Conectar-se
Últimos assuntos
Os membros mais ativos do mês
8 Mensagens - 25%
6 Mensagens - 19%
4 Mensagens - 13%
3 Mensagens - 9%
3 Mensagens - 9%
2 Mensagens - 6%
2 Mensagens - 6%
2 Mensagens - 6%
1 Mensagem - 3%
1 Mensagem - 3%
Votação
Qual a técnica que você utiliza para ficar lúcido?
Teste de Realidade
45% / 15
Totem
15% / 5
Incubação
12% / 4
Gatilho
6% / 2
Gravador de Voz ou Sons Binaurais
6% / 2
Outros
15% / 5
Parceiros
 sonhos=
 sonhos=
 animes=

Compartilhe
Ver o tópico anteriorIr em baixoVer o tópico seguinte
avatar
Mensagens : 9
Pontos : 1371
Honra : 3
Data de inscrição : 27/10/2013
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Sab Nov 02, 2013 10:51 pm
que baita sonho e que baita desenho, hiriu
avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2346
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Qua Nov 06, 2013 9:42 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Sonho [ 06-11-2013 ] - LOJA ESCURA


Eu estava em uma esquina, em cima da calçada e proximo ao meio fio, que estava quebrado. Eu tinha que concerta-lo atraves de um software, algo como matrix. Tudo que eu pensava atravez de algoritmos era entao materializado, porem, meu objetivo ali era somente consertar aquele erro, a calcada quebrada.

A calcada era pintada de branco, as furas bem feitas, sem nenhum bura. A cidade com poucos predios, e muitas casas. Era um local bonito, a maioria das pessoas andavam por a li a pe. Algumas dessas pessoas ate me reconheceram, parecia mesmo que sabiam o motivo da minha presenca.

Apos terminar o servico, peguei uma sacola que continha algum valor em dinheiro e mais alguns objetos que sequer eu sabia do que se tratavam. Me dirigi a um bar proximo do local. Entrei num bar, e de um comodo para outro a luz mudava. A claridade por exemplo, nao passava de uma porta para outra, e apesar de a lampada esstar ligada, o comodo continuava meio que numa penumbra.

Encontrei meu pai pedindo uma bebida dentro do mercado, parecia cafe. Ele provavelmente conhecia o dono da venda, pois os dois conversavam como se fossem velhos amigos. Nao pude ver o dono porque ele estava fazendo algo em algum local nao visivel dentro do proprio mercado.

Cumprimentei meu pai em voz, que ficou um pouco expantado por eu estar ali. Parecia um local bem familiar para ele. Qualquer pessoa, observando a luz, o local estranho, a calcada, a cidade desconhecida poderia notar que era um sonho, mais hoje eu estava apenas descansado minha mente, deixando as coisas acontecerem.

A loja era velha, de madeira. Era um lugar bem fechado e apertado, mais la dentro havia um mundo. Muitos produtos expostos em prateleiras de madeira. A luz era daquelas rosqueadas em um bocal, parece que daquela cidade aquele era um local que lutava contra a acao do tempo. As parece todas descascando, la fora, um puxado de telhas que formava uma area. Apesar da aparecnia rustica era bem aconchegante.

Hoje eu dormi pela tarde, apos meditar. Eu estava meio extressado. Tive uns 15 sonhos no dia. Nao ha como anotar todos, as vezes nem tenho tempo de passar por aqui, eu gostaria de estar mais tranquilo para me dedicar a isso, porque e realmente o que gosto. muito feliz


CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
avatar
Mensagens : 297
Pontos : 1781
Honra : 90
Data de inscrição : 03/10/2013
Idade : 21
Localização : pernambuco
Sonhos Lúcidos :
26 / 99926 / 999
Sonhos Comuns :
29 / 99929 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Qua Nov 06, 2013 10:18 pm
bem, não entendi bem a parte do "concertar a calçada" com um sortware? poderia explicar?


NÃO É ILUSÃO SIM EU VOLTEI O LORDES DAS TREVAS HAHAHAHAHA. #lol#
Convidado
Convidado

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Qua Nov 06, 2013 10:31 pm
HIRIU: bom,o queeu posso dizer, muito bom o sonho relato bacana, continue assim feliz feliz feliz feliz feliz
avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2346
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Qui Nov 07, 2013 1:19 am
Maycon Mr.x escreveu:bem, não entendi bem a parte do "concertar a calçada" com um sortware? poderia explicar?
E como o mundo e projetado no filme matriz, atravez de codigo. Eu sabia como faze aquilo, mais nao posso explicar. Eu tinha que sentar, olhar para o concreto, ele se tranformava em dados.

Como o concreto estava quebrado, entao e porque faltavam alguns dados, eu simplesmente arruamva o algoritmo.

leitura 


CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
Mensagens : 1017
Pontos : 3331
Honra : 749
Data de inscrição : 06/08/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo/Santo André
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Qui Nov 07, 2013 1:58 am
É complicado mesmo explicar isso, mas deu para entender certo se tratava da matrix do objeto ou elemento físico fazendo sua manutenção através de um código binário ou algo do tipo, cara eu já tive alguns sonhos assim não necessariamente alterando através da matrix, mas alterando cenários, objetos, pessoas de forma inconsciente quase como jogar um Sim City.
avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2346
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Qui Nov 07, 2013 5:33 am
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Reizen Endler escreveu:
É complicado mesmo explicar isso, mas deu para entender :certo:se tratava da matrix do objeto ou elemento físico fazendo sua manutenção através de um código binário ou algo do tipo, cara eu já tive alguns sonhos assim não necessariamente alterando através da matrix, mas alterando cenários, objetos, pessoas de forma inconsciente quase como jogar um Sim City.
Entao, tiramos fundamentos para criar ou moldar o cenario onirico. Para isso voce pode tomar como base varias coisas, e a mais generico e tomar como base um molde fisico, ou seja, uma imagem do mundo em que vivemos. Mais a partir do momento em que voce tem outro modo de fazer isso, entao pode usar como ferramenta. Engenheiros usariam medidas por exemplo, tecnicos em informatica scripts e algoritmos, artistas usariam a propria aimaginacao ou perspectiva artistica.

Para ficar mais claro fiz um desenho rapido:cacique: 



A primeira e a realidade, na qual voce pode se basear para concertar o cenario, montando usando uma imagem guardada na sua mente do mundo fisico para usar como base.

Na segunda e como esta dentro sonho, voce pode subustituir alguma coisa que queria mudar, ou aterar. Basta "materializar" o pensamento dentro do sonho, em um livro tinha uma palavra que descrevia isso como INTENTAR, que e executar um pensamento, mais ou menos assim.

Ja a terceira imagem e a percpectiva a partir de algoritmos, baseados em medidas, dados, texturas, etc. Como por exemplo if(x[5] is null) { x = x[i+1] } else { arraysearch x[i++] where x[i] = null }. Nesse caso eu pedi para verificar se uma posicao de um angulo era nula, se fosse entao completava com 1, que significava uma medida. Entao x andaria preenchendo as medidas ate completar os espacos quebrados. Mais isso e so um exemplo, parece que no sonnho eu tinha um conhecimento... que... eu nao teria estudando aqui na realidade digamos. Aproposito o algoritmo acima foi so para exemplificar, nao esta executando. kkkkkkkkkkk




CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2346
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Sab Nov 09, 2013 10:21 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Sonhos [ 09-11-2013 ]

Prestando assistencia

Entrei numa loja de roupas na qual costumo prestar assistencia, tinham umas mulheres que costumam trabalhar la. Eu estava um pouco excitado, quando uma das mulheres passou por mim, puxei ela pelo braco e trouxe junto a meu corpo, comecei a passar as maos pelo corpo dela seguindo minha visao, ela levantou a saia e comecou e colocar as maos dentro da minha roupa. Coloquei a mao no braco dela e segurei. Estava ficando lucido, ela me olhou e disse, -Nao comece se voce nao vai terminar, e saiu fitando-me.

Essa loja estava diferente, cheia de prateleiras de roupas, onde me escondi com a moca. Logico que nao ia terminar, ate porque eu acordaria. Nem assim eu percebi que estava sonhando, e quando fui ficar lucido, entrei em outro sonho.

Banho no quarto

Este sonho comeca dentro de um quarto. No quarto tinha 1 cama e 2 chuveiros. Estava indo tomar banho, entao tirei minha roupa, me posicionei embaixo do chiuveiro e girei uma das torneiras. Chuveiro errado! Essa torneira era do chuveiro que estava em cima da cama, a agua molhou uma parte da cama antes que eu pudesse desliga-lo. Fui entao para a segunda torneira, e quando abri, caiu agua no um pouco ao lado da cama, era o lugar certo. Tomei banho me enchuguei, e sai dali ja com roupa Oo.

Sei que quem esta lendo deve estar decepcionado. Quero ressaltar que meu corpo estava quebrado, alem do extress. Eu so queria dormir e sonhar livremente... Apenas dormi. Quem leu provavelmente penso: "-Banho dentro do quarto? E nem notou que era um sonho!".

Conversa na loja de materiais p contrucao

Sai do banho e quando abri a porta ja estava dentro de uma loja de materiais para construcao, tinha um pouco de gente nos balcoes. Um cara que era provavelmente um fornecedor conversando com umas funcionarias enquanto a energia que tinha acabado, nao voltava.

Me aproximei e sentei numa das cadeiras, escutei algo sobre viagens. Entao o homem olhou pra mim e disse: -Ja pensou viajar com um carro bem velho? Entao respondi: -Ja pensei viajar num fusca, um dia meu pai levou eu e minha irma num fusca, e no caminho o carro parou. Acho que seria uma viagem so de ida. O rapaz soltou uma gargalhada com os olhos arregalados dizendo: -Num fusca, ta loco?
- Eh isso mesmo, so foltou furar 2 pneus e so ter um stepe, porque sou azarado para viagens. Disse eu.
Enquanto conversavamos, prestei atencao em uma das balconistas, ela era muito bonita, e a outra eu conhecia. O nome dela, agora que me lembro era Tay.... Um barulho me deu um susto, levantei da cadeira e sai correndo para dora da loja, ouvi uma voz me chamando a gritos "-Dallllllllllll". dobrei a minha esquerda na porta. Na esquina da loja tinha um grupo de pessoas em volta de uma moto. Me aproximei e ali estava uma mulher com um dos bracos decepados prezos na ferragem da moto, mais para frente 2 caras caidos no chao e um monte de pedacos de carenagem no chao. Veio uma pessoa conhecida chamada Renata e me falou algo sobre o acidente. Eu disse: -Voce e louca, pensei que fosse minha ex, vai dar susto em outro. Minha adrenalida havia subido.

Estava tudo muito nitido e fisico, nada diferente da realidade, mas eu podia ter feito um RC por causa do acidente.


A ponte quebrada

Cheguei a beira de um rio, bem no ponto em que ele formava um "L" na cura. As margens do outro lado do rio arvores com folhagens que caiam como se estivessem murchas, porem dava para ver que eram mesmo daquele jeito. As folhas eram numa tonalidade verdes escuro, a agua era tranparente que dava para ver o fundo. O chao forrado por minusculas gramineas como uma tapete verde.
Naquele senaria pouca luz do sol conceguia passar pelas folhagens, que dividiam os raios em minusculos feiches que chegavam ate a superficie do solo e da agua. O brilho dava mais vida a aquele lugar, como se o chao estivesse se movendo.
Era um local baixo, por causa erosao das correntesas do rio. E devido ao rioo de bem razo, deixava que se formasse algumas ilhas onde as rafizes das arvores remanescentes se esforcavam para segurar uma porcao de terra para sustentacao.


Cheguei a este local com minha mae e minhas duas irmas. Observamos que a ponte estava quebrada.
Minha irma mais nova tentava atravessar as aguas pulando de igual em ilha e se segurando na vegetacao. -Cuidado para nao cair nessa agua, isso e um brejo, a agua deve seri muito poluida. Disse minha mae.

Desci pela margem no sentido da correntesa, cheguei embaixo da copa de uma arvore, olhei para a agua e observei alguns peixes, de todos os tamanhos. Eram aparentemente pixes de couro, num tom cinza esverdeado com manchas pretas.

Um barulho de moto desviou minha atencao. Olhei para o alto do morro e tinha um motoquiro descendo para passar na ponte, entao gritei tentanto alerta-lo da ponte. -A ponte caiu, nao da pra passar. Ja era tarde, so deu para o motoqueiro olhar pra mim, e foi para baixo. Caiu dentro do rio com moto e tudo, mais levantou-se, olhou para a roupa e saiu dali. Usava lubas pretas e capacete escuro. Vestiu uma jaqueta de couro e calca jeans, no estilo colegial.

Outro veiculo desceu o morro do dio, era um caminhao vermelho. Dentro, duas mulheres e um homem ao volante. Logo perceberam que nao havia ponte. Pude ver a cara de desespero das mulheres em camera lenta, enquanto a carenagem era amassada pelo impato da capota com o barranco. Caiu quase de ponta, pensei que ia capotar.
A cabeca dos passagerios fizeram o vidro ficar todo rachado apos o impacto, assim se formou 3 circulos de rachaduras do vridro dianteiro.

Dois acidentes, um lugar desconhecido. Nada diferente da realidade. Sem mais comentarios aqui (ironico - sarcastico).

Vagando pelas ruas

Sai daquele lugar e ja estava vagando pelas ruas de uma cidade. Aquele lugar parecia desconhecido, mais tinha algo familiar que nao consigo explicar. Tinham algumas casas baixas, umas estruturas como hospitais, prefeituras, etc.
Passei por uma casa que tocava uma musica de umbanda, ao som de tambores. Olhei la para dentro e tinha um cara dancando e fumando algo. A musica era dedicada a alguma entidade, eu tinha certeza que quem estava dancando ali tinha acesso ao DAIME, uma planta de poder. Nem imagino quais os efeitos de tomar o cha dentro do proprio sonho.

Junto comigo, ainda, minha mae e minhas duas irmas. Minha mae dancando como mae de santo, tirando sarro da musica, sem ofender, enquanto minhas irmas riam.

Enquanto aquela casa, o unico lugar que parecia ter vida no sonho nao sumia de minha vista, eu continuava a olhar, nada saciava minha curiosidade, pois sabia que ali havia algo de especial para buscar no sonho. Se estivesse lucido com certeza eu entraria la.

O menino fantasma

Entrei num evento, havia ali varias pessoas sentadas a beira de uma mesa retangular numa contrucao de concreto, com paredes brancas, em meio a uma esquina. Essa contrucao se nao ocupava a esquina inteira, entao a cortava pelo meio, assim voce poderia cruzar a esquina sem passar pela calcada ou pela rua.

Encontrei um menino de aparentemente uns 3 anos, ele e mais algumas outras criancas me pediram umas moedas. Tirei algumas moedas e coloquei na mao dele, mas acho que nao dava 50 centavos. Me olhou com cara de triste mais me agradeceu. Antes que ele fosse embora, eu disse: Ei menino... Quer ver uma coisa interessante? Fez que sim balanco a cabeca enqautno me olhava atentamente.
Perguntei entao. -tah, qual o seu nome?
Juninho (apelido), respondeu num tom de curiosidade.
Entao enfiei uma de minhas maos no bolso, senti um papel, retirei o papel e entregei a ele.

De um lado do papel tinha uma assinatura (Junior), que era o nome do menino. Do outro um carimbo e uma impressao com fonte antiga dizendo que aquele era um vale de 5 reais.

O menino pegou o papel, saiu correndo para fora daquele local, eu tentei acompanha-lo mais ele sumiu. Achei uma mulher que parecia ser a mae dele e tentei avisar que o menino havia saido, mais era como falar para uma porta. O maximo que ela fez foi virar o rosto 1 milimetro. Ela estava ouvindo musica com um foninho, e jogando algum tipo de jogo tipo bingo. Era jovem e bonita, com a cara de uma atriz de cinema.

Quando acordei, enfiei a mao no meu bolso, e la estava uma nota de 5 reais, por coincidencia. Troco talvez de alguma coisa que eu havia compado cuja qual nao me lembro nem tenho ideia do que seja.

Esses sonhos foram em 3 horas de sono que tive durante a tarde. Como ja disse. Eu estava muito cansado.


Última edição por Hiriu em Dom Nov 10, 2013 3:01 am, editado 5 vez(es)


CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
Convidado
Convidado

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Sab Nov 09, 2013 10:40 pm
Hiriu, seus sohos estão bacanas cara, eu achei engraçado a parte que voçê molha a cama ligando o chuveiro!!! a parte da mulher que voçê deu uns pega, mim lembrei dos relatos do REIZEN, kkkkkkkkkkkkk... legal, até++++++
Convidado
Convidado

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Sab Nov 09, 2013 11:16 pm
uhuuuuu!o senhor Hiriu dando uns pega!kkk:Dança: 
avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2346
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Dom Nov 10, 2013 3:03 am
Izael Lisboa escreveu:Hiriu, seus sohos estão bacanas cara, eu achei engraçado a parte que voçê molha a cama ligando o chuveiro!!! a parte da mulher que voçê deu uns pega, mim lembrei dos relatos do REIZEN, kkkkkkkkkkkkk... legal, até++++++
Valew.

O chuveiro era instalado em cima da cama mesmo, nada de anormal kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Tipo, qual a sua rotina? Acordo tomando banho...


CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2346
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Dom Nov 10, 2013 3:05 am
Larissa escreveu:uhuuuuu!o senhor Hiriu dando uns pega!kkk:Dança: 
Hiriu e quietinhu lingua , mais tava com muita libido no sonho ahsudhasiudhiuashdiua


CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
Mensagens : 1017
Pontos : 3331
Honra : 749
Data de inscrição : 06/08/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo/Santo André
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Dom Nov 10, 2013 8:06 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Pow, nem para prestar uma assistência para a mulher, até o seu subconsciente já sabia ahsuhUHSUAHUhsuhasu iori

Conversa na loja de materiais para construção = pegando a balconista da loja de materiais para construções, olha mais um pervet boy juntando-se ao clã iori

No relato da ponte fiquei a imaginar a expressão de medo das mulheres em câmera lenta deve ter sido cômico hehe

Agora o relato do menino fantasma foi o mais intrigante, principalmente pelo truque de mágica e a ligação com a nota de 5 reais, o sub deu uma de David Copperfield.

Cara você dormiu três horas e lembrou de tantos sonhos, muito bom mesmo foi quase ou senão maior do que meu ultimo relato lúcido, se bem que eu acho mais fácil lembrar-se de sonhos lúcidos pela fácil acesso da consciência, mas te alcançar em sonhos comuns eu tenho que acordar pelo menos duas vezes na madrugada para ciclar o sono REM e conseguir lembrar de mais detalhes dos sonhos.

Excelente relato, gramatica, formatação, parabéns brother, prendeu a atenção desde o inicio! certo
avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2346
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Dom Nov 10, 2013 9:29 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Reizen Endler escreveu:
Pow, nem para prestar uma assistência para a mulher, até o seu subconsciente já sabia ahsuhUHSUAHUhsuhasu iori

Conversa na loja de materiais para construção = pegando a balconista da loja de materiais para construções, olha mais um pervet boy juntando-se ao clã iori

No relato da ponte fiquei a imaginar a expressão de medo das mulheres em câmera lenta deve ter sido cômico hehe

Agora o relato do menino fantasma foi o mais intrigante, principalmente pelo truque de mágica e a ligação com a nota de 5 reais, o sub deu uma de David Copperfield.

Cara você dormiu três horas e lembrou de tantos sonhos, muito bom mesmo foi quase ou senão maior do que meu ultimo relato lúcido, se bem que eu acho mais fácil lembrar-se de sonhos lúcidos pela fácil acesso da consciência, mas te alcançar em sonhos comuns eu tenho que acordar pelo menos duas vezes na madrugada para ciclar o sono REM e conseguir lembrar de mais detalhes dos sonhos.

Excelente relato, gramatica, formatação, parabéns brother, prendeu a atenção desde o inicio! certo
Valew Sr.
Apesar de nao estar lucido, consigo manter algumas "funcoes basicas", como impedir de ir ate o final em relacoes sexuais, voar, nao fazer xixi, etc. Eu nao consigo explicar, no sonho eu ei no que nisso tudo vai dar, mais faco sem consciencia.


CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
Mensagens : 1017
Pontos : 3331
Honra : 749
Data de inscrição : 06/08/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo/Santo André
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Seg Nov 11, 2013 6:00 pm
Então é 2 brother Hiriu, mas referente ao sexo já estou em outro nível a questão não é mais impedir como nos velhos tempos de juventude, mas sim prolongar a sensação durante o maior tempo possível iori
avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2346
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Seg Nov 11, 2013 7:53 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Reizen Endler escreveu:
Então é 2 brother Hiriu, mas referente ao sexo já estou em outro nível a questão não é mais impedir como nos velhos tempos de juventude, mas sim prolongar a sensação durante o maior tempo possível iori
Ja passei disso tambem, porem nao estou com muita graca ultimamente, nem em sonhos. Assim que eu me reestabelecer as coisas vao ficar diferentes.


CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
avatar
Mensagens : 297
Pontos : 1781
Honra : 90
Data de inscrição : 03/10/2013
Idade : 21
Localização : pernambuco
Sonhos Lúcidos :
26 / 99926 / 999
Sonhos Comuns :
29 / 99929 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Ter Nov 12, 2013 12:58 am
aaffss so eu que ñ consigo isso tristeza 13


NÃO É ILUSÃO SIM EU VOLTEI O LORDES DAS TREVAS HAHAHAHAHA. #lol#
avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2346
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Ter Nov 12, 2013 4:03 pm
Maycon Mr.x escreveu:aaffss so eu que ñ consigo isso tristeza 13
kkkkkkk, questao de tempo Sr


CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2346
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Ter Nov 12, 2013 4:34 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Sonhoo [ 09-11-2013 ] - POUSADA LITORANEA

Caminho com meu pai pelas areias de uma praia, e proximo a margem, uma pousada grande, ainda em contrucao.
Dei uma corrida, fiz o que tinha feito na ultima viagem a Joao Pessoa, correr ate o mar pulando por cima das ondas. Dessa vez eu comecei a correr por cima da agua, era um sensacao muito boa, tao embriagante que nem notei que era um sonho. Ja era 2 horas da manha quando fui dormir.

Sai da areia e me dirigi proximo a pousada, era um cenario misturado com um sonho antigo, parecia que era resultado da mistura de dois sonhos em datas diferentes. Um lugar MUITO FAMILIAR. Nao tenho como explicar isso, mais parece que o tempo que passei sem sonhar com aquele lugar, e o mesmo tempo que construiram a pousada, pois antigamente era so um hotel comum. Entaou vou fazer abaixo uma comparacao entre os dois sonhos para mostrar as modificacoes.

Por algum motivo, meu pai chutava o cimento para estragar uma rampa. Nao faco ideia do porque disso.

CENARIO DO SONHO [2011]

A pousada ainda era conhecida como um hotel, de dois andares, feito de madeira envernizada em estilo rustico, num local onde o clima era chuvoso, o que dava mais contraste a paisagem molhada.
A porta, sempre aberta, dava acesso a um balcao de madeira a direita da entrada. Papeis sobre a mesa... Chaves atras do balcao penduradas por pregos. Janelas traziam a um pouco de luz para mostrar as rajadas escuras do corte da madeira.

Tinham mais algumas casa ali proximo, provavelmente alguns outros alojamentos. Mais a direita se passava uma rua, em meio a arvores grandes, alguns coqueiros, outros pes de manga, e outras arvores maiores que nao sube identificar. Elas faziam a sombra perambular o local enquanto suas folhas se balancavam com o vento. O chao forrado com pedras cortadas e encaixadas minunciosamente, e grama ao fim da calcada.


CENARIO DO SONHO [2013]

A recepcao do hotel continuava igual, um chale de dois andares em madeira rustica, porem reformado. Algumas construcoes de concreto sendo feitas, tais como rampas, piscinas e banheiros.
A calcada havia se expandido para levar ate uma piscina de ondas, retangular, mas diferente do mar... E claro... com agua doce. Algumas pessoas se divertiam ali, com boias colooridas. O fundo desta piscina era azul claro, em ceramica.
Mais a direita, proximo a piscina, dois banheiros em construcao, rebocados mas sem pintar.

Ah sim... As arvores ainda estavam ali, e parecei um pedaco de floresta conservado. Dessa vez estava meio escuro, era tarde e mar estava tao calmo que as ondas da piscina da pousada eram maiores que as ondas deles.
Alguns guardas vigiavam o local, estes nao estavam ali antes.


CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
Convidado
Convidado

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Ter Nov 12, 2013 5:21 pm
Hiriu, sonho bacana esse seu a paisagem deve ter sido estupenda, descrição do cenarios muito bem detalhado, parece que o local até evoluio depois que voçê sonho da ultima vez, muito legal, valeu até+++++
avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2346
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Seg Nov 18, 2013 11:36 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Sonho [ 17-11-2013 ] - Meditando no onibus


Este domingo fui viajar para uma cidade chamada PortoVelho, a capital do estado. O intuito era prestar concurso para o tribunal regional. Eu não lembrava o dia, então tive que sair as preços apos me avisarem que só daria tempo de chegar na cidade, e ainda que possivelmente eu perderia o concurso.

Durante a viagem, comecei a a meditar dentro do ônibus, não estava com muito sono, mais acabai adormecendo e tive um sonho. O ônibus havia parado em uma espécie de ponto, onde tinha uma festa, reconheci alguns amigos meus a trabalho que ali estavam, talvez pela minha preocupação de não chegar a tempo de atender o expediente na volta para casa. Fui ate uma das barracas ao lado da festa, era uma padaria pequena onde atendiam uma homem e uma mulher, perguntei se ainda tinha pão de queijo, o homem disse que havia acabado. Comprei algo com a mulher, acontece que não me lembro o que era. Não tinha dinheiro trocado para pagar, então dei uma nota de cinqüenta reais, fiquei então esperando troco enquanto o homem sorria lamentando de não ter troco.



De repente, me dei por mim e estada dentro do ônibus já continuando a viagem,  olhei pela janela, estávamos passando por uma floresta,diferente das coisas, as folhas das arvores eram vermelhas, então comecei a acompanhar com os olhos arregalado para aquilo. So poderia ser um sonho e claro. Gritei exclamando comigo mesmo dentro da mente "QUE BRUXARIA E ESSA?" Apos passarem algumas vegetações, as próximas arvores que iam aparecendo eram secas, assim como toda a vegetação. Então o cenário entrava num marrom dourado, meio amarelado. Estava tarde e eram provavelmente umas 6 horas da minha na realidade no entendo parecia que se levasse em conta aquele cenário era umas 2 horas da tarde.

Uma pessoa me chamou a atenção numa poltrona da frente, era a mesma mulher que atendia na padaria que eu havia passado a um tempo atrás. O ônibus estava em viagem já a algum tempo e não havia como ela ter entrado. Tentei me mover mais meu corpo estava muito pesado. A mulher sorriu e me entregou uma poção de vales como troco do que antes eu havia pagado. Eu fiz cara de raiva e pedi o troco em dinheiro, mas não conseguia mover meus braços. Tremia me esforçando para fazer algum movimento, e parecia que tudo aquilo era engraçado para a mulher, que gargalhava alto, em pé, na minha frente. Como se zombasse da minha cara.

Quando cheguei ao destino, entrei logo na faculdade fiz a prova. Apos isso fiquei pensando na ligação entre dois sonhos para analisar uma possível interpretação a respeito. Alguns sonhos atlas eu entregava um vale ao invés de dinheiro para um menino num sonho anterior, hoje eu recebia na mesma moeda. Não eram algo ruim, o único pensamento que me tirava o sossego era o de buscar a interpretação para isso.

Minha viagem mudou de rumo, eu deveria voltar ao meio dia, algo me dizia que eu teria que ficar. Fui ate um local especifico na mesma cidade e conversei com uma pessoa. Ele me olhava atendo e serio, enquanto eu contava sobre eventos relacionados a castanheda e sobre alguns sonhos estranhos que tive antes e durante a viagem. Discutimos então sobre mais alguns livros. O Sr me falou que o correto seria ter começado a ler A Erva do Diabo antes do livro A Arte de sonhar. Acabei pegando o ônibus de volta as 8 da manha do outro dia.


CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
Mensagens : 1017
Pontos : 3331
Honra : 749
Data de inscrição : 06/08/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo/Santo André
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Ter Nov 19, 2013 12:06 am
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Brother Hiriu esse seu sonho foi uma experiência interessante, excelente recordação e detalhes.

Que bruxaria é essa, essa foi boa ashuashuHSUHASUHushahs iori

Como lhe disse antes talvez você estive de alguma forma lutando contra sua consciência naquela ocasião do ônibus já que se sentia submisso a mulher, paralisado etc.

Quanto a explicação é simples... Você aceita ticket de alimentação sahuHUSHAUSHUhsuhas iori

avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2346
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Ter Nov 19, 2013 12:27 am
Sr Reizen, quase cuspi no teclado aqui. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

A questao do consciencia sim, pode ser que eu tivesse tentnado ficar lucido, e ao ponto que ia chegar a esse momento...Acordei -_-`


CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
Mensagens : 1017
Pontos : 3331
Honra : 749
Data de inscrição : 06/08/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo/Santo André
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Ter Nov 19, 2013 1:43 am
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
É nóis brother, desculpe pela falta de tempo, mal conseguimos colocar o papo em dia, mas quarta feira aí é nóis, fica em paz, abraço e uma ótima noite certo
avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2346
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Sab Nov 23, 2013 1:23 pm
Reizen Endler escreveu:
É nóis brother, desculpe pela falta de tempo, mal conseguimos colocar o papo em dia, mas quarta feira aí é nóis, fica em paz, abraço e uma ótima noite certo
Ainda chegara a hora que teremos mais tempo para colocar o papo e realizar experiencias com sonhos Sr. certo 


CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
Conteúdo patrocinado

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

Ver o tópico anteriorVoltar ao TopoVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum