Conectar-se
Os membros mais ativos do mês
6 Mensagens - 21%
6 Mensagens - 21%
3 Mensagens - 11%
3 Mensagens - 11%
2 Mensagens - 7%
2 Mensagens - 7%
2 Mensagens - 7%
2 Mensagens - 7%
1 Mensagem - 4%
1 Mensagem - 4%
Votação
Qual a técnica que você utiliza para ficar lúcido?
Teste de Realidade
45% / 15
Totem
15% / 5
Incubação
12% / 4
Gatilho
6% / 2
Gravador de Voz ou Sons Binaurais
6% / 2
Outros
15% / 5
Parceiros
 sonhos=
 sonhos=
 animes=

Compartilhe
Ver o tópico anteriorIr em baixoVer o tópico seguinte
avatar
Mensagens : 175
Pontos : 1418
Honra : 102
Data de inscrição : 03/08/2014
Idade : 17
Localização : mount ebott
Sonhos Lúcidos :
7 / 9997 / 999
Sonhos Comuns :
8 / 9998 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Sab Nov 22, 2014 2:42 pm
Reputação da mensagem: 100% (2 votos)
Ramon escreveu:
Hiriu escreveu:
Sou suspeito para falar disso  neutro  Ramon, pois acho que numa queda de avião e praticamente impossível sobreviver. Em minha ultima viagem para João pessoa pousamos numa ventania e o avião pousou de lado. Foi uma das poucas vezes que estive num avião e o piloto alertou de turbulência.

Depois do primeiro sonho minha ex veio avisar que vai sair de ferias. Eles vão viajar de avião. Junto com meus filhos, sendo que ela avisou após o primeiro sonho. Não contei nada a ninguém da família porque não tenho uma relação boa com minha ex e vou parecer que estou querendo que ela não viaje, ainda mais com o namorado dela presente. Se for um aviso, não há o que fazer.

É um alivio revê-lo por aqui.  brindar Muitos perguntaram de ti, inclusive hoje no xat. Abraços.
[/color][/justify]
Espero que as mensagens que esses sonhos está tentando te passar, nada tenha a ver com acidentes reais ou coisas do tipo. Espero que seus filhotes e sua ex, faça uma boa viagem de férias e depois retornem para casa, em segurança.  certo

Depois que voltei,  ainda não fui lá no xat. Esses dias,  o Master até me chamou pra ir no xat. Mas, meu PC deu pau. E eu levei pra assistência técnica para formatar. Por enquanto,  estou entrando no forum pelo meu android. Mas, quando meu pc ficar pronto em breve, vou lá no xat, dar um alô pra galera.  medo

Só espero que eu não seja massacrado quando chegar lá no xat. gargalhada

Não se preocupe muito feliz, eu irei te receber no xat muito feliz


"se olhar para o abismo, o abismo ira olhar pra você"
Criado por algum inteligente

"se a vida de ta limões, troque por laranjas"
Criado por um gênio eu

[right]"o cubo não fala, mas se falar, ignore"
Criada por uma batata

[left]"o bolo é uma mentira"
Criado por... É serio, o bolo é uma mentira!
[/left]
[/right]
avatar
Mensagens : 2531
Pontos : 5552
Honra : 1043
Data de inscrição : 12/06/2013
Localização : Bahia
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Dom Nov 23, 2014 9:56 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Sonic The Hedgehog escreveu:Não se preocupe muito feliz, eu irei te receber no xat muito feliz
Valeu, Sonic. viva

Espero em breve poder ir no xat. Meu PC ainda está na assistência técnica, mais eu acredito que não vai demorar do PC ficar pronto. certo

Valeu pela força. muito feliz
avatar
Mensagens : 175
Pontos : 1418
Honra : 102
Data de inscrição : 03/08/2014
Idade : 17
Localização : mount ebott
Sonhos Lúcidos :
7 / 9997 / 999
Sonhos Comuns :
8 / 9998 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Dom Nov 23, 2014 11:20 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Me avisa quanto for visitar o xat muito feliz


"se olhar para o abismo, o abismo ira olhar pra você"
Criado por algum inteligente

"se a vida de ta limões, troque por laranjas"
Criado por um gênio eu

[right]"o cubo não fala, mas se falar, ignore"
Criada por uma batata

[left]"o bolo é uma mentira"
Criado por... É serio, o bolo é uma mentira!
[/left]
[/right]
avatar
Mensagens : 2531
Pontos : 5552
Honra : 1043
Data de inscrição : 12/06/2013
Localização : Bahia
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Seg Nov 24, 2014 6:35 am
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Sonic The Hedgehog escreveu:Me avisa quanto for visitar o xat muito feliz
certo
avatar
Mensagens : 382
Pontos : 1851
Honra : 169
Data de inscrição : 08/01/2014
Idade : 21
Localização : RJ
Sonhos Lúcidos :
11 / 99911 / 999
Sonhos Comuns :
179 / 999179 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Qui Nov 27, 2014 12:45 am
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Cara, essas repetições de tema no sonho estão me assombrando também, nos últimos dois meses (que corresponde aos últimos 10 relatos) metade das anotações tem referência a Doctor Who. Também estou muito preso numa rotina entediante, mas acomodado demais pra fazer alguma mudança. Esses sonhos com as quedas de avião foram tensos, só não fiquei com medo de viajar de avião porque eu gosto de avião (apesar de preferir mil vezes uma viagem de ônibus). Mas na primeira vez que eu peguei turbulência, eu agarrei na mão da minha mãe com os olhos arregalados (eu tinha 16 anos).


[...]
— E como eu posso te chamar?
— Bom, você pode me chamar de Daniel, que era o meu nome quando eu era totalmente humano, pode também me chamar de Lobo, que era meu nome quando eu era totalmente uma entidade cósmica. Mas você também pode me chamar de Pai.
— Pai?
— Sim, todos os lobos e lobisomens são meus filhos, todos vieram de mim.
[...]

avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2341
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Sex Dez 05, 2014 6:04 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Sonho 05/12/2014 - poção onírica

Estava andando pelas ruas da cidade, que estava diferente do que era na realidade e apesar disso nao percebi que se tratava de um sonho.
Vi que tinha alguém "dando" uma poção e fazendo propaganda da mesa. Mais ou menos assim: -Esta poção e feita com materiais naturais e tiram vocês da matrix, liberta e aumenta todos os sentidos, e o efeito dura para sempre.
Alguém então perguntou: -Mas não há efeitos colaterais?
E respondeu o homem que oferecia a poção: -Não, ela é feita com ingredientes naturais.
Alguma autoridade local veio perseguindo o homem e outros onironauta que estavam por ali, isso causou um tumulto. Dizia a autoridade que aquilo era considerada uma droga. O homem da poção falou que autoridades queriam nos aprisionar, e nisso me deu um copo da poção.

Era um copo transparente com uma substancia marrom dentro, parecida com aquelas bombas de academia feitas com paçoca e ovo. O sabor era doce, e dava para ver dentro do copo alguns sereias e um leve gosto de terra.

Tomei um copo e fui alertado pela autoridade que seria considerado um infrator.
Após tomar da poção me senti leve, livre. Virei alguns mortais como teste e era fácil... Como se a gravidade não fizesse efeito sobre meu corpo. Eu tinha total equilíbrio e podia realizar façanhas como voar sem impulso, teleportar e me equilibrar em cima de superfícies que nao suportariam meu peso, como galhos finos de arvore ou as próprias folhas.

Ao sair dali, observei uma imagem de como a poção era produzida.
1 - Carne seca podre (Ao final ficava com 1/5 do tamanho da carne após perder o liquido, mas não fedia e tinha um gosto bom).
2 - Cereais como trigo e arroz.
3 - Agua e algumas ervas.
4 - Processo de trituração e adição de outros elementos que não sei explicar.


Provei a carne mais cuspi, porque parecia algo sintetizo, como isopor (Ja mastiguei isopor  gargalhada )
Fui perseguido porem consegui escapar facilmente com todas essas habilidades, tinha um monte de gente fugindo e fazendo acrobacias após tomar a poção. porem acordei porque ja era de manha e estava claro.

Fica então incubado para os próximos sonhos lúcidos criar substancias com intuito de criar efeito sobre mim mesmo quando houver algumas dificuldade de controle, mobilidade ou outra coisa.  legal


CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2341
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Sex Dez 05, 2014 6:07 pm
Tive outro sonho, vou deixar as palavras chaves para que eu depois poste. Menina, faculdade, prova, ex. Este post será editado e transformado num sonho a partir das palavras chaves.


CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
Convidado
Convidado

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Sex Dez 05, 2014 10:01 pm
Incubação dentro sonho?! Criar substâncias e incubar desejos é uma boa ideia feliz.

Numa rua por exemplo, você tá andando e percebe que vai pisar num buraco, mas, quando chega na hora de pisar percebe-se que não era um buraco, e sim, um caminho que ainda é um plano reto.

Não sei se já passou por isso, pois tenho uma estranha sensação quando isso acontece. É raro, mas acontece. Parece um paradoxo shauaha. Sei que isso não tem nada haver, mas quando li seu sonho me veio isso na mente. Quando acontece esses insights sempre tento entender e aplicar nos sonhos.

Um exemplo que imaginei aqui, pra entender melhor se nunca passou por isso: Você tá dentro do ônibus e sabe que se olhar pra janela vai ver o ambiente lá fora se movendo pra trás, mas quando olhar, ver o ambiente se movendo pra frente. Estranho não?
É uma sensação de que você espera que algo normalmente aconteça, mas é totalmente o oposto que acontece, e não o que você esperava que iria acontecer. kkk

'-'
avatar
Mensagens : 2531
Pontos : 5552
Honra : 1043
Data de inscrição : 12/06/2013
Localização : Bahia
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Ter Dez 09, 2014 12:03 am
Adoraria sonhar espontaneamente com poções mágicas que dá superpoderes oniricos. Mas, é raríssimo eu ter esse tipo de sonho.Crying or Very sad
avatar
Mensagens : 96
Pontos : 1099
Honra : 18
Data de inscrição : 28/09/2014
Idade : 21
Sonhos Lúcidos :
1 / 9991 / 999
Sonhos Comuns :
160 / 999160 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Qua Dez 24, 2014 2:43 pm
voce tem sonhos bonitos hiriu
avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2341
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Ter Jan 13, 2015 10:27 am
Dellary:
Incubação dentro sonho?! Criar substâncias e incubar desejos é uma boa ideia feliz.

Numa rua por exemplo, você tá andando e percebe que vai pisar num buraco, mas, quando chega na hora de pisar percebe-se que não era um buraco, e sim, um caminho que ainda é um plano reto.

Não sei se já passou por isso, pois tenho uma estranha sensação quando isso acontece. É raro, mas acontece. Parece um paradoxo shauaha. Sei que isso não tem nada haver, mas quando li seu sonho me veio isso na mente. Quando acontece esses insights sempre tento entender e aplicar nos sonhos.

Um exemplo que imaginei aqui, pra entender melhor se nunca passou por isso: Você tá dentro do ônibus e sabe que se olhar pra janela vai ver o ambiente lá fora se movendo pra trás, mas quando olhar, ver o ambiente se movendo pra frente. Estranho não?
É uma sensação de que você espera que algo normalmente aconteça, mas é totalmente o oposto que acontece, e não o que você esperava que iria acontecer. kkk

'-'

Entendo Dellary, algumas coisas são mais fáceis de explicar por meio de exemplos. Quando esta dentro do ônibus e tem outro dando ré também, dai começa a se pensar que o ônibus esta se movendo, porem o ambiente esta parado kkkkkkkk

Ao passar por essas sensacoes ou por algo estranho, daria para sempre fazer um RC, mas por algum motivo isto passa desapercebido dentro dos sonhos. enojado


Ramon escreveu:Adoraria sonhar espontaneamente com poções mágicas que dá superpoderes oniricos. Mas, é raríssimo eu ter esse tipo de sonho.Crying or Very sad

Vi muitos sonhos seus relacionados a família. Ha algum motivo para umas pessoas sonhar com temas mais fantasiosos e outras não.

Luna Aislin escreveu:voce tem sonhos bonitos hiriu

Obrigado Luna =)


CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2341
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Ter Jan 13, 2015 11:07 am
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Sonhos [13/01/2015] Reflexos do passado

Na cidade esta acontecendo uma crise por conta de madeira e diamantes. Essa semana a federal prendeu um cara que postou no face uma pedra quase do tamanho de uma mão fechada. A reserva indígena Rooseveld sempre foi explorada de forma ilegal, e assim que os índios descobriram que poderiam ganhar dinheiro pondo os brancos para trabalhar, então abrem ou fecham "quando quiserem" para exploração. Diamantes são vistos aqui em quantidade em sacos como se fossem arroz, e vendidos a preço de banana do valor real que eles valem. E o que isto tem a ver com meu sonho? Os dois personagens principais deles apareceram por conta do impacto que isto tudo tem causado em mim, o que refletiu no sonho e acabou trazendo eles de forma indireta, pois ambos mexem com algumas das coisas citadas acima.

Parei num posto de gasolina e subi uma escadaria que da vista para a cidade. La debaixo duas pessoas falavam alto a meu respeito, tirando sarro por conta da vida simples que levo. Desci então e resolvi entrar na piada, comecei a tirar sarro deles também, mas acabaram levando a mau. Eram duas pessoas em especial, a que chamarei de B e R.
Eles sempre foram do tipo intocável, e quando perceberam que as pessoas em volta estavam rindo deles também partiram para a agressão, porem outras pessoas acabaram nos separando e nisto consegui dar um soco na cara de um deles.

Em seguida o sonho mudou, e eu estava num galpão desconhecido num lugar desconhecido que supostamente faz parte da cidade em que realmente moro, o que no sonha fazia sentido.

Quando olho pela porta vejo B e R vindo em minha direção. Primeiro começam as agressões verbais, mas nisso me saio bem e então partem novamente para a agressão, eu digo para deixarem. Como ja estou a ponto de explodir nao me seguro mais e acabo perdendo o controle, algo que aconteceu umas 4 vezes na minha vida. Pego uma mesa e jogo em direção a um deles, ele fica com o olho arregalado fazendo cara de que nao vai perdoar isso. Quando vem novamente em minha direção, pego outra mesa e bato com forca com o pe dela na cara dele, ai então volto a mim. A cara dele estava sangrando e então sai com a mão no rosto pingando gotas de sangue, todos diziam que ele ia voltar.

Após algum tempo, volta ele e joga uma arma na mesa e aponta outra em minha direção. Digo que nao vou fazer, nao vou entrar no jogo deles. Em pouco tempo chega a policia e um deles consegue fugir enquanto o outro e preso. Tentei esconder as armas mas os policiais acabaram viram tudo.
Um amigo se aproximou e disse a ele: -Acho que estou morto. Então ele disse: -Também acho.

Meu pensamento era que mais cedo ou mais tarde, depois dessa merda toda, iriam me dar alguns tiros. ACORDO...

B e R sao pessoas que fizeram parte de minha vida do pre escolar ate a quarta ou quinta serie. Depois reencontrei-os no na sétima serie e no primeiro ano.

Eram covardes mauricinhos, daqueles que todas as meninas ficam em volta e so falam asneira, esnobam os outros e vestem roupa das moda ou fazem a moda.

Havia uma certa perseguição a minha pessoa em especial, pois fui agredido fisicamente e verbalmente dentro da sala varias e varias vezes. A professora nunca fez nada aquela. Lembro-me de levar um soco na barriga dentro de sala de graça e com a professora vendo. Fiquei apenas com a mao na barriga, e tentei avisar a ela mas os dois meio que me seguraram. Ja me tacaram pedra também ou empurraram. Apesar de nao ser popular, vivia rodeado de pessoas que fazia o outro lado da sala, o lado B... As vezes parecia duas tropas inimigas, mas sempre ficávamos em minoria.

Um dia apanhei muito de uma pessoa, fiquei caído no recreio com o nariz sangrando, e minha irma ao lado dizendo o que tinha acontecido e que eu tinha que lavar. Isso nao me preocupava porque foi uma briga que teve motivos, o contrario de B e R, que batiam sem motivo, pediam desculpas, tornavam a bater e se tivessem perdendo chamavam outros para defende-los, fato que aconteceu quando Ra... foi bater em um deles, e B o segurou pelas costas enquanto R socava a cara. Covarde, mas este mesmo Ra... foi a pessoa a quem joguei um copo de coca na cara, e recentemente foi preso com 1kg de maconha dentro da moto.


Na minha infância haviam mesas e cadeiras de madeira na escola, era bem rústicas. Neste período B e R estudavam comigo. Então o que o sonho foi uma junção de eventos passados e presentes que tem influencia significativa na minha vida, associados involuntariamente (inconsciente segundo Freud.) pelo vinculo com essas duas pessoas, deixando claro o trauma causado em minha vida, o que causou alguns problemas que após esse sonho ficaram claros. Como o medo que me da quando sou xingado ou quando fico quieto ao ser agredido ou sofrer algum dano físico, e a minha tolerância por dor, o que nao vejo como um problema, mas uma solução para escapar dessas coisas.


CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
avatar
Mensagens : 175
Pontos : 1418
Honra : 102
Data de inscrição : 03/08/2014
Idade : 17
Localização : mount ebott
Sonhos Lúcidos :
7 / 9997 / 999
Sonhos Comuns :
8 / 9998 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Ter Jan 13, 2015 12:34 pm
Nuss hiriu eu não sabia que você sofria bullying perplexo . Deveria der cito uma época difícil para você, mais o que aconteceu esta no passado, e tivemos pensar no futuro muito feliz...

Sonho interessante Hiriu, porque pegou uma parte de sua infância (mesmo que seja ruim)


"se olhar para o abismo, o abismo ira olhar pra você"
Criado por algum inteligente

"se a vida de ta limões, troque por laranjas"
Criado por um gênio eu

[right]"o cubo não fala, mas se falar, ignore"
Criada por uma batata

[left]"o bolo é uma mentira"
Criado por... É serio, o bolo é uma mentira!
[/left]
[/right]
avatar
Mensagens : 2531
Pontos : 5552
Honra : 1043
Data de inscrição : 12/06/2013
Localização : Bahia
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Dom Fev 08, 2015 7:25 pm
Hiriu escreveu :

Hiriu escreveu:
Sonhos [13/01/2015] Reflexos do passado

Na cidade esta acontecendo uma crise por conta de madeira e diamantes. Essa semana a federal prendeu um cara que postou no face uma pedra quase do tamanho de uma mão fechada. A reserva indígena Rooseveld sempre foi explorada de forma ilegal, e assim que os índios descobriram que poderiam ganhar dinheiro pondo os brancos para trabalhar, então abrem ou fecham "quando quiserem" para exploração. Diamantes são vistos aqui em quantidade em sacos como se fossem arroz, e vendidos a preço de banana do valor real que eles valem. E o que isto tem a ver com meu sonho? Os dois personagens principais deles apareceram por conta do impacto que isto tudo tem causado em mim, o que refletiu no sonho e acabou trazendo eles de forma indireta, pois ambos mexem com algumas das coisas citadas acima.

Parei num posto de gasolina e subi uma escadaria que da vista para a cidade. La debaixo duas pessoas falavam alto a meu respeito, tirando sarro por conta da vida simples que levo. Desci então e resolvi entrar na piada, comecei a tirar sarro deles também, mas acabaram levando a mau. Eram duas pessoas em especial, a que chamarei de B e R.
Eles sempre foram do tipo intocável, e quando perceberam que as pessoas em volta estavam rindo deles também partiram para a agressão, porem outras pessoas acabaram nos separando e nisto consegui dar um soco na cara de um deles.

Em seguida o sonho mudou, e eu estava num galpão desconhecido num lugar desconhecido que supostamente faz parte da cidade em que realmente moro, o que no sonha fazia sentido.

Quando olho pela porta vejo B e R vindo em minha direção. Primeiro começam as agressões verbais, mas nisso me saio bem e então partem novamente para a agressão, eu digo para deixarem. Como ja estou a ponto de explodir nao me seguro mais e acabo perdendo o controle, algo que aconteceu umas 4 vezes na minha vida. Pego uma mesa e jogo em direção a um deles, ele fica com o olho arregalado fazendo cara de que nao vai perdoar isso. Quando vem novamente em minha direção, pego outra mesa e bato com forca com o pe dela na cara dele, ai então volto a mim. A cara dele estava sangrando e então sai com a mão no rosto pingando gotas de sangue, todos diziam que ele ia voltar.

Após algum tempo, volta ele e joga uma arma na mesa e aponta outra em minha direção. Digo que nao vou fazer, nao vou entrar no jogo deles. Em pouco tempo chega a policia e um deles consegue fugir enquanto o outro e preso. Tentei esconder as armas mas os policiais acabaram viram tudo.
Um amigo se aproximou e disse a ele: -Acho que estou morto. Então ele disse: -Também acho.

Meu pensamento era que mais cedo ou mais tarde, depois dessa merda toda, iriam me dar alguns tiros. ACORDO...

B e R sao pessoas que fizeram parte de minha vida do pre escolar ate a quarta ou quinta serie. Depois reencontrei-os no na sétima serie e no primeiro ano.

Eram covardes mauricinhos, daqueles que todas as meninas ficam em volta e so falam asneira, esnobam os outros e vestem roupa das moda ou fazem a moda.

Havia uma certa perseguição a minha pessoa em especial, pois fui agredido fisicamente e verbalmente dentro da sala varias e varias vezes. A professora nunca fez nada aquela. Lembro-me de levar um soco na barriga dentro de sala de graça e com a professora vendo. Fiquei apenas com a mao na barriga, e tentei avisar a ela mas os dois meio que me seguraram. Ja me tacaram pedra também ou empurraram. Apesar de nao ser popular, vivia rodeado de pessoas que fazia o outro lado da sala, o lado B... As vezes parecia duas tropas inimigas, mas sempre ficávamos em minoria.

Um dia apanhei muito de uma pessoa, fiquei caído no recreio com o nariz sangrando, e minha irma ao lado dizendo o que tinha acontecido e que eu tinha que lavar. Isso nao me preocupava porque foi uma briga que teve motivos, o contrario de B e R, que batiam sem motivo, pediam desculpas, tornavam a bater e se tivessem perdendo chamavam outros para defende-los, fato que aconteceu quando Ra... foi bater em um deles, e B o segurou pelas costas enquanto R socava a cara. Covarde, mas este mesmo Ra... foi a pessoa a quem joguei um copo de coca na cara, e recentemente foi preso com 1kg de maconha dentro da moto.


Na minha infância haviam mesas e cadeiras de madeira na escola, era bem rústicas. Neste período B e R estudavam comigo. Então o que o sonho foi uma junção de eventos passados e presentes que tem influencia significativa na minha vida, associados involuntariamente (inconsciente segundo Freud.) pelo vinculo com essas duas pessoas, deixando claro o trauma causado em minha vida, o que causou alguns problemas que após esse sonho ficaram claros. Como o medo que me da quando sou xingado ou quando fico quieto ao ser agredido ou sofrer algum dano físico, e a minha tolerância por dor, o que nao vejo como um problema, mas uma solução para escapar dessas coisas.
Que relato surpreendente, Hiriu. Fiquei impressionado. 

Acho que todo mundo já deve ter sofrido algum tipo de bullying na época da escola. Já tive colegas valentões que gostavam de implicar com os alunos pequenos e mais fracos. Tive que encarar alguns valentões na escola para poder não levar desaforo pra casa também. Apanhei de uns, bati em outros. Kkkk Mas, depois que eles me conheciam melhor, paravam de mexer comigo e me deixavam em paz. Porque sabiam que comigo é assim: Bateu, levou! Kkkkk

Então, acho que você fez a coisa certa quando enfrentou os valentões da sua escola, Hiriu. Porque, essa é a única forma de parar de sofrer bullying. É quando você vai lá e enfrenta o valentão cara a cara e quebra ele na porrada. Se não der, pegue uma pedra, um pau, um tijolo.... O que aparecer na sua frente. E bata no infeliz pra ver ele sangrar. Só assim, da próxima vez, ele vai pensar duas vezes antes de te importunar de novo. certo
avatar
Mensagens : 175
Pontos : 1418
Honra : 102
Data de inscrição : 03/08/2014
Idade : 17
Localização : mount ebott
Sonhos Lúcidos :
7 / 9997 / 999
Sonhos Comuns :
8 / 9998 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Dom Fev 08, 2015 11:13 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Ramon escreveu:
Hiriu escreveu :

Hiriu escreveu:
Sonhos [13/01/2015] Reflexos do passado

Na cidade esta acontecendo uma crise por conta de madeira e diamantes. Essa semana a federal prendeu um cara que postou no face uma pedra quase do tamanho de uma mão fechada. A reserva indígena Rooseveld sempre foi explorada de forma ilegal, e assim que os índios descobriram que poderiam ganhar dinheiro pondo os brancos para trabalhar, então abrem ou fecham "quando quiserem" para exploração. Diamantes são vistos aqui em quantidade em sacos como se fossem arroz, e vendidos a preço de banana do valor real que eles valem. E o que isto tem a ver com meu sonho? Os dois personagens principais deles apareceram por conta do impacto que isto tudo tem causado em mim, o que refletiu no sonho e acabou trazendo eles de forma indireta, pois ambos mexem com algumas das coisas citadas acima.

Parei num posto de gasolina e subi uma escadaria que da vista para a cidade. La debaixo duas pessoas falavam alto a meu respeito, tirando sarro por conta da vida simples que levo. Desci então e resolvi entrar na piada, comecei a tirar sarro deles também, mas acabaram levando a mau. Eram duas pessoas em especial, a que chamarei de B e R.
Eles sempre foram do tipo intocável, e quando perceberam que as pessoas em volta estavam rindo deles também partiram para a agressão, porem outras pessoas acabaram nos separando e nisto consegui dar um soco na cara de um deles.

Em seguida o sonho mudou, e eu estava num galpão desconhecido num lugar desconhecido que supostamente faz parte da cidade em que realmente moro, o que no sonha fazia sentido.

Quando olho pela porta vejo B e R vindo em minha direção. Primeiro começam as agressões verbais, mas nisso me saio bem e então partem novamente para a agressão, eu digo para deixarem. Como ja estou a ponto de explodir nao me seguro mais e acabo perdendo o controle, algo que aconteceu umas 4 vezes na minha vida. Pego uma mesa e jogo em direção a um deles, ele fica com o olho arregalado fazendo cara de que nao vai perdoar isso. Quando vem novamente em minha direção, pego outra mesa e bato com forca com o pe dela na cara dele, ai então volto a mim. A cara dele estava sangrando e então sai com a mão no rosto pingando gotas de sangue, todos diziam que ele ia voltar.

Após algum tempo, volta ele e joga uma arma na mesa e aponta outra em minha direção. Digo que nao vou fazer, nao vou entrar no jogo deles. Em pouco tempo chega a policia e um deles consegue fugir enquanto o outro e preso. Tentei esconder as armas mas os policiais acabaram viram tudo.
Um amigo se aproximou e disse a ele: -Acho que estou morto. Então ele disse: -Também acho.

Meu pensamento era que mais cedo ou mais tarde, depois dessa merda toda, iriam me dar alguns tiros. ACORDO...

B e R sao pessoas que fizeram parte de minha vida do pre escolar ate a quarta ou quinta serie. Depois reencontrei-os no na sétima serie e no primeiro ano.

Eram covardes mauricinhos, daqueles que todas as meninas ficam em volta e so falam asneira, esnobam os outros e vestem roupa das moda ou fazem a moda.

Havia uma certa perseguição a minha pessoa em especial, pois fui agredido fisicamente e verbalmente dentro da sala varias e varias vezes. A professora nunca fez nada aquela. Lembro-me de levar um soco na barriga dentro de sala de graça e com a professora vendo. Fiquei apenas com a mao na barriga, e tentei avisar a ela mas os dois meio que me seguraram. Ja me tacaram pedra também ou empurraram. Apesar de nao ser popular, vivia rodeado de pessoas que fazia o outro lado da sala, o lado B... As vezes parecia duas tropas inimigas, mas sempre ficávamos em minoria.

Um dia apanhei muito de uma pessoa, fiquei caído no recreio com o nariz sangrando, e minha irma ao lado dizendo o que tinha acontecido e que eu tinha que lavar. Isso nao me preocupava porque foi uma briga que teve motivos, o contrario de B e R, que batiam sem motivo, pediam desculpas, tornavam a bater e se tivessem perdendo chamavam outros para defende-los, fato que aconteceu quando Ra... foi bater em um deles, e B o segurou pelas costas enquanto R socava a cara. Covarde, mas este mesmo Ra... foi a pessoa a quem joguei um copo de coca na cara, e recentemente foi preso com 1kg de maconha dentro da moto.


Na minha infância haviam mesas e cadeiras de madeira na escola, era bem rústicas. Neste período B e R estudavam comigo. Então o que o sonho foi uma junção de eventos passados e presentes que tem influencia significativa na minha vida, associados involuntariamente (inconsciente segundo Freud.) pelo vinculo com essas duas pessoas, deixando claro o trauma causado em minha vida, o que causou alguns problemas que após esse sonho ficaram claros. Como o medo que me da quando sou xingado ou quando fico quieto ao ser agredido ou sofrer algum dano físico, e a minha tolerância por dor, o que nao vejo como um problema, mas uma solução para escapar dessas coisas.
Que relato surpreendente, Hiriu. Fiquei impressionado. 

Acho que todo mundo já deve ter sofrido algum tipo de bullying na época da escola. Já tive colegas valentões que gostavam de implicar com os alunos pequenos e mais fracos. Tive que encarar alguns valentões na escola para poder não levar desaforo pra casa também. Apanhei de uns, bati em outros. Kkkk Mas, depois que eles me conheciam melhor, paravam de mexer comigo e me deixavam em paz. Porque sabiam que comigo é assim: Bateu, levou! Kkkkk

Então, acho que você fez a coisa certa quando enfrentou os valentões da sua escola, Hiriu. Porque, essa é a única forma de parar de sofrer bullying. É quando você vai lá e enfrenta o valentão cara a cara e quebra ele na porrada. Se não der, pegue uma pedra, um pau, um tijolo.... O que aparecer na sua frente. E bata no infeliz pra ver ele sangrar. Só assim, da próxima vez, ele vai pensar duas vezes antes de te importunar de novo. certo

Nunca sofri Bullying, sempre fui na minha, nunca fica um amigo na escola e só importava com os estudos '-'


"se olhar para o abismo, o abismo ira olhar pra você"
Criado por algum inteligente

"se a vida de ta limões, troque por laranjas"
Criado por um gênio eu

[right]"o cubo não fala, mas se falar, ignore"
Criada por uma batata

[left]"o bolo é uma mentira"
Criado por... É serio, o bolo é uma mentira!
[/left]
[/right]
avatar
Mensagens : 2531
Pontos : 5552
Honra : 1043
Data de inscrição : 12/06/2013
Localização : Bahia
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Seg Fev 09, 2015 5:44 pm
Sonic escreveu :

Sonic The Hedgehog escreveu:
Ramon escreveu:
Hiriu escreveu :

Hiriu escreveu:
Sonhos [13/01/2015] Reflexos do passado

Na cidade esta acontecendo uma crise por conta de madeira e diamantes. Essa semana a federal prendeu um cara que postou no face uma pedra quase do tamanho de uma mão fechada. A reserva indígena Rooseveld sempre foi explorada de forma ilegal, e assim que os índios descobriram que poderiam ganhar dinheiro pondo os brancos para trabalhar, então abrem ou fecham "quando quiserem" para exploração. Diamantes são vistos aqui em quantidade em sacos como se fossem arroz, e vendidos a preço de banana do valor real que eles valem. E o que isto tem a ver com meu sonho? Os dois personagens principais deles apareceram por conta do impacto que isto tudo tem causado em mim, o que refletiu no sonho e acabou trazendo eles de forma indireta, pois ambos mexem com algumas das coisas citadas acima.

Parei num posto de gasolina e subi uma escadaria que da vista para a cidade. La debaixo duas pessoas falavam alto a meu respeito, tirando sarro por conta da vida simples que levo. Desci então e resolvi entrar na piada, comecei a tirar sarro deles também, mas acabaram levando a mau. Eram duas pessoas em especial, a que chamarei de B e R.
Eles sempre foram do tipo intocável, e quando perceberam que as pessoas em volta estavam rindo deles também partiram para a agressão, porem outras pessoas acabaram nos separando e nisto consegui dar um soco na cara de um deles.

Em seguida o sonho mudou, e eu estava num galpão desconhecido num lugar desconhecido que supostamente faz parte da cidade em que realmente moro, o que no sonha fazia sentido.

Quando olho pela porta vejo B e R vindo em minha direção. Primeiro começam as agressões verbais, mas nisso me saio bem e então partem novamente para a agressão, eu digo para deixarem. Como ja estou a ponto de explodir nao me seguro mais e acabo perdendo o controle, algo que aconteceu umas 4 vezes na minha vida. Pego uma mesa e jogo em direção a um deles, ele fica com o olho arregalado fazendo cara de que nao vai perdoar isso. Quando vem novamente em minha direção, pego outra mesa e bato com forca com o pe dela na cara dele, ai então volto a mim. A cara dele estava sangrando e então sai com a mão no rosto pingando gotas de sangue, todos diziam que ele ia voltar.

Após algum tempo, volta ele e joga uma arma na mesa e aponta outra em minha direção. Digo que nao vou fazer, nao vou entrar no jogo deles. Em pouco tempo chega a policia e um deles consegue fugir enquanto o outro e preso. Tentei esconder as armas mas os policiais acabaram viram tudo.
Um amigo se aproximou e disse a ele: -Acho que estou morto. Então ele disse: -Também acho.

Meu pensamento era que mais cedo ou mais tarde, depois dessa merda toda, iriam me dar alguns tiros. ACORDO...

B e R sao pessoas que fizeram parte de minha vida do pre escolar ate a quarta ou quinta serie. Depois reencontrei-os no na sétima serie e no primeiro ano.

Eram covardes mauricinhos, daqueles que todas as meninas ficam em volta e so falam asneira, esnobam os outros e vestem roupa das moda ou fazem a moda.

Havia uma certa perseguição a minha pessoa em especial, pois fui agredido fisicamente e verbalmente dentro da sala varias e varias vezes. A professora nunca fez nada aquela. Lembro-me de levar um soco na barriga dentro de sala de graça e com a professora vendo. Fiquei apenas com a mao na barriga, e tentei avisar a ela mas os dois meio que me seguraram. Ja me tacaram pedra também ou empurraram. Apesar de nao ser popular, vivia rodeado de pessoas que fazia o outro lado da sala, o lado B... As vezes parecia duas tropas inimigas, mas sempre ficávamos em minoria.

Um dia apanhei muito de uma pessoa, fiquei caído no recreio com o nariz sangrando, e minha irma ao lado dizendo o que tinha acontecido e que eu tinha que lavar. Isso nao me preocupava porque foi uma briga que teve motivos, o contrario de B e R, que batiam sem motivo, pediam desculpas, tornavam a bater e se tivessem perdendo chamavam outros para defende-los, fato que aconteceu quando Ra... foi bater em um deles, e B o segurou pelas costas enquanto R socava a cara. Covarde, mas este mesmo Ra... foi a pessoa a quem joguei um copo de coca na cara, e recentemente foi preso com 1kg de maconha dentro da moto.


Na minha infância haviam mesas e cadeiras de madeira na escola, era bem rústicas. Neste período B e R estudavam comigo. Então o que o sonho foi uma junção de eventos passados e presentes que tem influencia significativa na minha vida, associados involuntariamente (inconsciente segundo Freud.) pelo vinculo com essas duas pessoas, deixando claro o trauma causado em minha vida, o que causou alguns problemas que após esse sonho ficaram claros. Como o medo que me da quando sou xingado ou quando fico quieto ao ser agredido ou sofrer algum dano físico, e a minha tolerância por dor, o que nao vejo como um problema, mas uma solução para escapar dessas coisas.
Que relato surpreendente, Hiriu. Fiquei impressionado. 

Acho que todo mundo já deve ter sofrido algum tipo de bullying na época da escola. Já tive colegas valentões que gostavam de implicar com os alunos pequenos e mais fracos. Tive que encarar alguns valentões na escola para poder não levar desaforo pra casa também. Apanhei de uns, bati em outros. Kkkk Mas, depois que eles me conheciam melhor, paravam de mexer comigo e me deixavam em paz. Porque sabiam que comigo é assim: Bateu, levou! Kkkkk

Então, acho que você fez a coisa certa quando enfrentou os valentões da sua escola, Hiriu. Porque, essa é a única forma de parar de sofrer bullying. É quando você vai lá e enfrenta o valentão cara a cara e quebra ele na porrada. Se não der, pegue uma pedra, um pau, um tijolo.... O que aparecer na sua frente. E bata no infeliz pra ver ele sangrar. Só assim, da próxima vez, ele vai pensar duas vezes antes de te importunar de novo. certo

Nunca sofri Bullying, sempre fui na minha, nunca fica um amigo na escola e só importava com os estudos '-'
Então, dê graças a Deus por isso, Sonic.

Algumas pessoas não tem essa mesma sorte. E nem todas as vítimas de bullying conseguem superar essa fase. 

Eu tive sorte, porque enfrentei o colega que me batia e bati nele. Daí, nunca mais ele me importunou de novo. Mas, essa não foi a primeira vez que precisei me defender para não virar vítima de bullying de novo em diferentes épocas da minha infância na escola. Sempre superei essa fase brigando e me defendendo na base da porrada mesmo. Na adolescência pra fase adulta, fiquei um cara alto (1,80 m) e forte. E nunca mais briguei de novo na escola. Aliás, nunca mais ninguém mexeu comigo na escola. Kkkkk
avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2341
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Ter Maio 26, 2015 8:25 am
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Sonic The Hedgehog escreveu:Nuss hiriu eu não sabia que você sofria bullying perplexo . Deveria der cito uma época difícil para você, mais o que aconteceu esta no passado, e tivemos pensar no futuro muito feliz...

Sonho interessante Hiriu, porque pegou uma parte de sua infância (mesmo que seja ruim)

Foi uma época muito boa e muito ruim... Entre extremos.

Ramon escreveu:
Hiriu escreveu :

Hiriu escreveu:
Sonhos [13/01/2015] Reflexos do passado

Na cidade esta acontecendo uma crise por conta de madeira e diamantes. Essa semana a federal prendeu um cara que postou no face uma pedra quase do tamanho de uma mão fechada. A reserva indígena Rooseveld sempre foi explorada de forma ilegal, e assim que os índios descobriram que poderiam ganhar dinheiro pondo os brancos para trabalhar, então abrem ou fecham "quando quiserem" para exploração. Diamantes são vistos aqui em quantidade em sacos como se fossem arroz, e vendidos a preço de banana do valor real que eles valem. E o que isto tem a ver com meu sonho? Os dois personagens principais deles apareceram por conta do impacto que isto tudo tem causado em mim, o que refletiu no sonho e acabou trazendo eles de forma indireta, pois ambos mexem com algumas das coisas citadas acima.

Parei num posto de gasolina e subi uma escadaria que da vista para a cidade. La debaixo duas pessoas falavam alto a meu respeito, tirando sarro por conta da vida simples que levo. Desci então e resolvi entrar na piada, comecei a tirar sarro deles também, mas acabaram levando a mau. Eram duas pessoas em especial, a que chamarei de B e R.
Eles sempre foram do tipo intocável, e quando perceberam que as pessoas em volta estavam rindo deles também partiram para a agressão, porem outras pessoas acabaram nos separando e nisto consegui dar um soco na cara de um deles.

Em seguida o sonho mudou, e eu estava num galpão desconhecido num lugar desconhecido que supostamente faz parte da cidade em que realmente moro, o que no sonha fazia sentido.

Quando olho pela porta vejo B e R vindo em minha direção. Primeiro começam as agressões verbais, mas nisso me saio bem e então partem novamente para a agressão, eu digo para deixarem. Como ja estou a ponto de explodir nao me seguro mais e acabo perdendo o controle, algo que aconteceu umas 4 vezes na minha vida. Pego uma mesa e jogo em direção a um deles, ele fica com o olho arregalado fazendo cara de que nao vai perdoar isso. Quando vem novamente em minha direção, pego outra mesa e bato com forca com o pe dela na cara dele, ai então volto a mim. A cara dele estava sangrando e então sai com a mão no rosto pingando gotas de sangue, todos diziam que ele ia voltar.

Após algum tempo, volta ele e joga uma arma na mesa e aponta outra em minha direção. Digo que nao vou fazer, nao vou entrar no jogo deles. Em pouco tempo chega a policia e um deles consegue fugir enquanto o outro e preso. Tentei esconder as armas mas os policiais acabaram viram tudo.
Um amigo se aproximou e disse a ele: -Acho que estou morto. Então ele disse: -Também acho.

Meu pensamento era que mais cedo ou mais tarde, depois dessa merda toda, iriam me dar alguns tiros. ACORDO...

B e R sao pessoas que fizeram parte de minha vida do pre escolar ate a quarta ou quinta serie. Depois reencontrei-os no na sétima serie e no primeiro ano.

Eram covardes mauricinhos, daqueles que todas as meninas ficam em volta e so falam asneira, esnobam os outros e vestem roupa das moda ou fazem a moda.

Havia uma certa perseguição a minha pessoa em especial, pois fui agredido fisicamente e verbalmente dentro da sala varias e varias vezes. A professora nunca fez nada aquela. Lembro-me de levar um soco na barriga dentro de sala de graça e com a professora vendo. Fiquei apenas com a mao na barriga, e tentei avisar a ela mas os dois meio que me seguraram. Ja me tacaram pedra também ou empurraram. Apesar de nao ser popular, vivia rodeado de pessoas que fazia o outro lado da sala, o lado B... As vezes parecia duas tropas inimigas, mas sempre ficávamos em minoria.

Um dia apanhei muito de uma pessoa, fiquei caído no recreio com o nariz sangrando, e minha irma ao lado dizendo o que tinha acontecido e que eu tinha que lavar. Isso nao me preocupava porque foi uma briga que teve motivos, o contrario de B e R, que batiam sem motivo, pediam desculpas, tornavam a bater e se tivessem perdendo chamavam outros para defende-los, fato que aconteceu quando Ra... foi bater em um deles, e B o segurou pelas costas enquanto R socava a cara. Covarde, mas este mesmo Ra... foi a pessoa a quem joguei um copo de coca na cara, e recentemente foi preso com 1kg de maconha dentro da moto.


Na minha infância haviam mesas e cadeiras de madeira na escola, era bem rústicas. Neste período B e R estudavam comigo. Então o que o sonho foi uma junção de eventos passados e presentes que tem influencia significativa na minha vida, associados involuntariamente (inconsciente segundo Freud.) pelo vinculo com essas duas pessoas, deixando claro o trauma causado em minha vida, o que causou alguns problemas que após esse sonho ficaram claros. Como o medo que me da quando sou xingado ou quando fico quieto ao ser agredido ou sofrer algum dano físico, e a minha tolerância por dor, o que nao vejo como um problema, mas uma solução para escapar dessas coisas.
Que relato surpreendente, Hiriu. Fiquei impressionado.

Acho que todo mundo já deve ter sofrido algum tipo de bullying na época da escola. Já tive colegas valentões que gostavam de implicar com os alunos pequenos e mais fracos. Tive que encarar alguns valentões na escola para poder não levar desaforo pra casa também. Apanhei de uns, bati em outros. Kkkk Mas, depois que eles me conheciam melhor, paravam de mexer comigo e me deixavam em paz. Porque sabiam que comigo é assim: Bateu, levou! Kkkkk

Então, acho que você fez a coisa certa quando enfrentou os valentões da sua escola, Hiriu. Porque, essa é a única forma de parar de sofrer bullying. É quando você vai lá e enfrenta o valentão cara a cara e quebra ele na porrada. Se não der, pegue uma pedra, um pau, um tijolo.... O que aparecer na sua frente. E bata no infeliz pra ver ele sangrar. Só assim, da próxima vez, ele vai pensar duas vezes antes de te importunar de novo. certo

Era exatamente o que minha mãe dizia Ramon rsrs. Eu era quieto demais e aguentava algumas coisas que hoje não suporto, mas prendi outras formas de sair disso... 20 - 25 anos depois. A vida e uma roda gigante, um dia voce esta embaixo, no outro dia sobe e vê de lá de cima as pessoas que estavam embaixo. Isso me deixa confotavel, porque hoje vejo muita das pessoas que me faziam mau nao podendo fazer isso com mais ninguem.


CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2341
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Ter Maio 26, 2015 8:54 am
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Sonhos [13/01/2015] Reflexos do passado

Hoje houve uma dinâmica em sala de aula que visava o auto conhecimento e reflexão. Numa folha escrevi o que achava que era, depois colaram uma folha em nossas costas e escrevam o que acham que somos, uma nas costa de cada um da sala. Na folha que eu achava que era escrevi apenas... Sou uma pessoa próxima da felicidade. Estou escrevendo isso porque pode ser um dos motivos que levaram ter o sonho abaixo, pois nesta dinâmica eu refleti sobre minha vida.

Sonho

Estava numa cidade na paraíba, eu não sei o nome (mais cedo eu pesquisei sobre cidades da Paraíba, Feira de Santana para ser mais especifico). Estava tendo uma festa ali, haviam muitas pessoas inclusive uma pessoa que vou chamar de vlm e as filhas e marido dela. Andei um pouco e encontrei a filha de vlm, conversamos um pouco e ela me pediu para subir no andar de cima da casa deles. Tentei subir mas havia uma cerca, fui escalando me puxando com os braços, quando cheguei ela me puxou, abaixou meu shorts e começou a fazer sexo horal. Haviam muitas pessoas ali, e eu com as mãos me segurando pra não cair. Quando consegui subir fechei o zíper mas ai ja era tarde, parece que alguém ja tinha visto. Pulei dali e sai correndo, havia um policial olhando pra mim e outras pessoas vestidas de policial, porem não vou explicar isso para encurtar o relato.

Bom, consegui fugir e caminhei pela cidade. Encontrei alguns "loucos" que começaram a me seguir. Eles riam e falavam algumas coisas como se fossem indiretas para a minha situação real atual, eles me batiam e pegavam alguns pedaços de madeira e trapos, então pus um basta e ameacei retrucar caso continuassem.

Decidi voltar e contar a vlm o que havia acontecido. Quando cheguei la ela estava mal, quase morrendo, os boatos haviam chegado ate ela, então quando ela me viu deu um grito. Eu sai correndo com muita adrenalina, enquanto isso tentavam me pegar porque eu nao podia ter falado com ela por conta de poder agravar mais a saúde da mesma. Eu corri, mas quem acabou me alcançando foi ela, me parou rindo num tom zombeteiro. Eu tentava pedir desculpas por quase matar ela e então ela disse "-Como sabe que não estou morta?" repetindo isso varias vezes.

Pois bem, para aliviar a situação primeiro ela pediu que destruísse um dos prédios que eu havia construido. Era um edifício de investidores, então eu fechei os olhos e ele veio abaixo restando somente uma pessoa dos destroços. Um rapaz engravatado, calmo e com o olhar de surpresa vestindo um terno preto. Cheguei ate ele e ele me perguntou: -O que aconteceu? porque isso aconteceu? Eu então respondi Não sei, num dia investem em nos e no outro... Não há mais nada. Então ele disse: -Hmm, entendi! e foi embora.

Depois disso vlm me levou ate a uma pessoa, ela pediu para que eu voasse e ate me perguntou se eu conseguia fazer isso. Eu disse que tinha total controle pois ja tinha aprendido isso em outros sonhos. Então voamos, passamos por campos de flores, areas de pessoas com problemas, crianças adotadas. Voamos ate chegar a um cara que era como um... Nao sei explicar, a palavra que vem e EMISSÁRIO.

Ele então disse que eu precisava me teleportar para ir ao local onde era o mundo de vlm, como visitar a vida dela... o local onde ela esta e como ela esta em vida, mas acompanhado dela. Então eu usei minha técnica de teleporte que consiste em virar uma cambalhota no ar, distorcer e alterar o espaço a volta. Na primeira vez falhou, mas na segunda deu certo. Apareci num lugar cheio de pássaros e bichos estranhos, ela estava la descansando e esses bichos pareciam ser dela.

Acordei com a frase que ela repetiu varias vezes no sonho... -Como sabe que não estou morta?

Eu ia esquecendo. No final da dinâmica, tiramos os papeis de nossas costas. Não podíamos ver na hora que o pessoal estava escrevendo, e no meu estava escrito o que cara pessoa achava de mim. Isto foi real e aconteceu horas antes de ir dormir, na faculdade.
Calmo (ate demais)
Tranquilo
Calmo
Misterioso
Calmo
Bonito
Pensador
Calmo
Inteligente


Era exatamente o que acho que sou, tirando bonito rs.


CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
avatar
Mensagens : 2531
Pontos : 5552
Honra : 1043
Data de inscrição : 12/06/2013
Localização : Bahia
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Sex Maio 29, 2015 11:56 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Hiriu escreveu :

Hiriu escreveu:
Sonhos [13/01/2015] Reflexos do passado

Hoje houve uma dinâmica em sala de aula que visava o auto conhecimento e reflexão. Numa folha escrevi o que achava que era, depois colaram uma folha em nossas costas e escrevam o que acham que somos, uma nas costa de cada um da sala. Na folha que eu achava que era escrevi apenas... Sou uma pessoa próxima da felicidade. Estou escrevendo isso porque pode ser um dos motivos que levaram ter o sonho abaixo, pois nesta dinâmica eu refleti sobre minha vida.

Sonho

Estava numa cidade na paraíba, eu não sei o nome (mais cedo eu pesquisei sobre cidades da Paraíba, Feira de Santana para ser mais especifico). Estava tendo uma festa ali, haviam muitas pessoas inclusive uma pessoa que vou chamar de vlm e as filhas e marido dela. Andei um pouco e encontrei a filha de vlm, conversamos um pouco e ela me pediu para subir no andar de cima da casa deles. Tentei subir mas havia uma cerca, fui escalando me puxando com os braços, quando cheguei ela me puxou, abaixou meu shorts e começou a fazer sexo horal. Haviam muitas pessoas ali, e eu com as mãos me segurando pra não cair. Quando consegui subir fechei o zíper mas ai ja era tarde, parece que alguém ja tinha visto. Pulei dali e sai correndo, havia um policial olhando pra mim e outras pessoas vestidas de policial, porem não vou explicar isso para encurtar o relato.

Bom, consegui fugir e caminhei pela cidade. Encontrei alguns "loucos" que começaram a me seguir. Eles riam e falavam algumas coisas como se fossem indiretas para a minha situação real atual, eles me batiam e pegavam alguns pedaços de madeira e trapos, então pus um basta e ameacei retrucar caso continuassem.

Decidi voltar e contar a vlm o que havia acontecido. Quando cheguei la ela estava mal, quase morrendo, os boatos haviam chegado ate ela, então quando ela me viu deu um grito. Eu sai correndo com muita adrenalina, enquanto isso tentavam me pegar porque eu nao podia ter falado com ela por conta de poder agravar mais a saúde da mesma. Eu corri, mas quem acabou me alcançando foi ela, me parou rindo num tom zombeteiro. Eu tentava pedir desculpas por quase matar ela e então ela disse "-Como sabe que não estou morta?" repetindo isso varias vezes.

Pois bem, para aliviar a situação primeiro ela pediu que destruísse um dos prédios que eu havia construido. Era um edifício de investidores, então eu fechei os olhos e ele veio abaixo restando somente uma pessoa dos destroços. Um rapaz engravatado, calmo e com o olhar de surpresa vestindo um terno preto. Cheguei ate ele e ele me perguntou: -O que aconteceu? porque isso aconteceu? Eu então respondi Não sei, num dia investem em nos e no outro... Não há mais nada. Então ele disse: -Hmm, entendi! e foi embora.

Depois disso vlm me levou ate a uma pessoa, ela pediu para que eu voasse e ate me perguntou se eu conseguia fazer isso. Eu disse que tinha total controle pois ja tinha aprendido isso em outros sonhos. Então voamos, passamos por campos de flores, areas de pessoas com problemas, crianças adotadas. Voamos ate chegar a um cara que era como um... Nao sei explicar, a palavra que vem e EMISSÁRIO.

Ele então disse que eu precisava me teleportar para ir ao local onde era o mundo de vlm, como visitar a vida dela... o local onde ela esta e como ela esta em vida, mas acompanhado dela. Então eu usei minha técnica de teleporte que consiste em virar uma cambalhota no ar, distorcer e alterar o espaço a volta. Na primeira vez falhou, mas na segunda deu certo. Apareci num lugar cheio de pássaros e bichos estranhos, ela estava la descansando e esses bichos pareciam ser dela.

Acordei com a frase que ela repetiu varias vezes no sonho... -Como sabe que não estou morta?
Eu ia esquecendo. No final da dinâmica, tiramos os papeis de nossas costas. Não podíamos ver na hora que o pessoal estava escrevendo, e no meu estava escrito o que cara pessoa achava de mim. Isto foi real e aconteceu horas antes de ir dormir, na faculdade.
Calmo (ate demais)
Tranquilo
Calmo
Misterioso
Calmo
Bonito
Pensador
Calmo
Inteligente


Era exatamente o que acho que sou, tirando bonito rs.
Feira de Santana é na Bahia, Hiriu. Kkkk Tenho Parentes que moram lá em Feira. certo

Engraçado o lance de você ser percebido por loucos no sonho. Em alguns dos meus sonhos lúcidos esse ano, também fui perseguido por uma multidão de pessoas oníricas furiosas, sem motivo nenhum. Isso aconteceu em 2 dos meus sonhos lúcidos de abril e em 1 dos meus sonhos lúcidos desse mês de maio.

Agora a parte mais intrigante no seu sonho foi a parte que a mulher fala: "Como sabe que lá ela não está morta?"

Isso é curioso. Será que ela era um espírito? perplexo
avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2341
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Sex Jun 12, 2015 11:42 am
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Ramon escreveu:
Hiriu escreveu :

Hiriu escreveu:
Sonhos [13/01/2015] Reflexos do passado

Hoje houve uma dinâmica em sala de aula que visava o auto conhecimento e reflexão. Numa folha escrevi o que achava que era, depois colaram uma folha em nossas costas e escrevam o que acham que somos, uma nas costa de cada um da sala. Na folha que eu achava que era escrevi apenas... Sou uma pessoa próxima da felicidade. Estou escrevendo isso porque pode ser um dos motivos que levaram ter o sonho abaixo, pois nesta dinâmica eu refleti sobre minha vida.

Sonho

Estava numa cidade na paraíba, eu não sei o nome (mais cedo eu pesquisei sobre cidades da Paraíba, Feira de Santana para ser mais especifico). Estava tendo uma festa ali, haviam muitas pessoas inclusive uma pessoa que vou chamar de vlm e as filhas e marido dela. Andei um pouco e encontrei a filha de vlm, conversamos um pouco e ela me pediu para subir no andar de cima da casa deles. Tentei subir mas havia uma cerca, fui escalando me puxando com os braços, quando cheguei ela me puxou, abaixou meu shorts e começou a fazer sexo horal. Haviam muitas pessoas ali, e eu com as mãos me segurando pra não cair. Quando consegui subir fechei o zíper mas ai ja era tarde, parece que alguém ja tinha visto. Pulei dali e sai correndo, havia um policial olhando pra mim e outras pessoas vestidas de policial, porem não vou explicar isso para encurtar o relato.

Bom, consegui fugir e caminhei pela cidade. Encontrei alguns "loucos" que começaram a me seguir. Eles riam e falavam algumas coisas como se fossem indiretas para a minha situação real atual, eles me batiam e pegavam alguns pedaços de madeira e trapos, então pus um basta e ameacei retrucar caso continuassem.

Decidi voltar e contar a vlm o que havia acontecido. Quando cheguei la ela estava mal, quase morrendo, os boatos haviam chegado ate ela, então quando ela me viu deu um grito. Eu sai correndo com muita adrenalina, enquanto isso tentavam me pegar porque eu nao podia ter falado com ela por conta de poder agravar mais a saúde da mesma. Eu corri, mas quem acabou me alcançando foi ela, me parou rindo num tom zombeteiro. Eu tentava pedir desculpas por quase matar ela e então ela disse "-Como sabe que não estou morta?" repetindo isso varias vezes.

Pois bem, para aliviar a situação primeiro ela pediu que destruísse um dos prédios que eu havia construido. Era um edifício de investidores, então eu fechei os olhos e ele veio abaixo restando somente uma pessoa dos destroços. Um rapaz engravatado, calmo e com o olhar de surpresa vestindo um terno preto. Cheguei ate ele e ele me perguntou: -O que aconteceu? porque isso aconteceu? Eu então respondi Não sei, num dia investem em nos e no outro... Não há mais nada. Então ele disse: -Hmm, entendi! e foi embora.

Depois disso vlm me levou ate a uma pessoa, ela pediu para que eu voasse e ate me perguntou se eu conseguia fazer isso. Eu disse que tinha total controle pois ja tinha aprendido isso em outros sonhos. Então voamos, passamos por campos de flores, areas de pessoas com problemas, crianças adotadas. Voamos ate chegar a um cara que era como um... Nao sei explicar, a palavra que vem e EMISSÁRIO.

Ele então disse que eu precisava me teleportar para ir ao local onde era o mundo de vlm, como visitar a vida dela... o local onde ela esta e como ela esta em vida, mas acompanhado dela. Então eu usei minha técnica de teleporte que consiste em virar uma cambalhota no ar, distorcer e alterar o espaço a volta. Na primeira vez falhou, mas na segunda deu certo. Apareci num lugar cheio de pássaros e bichos estranhos, ela estava la descansando e esses bichos pareciam ser dela.

Acordei com a frase que ela repetiu varias vezes no sonho... -Como sabe que não estou morta?
Eu ia esquecendo. No final da dinâmica, tiramos os papeis de nossas costas. Não podíamos ver na hora que o pessoal estava escrevendo, e no meu estava escrito o que cara pessoa achava de mim. Isto foi real e aconteceu horas antes de ir dormir, na faculdade.
Calmo (ate demais)
Tranquilo
Calmo
Misterioso
Calmo
Bonito
Pensador
Calmo
Inteligente


Era exatamente o que acho que sou, tirando bonito rs.
Feira de Santana é na Bahia, Hiriu. Kkkk Tenho Parentes que moram lá em Feira. certo

Engraçado o lance de você ser percebido por loucos no sonho. Em alguns dos meus sonhos lúcidos esse ano, também fui perseguido por uma multidão de pessoas oníricas furiosas, sem motivo nenhum. Isso aconteceu em 2 dos meus sonhos lúcidos de abril e em 1 dos meus sonhos lúcidos desse mês de maio.

Agora a parte mais intrigante no seu sonho foi a parte que a mulher fala: "Como sabe que lá ela não está morta?"

Isso é curioso. Será que ela era um espírito? perplexo

Ela esta viva, mas e diz morta no sentido de incapacitada e descontente com a situação. Não sei se era sequer ela mesma medo pelo menos como representação no meu sonho.


CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
avatar
Mensagens : 286
Pontos : 1674
Honra : 102
Data de inscrição : 29/11/2013
Idade : 24
Sonhos Lúcidos :
999 / 999999 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Sex Jun 12, 2015 7:28 pm
Cade seus sonhos Mestre dos Cipós?

Ultimo em 13 do 1... vamo la cara kkkkk


Se há silêncio, deixe-o aumentar...algo surgirá
Se há tempestade, deixe-a rugir, ela acalmara!
avatar
Mensagens : 2531
Pontos : 5552
Honra : 1043
Data de inscrição : 12/06/2013
Localização : Bahia
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Seg Jun 22, 2015 9:11 pm
Hiriu escreveu:

Hiriu escreveu:
Ramon escreveu:
Hiriu escreveu :

Hiriu escreveu:
Sonhos [13/01/2015] Reflexos do passado

Hoje houve uma dinâmica em sala de aula que visava o auto conhecimento e reflexão. Numa folha escrevi o que achava que era, depois colaram uma folha em nossas costas e escrevam o que acham que somos, uma nas costa de cada um da sala. Na folha que eu achava que era escrevi apenas... Sou uma pessoa próxima da felicidade. Estou escrevendo isso porque pode ser um dos motivos que levaram ter o sonho abaixo, pois nesta dinâmica eu refleti sobre minha vida.

Sonho

Estava numa cidade na paraíba, eu não sei o nome (mais cedo eu pesquisei sobre cidades da Paraíba, Feira de Santana para ser mais especifico). Estava tendo uma festa ali, haviam muitas pessoas inclusive uma pessoa que vou chamar de vlm e as filhas e marido dela. Andei um pouco e encontrei a filha de vlm, conversamos um pouco e ela me pediu para subir no andar de cima da casa deles. Tentei subir mas havia uma cerca, fui escalando me puxando com os braços, quando cheguei ela me puxou, abaixou meu shorts e começou a fazer sexo horal. Haviam muitas pessoas ali, e eu com as mãos me segurando pra não cair. Quando consegui subir fechei o zíper mas ai ja era tarde, parece que alguém ja tinha visto. Pulei dali e sai correndo, havia um policial olhando pra mim e outras pessoas vestidas de policial, porem não vou explicar isso para encurtar o relato.

Bom, consegui fugir e caminhei pela cidade. Encontrei alguns "loucos" que começaram a me seguir. Eles riam e falavam algumas coisas como se fossem indiretas para a minha situação real atual, eles me batiam e pegavam alguns pedaços de madeira e trapos, então pus um basta e ameacei retrucar caso continuassem.

Decidi voltar e contar a vlm o que havia acontecido. Quando cheguei la ela estava mal, quase morrendo, os boatos haviam chegado ate ela, então quando ela me viu deu um grito. Eu sai correndo com muita adrenalina, enquanto isso tentavam me pegar porque eu nao podia ter falado com ela por conta de poder agravar mais a saúde da mesma. Eu corri, mas quem acabou me alcançando foi ela, me parou rindo num tom zombeteiro. Eu tentava pedir desculpas por quase matar ela e então ela disse "-Como sabe que não estou morta?" repetindo isso varias vezes.

Pois bem, para aliviar a situação primeiro ela pediu que destruísse um dos prédios que eu havia construido. Era um edifício de investidores, então eu fechei os olhos e ele veio abaixo restando somente uma pessoa dos destroços. Um rapaz engravatado, calmo e com o olhar de surpresa vestindo um terno preto. Cheguei ate ele e ele me perguntou: -O que aconteceu? porque isso aconteceu? Eu então respondi Não sei, num dia investem em nos e no outro... Não há mais nada. Então ele disse: -Hmm, entendi! e foi embora.

Depois disso vlm me levou ate a uma pessoa, ela pediu para que eu voasse e ate me perguntou se eu conseguia fazer isso. Eu disse que tinha total controle pois ja tinha aprendido isso em outros sonhos. Então voamos, passamos por campos de flores, areas de pessoas com problemas, crianças adotadas. Voamos ate chegar a um cara que era como um... Nao sei explicar, a palavra que vem e EMISSÁRIO.

Ele então disse que eu precisava me teleportar para ir ao local onde era o mundo de vlm, como visitar a vida dela... o local onde ela esta e como ela esta em vida, mas acompanhado dela. Então eu usei minha técnica de teleporte que consiste em virar uma cambalhota no ar, distorcer e alterar o espaço a volta. Na primeira vez falhou, mas na segunda deu certo. Apareci num lugar cheio de pássaros e bichos estranhos, ela estava la descansando e esses bichos pareciam ser dela.

Acordei com a frase que ela repetiu varias vezes no sonho... -Como sabe que não estou morta?
Eu ia esquecendo. No final da dinâmica, tiramos os papeis de nossas costas. Não podíamos ver na hora que o pessoal estava escrevendo, e no meu estava escrito o que cara pessoa achava de mim. Isto foi real e aconteceu horas antes de ir dormir, na faculdade.
Calmo (ate demais)
Tranquilo
Calmo
Misterioso
Calmo
Bonito
Pensador
Calmo
Inteligente


Era exatamente o que acho que sou, tirando bonito rs.
Feira de Santana é na Bahia, Hiriu. Kkkk Tenho Parentes que moram lá em Feira. certo

Engraçado o lance de você ser percebido por loucos no sonho. Em alguns dos meus sonhos lúcidos esse ano, também fui perseguido por uma multidão de pessoas oníricas furiosas, sem motivo nenhum. Isso aconteceu em 2 dos meus sonhos lúcidos de abril e em 1 dos meus sonhos lúcidos desse mês de maio.

Agora a parte mais intrigante no seu sonho foi a parte que a mulher fala: "Como sabe que lá ela não está morta?"

Isso é curioso. Será que ela era um espírito? perplexo

Ela esta viva, mas e diz morta no sentido de incapacitada e descontente com a situação. Não sei se era sequer ela mesma  medo pelo menos como representação no meu sonho.
Acredito que ela fosse uma figura criada do seu subconsciente. Mas, ela falou como se fosse um espírito.
avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2341
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Dom Nov 01, 2015 7:52 pm
Reputação da mensagem: 100% (2 votos)
Sonho [01/11/2015] Fusão de sonhos



Passei por montanhas verdes, era um caminho que me agrada muito as vistas.Olho o horizonte verde, estou numa estrada. Há uma bifurcação logo a frente. Se tomar a esquerda, desce numa montanha seguindo ate um pequeno bosque que já foi palco de vários sonho. Neste lugar há pequenas estruturas de madeiras rústicas como rodas dagua ou casas dando contrates a um riacho próximo.

Se seguir reto, neste sonho o caminho seguiria rodeado por arvores. Na direita, após andar um pouco, uma floresta de cogumelos gigantes com uma cabana a qual mora um homem velho e sábio... Mas isto ocorreu em um outro sonho. Continuando, chega a uma cidade onde há alguns carros antigos. Esta cidade e composta por casas de madeiras. Neste sonho peguei um dos carros de um cara que diziam ser o diabo da cidade, mas isto em forma de metáfora é claro. Sai por ai acelerando. Parei e conversei com algumas pessoas, e deu-se inicio a uma chuva. Estando gripado, fiquei preocupado, tentava me esconder para me proteger e enquanto isso o sonho se desfez.


Este sonho é praticamente a descrição de um cenário o qual repete-se varias vezes. Não tenho ideia de quantas vezes sonhei com ele... E sempre muda alguma coisa. Não postei todos os sonhos relacionados, por isso resolvi criar essa pequena síntese, e por ser uma descrição o texto está em verde. Algumas vezes tinha uma praia próxima, outras uma cidade a esquerda, este lugar me agrada muito.

Creio que o fato de sonhar mais de uma vez com um lugar, ou de sonhar com outros sonhos misturados acontecem com outros sonhadores, pois se não me engano li algo por aqui. Seria um fato interessante a ser discutido/abalisado.


CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
avatar
Mensagens : 232
Pontos : 1526
Honra : 91
Data de inscrição : 02/06/2014
Idade : 27
Localização : Pouso Alegre, mg
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Seg Nov 02, 2015 1:18 am
Hiriu, que lugar lindo!
Acredito que a bifurcação tenha haver com as escolhas da vida. Mas, independente de qual caminho for o escolhido existe um futuro promissor, que depende apenas de vc para ser construído.
Me apaixonei na floresta de cogumelos gigantes! *-*
Eu sempre sonho com determinada praia, o nosso subconsciente deve criar um lugar espirituoso assim pra gente aliviar a tensão do dia a dia.
Enfim, belo relato, me pareceu cenário de filme.
avatar
Mensagens : 2531
Pontos : 5552
Honra : 1043
Data de inscrição : 12/06/2013
Localização : Bahia
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Seg Nov 02, 2015 2:24 am
Hiriu escreveu:
Hiriu escreveu:
Sonho [01/11/2015] Fusão de sonhos


Passei por montanhas verdes, era um caminho que me agrada muito as vistas.Olho o horizonte verde, estou numa estrada. Há uma bifurcação logo a frente. Se tomar a esquerda, desce numa montanha seguindo ate um pequeno bosque que já foi palco de vários sonho. Neste lugar há pequenas estruturas de madeiras rústicas como rodas dagua ou casas dando contrates a um riacho próximo.

Se seguir reto, neste sonho o caminho seguiria rodeado por arvores. Na direita, após andar um pouco, uma floresta de cogumelos gigantes com uma cabana a qual mora um homem velho e sábio... Mas isto ocorreu em um outro sonho. Continuando, chega a uma cidade onde há alguns carros antigos. Esta cidade e composta por casas de madeiras. Neste sonho peguei um dos carros de um cara que diziam ser o diabo da cidade, mas isto em forma de metáfora é claro. Sai por ai acelerando. Parei e conversei com algumas pessoas, e deu-se inicio a uma chuva. Estando gripado, fiquei preocupado, tentava me esconder para me proteger e enquanto isso o sonho se desfez.


Este sonho é praticamente a descrição de um cenário o qual repete-se varias vezes. Não tenho ideia de quantas vezes sonhei com ele... E sempre muda alguma coisa. Não postei todos os sonhos relacionados, por isso resolvi criar essa pequena síntese, e por ser uma descrição o texto está em verde. Algumas vezes tinha uma praia próxima, outras uma cidade a esquerda, este lugar me agrada muito.

Creio que o fato de sonhar mais de uma vez com um lugar, ou de sonhar com outros sonhos misturados acontecem com outros sonhadores, pois se não me engano li algo por aqui. Seria um fato interessante a ser discutido/abalisado.
Pela sua descrição esse lugar que você costuma revisitar em sonhos, deve ser um lugar lindo. Fiquei até imaginando as belíssimas paisagens surreais que deve ter naquele lugar que você visitou em sonho.

Também acho interessante o fato de algumas pessoas conseguirem voltar a revisitar lugares especiais em sonhos. É um assunto muito interessante pra ser discutido aqui no fórum. certo
Conteúdo patrocinado

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

Ver o tópico anteriorVoltar ao TopoVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum