Conectar-se
Os membros mais ativos do mês
9 Mensagens - 50%
4 Mensagens - 22%
2 Mensagens - 11%
1 Mensagem - 6%
1 Mensagem - 6%
1 Mensagem - 6%
Votação
Qual a técnica que você utiliza para ficar lúcido?
Teste de Realidade
45% / 15
Totem
15% / 5
Incubação
12% / 4
Gatilho
6% / 2
Gravador de Voz ou Sons Binaurais
6% / 2
Outros
15% / 5
Parceiros
 sonhos=
 sonhos=
 animes=

Compartilhe
Ver o tópico anteriorIr em baixoVer o tópico seguinte
avatar
Mensagens : 382
Pontos : 1905
Honra : 169
Data de inscrição : 08/01/2014
Idade : 21
Localização : RJ
Sonhos Lúcidos :
11 / 99911 / 999
Sonhos Comuns :
179 / 999179 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de Licantropo

em Qua Ago 13, 2014 11:12 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Não lembro, mas ele tava insistindo muito, acho que se tiver sido uma alien fêmea, ela queria me levar pra fazer coisas +18  gargalhada 


[...]
— E como eu posso te chamar?
— Bom, você pode me chamar de Daniel, que era o meu nome quando eu era totalmente humano, pode também me chamar de Lobo, que era meu nome quando eu era totalmente uma entidade cósmica. Mas você também pode me chamar de Pai.
— Pai?
— Sim, todos os lobos e lobisomens são meus filhos, todos vieram de mim.
[...]

avatar
Mensagens : 1989
Pontos : 5606
Honra : 575
Data de inscrição : 10/03/2013
Idade : 17
Localização : Nippon, Namimori.
Sonhos Lúcidos :
50 / 99950 / 999
Sonhos Comuns :
300 / 999300 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de Licantropo

em Qui Ago 14, 2014 12:59 pm
Licantropo escreveu:
Livro:
Master, aqui está a sinopse do livro
Os Três - Sarah Lotz (Sinopse):
Quinta-Feira Negra. O dia que nunca será esquecido. O dia em que quatro aviões caem, quase no mesmo instante, em quatro pontos diferentes do mundo. Há apenas quatro sobreviventes. Três são crianças. Elas emergem dos destroços aparentemente ilesas, mas sofreram uma transformação. A quarta pessoa é Pamela May Donald, que só vive tempo suficiente para deixar um alerta em seu celular: Eles estão aqui. O menino. O menino, vigiem o menino, vigiem as pessoas mortas, ah, meu Deus, elas são tantas... Estão vindo me pegar agora. Vamos todos embora logo. Todos nós. Pastor Len, avise a eles que o menino, não é para ele... Essa mensagem irá mudar completamente o mundo.

   Pareceu muito a história de um anime. O_o Acho que esse livro cairia bem em uma animação.

  35
avatar
Mensagens : 382
Pontos : 1905
Honra : 169
Data de inscrição : 08/01/2014
Idade : 21
Localização : RJ
Sonhos Lúcidos :
11 / 99911 / 999
Sonhos Comuns :
179 / 999179 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de Licantropo

em Seg Ago 18, 2014 12:26 pm
Reputação da mensagem: 100% (2 votos)
Nossa, 6 dias sem conseguir me lembrar de sonhos, mas acho que já sei o que é, se eu acordar com despertador ou alguém me ligando, eu rapidinho esqueço o sonho. Hoje eu só consegui lembrar porque minha mãe me ligou antes me acordando e eu peguei no sono de novo.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------

63º Dia

18/08/2014 10:50 a 11:37

Lembro-me de estar um tipo de sala de espera, e vi um cara, que no sonho, havia sido colega meu no 7º  e 8º ano do Ensino Fundamental, e o nome dele era o mesmo que o meu, mas a aparência dele no sonho não condizia com a aparência real dele. Junto com ele estavam o irmão dele (esse sim tinha a aparência do meu xará, mas o nome dele no sonho era outro), e a namorada de um deles, que era uma moça muito bonita, mas com uma beleza simples e inocente, mas pelo comportamento deu pra perceber que ela era zueira do tipo HU3 BR. Eu estava escrevendo um conto em um caderno e eu estava criativo demais, pois estava escrevendo rápido, aí esse irmão do meu colega sentou na mesma fileira de cadeiras em que eu estava junto com a namorada (ou cunhada), e eu continuava escrevendo. Então eu parei, me levantei e saí, e do nada eu parei no lugar onde será minha futura cozinha, mas não tinha as paredes levantadas, só uma cerca branca delimitando uma área menor que a da futura cozinha e com um jardim dentro. Fui andando por esse jardim e joguei minha mochila em cima de uma mesa fora da cerca (tenho a impressão de que fiz isso repetidas vezes e com força). Aí eu olhei para além da mesa, e vi um carro numa estrada em obras toda cheia de barro. Do carro, saiu uma colega minha da faculdade, mas ela estava mais alta, com uma franja enorme e com a roupa que o Freddie Mercury usou no clipe de Bohemian Rhapsody. Me pareceu que ela estava reclamando de algo.


Última edição por Licantropo em Ter Dez 16, 2014 1:31 am, editado 2 vez(es)


[...]
— E como eu posso te chamar?
— Bom, você pode me chamar de Daniel, que era o meu nome quando eu era totalmente humano, pode também me chamar de Lobo, que era meu nome quando eu era totalmente uma entidade cósmica. Mas você também pode me chamar de Pai.
— Pai?
— Sim, todos os lobos e lobisomens são meus filhos, todos vieram de mim.
[...]

Mensagens : 1017
Pontos : 3380
Honra : 749
Data de inscrição : 06/08/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo/Santo André
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de Licantropo

em Seg Ago 18, 2014 6:50 pm
"Do carro, saiu uma colega minha da faculdade, mas ela estava mais alta, com uma franja enorme e com a roupa que o Freddie Mercury usou no clipe de Bohemian Rhapsody. Me pareceu que ela estava reclamando de algo".

ahsuhUSHUAHSs iori achei engraçado essa cena não sei por que, mas de fato é impressionante como o subconsciente coordena a imaginação em nossos sonhos hehe certo
avatar
Mensagens : 137
Pontos : 1410
Honra : 34
Data de inscrição : 01/05/2014
Idade : 15
Localização : Mundo dos sonhos
Sonhos Lúcidos :
200 / 999200 / 999
Sonhos Comuns :
890 / 999890 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de Licantropo

em Seg Ago 18, 2014 7:59 pm
""Fui andando por esse jardim e joguei minha mochila em cima de uma mesa fora da cerca""
Esse trecho me lembrou o mochileiro,ele que tinha dado a mochila?  iori 
A proposito sonho meio louco,afinal todos sonhos são loucos suspeito


Diário de sonhos lúcidos
Diário de sonhos não lúcidos
Anime das fotos

Os sonhos,um universo cheio de aventuras...
avatar
Mensagens : 382
Pontos : 1905
Honra : 169
Data de inscrição : 08/01/2014
Idade : 21
Localização : RJ
Sonhos Lúcidos :
11 / 99911 / 999
Sonhos Comuns :
179 / 999179 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de Licantropo

em Qui Ago 21, 2014 1:36 am
Lucid Hunter escreveu:
Esse trecho me lembrou o mochileiro,ele que tinha dado a mochila? A proposito sonho meio louco,afinal todos sonhos são loucos

Não, eu já estava com o mochila, nem todos os meus sonhos são loucos, tem vezes que meus sonhos descambam para coisas meio "lado ruim do meu psicológico" e fica uma coisa meio sombria, comigo agindo de maneira maldosa.

--------------------------------------------

Nossa, que raiva da madrugada passada, eu sei que eu tive um sonho longo, cheio de ações e acontecimentos, com lugares interessantes (e que só existiram nesse sonho), mas não lembro do desenrolar do sonho.


[...]
— E como eu posso te chamar?
— Bom, você pode me chamar de Daniel, que era o meu nome quando eu era totalmente humano, pode também me chamar de Lobo, que era meu nome quando eu era totalmente uma entidade cósmica. Mas você também pode me chamar de Pai.
— Pai?
— Sim, todos os lobos e lobisomens são meus filhos, todos vieram de mim.
[...]

avatar
Mensagens : 2531
Pontos : 5606
Honra : 1043
Data de inscrição : 12/06/2013
Localização : Bahia
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de Licantropo

em Qui Ago 21, 2014 2:17 am
Licantropo escreveu:
Nossa, 6 dias sem conseguir me lembrar de sonhos, mas acho que já sei o que é, se eu acordar com despertador ou alguém me ligando, eu rapidinho esqueço o sonho. Hoje eu só consegui lembrar porque minha mãe me ligou antes me acordando e eu peguei no sono de novo.
Engraçado, isso acontece comigo também. gargalhada 

Licantropo escreveu:
18/08/2014 10:50 a 11:37

Lembro-me de estar um tipo de sala de espera, e vi um cara, que no sonho, havia sido colega meu no 7º  e 8º ano do Ensino Fundamental, e o nome dele era o mesmo que o meu, mas a aparência dele no sonho não condizia com a aparência real dele. Junto com ele estavam o irmão dele (esse sim tinha a aparência do meu xará, mas o nome dele no sonho era outro), e a namorada de um deles, que era uma moça muito bonita, mas com uma beleza simples e inocente, mas pelo comportamento deu pra perceber que ela era zueira do tipo HU3 BR. Eu estava escrevendo um conto em um caderno e eu estava criativo demais, pois estava escrevendo rápido, aí esse irmão do meu colega sentou na mesma fileira de cadeiras em que eu estava junto com a namorada (ou cunhada), e eu continuava escrevendo. Então eu parei, me levantei e saí, e do nada eu parei no lugar onde será minha futura cozinha, mas não tinha as paredes levantadas, só uma cerca branca delimitando uma área menor que a da futura cozinha e com um jardim dentro. Fui andando por esse jardim e joguei minha mochila em cima de uma mesa fora da cerca (tenho a impressão de que fiz isso repetidas vezes e com força). Aí eu olhei para além da mesa, e vi um carro numa estrada em obras toda cheia de barro. Do carro, saiu uma colega minha da faculdade, mas ela estava mais alta, com uma franja enorme e com a roupa que o Freddie Mercury usou no clipe de Bohemian Rhapsody. Me pareceu que ela estava reclamando de algo.[/quote]
Fiquei imaginando a cena do Freddie Mercury, aliás, a cena da sua colega vestida de Freddie Mercury. Kkkkkkk
avatar
Mensagens : 382
Pontos : 1905
Honra : 169
Data de inscrição : 08/01/2014
Idade : 21
Localização : RJ
Sonhos Lúcidos :
11 / 99911 / 999
Sonhos Comuns :
179 / 999179 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de Licantropo

em Qui Ago 21, 2014 2:32 am
Ramon escreveu escreveu:Fiquei imaginando a cena do Freddie Mercury, aliás, a cena da sua colega vestida de Freddie Mercury. Kkkkkkk

Quando eu acordei e me lembrei dessa parte do sonho, eu comecei a rir que nem um doido no meu quarto, ainda bem que meu pai não havia chegado para almoçar ainda, com certeza ele iria achar que eu estava doido kkkkkkkkkkkkkkk


[...]
— E como eu posso te chamar?
— Bom, você pode me chamar de Daniel, que era o meu nome quando eu era totalmente humano, pode também me chamar de Lobo, que era meu nome quando eu era totalmente uma entidade cósmica. Mas você também pode me chamar de Pai.
— Pai?
— Sim, todos os lobos e lobisomens são meus filhos, todos vieram de mim.
[...]

avatar
Mensagens : 137
Pontos : 1410
Honra : 34
Data de inscrição : 01/05/2014
Idade : 15
Localização : Mundo dos sonhos
Sonhos Lúcidos :
200 / 999200 / 999
Sonhos Comuns :
890 / 999890 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de Licantropo

em Qui Ago 21, 2014 8:44 am
lembrar do sonho depois de dias? uou isso é nivel de mestre louva deus  brindar 


Diário de sonhos lúcidos
Diário de sonhos não lúcidos
Anime das fotos

Os sonhos,um universo cheio de aventuras...
avatar
Mensagens : 382
Pontos : 1905
Honra : 169
Data de inscrição : 08/01/2014
Idade : 21
Localização : RJ
Sonhos Lúcidos :
11 / 99911 / 999
Sonhos Comuns :
179 / 999179 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de Licantropo

em Qui Ago 21, 2014 12:42 pm
Reputação da mensagem: 100% (3 votos)
Lucid Hunter escreveu:
lembrar do sonho depois de dias? uou isso é nivel de mestre louva deus

Há sonhos meus da época em que eu nem anotava meus sonhos e que eu ainda lembro, tem lugares que eu sonhei a mais de 8 anos atrás e que eu ainda lembro e quero voltar.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------

64º Dia

21/08/2014 03:00 a 06:47

MORTO

Eu havia morrido, e me dava uma sensação profunda de tristeza, pois a vida iria seguir e eu não sabia para onde eu ia depois. Eu estava morto, mas consegui usar o facebook para dizer que eu estava morto (talvez isso explique "Meu nome é Samara, teria 14 anos se estivesse viva..."). O lugar onde era feita a ligação com o mundo dos vivos era uma porta de madeira (uma porta de madeira que modelei no SketchUp), e uma amiga minha, a G, era quem regulava a entrada e saída por aquela porta. Do nada, o que havia acontecido com meu alter-ego no meu conto, Anônimo, passou a ser parte do meu passado. Neste conto, meu alter-ego fez um pacto com a Morte e deu-lhe um filho, o Anônimo, e eu iria usar este pacto para voltar à vida, então eu perguntei à G:
— A Morte terceirizou a Porta?
Eu disse isso pois havia visto defeitos que não estavam na porta quando eu havia feito pacto com a Morte. A G respondeu:
— A Morte nunca terceiriza a Porta.
E então eu voltei à vida, mas ninguém ficou surpreso com isso. Eu havia feito 2 foices e ia mostrar uma delas para a Morte, mas a Morte estava na casa da minha tia. Ouvi minha mãe dizer da cozinha da minha casa:
— Daniel, você tem certeza de que isso é uma foice?
E eu a vi (minha mãe) do corredor da casa da minha tia (pela primeira vez, sonho com essa parte de trás da casa de um jeito que não parecesse alterado).
Desci as escadas e vi minha tia voltando do quintal para pegar roupa da máquina de lavar, e eu lembro de ouvi-la dizer:
—Ih Daniel, você é igual a mim, muito criativo.
E então eu acordei.

-

09:30 a 11:48

R$ 12.000,00

Eu e meu pai estávamos andando de carro pela estrada, e chegou em um parte que estávamos na contramão, então nós saímos do carro e meu pai pegou o carro com a mão (o carro havia diminuído de tamanho e parecia de brinquedo) e nós pulamos o guard-rail. Meu pai achou que não havia policiais perto, mas eu vi 2 carros de polícia correndo com a sirene ligada em direção ao túnel. Comecei a procurar um local pouco movimentado para o meu pai dar partida no carro, e quando eu achei, fui falar com ele. Ele estava em frente a uma oficina mecânica de beira de estrada e embaixo de um viaduto, e do lado, havia um portão cortando a estrada transversalmente com algum tipo de guarda patrimonial tomando conta do portão. Fui falar com meu pai, mas ele estava chorando e disse:
— Não dá pra eu dar partida agora, tô devendo 12 mil.
Fiquei triste pelo meu pai, e apareceu na minha mente um ovo de chocolate (metade de um) com o meio dele todo preenchido de chocolate mole, mas esse chocolate mole tinha uma marca de uma mão pequena em cima, como se fosse um autógrafo.
Então eu acordei.


Última edição por Licantropo em Ter Dez 16, 2014 1:35 am, editado 2 vez(es)


[...]
— E como eu posso te chamar?
— Bom, você pode me chamar de Daniel, que era o meu nome quando eu era totalmente humano, pode também me chamar de Lobo, que era meu nome quando eu era totalmente uma entidade cósmica. Mas você também pode me chamar de Pai.
— Pai?
— Sim, todos os lobos e lobisomens são meus filhos, todos vieram de mim.
[...]

avatar
Mensagens : 68
Pontos : 1406
Honra : 19
Data de inscrição : 07/01/2014
Idade : 22
Localização : ES
Sonhos Lúcidos :
2 / 9992 / 999
Sonhos Comuns :
7 / 9997 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de Licantropo

em Qui Ago 21, 2014 2:38 pm
Licantropo escreveu:

MORTO:
21/08/2014 03:00 a 06:47

MORTO

Eu havia morrido, e me dava uma sensação profunda de tristeza, pois a vida iria seguir e eu não sabia para onde eu ia depois. Eu estava morto, mas consegui usar o facebook para dizer que eu estava morto (talvez isso explique "Meu nome é Samara, teria 14 anos se estivesse viva..."). O lugar onde era feita a ligação com o mundo dos vivos era uma porta de madeira (uma porta de madeira que modelei no SketchUp), e uma amiga minha, a G, era quem regulava a entrada e saída por aquela porta. Do nada, o que havia acontecido com meu alter-ego no meu conto, Anônimo, passou a ser parte do meu passado. Neste conto, meu alter-ego fez um pacto com a Morte e deu-lhe um filho, o Anônimo, e eu iria usar este pacto para voltar à vida, então eu perguntei à G:
— A Morte terceirizou a Porta?
Eu disse isso pois havia visto defeitos que não estavam na porta quando eu havia feito pacto com a Morte. A G respondeu:
— A Morte nunca terceiriza a Porta.
E então eu voltei à vida, mas ninguém ficou surpreso com isso. Eu havia feito 2 foices e ia mostrar uma delas para a Morte, mas a Morte estava na casa da minha tia. Ouvi minha mãe dizer da cozinha da minha casa:
— Daniel, você tem certeza de que isso é uma foice?
E eu a vi (minha mãe) do corredor da casa da minha tia (pela primeira vez, sonho com essa parte de trás da casa de um jeito que não parecesse alterado).
Desci as escadas e vi minha tia voltando do quintal para pegar roupa da máquina de lavar, e eu lembro de ouvi-la dizer:
—Ih Daniel, você é igual a mim, muito criativo.
E então eu acordei.
Grande Morte, minha companheira de trabalho  40  uashushuasuh
Muito doido cara, uma vez eu sonhei que estava em coma, mas sempre que eu morro ou eu acordo ou o sonho muda, muito interesante seu sonho, parabéns e bons sonhos.


Anjo da morte

[...]:
Vão em paz os que ouvem o canto
Ai daqueles que gozam do fruto
Aos amados deixo o pranto
Aos comovidos deixo o luto

O sopro da vida eu retiro
As correntes do medo eu arrasto
Sou na dor o último suspiro
Sou no fim o verdadeiro carrasco

Faço tremer o valente
quebro o escudo do forte
Sou eu a guerra o gerente
Sou eu o guia e o passaporte


Tenho em seu nome um recado
Será hoje um dia de sorte?
Pois todos tem um encontro marcado
Com o mensageiro da morte

Ceifeiro
-Meus sonhos não lúcidos- -Meus sonhos lúcidos-

Mantenha a mente aberta.
Hora da colheita
Mensagens : 1017
Pontos : 3380
Honra : 749
Data de inscrição : 06/08/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo/Santo André
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de Licantropo

em Qui Ago 21, 2014 4:31 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Caramba o primeiro sonho foi bem sinistro, mas ao meu ver deve ter sido uma experiência fantástica ficar em uma espécie de coma onírico, já tinha ouvido falar de limbo, mas o máximo que passei foi por uns labirintos mentais ou penumbras durante vastos segundos. Gostei da experiência. piscar


Última edição por Reizen Endler em Sex Ago 22, 2014 12:45 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Mensagens : 382
Pontos : 1905
Honra : 169
Data de inscrição : 08/01/2014
Idade : 21
Localização : RJ
Sonhos Lúcidos :
11 / 99911 / 999
Sonhos Comuns :
179 / 999179 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de Licantropo

em Qui Ago 21, 2014 4:54 pm
Reputação da mensagem: 100% (2 votos)
Reizen disse:
Caramba o primeiro sonho foi bem sinistro, mas ao meu ver deve ter sido uma experiência fantástica ficar em uma espécie de como onírico, já tinha ouvido falar de limbo, mas o máximo que passei foi por uns labirintos mentais ou penumbras durante vastos segundos. Gostei da experiência.

Pior é que nesse sonho, tirando a sensação de tristeza de ter morrido, foi meio brisado, pois do outro lado da "Porta" e usando facebook, ter tido um filho com a Morte, e voltar à vida, foram coisas bem non sense. Mas essa sensação de tristeza foi muito forte, só houve um sonho em que eu tive uma tristeza mais forte que essa, que foi quando eu sonhei que minha mãe morreu.

Ceifeiro disse:
Grande Morte, minha companheira de trabalho 40 uashushuasuh
Muito doido cara, uma vez eu sonhei que estava em coma, mas sempre que eu morro ou eu acordo ou o sonho muda, muito interesante seu sonho, parabéns e bons sonhos.

No sonho, da parte que eu me lembro, eu já estava morto. Mas essa é a segunda vez que eu morro em sonho, na primeira vez, assim que eu morri, eu fiquei preso num bloco de gelo enorme e assim que o gelo derreteu, eu voltei à vida. Mas isso já tem alguns anos.


[...]
— E como eu posso te chamar?
— Bom, você pode me chamar de Daniel, que era o meu nome quando eu era totalmente humano, pode também me chamar de Lobo, que era meu nome quando eu era totalmente uma entidade cósmica. Mas você também pode me chamar de Pai.
— Pai?
— Sim, todos os lobos e lobisomens são meus filhos, todos vieram de mim.
[...]

avatar
Mensagens : 137
Pontos : 1410
Honra : 34
Data de inscrição : 01/05/2014
Idade : 15
Localização : Mundo dos sonhos
Sonhos Lúcidos :
200 / 999200 / 999
Sonhos Comuns :
890 / 999890 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de Licantropo

em Qui Ago 21, 2014 8:33 pm
lol licantropo,pelado tomando banho no cochão da cozinha!!?? suspeito


Diário de sonhos lúcidos
Diário de sonhos não lúcidos
Anime das fotos

Os sonhos,um universo cheio de aventuras...
avatar
Mensagens : 382
Pontos : 1905
Honra : 169
Data de inscrição : 08/01/2014
Idade : 21
Localização : RJ
Sonhos Lúcidos :
11 / 99911 / 999
Sonhos Comuns :
179 / 999179 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de Licantropo

em Qui Ago 21, 2014 11:39 pm
Lucid, sim, quando meus sonhos são brisados, o nível de acontecimento non sense é alto hahahahahahaha


[...]
— E como eu posso te chamar?
— Bom, você pode me chamar de Daniel, que era o meu nome quando eu era totalmente humano, pode também me chamar de Lobo, que era meu nome quando eu era totalmente uma entidade cósmica. Mas você também pode me chamar de Pai.
— Pai?
— Sim, todos os lobos e lobisomens são meus filhos, todos vieram de mim.
[...]

avatar
Mensagens : 2531
Pontos : 5606
Honra : 1043
Data de inscrição : 12/06/2013
Localização : Bahia
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de Licantropo

em Sex Ago 22, 2014 2:17 am
Licantropo escreveu:
21/08/2014 03:00 a 06:47

MORTO

Eu havia morrido, e me dava uma sensação profunda de tristeza, pois a vida iria seguir e eu não sabia para onde eu ia depois. Eu estava morto, mas consegui usar o facebook para dizer que eu estava morto (talvez isso explique "Meu nome é Samara, teria 14 anos se estivesse viva..."). O lugar onde era feita a ligação com o mundo dos vivos era uma porta de madeira (uma porta de madeira que modelei no SketchUp), e uma amiga minha, a G, era quem regulava a entrada e saída por aquela porta. Do nada, o que havia acontecido com meu alter-ego no meu conto, Anônimo, passou a ser parte do meu passado. Neste conto, meu alter-ego fez um pacto com a Morte e deu-lhe um filho, o Anônimo, e eu iria usar este pacto para voltar à vida, então eu perguntei à G:
— A Morte terceirizou a Porta?
Eu disse isso pois havia visto defeitos que não estavam na porta quando eu havia feito pacto com a Morte. A G respondeu:
— A Morte nunca terceiriza a Porta.
E então eu voltei à vida, mas ninguém ficou surpreso com isso. Eu havia feito 2 foices e ia mostrar uma delas para a Morte, mas a Morte estava na casa da minha tia. Ouvi minha mãe dizer da cozinha da minha casa:
— Daniel, você tem certeza de que isso é uma foice?
E eu a vi (minha mãe) do corredor da casa da minha tia (pela primeira vez, sonho com essa parte de trás da casa de um jeito que não parecesse alterado).
Desci as escadas e vi minha tia voltando do quintal para pegar roupa da máquina de lavar, e eu lembro de ouvi-la dizer:
—Ih Daniel, você é igual a mim, muito criativo.
E então eu acordei.
Que viagem essa de facebook do além. Kkkkk Imagina se isso fosse possível, conversar com os mortos através do facebook. O criador desse facebook do além ficaria milionário da noite pro dia. Eu acho que ele chegaria a ficar mais rico do que o próprio criador do facebook original. Kkkkkk

Licantropo escreveu:
09:30 a 11:48

R$ 12.000,00

Eu e meu pai estávamos andando de carro pela estrada, e chegou em um parte que estávamos na contramão, então nós saímos do carro e meu pai pegou o carro com a mão (o carro havia diminuído de tamanho e parecia de brinquedo) e nós pulamos o guard-rail. Meu pai achou que não havia policiais perto, mas eu vi 2 carros de polícia correndo com a sirene ligada em direção ao túnel. Comecei a procurar um local pouco movimentado para o meu pai dar partida no carro, e quando eu achei, fui falar com ele. Ele estava em frente a uma oficina mecânica de beira de estrada e embaixo de um viaduto, e do lado, havia um portão cortando a estrada transversalmente com algum tipo de guarda patrimonial tomando conta do portão. Fui falar com meu pai, mas ele estava chorando e disse:
— Não dá pra eu dar partida agora, tô devendo 12 mil.
Fiquei triste pelo meu pai, e apareceu na minha mente um ovo de chocolate (metade de um) com o meio dele todo preenchido de chocolate mole, mas esse chocolate mole tinha uma marca de uma mão pequena em cima, como se fosse um autógrafo.
Então eu acordei.
12 mil reais é muita grana para consertar um carrinho onírico de brinquedo. Kkkkkk
avatar
Mensagens : 137
Pontos : 1410
Honra : 34
Data de inscrição : 01/05/2014
Idade : 15
Localização : Mundo dos sonhos
Sonhos Lúcidos :
200 / 999200 / 999
Sonhos Comuns :
890 / 999890 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de Licantropo

em Sex Ago 22, 2014 9:38 am
Licantropo escreveu:Lucid, sim, quando meus sonhos são brisados, o nível de acontecimento non sense é alto hahahahahahaha

hahahahha,sim todos os meus sonhos,ou quase ele,são brizados lingua


Diário de sonhos lúcidos
Diário de sonhos não lúcidos
Anime das fotos

Os sonhos,um universo cheio de aventuras...
avatar
Mensagens : 1989
Pontos : 5606
Honra : 575
Data de inscrição : 10/03/2013
Idade : 17
Localização : Nippon, Namimori.
Sonhos Lúcidos :
50 / 99950 / 999
Sonhos Comuns :
300 / 999300 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de Licantropo

em Sex Ago 22, 2014 12:43 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Licantropo escreveu:
MORTO:
21/08/2014 03:00 a 06:47

MORTO

Eu havia morrido, e me dava uma sensação profunda de tristeza, pois a vida iria seguir e eu não sabia para onde eu ia depois. Eu estava morto, mas consegui usar o facebook para dizer que eu estava morto (talvez isso explique "Meu nome é Samara, teria 14 anos se estivesse viva..."). O lugar onde era feita a ligação com o mundo dos vivos era uma porta de madeira (uma porta de madeira que modelei no SketchUp), e uma amiga minha, a G, era quem regulava a entrada e saída por aquela porta. Do nada, o que havia acontecido com meu alter-ego no meu conto, Anônimo, passou a ser parte do meu passado. Neste conto, meu alter-ego fez um pacto com a Morte e deu-lhe um filho, o Anônimo, e eu iria usar este pacto para voltar à vida, então eu perguntei à G:
— A Morte terceirizou a Porta?
Eu disse isso pois havia visto defeitos que não estavam na porta quando eu havia feito pacto com a Morte. A G respondeu:
— A Morte nunca terceiriza a Porta.
E então eu voltei à vida, mas ninguém ficou surpreso com isso. Eu havia feito 2 foices e ia mostrar uma delas para a Morte, mas a Morte estava na casa da minha tia. Ouvi minha mãe dizer da cozinha da minha casa:
— Daniel, você tem certeza de que isso é uma foice?
E eu a vi (minha mãe) do corredor da casa da minha tia (pela primeira vez, sonho com essa parte de trás da casa de um jeito que não parecesse alterado).
Desci as escadas e vi minha tia voltando do quintal para pegar roupa da máquina de lavar, e eu lembro de ouvi-la dizer:
—Ih Daniel, você é igual a mim, muito criativo.
E então eu acordei.

Kkkk Olha o Reizen lá em cima com medo. iori

Zue3ira, mas sério Licantopro, teve alguns momentos que eu rachei de rir nesse sonho.

Algumas passagens engraçadas:
"Eu estava morto, mas consegui usar o facebook para dizer que eu estava morto"

"O lugar onde era feita a ligação com o mundo dos vivos era uma porta de madeira (uma porta de madeira que modelei no SketchUp)"

" Eu havia feito 2 foices e ia mostrar uma delas para a Morte, mas a Morte estava na casa da minha tia."

HUEHUEHUE 56 Eu rachei de rir. KKKKKK A última foi a melhor, eu imaginei a Morte tomando chá e conversando lá na casa. KKKK

Seu nome é Daniel?
avatar
Mensagens : 382
Pontos : 1905
Honra : 169
Data de inscrição : 08/01/2014
Idade : 21
Localização : RJ
Sonhos Lúcidos :
11 / 99911 / 999
Sonhos Comuns :
179 / 999179 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de Licantropo

em Sex Ago 22, 2014 3:10 pm
Master escreveu:
Seu nome é Daniel?

Sim Master, minha mãe fez uma lista enormes de nome, meu pai sugeriu Daniel e minha mãe gostou.

Master escreveu:
HUEHUEHUE 56 Eu rachei de rir. KKKKKK A última foi a melhor, eu imaginei a Morte tomando chá e conversando lá na casa. KKKK

Pior é que eu não vi a Morte na casa da minha tia, mas eu sabia que ela estava lá hahahahahahahahahahaha


[...]
— E como eu posso te chamar?
— Bom, você pode me chamar de Daniel, que era o meu nome quando eu era totalmente humano, pode também me chamar de Lobo, que era meu nome quando eu era totalmente uma entidade cósmica. Mas você também pode me chamar de Pai.
— Pai?
— Sim, todos os lobos e lobisomens são meus filhos, todos vieram de mim.
[...]

avatar
Mensagens : 40
Pontos : 1211
Honra : 32
Data de inscrição : 18/07/2014
Idade : 31
Localização : BH
Sonhos Lúcidos :
4 / 9994 / 999
Sonhos Comuns :
10 / 99910 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de Licantropo

em Sex Ago 22, 2014 8:28 pm
Nossa, esse sonho me lembrou de um sonho que eu tive quando era criança. Deve ter sido há mais de 20 anos atrás. susto 
Foi um sonho em que eu ia morrer e tinha um monte de gente....não lembro muito bem mas tinha morte também.


Diário dos Sonhos:

http://asubconsciencia.blogspot.com.br/
avatar
Mensagens : 382
Pontos : 1905
Honra : 169
Data de inscrição : 08/01/2014
Idade : 21
Localização : RJ
Sonhos Lúcidos :
11 / 99911 / 999
Sonhos Comuns :
179 / 999179 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de Licantropo

em Sab Ago 23, 2014 1:52 am
Morrer em sonho é tenso, ainda mais quando não é lúcido, você acha mesmo que morreu, e se está numa espécie de limbo, dá uma certa tristeza de saber que a vida vai continuar as pessoas vão envelhecer, e o seu corpo está enterrado sendo descomposto ou cremado, e não ter a certeza do próximo destino. Esse foi um dos momentos mais tristes da minha vida onírica.


[...]
— E como eu posso te chamar?
— Bom, você pode me chamar de Daniel, que era o meu nome quando eu era totalmente humano, pode também me chamar de Lobo, que era meu nome quando eu era totalmente uma entidade cósmica. Mas você também pode me chamar de Pai.
— Pai?
— Sim, todos os lobos e lobisomens são meus filhos, todos vieram de mim.
[...]

avatar
Mensagens : 2531
Pontos : 5606
Honra : 1043
Data de inscrição : 12/06/2013
Localização : Bahia
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de Licantropo

em Sab Ago 23, 2014 3:15 am
Sonhar com a morte é ruim mesmo. E no sonho parece tão real, que você chora e sente a dor da perda. O sofrimento só termina quando você acorda e percebe que tudo não passou de um sonho.
avatar
Mensagens : 1989
Pontos : 5606
Honra : 575
Data de inscrição : 10/03/2013
Idade : 17
Localização : Nippon, Namimori.
Sonhos Lúcidos :
50 / 99950 / 999
Sonhos Comuns :
300 / 999300 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de Licantropo

em Sab Ago 23, 2014 10:25 am
Licantropo escreveu:Sim Master, minha mãe fez uma lista enormes de nome, meu pai sugeriu Daniel e minha mãe gostou.

Perguntei porque estranhamente meu nome também é Daniel. xD Só que eu nunca soube o por quê que ela escolheu esse nome...

 65 
avatar
Mensagens : 137
Pontos : 1410
Honra : 34
Data de inscrição : 01/05/2014
Idade : 15
Localização : Mundo dos sonhos
Sonhos Lúcidos :
200 / 999200 / 999
Sonhos Comuns :
890 / 999890 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de Licantropo

em Sab Ago 23, 2014 4:31 pm
Licantropo escreveu:Morrer em sonho é tenso, ainda mais quando não é lúcido, você acha mesmo que morreu, e se está numa espécie de limbo, dá uma certa tristeza de saber que a vida vai continuar as pessoas vão envelhecer, e o seu corpo está enterrado sendo descomposto ou cremado, e não ter a certeza do próximo destino. Esse foi um dos momentos mais tristes da minha vida onírica.
ss quando morro fico desesperado  41 


Diário de sonhos lúcidos
Diário de sonhos não lúcidos
Anime das fotos

Os sonhos,um universo cheio de aventuras...
avatar
Mensagens : 382
Pontos : 1905
Honra : 169
Data de inscrição : 08/01/2014
Idade : 21
Localização : RJ
Sonhos Lúcidos :
11 / 99911 / 999
Sonhos Comuns :
179 / 999179 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos de Licantropo

em Dom Ago 24, 2014 1:05 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
65º Dia

24/08/2014 04:00 a 11:31

Eu lembro que minha mãe estava comigo, só não sei se era ela que estava aqui no RJ ou eu que estava em Colatina. A  gente já estava na mesma casa a um bom tempo e estava chegando o dia dela ir embora (ela devia estar no RJ mesmo). Lembro-me de um momento em que eu arrumava a minha mala para uma viagem que eu feria 6 meses depois, mas pelo nível do desespero, parecia que eu ia sair pra viajar 1 hora depois. Minha mãe estava deitada numa cama, com a minha prima de 5 anos dormindo ao lado dela, e lembro que minha avó também estava com a minha mãe (minha avó odeia viajar), e eu ficava triste por só poder vê-las 6 meses depois. E na hora delas irem embora, eu fui pro meu quarto fazer projeto para evitar despedida.

-

Em algum sonho, lembro-me de estar numa estação de metrô misturada com rodoviária, que pela tecnologia presente e a arquitetura futurista, só podia ser Arcadia.

-

Em algum outro sonho, eu via o mundo sendo formado só que em time lapse, desde o planeta Terra como uma enorme bola de magma, passando pelos éons Hadeano, Arqueano, Proterozóico, vi a Explosão Cambriana, as últimas extinções em massa, e então cheguei ao Holoceno, no dias de hoje e vi uma praia. Fui à praia e tomei um banho de mar.


Última edição por Licantropo em Ter Dez 16, 2014 1:39 am, editado 2 vez(es)


[...]
— E como eu posso te chamar?
— Bom, você pode me chamar de Daniel, que era o meu nome quando eu era totalmente humano, pode também me chamar de Lobo, que era meu nome quando eu era totalmente uma entidade cósmica. Mas você também pode me chamar de Pai.
— Pai?
— Sim, todos os lobos e lobisomens são meus filhos, todos vieram de mim.
[...]

Conteúdo patrocinado

Re: Diário dos Sonhos de Licantropo

Ver o tópico anteriorVoltar ao TopoVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum