Codinome: Chuck Norris e os Guerreiros Z
Data: 03/02/2014
Duração: Cerca de 5 à 10 minutos
Classificação: Sonho, porém com uma sensação de medo
História: O sonho começou com eu, minha mãe, minha irmã, meu primo de segundo grau, Luki, e meu padrasto no quarto da casa da minha mãe! Então minha mãe mandou eu e Luki irmos buscar algo do lado de fora da casa.
Quando saímos, estávamos segurando pratos pequenos, provavelmente descartáveis, com guardanapos, não me lembro ao certo se tinham quibes neles ou não. Lá fora também havia um grupo de adolescentes que nos zombava dizendo "Haha! Vocês não disseram que iam comer (não me lembro a comida que disseram!)?", provavelmente devo ter dito alguma coisa no sonho anterior que resultou nisso, ou então foi apenas uma falsa memória.
Ficamos tão irritados que voltamos para dentro de casa. Minha mãe mandou nós sairmos novamente, e saímos, porém, quando saímos, houve uma drástica mudança no cenário, Luki sumiu e eu estava voando, junto com Piccolo, Goku, Vegeta, Yamcha, Kuririn e acho que Gohan também. Estávamos voando de boa quando olho para a direita e vejo, ninguém mais ninguém menos do que ele, Chuck Norris, vestindo uma armadura Saiyajin igual à do Vegeta. Ele nos derrotou fácil e voltamos para a casa da minha mãe. Ficamos escondidos um tempo, até que saímos de novo, e os vimos de novo, porém dessa vez com uma roupa viking, espada e montado em um dragão. Ele nos derrotou e depois, no final, eu vi uma mulher, muito parecida com minha tia, segurando uma bíblia e falando "Escreveram no cantinho sagrado?".
Então dessa vez não fomos para a casa da minha mãe, mas para a minha, então eu fui para o corredor, e vi Chuck Norris na porta, novamente com o traje viking segurando a espada com sua mão direita. No momento senti muito medo e virei o rosto. Quando voltei a olhar para a porta, ele não estava mais lá, mas sim a mesma mulher dizendo a mesma coisa "Escreveram no cantinho sagrado?".
Então entrei no quarto da minha irmã, e olhei para a cama dela e lá, estava sentada, a mesma mulher, olhando para a janela e dizendo "É! Escreveram no cantinho sagrado!".
Olhei para a janela e vi algumas escrituras nela. Era algo relacionado a religião, algo parecido como "Deus criou Josué para ser vencedor!". No momento me senti um pouco seguro naquele local, e então gritei "HEI! CHUCK NORRIS!", então ele passou no céu com seu dragão e então fiquei com medo novamente e fui correndo para o meu quarto, e então acordei.
Conclusões: Nunca desafie Chuck Norris, nem em um sonho '-'


"Com estas asas atravessarei o Universo"~Ikki de Fênix
avatar
Mensagens : 361
Pontos : 1943
Honra : 100
Data de inscrição : 18/12/2013
Idade : 21
Localização : ES
Sonhos Lúcidos :
35 / 99935 / 999
Sonhos Comuns :
62 / 99962 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de FerramentaDarkus

em Sab Fev 08, 2014 10:35 am
Bem legal seus sonhos
a festa parece ter sido um sonho bem normal , mas esse do seu primo no desejo do massacre da serra elétrica pareceu bem tenso

achei incrivel esse seu terceiro sonho perseguição do Chuck Norris  iori 
eu gosto de sonhos que temos uma ligeira sensação de medo porem não esses que o medos são ocasionados por algo porem sim sonhos que o simples fato de estarmos la assustar

olhando seus sonhos parece que vc tem uma ligação com sua familia bem boa
PS:meu nome é josué então eu ri quando li seu relato
avatar
Mensagens : 87
Pontos : 1793
Honra : 21
Data de inscrição : 30/12/2013
Idade : 18
Localização : Ilha da Rainha da Morte
Sonhos Lúcidos :
6 / 9996 / 999
Sonhos Comuns :
17 / 99917 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de FerramentaDarkus

em Qui Jul 03, 2014 3:01 am
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Faz tempo que não posto aqui mas, esses dias, tive um sonho que não posso deixar de postar:

Quarto Sonho:
Codinome: O Apocalipse Zumbi-Vampiro, incorporação do Sonic e a Carruagem da Cinderela
Data: 01/07/2014
Duração: Não recordo
Classificação: Semi-pesadelo, com uma grande sensação de medo e adrenalina
História: Nesse Sonho, eu estava em pleno apocalipse. Eu e minha família nos escondíamos nas ruínas da casa de minha tia, que chamarei aqui de May.
Estávamos em paz(mesmo estando em meio a um apocalipse), conversando juntos no que sobrou da casa até que surgiram as criaturas que pareciam ser zumbis, ou vampiros... Não sei exatamente o que eram, só sei que queriam nos comer.

Estranhamente eles não eram zumbis-vampiros comuns. Eles tinham consciência(muito maior do que quando se está vivo até), eram super-inteligentes, sabiam voar, se teletransportar, e tinham uma velocidade de cerca e 5.000.000 Machs. Basicamente, ao ver isso, só teve uma coisa que eu pude pensar...54
 
No momento eu saí correndo pelas ruínas da casa, que pareciam mais uma casa em construção! Basicamente eu deixei minha família pra lá e saí correndo fazendo Parkour por cima dos restos das casas da vizinhança...
Na hora, eu esqueci completamente minha família! Apenas pensava uma coisa: "Quem liga? Minha sobrevivência que importa mesmo!"

Durante o Parkour, teve um momento em que eu não tinha por onde seguir, e o maldito Super-Zumbi-Vampiro-Voador-Teletransportador estava bem na minha cola, então, eu resolvi pular em cima da fiação de um poste, e fui correndo por cima dos fios elétricos.
Em um momento, eu não tinha como continuar correndo, então eu pulei e agarrei nos fios de um poste mais alto, e fui deslizando por eles até ver um fio abaixo de mim. Era tudo ou nada. Se eu soltasse, cairia no fio e deslizaria por ele, ou erraria e cairia para a morte, e se não soltasse, o Super-Zumbi-Vampiro-Voador-Mach 5.000.000 iria me alcançar.
Então eu resolvi soltar. Tive sorte de cair com perfeição de lado sobre o fio, e então saí deslizando por cima dele, estilo Sonic:


Pra falar a verdade, toda a perseguição parecia um jogo do Sonic.
Depois de despistar o Bicho-Que-Não-Quero-Ter-Que-Repetir-O-Nome eu fui de volta para a casa de minha tia, onde, estranhamente, não reclamaram do meu paradeiro e do fato de eu ter abandonado eles.
Todos estavam preocupados, falando que se isso continuasse, todos iriam morrer, e que precisávamos de suprimentos.
Do nada, eu me vi no meio de cidade, porém nada estava destruído e não havia o mínimo sinal dos Sei-lá-o-quê.
Então, eu olhei melhor, e vi minha avó vendendo drogas no meio da cidade em uma carruagem da Cinderela...

E, em seguida, eu fui de cavalo-marinho-flutuante pra casa dela no meio da cidade(Double WTF!?)
Depois disso não me recordo mais o que aconteceu.
Conclusões: 1-Na boa, meu cérebro podia fazer criaturas menos complicadas de descrever; 2-Ser o Sonic é legal; 3-Tenho que parar de usar drogas!


"Com estas asas atravessarei o Universo"~Ikki de Fênix
avatar
Mensagens : 1989
Pontos : 5723
Honra : 575
Data de inscrição : 10/03/2013
Idade : 17
Localização : Nippon, Namimori.
Sonhos Lúcidos :
50 / 99950 / 999
Sonhos Comuns :
300 / 999300 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de FerramentaDarkus

em Qui Jul 03, 2014 1:31 pm
"O Apocalipse Zumbi-Vampiro, incorporação do Sonic e a Carruagem da Cinderela" MORRI! iori

Não eram Zumbis Vampiros normais. 50 Ué, claro que não! iori Eu ri demais. Kkkkk

A parte em que sua vó estava vendendo drogas em uma carruagem da Cinderela, foi muito show. KKKKKKKKKKKKKKK

Eu rachei demais lendo seu sonho. gargalhada
avatar
Mensagens : 87
Pontos : 1793
Honra : 21
Data de inscrição : 30/12/2013
Idade : 18
Localização : Ilha da Rainha da Morte
Sonhos Lúcidos :
6 / 9996 / 999
Sonhos Comuns :
17 / 99917 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de FerramentaDarkus

em Qui Jul 03, 2014 1:47 pm
Masty, o pior era que minha avó que estava vendendo drogas que ia me ajudar a fugir daquele apocalipse! '-'
Tenho que parar de sonhar com paradas toscas!


"Com estas asas atravessarei o Universo"~Ikki de Fênix
Mensagens : 1017
Pontos : 3497
Honra : 749
Data de inscrição : 06/08/2013
Idade : 28
Localização : São Paulo/Santo André
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de FerramentaDarkus

em Ter Jul 29, 2014 3:53 am
Primeiro Sonho:
Abriu uma porta em minha mente que havia esquecido o fato de incubar personagens em sonhos não lúcidos com mais destreza, alias já tinha feito isso e realmente a inconsciência torna o objetivo mais eficaz em partes, tenho que voltar a colocar algo em prática, ótimo relato, piscar

Segundo Sonho:
Esse enredo de sonho foi bem sinistro hein, se continuasse mais o negócio ia ficar feio para o seu lado ueaheuahueha
avatar
Mensagens : 87
Pontos : 1793
Honra : 21
Data de inscrição : 30/12/2013
Idade : 18
Localização : Ilha da Rainha da Morte
Sonhos Lúcidos :
6 / 9996 / 999
Sonhos Comuns :
17 / 99917 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de FerramentaDarkus

em Ter Jul 29, 2014 8:36 pm
Reizen Endler escreveu:
Primeiro Sonho:
Abriu uma porta em minha mente que havia esquecido o fato de incubar personagens em sonhos não lúcidos com mais destreza, alias já tinha feito isso e realmente a inconsciência torna o objetivo mais eficaz em partes, tenho que voltar a colocar algo em prática, ótimo relato, piscar

Segundo Sonho:
Esse enredo de sonho foi bem sinistro hein, se continuasse mais o negócio ia ficar feio para o seu lado ueaheuahueha

Não entendi muito bem a primeira parte mas, valew! '-'

Pois é! Foi realmente muito sinistro! Pior é a emoção na hora! Mas, gosto de sonhos desse tipo, são o tipo de sonhos eu mais gosto pois a tensão e a emoção fazem com que a gente nunca esqueça da experiência(nem mesmo se quiser) '-'


"Com estas asas atravessarei o Universo"~Ikki de Fênix
Mensagens : 1017
Pontos : 3497
Honra : 749
Data de inscrição : 06/08/2013
Idade : 28
Localização : São Paulo/Santo André
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de FerramentaDarkus

em Qua Jul 30, 2014 12:21 am
Ah, então quis dizer que a as vezes pode ser mais fácil incubar um personagem em particular em um sonho não lúcido do que em um sonho lúcido, antigamente eu vazia isso com um personagem em particular e a mente inconsciente tendia a traze-la com mais perfeição.
avatar
Mensagens : 87
Pontos : 1793
Honra : 21
Data de inscrição : 30/12/2013
Idade : 18
Localização : Ilha da Rainha da Morte
Sonhos Lúcidos :
6 / 9996 / 999
Sonhos Comuns :
17 / 99917 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de FerramentaDarkus

em Sab Ago 02, 2014 2:05 am
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Galera, vim relatar dois sonhos aqui.
Vou dar uma resumida na minha "ficha" para os sonhos pois, em alguns momentos ela chega a me desanimar a escrever meus sonhos. Vou deixar apenas o Codinome, a história e as conclusões.

Quinto Sonho:
Codinome: Morte Ao Vivo, Adventure Time e as moedas
História: Lá estava eu com minha família(Pai, irmã, meio-irmão, meia-irmã e madrasta) em um estabelecimento muito estranho, onde, metade era uma Pizzaria e, metade era sorveteria.
Estávamos indecisos entre tomar Sorvete, Açaí, Banana Split e comer Pizza. Aí eu resolvi dar uma volta pelo estabelecimento.
Eu fiz um pedido no caixa da sorveteria, não lembro se era Açaí, Bana Split, Banana Split de Açaí ou Açaí de Banana '-'
De qualquer forma, depois, eu fui falar com meu pai e tals, não me lembro ao certo o que falamos.
Depois, eu fui na metade Pizzaria, onde, por incrível que pareça, a fornalha era bem próxima ao local onde as mesas ficavam. Isso pode ser comum de algumas pizzarias mas, a "fornalha" dessa Pizzaria era na verdade um buraco quadrado, com lenha no fundo, pegando um fogo muito algo.
O Pizzaiolo estava gravando um programa ao vivo, e estava explicando que a fornalha daquele jeito deixava as pizzas mais gostosas. Nisso, de repente, apareceram algumas pessoas com raiva em cima dele, e os entrevistadores também estavam querendo chegar perto. Nesse aperto todo, o Pizzaiolo acabou sendo empurrado, ou tropeçando, e caiu na fornalha, sendo consumido imediatamente pelas chamas e virando cinzas.
Eu fiquei muito tenso com aquilo, era a primeira vez que eu via uma morte pessoalmente, e, além disso, aquilo foi transmitido ao vivo na TV aberta, milhares de pessoas viram. Todo mundo na pizzaria e na sorveteria estava tenso.
Minha família ficou tão tensa que resolveu ir embora com medo e uma certa depressão.
De repente, nós saímos do carro. Eu ainda não estava acreditando no que estava acontecendo, uma pessoa morreu bem diante dos meus olhos e a morte dela foi transmitida ao vivo em rede nacional aberta.
Então eu pensei "Só posso estar sonhando" Então eu resolvi fazer um Reality Check mas, não prestei muita atenção e fui pulando numa plataforma, e depois em outra, até chegar em um lugar onde estavam vários garotas fantasiados de Finn, de Hora de Aventura. Cada um deles jogou uma moeda pro alto.
Ao ver aquele monte de moedas subindo e depois caindo, eu rapidamente pulei pra pegar o máximo que conseguir.
Então um deles falou:
-Deixa o moleque! Ele começou agora!
Então, todos começaram a pegar as moedas e, em seguida, nos levantamos e ficamos como um exército, eu também estava vestido de Finn.
Depois, começamos a jogar um jogo muito estranho. Era uma espécie de Hunger Games na vida real. O nosso objetivo era passar por um cenário de um deserto, com vários abismos, montanhas, e estacas de pedra no chão, fazendo o lugar parecer mais um labirinto, e coletar o máximo de moedas possíveis.
Eu joguei várias vezes, em certo ponto, eu estava sendo assistido, e até mesmo ajudado pro parentes meus, no momento só lembro do meu tio, que chamarei de Snail.
Depois disso, eu estava jogando na garagem da minha casa, e então eu acordei.
Conclusões: 1-Eu sou muito burro  nao3 ; 2-Ver uma morte pessoalmente me deixa tenso pacas '-'; 3-Os moleque fantasiados de Finn só podiam ser tudo mendigo pra tar fazendo HG valendo moedas de 10 centavos '-'

Sexto Sonho:
Codinome: Os Cavaleiros do Escrotíaco: Zoeira: A Saga dos Pervertidos
História: Eu estava em frente à casa da minha madrasta quando vi o vizinho dela, e também grande amigo meu, que chamarei de Sasuke, indo a algum lugar junto com os pais dele. O pai e a mãe dele estavam do lado de fora do carro, e ele estava colocando uma urna cúbica prateada na mala do carro. Se parecia muito com uma Urna Sagrada onde são guardas as armaduras dos Cavaleiros do Zodíaco. Ela era mais ou menos assim:
Spoiler:
Ao ver aquilo, eu fui rapidamente correndo estilo Sonic, dei uma volta no carro por trás, e a armadura apareceu no meu corpo e então eu gritei!
-PERDEU, PLAYBOY! ROUBEI TUA ARMADURA DE CAVALINHO, OTÁRIO!
E, em seguida, fui até o carro do meu pai correndo e então disse:
-Agora eu vou pro torneio, cara***!
Em seguida, eu apareci no torneio, já na "arena", lutando contra o meu oponente.
O único problema, era que a "arena" não era como qualquer arena que você já tenha visto, ela era mais ou menos assim:
Spoiler:
Sim! A "arena" era um abismo enorme com uma ponte velha no meio!
E, como se já não bastasse, o abismo era extremamente profundo, escuro, e com várias estavas de pedra no fundo.
Ou seja, se você caísse da ponde, f**eu.
E, como se já não bastasse essa escrotisse toda, meu ponto de vista passou para o de um espectador da plateia, eu olhei em volta e, a maioria das pessoas da plateia estava...
Bem... Como posso dizer... Fazendo coisas pervertidas enquanto via a luta.
Depois disso, eu voltei para a luta, por algum motivo, estava sentindo algo gosmento mais ignorei, continuei lutando e olhando o que estava acontecendo na plateia e então eu acordei.
Conclusões: 1-Eu tenho que largar as drogas; 2-Ark tinha razão em pelo menos uma coisa: '-' Eu sou realmente muito pervertido e esse sonho é a verdadeira prova disso '-'; 3-Se eu pegar o idealizador FDP que teve a ideia da arena ser essa droga de ponte, ele não vai ver o dia seguinte...

Sétimo Sonho:
Codinome: Clans, Hackers, Assaltos, Skins, Bases e Camperagem
História: Eu estava de boas, jogando Minecraft quando, resolvi ir numa região em que ninguém ia.
As pessoas chamavam aquela região de ID. Ninguém gostava de ir lá e dizia que lá era cheio de hackers. Resolvi ir lá pra aprimorar meu PVP, já que eu estava com set de diamante Full P4 e espada de diamante com os melhores encantamentos. Porém, assim que eu cheguei, veio um monte de gente, e começaram a me matar.
Eu morri, e, enquanto estava na telinha de Game-Over, pude ver o cenário em 3ª pessoa, com aquele bolo de gente pegando meus itens, que eu ralei pra conseguir.
Então, eu reespawnei e tentei ir lá de novo.
Só que agora, tudo estava diferente, no lugar de ser o Minecraft, parecia mesmo a vida real.
Então eu cheguei no lugar e apareceram um moleques, que também pareciam pessoas de verdade, e dois deles pareciam com meus primos, que chamarei de Cinza e Peter, que são, respectivamente, o irmão mais velho e mais novo do Call do meu outro sonho.
Eles chegaram pra mim e disseram:
-Ora, ora, o que temos aqui!
-Quem são vocês-disse eu
-Nós somos a Guilda Hack ID! Se você não quiser morrer cai fora daqui e não conta pra ninguém-Disse o que se parecia com Peter e que, era, provavelmente, o lider da Guilda, que mais parecia ser uma Gangue
-E se eu contar e vocês forem banidos?-Disse eu
-Não podemos ser banidos porque nosso Minecraft é pirata!-Respondeu ele
-Então, vocês usam o nome de outros jogadores pra ter Skin?-Perguntei eu
-Não! Nós temos um truque pra ter Skin!-Disse ele
-Que legal! Podem me mostrar como fazer isso?-Perguntei eu
-Só se você se juntar à guilda!-Disse ele
-Ok então!-Respondi

Então eu entrei pra Guild e, depois de um tempo, o jogo já havia mudado sem eu perceber.
Agora eu estava em um jogo de FPS, provavelmente Combat Arms ou Cross Fire, porém estávamos em um mapa que eu nunca vi na vida.
Estava de noite, e o mapa era todo coberto de neve e tinha várias fortalezas, também de neve.
Em certo momento, eu e a guilda estávamos explorando o local, e eu me deparei com um beco sem saída, e então, um pessoal saiu de um esconderijo, que nada mais era do que um grande buraco  escondido atrás de um morro de um metro e meio de altura mais ou menos, onde eles se escondiam.
Nisso, eu morri.
Depois de um tempo eu fui no local de novo e não tinha ninguém lá. Eu chamei o líder da guilda pragente camperar lá, mas ninguém foi.
Depois disso, começou outra partida, a guilda toda tava no lugar em que eu falei pragente camperar. A úncia diferença é que agora o local tinha um pequeno forte de neve e escadas, que até facilitavam o serviço.
Nisso, eu matei muita gente, trocamos muitos tiros, quase morri algumas vezes, e então eu acordei :/
Conclusões: 1-Camperar é legal; 2-Se uma guilda hacker com membros que parecem seus primos lhe fizer um convite em um jogo, aceite e você vai se dar bem pra caramba; 3-Eu sou muito Noob no Minecraft.


"Com estas asas atravessarei o Universo"~Ikki de Fênix
Conteúdo patrocinado

Re: Diário dos Sonhos de FerramentaDarkus

Ver o tópico anteriorVoltar ao TopoVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum