Conectar-se
Os membros mais ativos do mês
9 Mensagens - 38%
4 Mensagens - 17%
3 Mensagens - 13%
3 Mensagens - 13%
2 Mensagens - 8%
1 Mensagem - 4%
1 Mensagem - 4%
1 Mensagem - 4%
Votação
Qual a técnica que você utiliza para ficar lúcido?
Teste de Realidade
45% / 15
Totem
15% / 5
Incubação
12% / 4
Gatilho
6% / 2
Gravador de Voz ou Sons Binaurais
6% / 2
Outros
15% / 5
Parceiros
 sonhos=
 sonhos=
 animes=

Compartilhe
Ver o tópico anteriorIr em baixoVer o tópico seguinte
avatar
Mensagens : 1989
Pontos : 5611
Honra : 575
Data de inscrição : 10/03/2013
Idade : 17
Localização : Nippon, Namimori.
Sonhos Lúcidos :
50 / 99950 / 999
Sonhos Comuns :
300 / 999300 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Qui Mar 20, 2014 11:46 am
Hiriu:
Hiriu escreveu:
Sonho [ 29-10-2013 ] - Encontro com aliens numa dimensão paralela

Estava eu passando por uma rua da minha cidade que parecia a mesma cidade só que em outra dimensao (nao sei explicar).  Ao passar um por uma via observei um avião a jato com duas turbinas no canto de cada asa, e nao era um modelo que conheço, como os cacas de filmes, parecia mais avançado(diferente). Achei estranho e pensei (Isso aqui e um sonho), fiquei lúcido mais não dei importância, ate que via uma coisa que me arrepiou os cabelos. Era um OVNI no céu, e tinham vários aviões de guerra. Quando observei novamente já haviam vários OVNIS e os aviões do exercito estavam sobrevoando o região.

Tinha um OVNI que era bem interessante. E me lembro dele nitidamente, como tentei descrever no desenho abaixo.



E claro que era muito mais bonito. Era um objeto metalizado em forma de gota dagua, e em cima dele tinha o que presumo ser propulsores, que soltavam um luz que variava do tom azul para o rosa choque.

Ai  fiquei com medo e sai voando, tentando achar um lugar para me esconder do que parecia ser uma invasão alienígena. Acabei achando um estoque de sacos de algum produto que aparentemente era milho, num armazem. Me escondi atrás dos sacos e me cobri com alguns. Após algum tempo vi que isso não ia adiantar, então sai voando meio desesperado.

Apesar de tudo o que estava acontecendo parecer tão surreal, a nitidez dos objetos pareciam muito reais, a ponto de eu pensar que nao era um sonho. Por isso não executei nenhuma ação como costumo fazer me meus sonhos lúcidos... Apenas voar.

Após voar por algum tempo uma coisa que parecia ser uma humanoide do sexo feminino me abordou no céu. Olhou para mim e disse:

-Oi... Você esta sob acesso em uma dimensão paralela a sua no futuro, onde a terra esta sendo invadida por OVNIS.

Então eu disse: -Posso ter tido acesso por estar em EV(estado vibracional). Ela ficou meio sem saber do que eu estava falando. Feito isso eu fui tentar explicar do que se tratava, e estávamos falando telepaticamente.

Não deu tempo de manter mais contato e buscar mais informações, meu corpo foi desaparecendo junto com o cenário. Não deu tempo de usar algum método para manter-se no sonho. Acordei sob efeito do EV muito forte, parecia que eu estava levando um choque como quando agarramos num fio descascado. Mais era agradável.

OBS: Pela primeira vez na minha vida onírica fiquei com medo de fazer algo no sonho pelo fato de pensar que era real. Algo como por exemplo, conversar como fazer o que quizer com um objeto onirico, ou modificar o cenario.

OBS2: Dormi usando a MEILD, sem ir ate o final. Provavelmente adormeci em EV.

Se isso foi um sonho lúcido, porque está no diário de sonhos não lúcidos?  27 

Kkkkkkkkkkkk. Teve uma vez que eu ia pular do prédio aqui da minha casa só que eu não fiz isso com medo de aquilo fosse vida real.
50

Ainda preciso conversar com alguém telepaticamente em um sonho! XD
avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2400
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Qui Mar 20, 2014 2:06 pm
The Master escreveu:
Hiriu:

Hiriu escreveu:
Sonho [ 29-10-2013 ] - Encontro com aliens numa dimensão paralela

Estava eu passando por uma rua da minha cidade que parecia a mesma cidade só que em outra dimensao (nao sei explicar).  Ao passar um por uma via observei um avião a jato com duas turbinas no canto de cada asa, e nao era um modelo que conheço, como os cacas de filmes, parecia mais avançado(diferente). Achei estranho e pensei (Isso aqui e um sonho), fiquei lúcido mais não dei importância, ate que via uma coisa que me arrepiou os cabelos. Era um OVNI no céu, e tinham vários aviões de guerra. Quando observei novamente já haviam vários OVNIS e os aviões do exercito estavam sobrevoando o região.

Tinha um OVNI que era bem interessante. E me lembro dele nitidamente, como tentei descrever no desenho abaixo.



E claro que era muito mais bonito. Era um objeto metalizado em forma de gota dagua, e em cima dele tinha o que presumo ser propulsores, que soltavam um luz que variava do tom azul para o rosa choque.

Ai  fiquei com medo e sai voando, tentando achar um lugar para me esconder do que parecia ser uma invasão alienígena. Acabei achando um estoque de sacos de algum produto que aparentemente era milho, num armazem. Me escondi atrás dos sacos e me cobri com alguns. Após algum tempo vi que isso não ia adiantar, então sai voando meio desesperado.

Apesar de tudo o que estava acontecendo parecer tão surreal, a nitidez dos objetos pareciam muito reais, a ponto de eu pensar que nao era um sonho. Por isso não executei nenhuma ação como costumo fazer me meus sonhos lúcidos... Apenas voar.

Após voar por algum tempo uma coisa que parecia ser uma humanoide do sexo feminino me abordou no céu. Olhou para mim e disse:

-Oi... Você esta sob acesso em uma dimensão paralela a sua no futuro, onde a terra esta sendo invadida por OVNIS.

Então eu disse: -Posso ter tido acesso por estar em EV(estado vibracional). Ela ficou meio sem saber do que eu estava falando. Feito isso eu fui tentar explicar do que se tratava, e estávamos falando telepaticamente.

Não deu tempo de manter mais contato e buscar mais informações, meu corpo foi desaparecendo junto com o cenário. Não deu tempo de usar algum método para manter-se no sonho. Acordei sob efeito do EV muito forte, parecia que eu estava levando um choque como quando agarramos num fio descascado. Mais era agradável.

OBS: Pela primeira vez na minha vida onírica fiquei com medo de fazer algo no sonho pelo fato de pensar que era real. Algo como por exemplo, conversar como fazer o que quizer com um objeto onirico, ou modificar o cenario.

OBS2: Dormi usando a MEILD, sem ir ate o final. Provavelmente adormeci em EV.

 Se isso foi um sonho lúcido, porque está no diário de sonhos não lúcidos?  27 

Kkkkkkkkkkkk. Teve uma vez que eu ia pular do prédio aqui da minha casa só que eu não fiz isso com medo de aquilo fosse vida real.
50

  Ainda preciso conversar com alguém telepaticamente em um sonho! XD

Comecou nao lucido, e tambem eu ainda duvidei que era um sonho... Mesmo estando consciente x_x, a duvida foi ate o final e nao fiz nada a nao ser voar. Por isso decidi coloca-lo nos sonhos nao lucidos.

Voce falou em pular do predio em um sonho... se eu estiver em duvida nesse caso, prefiro ficar na duvida ahsuidhuasihduiashdiuhasuidhiuashdiuhasui daiushduashdiuhasiudhaiushduiasdhiuashudihasiudhiuashudishaiudhaiu



CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2400
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Sab Mar 29, 2014 12:11 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Sonhos [ ??-??-???? ]

Ha uma paisagem que aparece sempre que sonhos, principalmente quando estou próximo a acordar. Eu acho linda. É uma praia, onde a areia e tão branca que chega a refletir uma forte luz do sol, que neste lugar sempre esta aparente, pois poucas nuvens cobrem os céus. Chega a parece que derramaram sal no chão, de tão branca que e a areia.
Antes de chegara  margem da praia, alguns barrancos de terra coloridas. A agua que vem ate a margem e clara e transparente, e as ondas são altas. Existe sempre alguem por ali... Algumas outras pessoas admirando o lugar. Não tem nenhuma arvore por perto, mais a sombra se projeta nos barrancos de terra, ou pela passagem de nuvens.

Ja sonhei neste lugar como uma lagoa, como o mar, mais o que faz com que eu reconheça esse tipo de paisagem são os objetos principais que a compõem. A agua transparente, a areia branca e o céu claro.



Sonho 1 - Lagoa espelhada

Cheguei a um espelho dagua, e era raso. Tinham umas crianças ali perto e eu fiquei com raiva por saber que mais gente estava conhecendo aquele lugar. Tomei um banho e saio. Em algum momento cheguei a conversar com uma das crianças sobre manter o lugar em segredo.

Sonho 2 - Mar do fim do Sonho  #1

Eu me lembro que estava ficando lúcido, e tudo que eu queria era ir naquele lugar lindo. Corri o máximo que pude enquanto o cenário se modificava a medida que eu me distanciava do ponto de partida. Cheguei enfim a uma praia imensa como no cenário descrito acima. Sentei na borda de um barranco a contemplar o cenário.

Sonho 3 - Mar do fim do Sonho  #2

Chamei uma conhecida para ir a um lugar o qual eu achava mais lindo, era aquela praia. Corremos, passamos por uma cerraria e corremos de um cachorro. Chegamos a uma praia e tomamos banho. O dono da cerraria acabou brigando conosco por cruzar a firma sem permissão.

Sonho 4 - Mar do fim do Sonho  #3

Estava num lugar que tinham muitas pessoas tomando banho. Era grande e ao mesmo tempo pequeno. Eu não sei explicar, mais alguns físicos vomitariam arco-iris ao ver que tudo ali podia possuir qualquer tamanho.
Pisei numa possa dagua bem azul e concentrada, e senti vontade de vomitar, pois senti um gosto tão salgado que nem ha como definir, pois o mesmo sal de cozinha chega a ser tão salgado quanto.





CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2400
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Sab Abr 12, 2014 9:21 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Sonho [ 10-04-2014 ] - Matando larvas astrais

Diz um "objeto onirico"(qualquer figura que faz parte do sonho) que havia me chamado la para ensinar a fazer manipulativo de chakra, especialmente materialização de energia, ja que era possível dentro dos sonhos, e que os somente objetos imateriais poderiam atingir seres imateriais diretamente.

Ensinei então a controlar o fluxo de chakra para o braço atraves do foco mental, e disse que deveria sentir o objeto o qual deseja materializar, e a forca da pensamento o faz conforme a credibilidade que se da a existência do mesmo. Criei então uma arma utilizando a mantra "Espada de chakra", e uma espada de energia se formou na minha mão direita, e então passei para as mãos da pessoa que dizia ter me chamado. Avise que o chakra no seu modo visível, sofre ação dos sentimentos que alteram a cor da energia.


Quando passei a espada para as mãos da outra pessoa, o azul da espada começou a ganhar tonalidades verdes. Ele havia me dito que queria destruir larvas astrais, então com a espada empunho, desferiu um golpe numa especie de cobra de animal rastejante sem cor, todo escuro, não ha como nem descreve-lo. Mais a forca tira a concentração de a materialização física do objeto fica fraca, então não foi muito efetivo.

Eu gritei: Pega essa espada e finca nesse bicho com forcaaaaa!!! ta loko. Queria que ele a usasse com convicção. E foi balançando a cabeça com raiva que acordei.


CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
avatar
Mensagens : 1989
Pontos : 5611
Honra : 575
Data de inscrição : 10/03/2013
Idade : 17
Localização : Nippon, Namimori.
Sonhos Lúcidos :
50 / 99950 / 999
Sonhos Comuns :
300 / 999300 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Dom Abr 13, 2014 11:34 am
Kkkkkk. Mas que sonho doido esse aí hein. Espada de chakra na mão, matando "Larvas Astrais". Quando eu tiver um sonho lúcido, vou tentar fazer uma espada de chakra, deve ser bem legal.  43 
avatar
Mensagens : 111
Pontos : 1414
Honra : 14
Data de inscrição : 05/03/2014
Idade : 18
Localização : Campo Grande
Sonhos Lúcidos :
4 / 9994 / 999
Sonhos Comuns :
28 / 99928 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Dom Abr 13, 2014 8:53 pm
Adoro esses sonho meio "BADASS"


Usar espadas para matar criaturas, muito massa!


.
. - Dialogo
. - Meu dialogo
. - Pensamentos
.
. O MARAVILHOSO MUNDO DE EDOAN
.
.
avatar
Mensagens : 297
Pontos : 1835
Honra : 90
Data de inscrição : 03/10/2013
Idade : 21
Localização : pernambuco
Sonhos Lúcidos :
26 / 99926 / 999
Sonhos Comuns :
29 / 99929 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Ter Abr 15, 2014 12:41 am
cara eu queria muito lutar de vdd em um sl, mas e dificil ja tentei lutar com o huck mas n deu certo, vou tentar fazer uma espada como essa ai em um sl se eu tiver um
.-.


NÃO É ILUSÃO SIM EU VOLTEI O LORDES DAS TREVAS HAHAHAHAHA. #lol#
avatar
Mensagens : 1989
Pontos : 5611
Honra : 575
Data de inscrição : 10/03/2013
Idade : 17
Localização : Nippon, Namimori.
Sonhos Lúcidos :
50 / 99950 / 999
Sonhos Comuns :
300 / 999300 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Ter Abr 15, 2014 10:13 am
Viajante temporal - X escreveu:cara eu queria muito lutar de vdd em um sl, mas e dificil ja tentei lutar com o huck mas n deu certo, vou tentar fazer uma espada como essa ai em um sl se eu tiver um
.-.

Sim sim. XD Eu quero muito lutar com um colossu. *-*
avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2400
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Ter Maio 06, 2014 12:36 pm
Edoan Rodrigues escreveu:Adoro esses sonho meio "BADASS"


Usar espadas para matar criaturas, muito massa!

 jedi 

The Master escreveu: Kkkkkk. Mas que sonho doido esse aí hein. Espada de chakra na mão, matando "Larvas Astrais". Quando eu tiver um sonho lúcido, vou tentar fazer uma espada de chakra, deve ser bem legal. 43

Vendo o emoction que enviei parecia um sabre de luz kkkkk, so que na forma de uma espada, mais fisico.

Viajante temporal - X escreveu:cara eu queria muito lutar de vdd em um sl, mas e dificil ja tentei lutar com o huck mas n deu certo, vou tentar fazer uma espada como essa ai em um sl se eu tiver um
.-.

Como assim tentou lutar com o Huck? Porque nao de certo?



CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2400
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Sab Maio 17, 2014 11:37 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Sonho [ 16-05-2014 ] - O vendedor de lanches do mar

Fui demitido do meu emprego, e logo conversei com uma pessoa para me contratar. Ela disse que eu trabalharia a 400 km da costa, num restaurante para marinheiros, no meio do mar e claro. Eu concordei e logo saímos de barco.


Era um restaurante muito bonito, parecia um PUB. Tinha um estilo rústico e no meio dele um cano que dava para a superfície, pois ele era submerso.

Escutei um som de submarino, e subi o cano. Abriu a comporta e tinha um marinheiro pedindo dois x-bacon. Ele dizia que a comida de la enjoava, (agora o sonho faz todo sentido) e que comer um lanche no meio do mar as vezes caia bem.


Pediu também 3 copos de Whisky, e perguntou se eu o acompanhava. Quando tomei, desceu como fogo na garganta, mais o sabor era de sonho, tipo sonhos em chamas, mais chamas boas. Era mais para sonhos ardentes ou algo do tipo.

Uma coisa que notei e que em sonhos muitas vez colocamos sentimentos em alimentos ou objetos, e isso particularmente acho algo muito interessante.


CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
avatar
Mensagens : 297
Pontos : 1835
Honra : 90
Data de inscrição : 03/10/2013
Idade : 21
Localização : pernambuco
Sonhos Lúcidos :
26 / 99926 / 999
Sonhos Comuns :
29 / 99929 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Sab Maio 17, 2014 11:55 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
rachei XD mds essa montagem


NÃO É ILUSÃO SIM EU VOLTEI O LORDES DAS TREVAS HAHAHAHAHA. #lol#
avatar
Mensagens : 1989
Pontos : 5611
Honra : 575
Data de inscrição : 10/03/2013
Idade : 17
Localização : Nippon, Namimori.
Sonhos Lúcidos :
50 / 99950 / 999
Sonhos Comuns :
300 / 999300 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Dom Maio 18, 2014 7:56 am
KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK. QUE MONTAGEM MAIS PERFEITA! 56 Rachei demais, Hiriu! Meu deus. iori

E como assim? Você indo trabalhar no oceano. 56 Fico imaginando um restaurante aquático móvel. Kkkkk.
avatar
Mensagens : 2531
Pontos : 5611
Honra : 1043
Data de inscrição : 12/06/2013
Localização : Bahia
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Dom Maio 18, 2014 2:48 pm
Que montagem hilária, Hiriu. Ficou bem engraçada. Kkkkkkkkkkk

Comer em alto mar, pode ser bem enjoativo mesmo. Por causa do balanço do barco nas águas. A tal da maresia. E se o sujeito for beber em alto mar e exagerar no álcool, ele vai vomitar tanto que pode passar mal de tanto vomitar.  gargalhada
avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2400
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Dom Maio 18, 2014 8:28 pm
The Master escreveu: KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK. QUE MONTAGEM MAIS PERFEITA! :56:Rachei demais, Hiriu! Meu deus. iori

E como assim? Você indo trabalhar no oceano. :56:Fico imaginando um restaurante aquático móvel. Kkkkk.

Era um lugar de rota de submarinos. Então os submarinos passavam e ouvíamos o sonar, então eu subia o cano e ia atender.  muito feliz 

Ramon escreveu:Que montagem hilária, Hiriu. Ficou bem engraçada. Kkkkkkkkkkk

Comer em alto mar, pode ser bem enjoativo mesmo. Por causa do balanço do barco nas águas. A tal da maresia. E se o sujeito for beber em alto mar e exagerar no álcool, ele vai vomitar tanto que pode passar mal de tanto vomitar. gargalhada

O negocio e que também podiam comer no restaurante, e tinham algumas pessoas ali. Viajando e vendo sempre os mesmos rostos deve ser meio chato, e comer um fast food as vezes, tomar umas birita deve ser raro, ainda mais fora do submarino.


CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
avatar
Mensagens : 1178
Pontos : 3928
Honra : 670
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 22
Localização : Morretes/ PR
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuáriohttp://naturezaevolutiva.blogspot.com.br/

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Dom Maio 18, 2014 8:29 pm
Olha que massa cara essa imagem... Muito bem feita Mestre Hiriu. E até sua cara de o que? como assim? hahaha Realmente comer em alto mar num submarino deve ter algo de bom, infelizmente ou felizmente nunca vivi esse momento. Abraços.
avatar
Mensagens : 2531
Pontos : 5611
Honra : 1043
Data de inscrição : 12/06/2013
Localização : Bahia
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Seg Maio 19, 2014 1:54 am
Hiriu:
O negocio e que também podiam comer no restaurante, e tinham algumas pessoas ali. Viajando e vendo sempre os mesmos rostos deve ser meio chato, e comer um fast food as vezes, tomar umas birita deve ser raro, ainda mais fora do submarino.
Ver os mesmos rostos todos os dia pode ser meio complicado mesmo. Ainda mais estando confinado num submarino.  gargalhada  Tomar umas biritas oniricas as vezes pode ser uma boa alternativa pra encarar uma viagem num submarino onírico.  Kkkkkkk
avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2400
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Ter Maio 20, 2014 10:19 am
EmersonPawoski escreveu:Olha que massa cara essa imagem... Muito bem feita Mestre Hiriu. E até sua cara de o que? como assim? hahaha Realmente comer em alto mar num submarino deve ter algo de bom, infelizmente ou felizmente nunca vivi esse momento. Abraços.
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk cara de o que? Realmente deve ser legal, mais ficar meses dentro de um submarino deve ser complicado.  enojado 


CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2400
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Sab Jun 21, 2014 6:28 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Sonho [ 21-06-2014 ] - Aquarela

Este foi um sonho uma tarde. Dormi por 3 horas, o que acontece e que foi um pouco compacto devido a privação do sono. Tentei resumir não colocando detalhes das paisagens.

Tinha um deck em minhas mãos, composto por monstros marinhos. Os desenhos eram lindo e eu tenho toda certeza de que nunca vi aqueles desenhos em lugar algum. Isso confirma uma das minhas hipóteses de que parte do sonho, assim como o cenário onírico, são construidos de forma passiva e pelo inconsciente criativo. Quero dizer que, e como desenhar, desenhar sem pensar, apenas vê um desenho se formar e tornar-se parte dele assim como você sabe que o fez. Neste caso os resto mnemônicos fazem parte também desse tipo de formação. Em um de meus textos coloco quatro processos principais da formação de um sonho. São eles:

Criativo - Contratura a partir de todos os processos num encaixe de pecas.
Mnemônico - Memoria.
Psíquico - Representares do estado mental do sonhador.
Físico - Estímulos tanto do ambiente quanto reações biológicas durante o sono.

Fiz então meu deck aquático. Lembro-me de ver algumas cartas como um peixe azul, parecendo um platelminto que tinha 1800 de ataque, e um dragão marinho com canhões de 2450. Tinha um pessoal jogando comigo, e a minha demora em escolher as catas fez eles começarem a reclamar.

Depois disso sai por conta de não ter cartas suficientes, sai então carregando minha guitarra que estava quebrada, além dela meu celular e meu fone de ouvido tinham quebrado também. Neste caso fica claro a impacto que causou a mim algo simples como um fone quebrado, que eu tropecei pouco tempo antes de dormir, fazendo o fio quebrar. Na hora fiquei com raiva, tinha acabado de comprar por 30 reais kkkk. No sonho ainda fui ate minhas irmãs e comecei a reclamar falando que tudo o que possuo esta se quebrando de alguma forma.

Sai daquela casa, que mais parecia um barraco rústico de madeira, porem bonito por dentro. Fui para a rua e encontrei um grupo de pessoas, dentre elas um artista famoso o qual eu desconhecia. Eles estavam cantando e em algum momento pediram para eu cantar junto. Me  justifique dizendo que cantava muito mau e por isso não ia soltara  voz. -Não tem problema! Disse o cantor. Então eu comecei meu carcarejo, e nem lembro a letra da musica, mais era linda e me surpreendeu, porque algo muito interessante aconteceu.

A medida em que ia cantando, cada voz das pessoas que estavam ali cobriam as falhas da minha, era como se todos se ajustassem ao mesmo tom em um sintonia, cada pedacinho da musica, cada nota emitida era então perfeita, pois se o tom era diferente ou falho, as outras vozes suprimiam, e o resultado era uma melodia linda.   perplexo 

No meio disso aconteceu algo e o cantor saiu correndo da multidão. Falei que podia ir atrás dele, o problema e que ele e outras pessoas por ali só falavam inglês. Tinha ciência de que podia voar, e que seria mais rápido para alcançá-lo, e assim fiz.

Durante o voo, o cantor se transformou em um cavalo e começou a correr cada vez mais rápido, que mais parecia estar se divertindo com a situação. Como durante o voo eu pego altitude e depois dou um rasante para pegar velocidade, numa dessas eu cai na frente do cavalo, que voltou a se transformar em humano rindo.

Hey, what do u doing? Perguntei.
Conversamos mais eu lembro poucas coisas do que falamos. Sei que ele estava perdido nessa brincadeira e confuso por conta de algum problema, mais continuava rindo da minha cara, então o pessoal chegou e eu disse que tinha que seguir em frente, sai dali e fui ate uma cidade próxima.

Era uma cidade ate bonita, tinha algo estranho. Minha moto estava ali próximo, porem minha inabilitar estava vencida. Alias esta na realidade, e esta preocupação também deve ter dado reflexo no sonho.
Em algum momento enquanto eu andava pela cidade, um policial pediu para que eu o acompanhasse ate a delegacia, lá dentro ele pediu minha inabilitar. -Não tenho porque mostrar minha habilitação para o Sr. uma vez que sequer estou pilotando algum veiculo, nem quando o Sr. me autuou. Disse ao policial.
-Você pode ser preso por isso, creio que há algo errado. Disse o policial.
-Se tem ou não cabe a mim regularizar, já que não há motivo para o Sr ter me trago ate aqui nesta delegacia, porem, caso o Sr ainda insista em me aplicar alguma multa, vou assinar e mostrar meus documentos apenas na presença do meu advogado. Eu uso a moto para trabalhar e não sou de fazer gracinha, isso aqui esta parecendo algo armado. Respondi.
O prefeito ali presente olhava para o policial e eles tramavam algo, porque eu tinha eu sabia de alguma corrupção, parece que o prefeito e as autoridade locais formavam uma espécie de quadrilha.

Ao final acabaram me liberando porem sob ameaça, e agora eu tinha que sair rápido daquele local. Nisto tratei de ir correndo ate a rodoviária.
Moça, quanto fica uma passagem ate Vilhena? (Uma cidade do estado de RO) Perguntei.
350 reais Sr, porque o ônibus esta tendo que ir por outro caminho cruzando com outras cidades distantes. Respondeu a moça.
Tah loco! Muito caro, pode deixar que eu vou voar e pegar uma carona. Respondi.

Voei ate a BR, e um local que sempre vejo nos meus sonhos, pois parece que alguns caminhos são os mesmos e dão em lugares diferentes como se fossem portais. Porem não tenho tempo para explicar isso agora, mais posso dizer desde já que e uma forma de usar teletransporte dentro do sonho.

Na beira da estrada passava uma caminhonete vermelha, então eu acenei com a mão pedindo carona. Uma velho de bigode parou olhando para mim e me esperou, então eu fui ate um local de carona e a partir dali segui voando desesperado para sair ainda da cidade.

Fui cortar caminho por dentro de um sitio, e cheguei ate uma estrada coberta por pedras pretas que cortava uma floresta. -Para onde você esta indo? Disse um cara meio meio gordo vestindo calca, camiseta azul e tênis.
-Eu preciso sair desse lugar. Respondi.
-Pois eh, só que por ai você vai entrar direto no sitio do prefeito. O cara respondeu.


Agora fudeu, eu tinha que vazar dali, então corri por cima de umas represas em meio a uma lama, e acabei sendo seguido por uma tribo indígena que habitava o local. Nisso, vi alguns trabalhadores do sitio comentaram que iam construir uma hidrelétrica dentro da aldeia.
Os índios acabaram me achando enquanto eu pegava um pouco de barro azul para tentar escrever e explicar o que estava acontecendo. Eu estava sentado a beira de um barranco pegando barro da beirada, um barro de coloração azulada. Porque a maioria era vermelho ou cor de terra mesmo.
O barro vinha de um peixe daquela represa, isso ai eu não sei explicar kkkkkkkkkkkk coisa sem lógica de sonho. Mais era um barro azul, parecido com argila.
Escrevi, gesticulei e fiz desenho para alertar que eu não era um invasor e que os índios corriam perigo, sabendo da situação então eles me liberaram e mandaram um jovem índia para acompanhar ate sair do local.

Agradeci as índias por terem me tirado dali, e então cheguei em outra cidade, e esta era muito bonita. Eu precisava de um lugar para passar a noite e descansar, mesmo dentro do sonho eu já estava de saco cheio de ficar andando, voando e me livrando de situações.

Encontrei duas meninas com o cabelo castanho com luzes, e elas eram muito bonitas. De pele branca e olhos claros, com aparência de ter uns 17 - 18 anos. Conversei com elas sobre a vida, sobre com quem elas moravam, e nisso me falaram que a mãe delas havia saído para fazer compras.

Conversamos por um tempo, e nisso, tinha um cano se mexendo. Eu cutuquei e disse para elas que havia algo ali dentro. Desconectei uma parte emendada do cano e saiu um macaquinho daqueles bem pequeno carregando um filhote no colo, o que sempre acontece no mundo real. ahsudiahsiudhaiushdiuahudihauidhuaihduiahiudshasiudhasiuhdiuahdiuahu
-Esse macaco ai morde. Disse uma das meninas.
Nisso chegou mais um menino amigo delas e começou a conversar em inglês.
Tentei conversar, falei sobre a cidade, mais não entendi muita coisa e o menino foi embora.

Entramos na casa após conversar, coloquei minha mochila no canto da parede dentro da área e elas entram na casa, porem eu fiquei esperando do lado de fora e claro.
Depois de um tempo elas saíram de bikini, e entraram numa piscina com luzes. Aquilo parecia relaxante. -Posso entrar também? Perguntei sem segundas intenções.
-Eu não sei o que minha mãe vai pensar se ela chegar, mais e óbvio o que ela vai pensar. Um estranho dentro de casa. (Responderam).


Não resisti e fui entrando, e a agua estava ótima.
Me aproximei de umas das meninas e começamos a conversar, estávamos muito próximos nadando juntos e paramos na borda da piscina. Ela ficou me olhando e então eu disse para ela olhar para o lado. Quando voltou a face para minha direção dei um beijo na boca dela, e ela correspondeu mais não segui adiante.

Elas saíram da piscina e foram fazer um lanche dentro da casa. Então eu mergulhei, e quando eu mergulhei tinham dois redemoinhos, fiquei próximo a um deles e acabei sendo arrastado para o fundo da piscina. E outra surpresa!
Em volta do redemoinho tinha um monte de animais marinhos. Cavalos marinhos, peixes, serpentes marinhas, aguas vivas, etc. E a cada profundidade que eu descia mudavam os animais e a coloração da agua num espetáculo de encher os olhos.

Quando as duas meninas voltaram, disse que queria mostrar algo e pedi para que elas mergulhassem. Então mergulhamos e descemos o ralo, e aquilo parecia não ter fim. Rodávamos em torno em torno do redemoinho de vida, e íamos descendo cada vez mais fundo dadas as mãos. Mas num determinado momento vi que estava ficando difícil de voltar e me agarrei a um ferro da borda da piscina, ficamos um pouco mais admirando aquela visão e então voltamos.

Saímos da piscina, conversamos um pouco e elas disseram que eu poderia dormir no quarto de visitas. Catei então minha mochila e fui para lá. Dormi mais não me lembro de ter deitado na cama, só me vi entrando no quarto, que era do lado de fora da casa, como uma edícula.

Pela manha me serviram um sanduíche com queijo, mais a mãe delas chegou e mandou eu vazar kkkkkkkkk, então catei minhas coisas e fui embora... depois disso fui acordado, senão provavelmente o sonho continuaria.

Se você chegou ate aqui, obrigado por ler meu sonho =)


CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2400
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Ter Jun 24, 2014 7:10 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Sonho [ 22-06-2014 ] - Em publico

Estava eu andando pela cidade a pé na companhia de um amigo, então quando passamos no estacionamento de um posto de gasolina, observei um movimento estranho dentro de um carro, e como tive que passar ao lado, dei uma olhadinha assim  perplexo .

O carro estava com uma das portas semiabertas, então fui avisar e ela estava duas pessoas.

censurado 18+:

A mulher estava no colo de um cara que parecia ser conhecido meu. Eles estavam fazendo sexo e acho que estava muito bom, porque tava uma loucura lah kkkkkkkkkkkkk.

A moça então me puxou para dentro do carro no banco do carona, e então me disseram que tinha fetiche em fazer sexo com alguém olhando. Sendo assim, como sou uma pessoa prestativo  legal  fique ali ate eles terminarem. Depois sai do corro e segui o caminho, coisa que nem me lembro pra onde ia, nisso o sonho acabou.

Estranho... As vezes passamos a agir como objetos oníricos e os próprios objetos ou cenário que compõem o nosso sonho tornam-se protagonistas. Neste caso eu estava ali apenas observando, e satisfazendo o desejo de um... OBJETO ONÍRICO?  enojado

Por outro lado isto e uma forma também de realizar os desejos da mente do sonhador em forma de simulação por conta de que o mesmo tenha algum principio moral que o impeça de ser colocado no local o qual o objeto onírico ocupou. O bloqueio do id feito pelo ego a pedido do superego (psicanálise de Freud). Esse efeito e parecido com quando as faces são trocadas ou apagadas, ou ainda quando sentimos algo que acontece com outra pessoa dentro do sonho.


CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
avatar
Mensagens : 1989
Pontos : 5611
Honra : 575
Data de inscrição : 10/03/2013
Idade : 17
Localização : Nippon, Namimori.
Sonhos Lúcidos :
50 / 99950 / 999
Sonhos Comuns :
300 / 999300 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Qua Jun 25, 2014 7:56 pm
Hiriu escreveu:
Spoiler:

Sonho [ 21-06-2014 ] - Aquarela

Este foi um sonho uma tarde. Dormi por 3 horas, o que acontece e que foi um pouco compacto devido a privação do sono. Tentei resumir não colocando detalhes das paisagens.

Tinha um deck em minhas mãos, composto por monstros marinhos. Os desenhos eram lindo e eu tenho toda certeza de que nunca vi aqueles desenhos em lugar algum. Isso confirma uma das minhas hipóteses de que parte do sonho, assim como o cenário onírico, são construidos de forma passiva e pelo inconsciente criativo. Quero dizer que, e como desenhar, desenhar sem pensar, apenas vê um desenho se formar e tornar-se parte dele assim como você sabe que o fez. Neste caso os resto mnemônicos fazem parte também desse tipo de formação. Em um de meus textos coloco quatro processos principais da formação de um sonho. São eles:

Criativo - Contratura a partir de todos os processos num encaixe de pecas.
Mnemônico - Memoria.
Psíquico - Representares do estado mental do sonhador.
Físico - Estímulos tanto do ambiente quanto reações biológicas durante o sono.

Fiz então meu deck aquático. Lembro-me de ver algumas cartas como um peixe azul, parecendo um platelminto que tinha 1800 de ataque, e um dragão marinho com canhões de 2450. Tinha um pessoal jogando comigo, e a minha demora em escolher as catas fez eles começarem a reclamar.

Depois disso sai por conta de não ter cartas suficientes, sai então carregando minha guitarra que estava quebrada, além dela meu celular e meu fone de ouvido tinham quebrado também. Neste caso fica claro a impacto que causou a mim algo simples como um fone quebrado, que eu tropecei pouco tempo antes de dormir, fazendo o fio quebrar. Na hora fiquei com raiva, tinha acabado de comprar por 30 reais kkkk. No sonho ainda fui ate minhas irmãs e comecei a reclamar falando que tudo o que possuo esta se quebrando de alguma forma.

Sai daquela casa, que mais parecia um barraco rústico de madeira, porem bonito por dentro. Fui para a rua e encontrei um grupo de pessoas, dentre elas um artista famoso o qual eu desconhecia. Eles estavam cantando e em algum momento pediram para eu cantar junto. Me  justifique dizendo que cantava muito mau e por isso não ia soltara  voz. -Não tem problema! Disse o cantor. Então eu comecei meu carcarejo, e nem lembro a letra da musica, mais era linda e me surpreendeu, porque algo muito interessante aconteceu.

A medida em que ia cantando, cada voz das pessoas que estavam ali cobriam as falhas da minha, era como se todos se ajustassem ao mesmo tom em um sintonia, cada pedacinho da musica, cada nota emitida era então perfeita, pois se o tom era diferente ou falho, as outras vozes suprimiam, e o resultado era uma melodia linda.   perplexo

No meio disso aconteceu algo e o cantor saiu correndo da multidão. Falei que podia ir atrás dele, o problema e que ele e outras pessoas por ali só falavam inglês. Tinha ciência de que podia voar, e que seria mais rápido para alcançá-lo, e assim fiz.

Durante o voo, o cantor se transformou em um cavalo e começou a correr cada vez mais rápido, que mais parecia estar se divertindo com a situação. Como durante o voo eu pego altitude e depois dou um rasante para pegar velocidade, numa dessas eu cai na frente do cavalo, que voltou a se transformar em humano rindo.

Hey, what do u doing? Perguntei.
Conversamos mais eu lembro poucas coisas do que falamos. Sei que ele estava perdido nessa brincadeira e confuso por conta de algum problema, mais continuava rindo da minha cara, então o pessoal chegou e eu disse que tinha que seguir em frente, sai dali e fui ate uma cidade próxima.

Era uma cidade ate bonita, tinha algo estranho. Minha moto estava ali próximo, porem minha inabilitar estava vencida. Alias esta na realidade, e esta preocupação também deve ter dado reflexo no sonho.
Em algum momento enquanto eu andava pela cidade, um policial pediu para que eu o acompanhasse ate a delegacia, lá dentro ele pediu minha inabilitar. -Não tenho porque mostrar minha habilitação para o Sr. uma vez que sequer estou pilotando algum veiculo, nem quando o Sr. me autuou. Disse ao policial.
-Você pode ser preso por isso, creio que há algo errado. Disse o policial.
-Se tem ou não cabe a mim regularizar, já que não há motivo para o Sr ter me trago ate aqui nesta delegacia, porem, caso o Sr ainda insista em me aplicar alguma multa, vou assinar e mostrar meus documentos apenas na presença do meu advogado. Eu uso a moto para trabalhar e não sou de fazer gracinha, isso aqui esta parecendo algo armado. Respondi.
O prefeito ali presente olhava para o policial e eles tramavam algo, porque eu tinha eu sabia de alguma corrupção, parece que o prefeito e as autoridade locais formavam uma espécie de quadrilha.

Ao final acabaram me liberando porem sob ameaça, e agora eu tinha que sair rápido daquele local. Nisto tratei de ir correndo ate a rodoviária.
Moça, quanto fica uma passagem ate Vilhena? (Uma cidade do estado de RO) Perguntei.
350 reais Sr, porque o ônibus esta tendo que ir por outro caminho cruzando com outras cidades distantes. Respondeu a moça.
Tah loco! Muito caro, pode deixar que eu vou voar e pegar uma carona. Respondi.

Voei ate a BR, e um local que sempre vejo nos meus sonhos, pois parece que alguns caminhos são os mesmos e dão em lugares diferentes como se fossem portais. Porem não tenho tempo para explicar isso agora, mais posso dizer desde já que e uma forma de usar teletransporte dentro do sonho.

Na beira da estrada passava uma caminhonete vermelha, então eu acenei com a mão pedindo carona. Uma velho de bigode parou olhando para mim e me esperou, então eu fui ate um local de carona e a partir dali segui voando desesperado para sair ainda da cidade.

Fui cortar caminho por dentro de um sitio, e cheguei ate uma estrada coberta por pedras pretas que cortava uma floresta. -Para onde você esta indo? Disse um cara meio meio gordo vestindo calca, camiseta azul e tênis.
-Eu preciso sair desse lugar. Respondi.
-Pois eh, só que por ai você vai entrar direto no sitio do prefeito. O cara respondeu.


Agora fudeu, eu tinha que vazar dali, então corri por cima de umas represas em meio a uma lama, e acabei sendo seguido por uma tribo indígena que habitava o local. Nisso, vi alguns trabalhadores do sitio comentaram que iam construir uma hidrelétrica dentro da aldeia.
Os índios acabaram me achando enquanto eu pegava um pouco de barro azul para tentar escrever e explicar o que estava acontecendo. Eu estava sentado a beira de um barranco pegando barro da beirada, um barro de coloração azulada. Porque a maioria era vermelho ou cor de terra mesmo.
O barro vinha de um peixe daquela represa, isso ai eu não sei explicar kkkkkkkkkkkk coisa sem lógica de sonho. Mais era um barro azul, parecido com argila.
Escrevi, gesticulei e fiz desenho para alertar que eu não era um invasor e que os índios corriam perigo, sabendo da situação então eles me liberaram e mandaram um jovem índia para acompanhar ate sair do local.

Agradeci as índias por terem me tirado dali, e então cheguei em outra cidade, e esta era muito bonita. Eu precisava de um lugar para passar a noite e descansar, mesmo dentro do sonho eu já estava de saco cheio de ficar andando, voando e me livrando de situações.

Encontrei duas meninas com o cabelo castanho com luzes, e elas eram muito bonitas. De pele branca e olhos claros, com aparência de ter uns 17 - 18 anos. Conversei com elas sobre a vida, sobre com quem elas moravam, e nisso me falaram que a mãe delas havia saído para fazer compras.

Conversamos por um tempo, e nisso, tinha um cano se mexendo. Eu cutuquei e disse para elas que havia algo ali dentro. Desconectei uma parte emendada do cano e saiu um macaquinho daqueles bem pequeno carregando um filhote no colo, o que sempre acontece no mundo real. ahsudiahsiudhaiushdiuahudihauidhuaihduiahiudshasiudhasiuhdiuahdiuahu
-Esse macaco ai morde. Disse uma das meninas.
Nisso chegou mais um menino amigo delas e começou a conversar em inglês.
Tentei conversar, falei sobre a cidade, mais não entendi muita coisa e o menino foi embora.

Entramos na casa após conversar, coloquei minha mochila no canto da parede dentro da área e elas entram na casa, porem eu fiquei esperando do lado de fora e claro.
Depois de um tempo elas saíram de bikini, e entraram numa piscina com luzes. Aquilo parecia relaxante. -Posso entrar também? Perguntei sem segundas intenções.
-Eu não sei o que minha mãe vai pensar se ela chegar, mais e óbvio o que ela vai pensar. Um estranho dentro de casa. (Responderam).


Não resisti e fui entrando, e a agua estava ótima.
Me aproximei de umas das meninas e começamos a conversar, estávamos muito próximos nadando juntos e paramos na borda da piscina. Ela ficou me olhando e então eu disse para ela olhar para o lado. Quando voltou a face para minha direção dei um beijo na boca dela, e ela correspondeu mais não segui adiante.

Elas saíram da piscina e foram fazer um lanche dentro da casa. Então eu mergulhei, e quando eu mergulhei tinham dois redemoinhos, fiquei próximo a um deles e acabei sendo arrastado para o fundo da piscina. E outra surpresa!
Em volta do redemoinho tinha um monte de animais marinhos. Cavalos marinhos, peixes, serpentes marinhas, aguas vivas, etc. E a cada profundidade que eu descia mudavam os animais e a coloração da agua num espetáculo de encher os olhos.

Quando as duas meninas voltaram, disse que queria mostrar algo e pedi para que elas mergulhassem. Então mergulhamos e descemos o ralo, e aquilo parecia não ter fim. Rodávamos em torno em torno do redemoinho de vida, e íamos descendo cada vez mais fundo dadas as mãos. Mas num determinado momento vi que estava ficando difícil de voltar e me agarrei a um ferro da borda da piscina, ficamos um pouco mais admirando aquela visão e então voltamos.

Saímos da piscina, conversamos um pouco e elas disseram que eu poderia dormir no quarto de visitas. Catei então minha mochila e fui para lá. Dormi mais não me lembro de ter deitado na cama, só me vi entrando no quarto, que era do lado de fora da casa, como uma edícula.

Pela manha me serviram um sanduíche com queijo, mais a mãe delas chegou e mandou eu vazar kkkkkkkkk, então catei minhas coisas e fui embora... depois disso fui acordado, senão provavelmente o sonho continuaria.

Se você chegou ate aqui, obrigado por ler meu sonho =)

"Justifique dizendo que cantava muito mau e por isso não ia soltara  voz. -Não tem problema! Disse o cantor. Então eu comecei meu carcarejo"

 Eu rachei demais nessa parte! 56 Sério, que zoado. iori Acontecem umas coisas bem bizarras no sonhos, tipo o cara ter saído correndo do nada e virado um cavalo. gargalhada Pareceu até que você pensou algo assim: "Puts, ele se transformou em um cavalo. Tudo bem, um dia normal! Quer saber, vou voando atrás dele". iori Rio muito com essas bizarrices que acontecem no Sonho. xD

  "Tah loco! Muito caro, pode deixar que eu vou voar e pegar uma carona" KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK JESUS, EU MORRI DE RIR! iori Você podia ir voando mas queria pegar ônibus, e, no final, escolhe voar pra pegar carona em algum lugar. gargalhada
avatar
Mensagens : 114
Pontos : 1434
Honra : 33
Data de inscrição : 09/03/2014
Idade : 18
Localização : Via Láctea
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Sab Jun 28, 2014 12:23 pm
Hiriu:

Hiriu escreveu:
Sonho [ 21-06-2014 ] - Aquarela

Este foi um sonho uma tarde. Dormi por 3 horas, o que acontece e que foi um pouco compacto devido a privação do sono. Tentei resumir não colocando detalhes das paisagens.

Tinha um deck em minhas mãos, composto por monstros marinhos. Os desenhos eram lindo e eu tenho toda certeza de que nunca vi aqueles desenhos em lugar algum. Isso confirma uma das minhas hipóteses de que parte do sonho, assim como o cenário onírico, são construidos de forma passiva e pelo inconsciente criativo. Quero dizer que, e como desenhar, desenhar sem pensar, apenas vê um desenho se formar e tornar-se parte dele assim como você sabe que o fez. Neste caso os resto mnemônicos fazem parte também desse tipo de formação. Em um de meus textos coloco quatro processos principais da formação de um sonho. São eles:

Criativo - Contratura a partir de todos os processos num encaixe de pecas.
Mnemônico - Memoria.
Psíquico - Representares do estado mental do sonhador.
Físico - Estímulos tanto do ambiente quanto reações biológicas durante o sono.

Fiz então meu deck aquático. Lembro-me de ver algumas cartas como um peixe azul, parecendo um platelminto que tinha 1800 de ataque, e um dragão marinho com canhões de 2450. Tinha um pessoal jogando comigo, e a minha demora em escolher as catas fez eles começarem a reclamar.

Depois disso sai por conta de não ter cartas suficientes, sai então carregando minha guitarra que estava quebrada, além dela meu celular e meu fone de ouvido tinham quebrado também. Neste caso fica claro a impacto que causou a mim algo simples como um fone quebrado, que eu tropecei pouco tempo antes de dormir, fazendo o fio quebrar. Na hora fiquei com raiva, tinha acabado de comprar por 30 reais kkkk. No sonho ainda fui ate minhas irmãs e comecei a reclamar falando que tudo o que possuo esta se quebrando de alguma forma.

Sai daquela casa, que mais parecia um barraco rústico de madeira, porem bonito por dentro. Fui para a rua e encontrei um grupo de pessoas, dentre elas um artista famoso o qual eu desconhecia. Eles estavam cantando e em algum momento pediram para eu cantar junto. Me  justifique dizendo que cantava muito mau e por isso não ia soltara  voz. -Não tem problema! Disse o cantor. Então eu comecei meu carcarejo, e nem lembro a letra da musica, mais era linda e me surpreendeu, porque algo muito interessante aconteceu.

A medida em que ia cantando, cada voz das pessoas que estavam ali cobriam as falhas da minha, era como se todos se ajustassem ao mesmo tom em um sintonia, cada pedacinho da musica, cada nota emitida era então perfeita, pois se o tom era diferente ou falho, as outras vozes suprimiam, e o resultado era uma melodia linda.   perplexo 

No meio disso aconteceu algo e o cantor saiu correndo da multidão. Falei que podia ir atrás dele, o problema e que ele e outras pessoas por ali só falavam inglês. Tinha ciência de que podia voar, e que seria mais rápido para alcançá-lo, e assim fiz.

Durante o voo, o cantor se transformou em um cavalo e começou a correr cada vez mais rápido, que mais parecia estar se divertindo com a situação. Como durante o voo eu pego altitude e depois dou um rasante para pegar velocidade, numa dessas eu cai na frente do cavalo, que voltou a se transformar em humano rindo.

Hey, what do u doing? Perguntei.
Conversamos mais eu lembro poucas coisas do que falamos. Sei que ele estava perdido nessa brincadeira e confuso por conta de algum problema, mais continuava rindo da minha cara, então o pessoal chegou e eu disse que tinha que seguir em frente, sai dali e fui ate uma cidade próxima.

Era uma cidade ate bonita, tinha algo estranho. Minha moto estava ali próximo, porem minha inabilitar estava vencida. Alias esta na realidade, e esta preocupação também deve ter dado reflexo no sonho.
Em algum momento enquanto eu andava pela cidade, um policial pediu para que eu o acompanhasse ate a delegacia, lá dentro ele pediu minha inabilitar. -Não tenho porque mostrar minha habilitação para o Sr. uma vez que sequer estou pilotando algum veiculo, nem quando o Sr. me autuou. Disse ao policial.
-Você pode ser preso por isso, creio que há algo errado. Disse o policial.
-Se tem ou não cabe a mim regularizar, já que não há motivo para o Sr ter me trago ate aqui nesta delegacia, porem, caso o Sr ainda insista em me aplicar alguma multa, vou assinar e mostrar meus documentos apenas na presença do meu advogado. Eu uso a moto para trabalhar e não sou de fazer gracinha, isso aqui esta parecendo algo armado. Respondi.
O prefeito ali presente olhava para o policial e eles tramavam algo, porque eu tinha eu sabia de alguma corrupção, parece que o prefeito e as autoridade locais formavam uma espécie de quadrilha.

Ao final acabaram me liberando porem sob ameaça, e agora eu tinha que sair rápido daquele local. Nisto tratei de ir correndo ate a rodoviária.
Moça, quanto fica uma passagem ate Vilhena? (Uma cidade do estado de RO) Perguntei.
350 reais Sr, porque o ônibus esta tendo que ir por outro caminho cruzando com outras cidades distantes. Respondeu a moça.
Tah loco! Muito caro, pode deixar que eu vou voar e pegar uma carona. Respondi.

Voei ate a BR, e um local que sempre vejo nos meus sonhos, pois parece que alguns caminhos são os mesmos e dão em lugares diferentes como se fossem portais. Porem não tenho tempo para explicar isso agora, mais posso dizer desde já que e uma forma de usar teletransporte dentro do sonho.

Na beira da estrada passava uma caminhonete vermelha, então eu acenei com a mão pedindo carona. Uma velho de bigode parou olhando para mim e me esperou, então eu fui ate um local de carona e a partir dali segui voando desesperado para sair ainda da cidade.

Fui cortar caminho por dentro de um sitio, e cheguei ate uma estrada coberta por pedras pretas que cortava uma floresta. -Para onde você esta indo? Disse um cara meio meio gordo vestindo calca, camiseta azul e tênis.
-Eu preciso sair desse lugar. Respondi.
-Pois eh, só que por ai você vai entrar direto no sitio do prefeito. O cara respondeu.


Agora fudeu, eu tinha que vazar dali, então corri por cima de umas represas em meio a uma lama, e acabei sendo seguido por uma tribo indígena que habitava o local. Nisso, vi alguns trabalhadores do sitio comentaram que iam construir uma hidrelétrica dentro da aldeia.
Os índios acabaram me achando enquanto eu pegava um pouco de barro azul para tentar escrever e explicar o que estava acontecendo. Eu estava sentado a beira de um barranco pegando barro da beirada, um barro de coloração azulada. Porque a maioria era vermelho ou cor de terra mesmo.
O barro vinha de um peixe daquela represa, isso ai eu não sei explicar kkkkkkkkkkkk coisa sem lógica de sonho. Mais era um barro azul, parecido com argila.
Escrevi, gesticulei e fiz desenho para alertar que eu não era um invasor e que os índios corriam perigo, sabendo da situação então eles me liberaram e mandaram um jovem índia para acompanhar ate sair do local.

Agradeci as índias por terem me tirado dali, e então cheguei em outra cidade, e esta era muito bonita. Eu precisava de um lugar para passar a noite e descansar, mesmo dentro do sonho eu já estava de saco cheio de ficar andando, voando e me livrando de situações.

Encontrei duas meninas com o cabelo castanho com luzes, e elas eram muito bonitas. De pele branca e olhos claros, com aparência de ter uns 17 - 18 anos. Conversei com elas sobre a vida, sobre com quem elas moravam, e nisso me falaram que a mãe delas havia saído para fazer compras.

Conversamos por um tempo, e nisso, tinha um cano se mexendo. Eu cutuquei e disse para elas que havia algo ali dentro. Desconectei uma parte emendada do cano e saiu um macaquinho daqueles bem pequeno carregando um filhote no colo, o que sempre acontece no mundo real. ahsudiahsiudhaiushdiuahudihauidhuaihduiahiudshasiudhasiuhdiuahdiuahu
-Esse macaco ai morde. Disse uma das meninas.
Nisso chegou mais um menino amigo delas e começou a conversar em inglês.
Tentei conversar, falei sobre a cidade, mais não entendi muita coisa e o menino foi embora.

Entramos na casa após conversar, coloquei minha mochila no canto da parede dentro da área e elas entram na casa, porem eu fiquei esperando do lado de fora e claro.
Depois de um tempo elas saíram de bikini, e entraram numa piscina com luzes. Aquilo parecia relaxante. -Posso entrar também? Perguntei sem segundas intenções.
-Eu não sei o que minha mãe vai pensar se ela chegar, mais e óbvio o que ela vai pensar. Um estranho dentro de casa. (Responderam).


Não resisti e fui entrando, e a agua estava ótima.
Me aproximei de umas das meninas e começamos a conversar, estávamos muito próximos nadando juntos e paramos na borda da piscina. Ela ficou me olhando e então eu disse para ela olhar para o lado. Quando voltou a face para minha direção dei um beijo na boca dela, e ela correspondeu mais não segui adiante.

Elas saíram da piscina e foram fazer um lanche dentro da casa. Então eu mergulhei, e quando eu mergulhei tinham dois redemoinhos, fiquei próximo a um deles e acabei sendo arrastado para o fundo da piscina. E outra surpresa!
Em volta do redemoinho tinha um monte de animais marinhos. Cavalos marinhos, peixes, serpentes marinhas, aguas vivas, etc. E a cada profundidade que eu descia mudavam os animais e a coloração da agua num espetáculo de encher os olhos.

Quando as duas meninas voltaram, disse que queria mostrar algo e pedi para que elas mergulhassem. Então mergulhamos e descemos o ralo, e aquilo parecia não ter fim. Rodávamos em torno em torno do redemoinho de vida, e íamos descendo cada vez mais fundo dadas as mãos. Mas num determinado momento vi que estava ficando difícil de voltar e me agarrei a um ferro da borda da piscina, ficamos um pouco mais admirando aquela visão e então voltamos.

Saímos da piscina, conversamos um pouco e elas disseram que eu poderia dormir no quarto de visitas. Catei então minha mochila e fui para lá. Dormi mais não me lembro de ter deitado na cama, só me vi entrando no quarto, que era do lado de fora da casa, como uma edícula.

Pela manha me serviram um sanduíche com queijo, mais a mãe delas chegou e mandou eu vazar kkkkkkkkk, então catei minhas coisas e fui embora... depois disso fui acordado, senão provavelmente o sonho continuaria.

Se você chegou ate aqui, obrigado por ler meu sonho =)

Algum dia vou ter sonhos longos como os seus e ainda me lembrar deles c_c
E é legal que em 3 horas de sono você tenha ficado mais que um dia em um sonho!

Engraçado como às vezes nos sonhos as coisas acontecem de forma automática e bizarra e nem percebemos, como o Master disse o cara se transformar em cavalo, sair voando por aí e as meninas reconhecerem o macaco que saiu de um cano. Talvez essa sequência já é pré-determinada pela nossa mente e tenha algo a ver com as metáforas do sonho?

Outra coisa, esse deck no início do sonho tinha alguma coisa a ver com a visão na piscina?


Fugir da realidade não é ao mesmo tempo que interessante, deprimente?
avatar
Mensagens : 21
Pontos : 1201
Honra : 29
Data de inscrição : 29/06/2014
Idade : 18
Localização : São Paulo, SP
Sonhos Lúcidos :
1 / 9991 / 999
Sonhos Comuns :
78 / 99978 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Seg Jun 30, 2014 11:09 am
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Que sonhos estranhos .-.  HU3HU3HU3
Mensagens : 1017
Pontos : 3385
Honra : 749
Data de inscrição : 06/08/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo/Santo André
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Seg Jun 30, 2014 5:02 pm
Sonho [ 29-10-2013 ] - Encontro com aliens numa dimensão paralela

Eu me pergunto por que sonhos com fim do mundo e alieniginas são tão incríveis, as vezes o cenário a trama é tão realista que o unico pensamento que se passa em nossa mente é "sobreviver".

Sonhos [ ??-??-???? ]

Interessante esse sonho da página 7 com relação a cenários semelhantes como o da práia que mencionou é algo a se pensar e analisar também...

Sonho [ 10-04-2014 ] - Matando larvas astrais

Cara eu já fiz isso também pouquissimas vezes e uma vez incondicionalmente em um sonho lúcido, a espada de energia tinha tonalidade branca e era serrilhada, gostei da experiência, muito show.

Sonho [ 16-05-2014 ] - O vendedor de lanches do mar

ashaushuHSUAHSUHsuhaush iori Meu deus essa imagem ficou muito fod@ só você mesmo Hiriu pra fazer uma montagem dessa de si mesmo! iori

Sonho [ 21-06-2014 ] - Aquarela

Cara... achei que não ia acabar mais... brincadeira, por que os meus também as vezes ficam enormes, o que comentar a respeito de um mega sonho desse, caramba sonhão hein e detalhes entedibem a parte dos teleportes vou citar um exemplo "Você está andando na sua vila por aquela rua e puft já esta em casa, até parece que entrou em um buraco de minhoca e voalá já chegou em casa" outro exemplo? "É como entrar em um vórtice ou fluxo de tempo simplesmente avançamso como distorcer uma fotografia até cheando do ponto A ao C sem passar pelo B. Mas voltando muitas passagens e um sonho que imagino deve te de dado um trabalho para organizar tudo. Valeu por compartilhar Mestre Hiriu!

Sonho [ 22-06-2014 ] - Em publico
É bem por aí mesmo, mas vamos combinar assim nos sonhos comuns pode, agora nos lúcidos é agente que pede para o subconsciente observar uaehuaehuaeh

Parabéns Hiriu é sempre um prazer ler os seus pots, tópicos e sonhso aqui no fórum! certo
avatar
Mensagens : 1178
Pontos : 3928
Honra : 670
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 22
Localização : Morretes/ PR
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuáriohttp://naturezaevolutiva.blogspot.com.br/

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Ter Jul 01, 2014 9:42 am
Aquarela

Além de quebrar tudo, é um péssimo jogador... Credo cara... hahahaha  gargalhada Esses sonhos são verdadeiras lições de moral.
Coisas normais do dia-a-dia, uma vez falava com um amigo na escola do fundamental e na hora de ir embora ele virou um peixe e saiu a voar... Sempre encontro uns metamorfos por aí...
Que barro lindo, nunca vi um azulado, deve ter sido maravilhoso mesmo.
Há algumas leis no mundo dos sonhos e uma delas é que na água se encontram coisas incríveis. Até imagino como deve ter sido ter visto tantos animais.

Em público

Pois é, talvez seja mesmo, uma satisfação duma área que não faz parte naturalmente de você. É um sonho de interpretação complexa.
avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2400
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

em Seg Jul 07, 2014 11:03 pm
The Master escreveu:
Hiriu escreveu:
Spoiler:

Sonho [ 21-06-2014 ] - Aquarela

Este foi um sonho uma tarde. Dormi por 3 horas, o que acontece e que foi um pouco compacto devido a privação do sono. Tentei resumir não colocando detalhes das paisagens.

Tinha um deck em minhas mãos, composto por monstros marinhos. Os desenhos eram lindo e eu tenho toda certeza de que nunca vi aqueles desenhos em lugar algum. Isso confirma uma das minhas hipóteses de que parte do sonho, assim como o cenário onírico, são construidos de forma passiva e pelo inconsciente criativo. Quero dizer que, e como desenhar, desenhar sem pensar, apenas vê um desenho se formar e tornar-se parte dele assim como você sabe que o fez. Neste caso os resto mnemônicos fazem parte também desse tipo de formação. Em um de meus textos coloco quatro processos principais da formação de um sonho. São eles:

Criativo - Contratura a partir de todos os processos num encaixe de pecas.
Mnemônico - Memoria.
Psíquico - Representares do estado mental do sonhador.
Físico - Estímulos tanto do ambiente quanto reações biológicas durante o sono.

Fiz então meu deck aquático. Lembro-me de ver algumas cartas como um peixe azul, parecendo um platelminto que tinha 1800 de ataque, e um dragão marinho com canhões de 2450. Tinha um pessoal jogando comigo, e a minha demora em escolher as catas fez eles começarem a reclamar.

Depois disso sai por conta de não ter cartas suficientes, sai então carregando minha guitarra que estava quebrada, além dela meu celular e meu fone de ouvido tinham quebrado também. Neste caso fica claro a impacto que causou a mim algo simples como um fone quebrado, que eu tropecei pouco tempo antes de dormir, fazendo o fio quebrar. Na hora fiquei com raiva, tinha acabado de comprar por 30 reais kkkk. No sonho ainda fui ate minhas irmãs e comecei a reclamar falando que tudo o que possuo esta se quebrando de alguma forma.

Sai daquela casa, que mais parecia um barraco rústico de madeira, porem bonito por dentro. Fui para a rua e encontrei um grupo de pessoas, dentre elas um artista famoso o qual eu desconhecia. Eles estavam cantando e em algum momento pediram para eu cantar junto. Me  justifique dizendo que cantava muito mau e por isso não ia soltara  voz. -Não tem problema! Disse o cantor. Então eu comecei meu carcarejo, e nem lembro a letra da musica, mais era linda e me surpreendeu, porque algo muito interessante aconteceu.

A medida em que ia cantando, cada voz das pessoas que estavam ali cobriam as falhas da minha, era como se todos se ajustassem ao mesmo tom em um sintonia, cada pedacinho da musica, cada nota emitida era então perfeita, pois se o tom era diferente ou falho, as outras vozes suprimiam, e o resultado era uma melodia linda.   perplexo

No meio disso aconteceu algo e o cantor saiu correndo da multidão. Falei que podia ir atrás dele, o problema e que ele e outras pessoas por ali só falavam inglês. Tinha ciência de que podia voar, e que seria mais rápido para alcançá-lo, e assim fiz.

Durante o voo, o cantor se transformou em um cavalo e começou a correr cada vez mais rápido, que mais parecia estar se divertindo com a situação. Como durante o voo eu pego altitude e depois dou um rasante para pegar velocidade, numa dessas eu cai na frente do cavalo, que voltou a se transformar em humano rindo.

Hey, what do u doing? Perguntei.
Conversamos mais eu lembro poucas coisas do que falamos. Sei que ele estava perdido nessa brincadeira e confuso por conta de algum problema, mais continuava rindo da minha cara, então o pessoal chegou e eu disse que tinha que seguir em frente, sai dali e fui ate uma cidade próxima.

Era uma cidade ate bonita, tinha algo estranho. Minha moto estava ali próximo, porem minha inabilitar estava vencida. Alias esta na realidade, e esta preocupação também deve ter dado reflexo no sonho.
Em algum momento enquanto eu andava pela cidade, um policial pediu para que eu o acompanhasse ate a delegacia, lá dentro ele pediu minha inabilitar. -Não tenho porque mostrar minha habilitação para o Sr. uma vez que sequer estou pilotando algum veiculo, nem quando o Sr. me autuou. Disse ao policial.
-Você pode ser preso por isso, creio que há algo errado. Disse o policial.
-Se tem ou não cabe a mim regularizar, já que não há motivo para o Sr ter me trago ate aqui nesta delegacia, porem, caso o Sr ainda insista em me aplicar alguma multa, vou assinar e mostrar meus documentos apenas na presença do meu advogado. Eu uso a moto para trabalhar e não sou de fazer gracinha, isso aqui esta parecendo algo armado. Respondi.
O prefeito ali presente olhava para o policial e eles tramavam algo, porque eu tinha eu sabia de alguma corrupção, parece que o prefeito e as autoridade locais formavam uma espécie de quadrilha.

Ao final acabaram me liberando porem sob ameaça, e agora eu tinha que sair rápido daquele local. Nisto tratei de ir correndo ate a rodoviária.
Moça, quanto fica uma passagem ate Vilhena? (Uma cidade do estado de RO) Perguntei.
350 reais Sr, porque o ônibus esta tendo que ir por outro caminho cruzando com outras cidades distantes. Respondeu a moça.
Tah loco! Muito caro, pode deixar que eu vou voar e pegar uma carona. Respondi.

Voei ate a BR, e um local que sempre vejo nos meus sonhos, pois parece que alguns caminhos são os mesmos e dão em lugares diferentes como se fossem portais. Porem não tenho tempo para explicar isso agora, mais posso dizer desde já que e uma forma de usar teletransporte dentro do sonho.

Na beira da estrada passava uma caminhonete vermelha, então eu acenei com a mão pedindo carona. Uma velho de bigode parou olhando para mim e me esperou, então eu fui ate um local de carona e a partir dali segui voando desesperado para sair ainda da cidade.

Fui cortar caminho por dentro de um sitio, e cheguei ate uma estrada coberta por pedras pretas que cortava uma floresta. -Para onde você esta indo? Disse um cara meio meio gordo vestindo calca, camiseta azul e tênis.
-Eu preciso sair desse lugar. Respondi.
-Pois eh, só que por ai você vai entrar direto no sitio do prefeito. O cara respondeu.


Agora fudeu, eu tinha que vazar dali, então corri por cima de umas represas em meio a uma lama, e acabei sendo seguido por uma tribo indígena que habitava o local. Nisso, vi alguns trabalhadores do sitio comentaram que iam construir uma hidrelétrica dentro da aldeia.
Os índios acabaram me achando enquanto eu pegava um pouco de barro azul para tentar escrever e explicar o que estava acontecendo. Eu estava sentado a beira de um barranco pegando barro da beirada, um barro de coloração azulada. Porque a maioria era vermelho ou cor de terra mesmo.
O barro vinha de um peixe daquela represa, isso ai eu não sei explicar kkkkkkkkkkkk coisa sem lógica de sonho. Mais era um barro azul, parecido com argila.
Escrevi, gesticulei e fiz desenho para alertar que eu não era um invasor e que os índios corriam perigo, sabendo da situação então eles me liberaram e mandaram um jovem índia para acompanhar ate sair do local.

Agradeci as índias por terem me tirado dali, e então cheguei em outra cidade, e esta era muito bonita. Eu precisava de um lugar para passar a noite e descansar, mesmo dentro do sonho eu já estava de saco cheio de ficar andando, voando e me livrando de situações.

Encontrei duas meninas com o cabelo castanho com luzes, e elas eram muito bonitas. De pele branca e olhos claros, com aparência de ter uns 17 - 18 anos. Conversei com elas sobre a vida, sobre com quem elas moravam, e nisso me falaram que a mãe delas havia saído para fazer compras.

Conversamos por um tempo, e nisso, tinha um cano se mexendo. Eu cutuquei e disse para elas que havia algo ali dentro. Desconectei uma parte emendada do cano e saiu um macaquinho daqueles bem pequeno carregando um filhote no colo, o que sempre acontece no mundo real. ahsudiahsiudhaiushdiuahudihauidhuaihduiahiudshasiudhasiuhdiuahdiuahu
-Esse macaco ai morde. Disse uma das meninas.
Nisso chegou mais um menino amigo delas e começou a conversar em inglês.
Tentei conversar, falei sobre a cidade, mais não entendi muita coisa e o menino foi embora.

Entramos na casa após conversar, coloquei minha mochila no canto da parede dentro da área e elas entram na casa, porem eu fiquei esperando do lado de fora e claro.
Depois de um tempo elas saíram de bikini, e entraram numa piscina com luzes. Aquilo parecia relaxante. -Posso entrar também? Perguntei sem segundas intenções.
-Eu não sei o que minha mãe vai pensar se ela chegar, mais e óbvio o que ela vai pensar. Um estranho dentro de casa. (Responderam).


Não resisti e fui entrando, e a agua estava ótima.
Me aproximei de umas das meninas e começamos a conversar, estávamos muito próximos nadando juntos e paramos na borda da piscina. Ela ficou me olhando e então eu disse para ela olhar para o lado. Quando voltou a face para minha direção dei um beijo na boca dela, e ela correspondeu mais não segui adiante.

Elas saíram da piscina e foram fazer um lanche dentro da casa. Então eu mergulhei, e quando eu mergulhei tinham dois redemoinhos, fiquei próximo a um deles e acabei sendo arrastado para o fundo da piscina. E outra surpresa!
Em volta do redemoinho tinha um monte de animais marinhos. Cavalos marinhos, peixes, serpentes marinhas, aguas vivas, etc. E a cada profundidade que eu descia mudavam os animais e a coloração da agua num espetáculo de encher os olhos.

Quando as duas meninas voltaram, disse que queria mostrar algo e pedi para que elas mergulhassem. Então mergulhamos e descemos o ralo, e aquilo parecia não ter fim. Rodávamos em torno em torno do redemoinho de vida, e íamos descendo cada vez mais fundo dadas as mãos. Mas num determinado momento vi que estava ficando difícil de voltar e me agarrei a um ferro da borda da piscina, ficamos um pouco mais admirando aquela visão e então voltamos.

Saímos da piscina, conversamos um pouco e elas disseram que eu poderia dormir no quarto de visitas. Catei então minha mochila e fui para lá. Dormi mais não me lembro de ter deitado na cama, só me vi entrando no quarto, que era do lado de fora da casa, como uma edícula.

Pela manha me serviram um sanduíche com queijo, mais a mãe delas chegou e mandou eu vazar kkkkkkkkk, então catei minhas coisas e fui embora... depois disso fui acordado, senão provavelmente o sonho continuaria.

Se você chegou ate aqui, obrigado por ler meu sonho =)

"Justifique dizendo que cantava muito mau e por isso não ia soltara  voz. -Não tem problema! Disse o cantor. Então eu comecei meu carcarejo"

Eu rachei demais nessa parte! 56 Sério, que zoado. iori Acontecem umas coisas bem bizarras no sonhos, tipo o cara ter saído correndo do nada e virado um cavalo. gargalhada Pareceu até que você pensou algo assim: "Puts, ele se transformou em um cavalo. Tudo bem, um dia normal! Quer saber, vou voando atrás dele". iori Rio muito com essas bizarrices que acontecem no Sonho. xD

 "Tah loco! Muito caro, pode deixar que eu vou voar e pegar uma carona" KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK JESUS, EU MORRI DE RIR! iori Você podia ir voando mas queria pegar ônibus, e, no final, escolhe voar pra pegar carona em algum lugar. gargalhada

Obrigado Masterson, eu me sentia meio idiota após acordar, agora estou completo.

Forsit escreveu:
Hiriu:

Hiriu escreveu:
Sonho [ 21-06-2014 ] - Aquarela

Este foi um sonho uma tarde. Dormi por 3 horas, o que acontece e que foi um pouco compacto devido a privação do sono. Tentei resumir não colocando detalhes das paisagens.

Tinha um deck em minhas mãos, composto por monstros marinhos. Os desenhos eram lindo e eu tenho toda certeza de que nunca vi aqueles desenhos em lugar algum. Isso confirma uma das minhas hipóteses de que parte do sonho, assim como o cenário onírico, são construidos de forma passiva e pelo inconsciente criativo. Quero dizer que, e como desenhar, desenhar sem pensar, apenas vê um desenho se formar e tornar-se parte dele assim como você sabe que o fez. Neste caso os resto mnemônicos fazem parte também desse tipo de formação. Em um de meus textos coloco quatro processos principais da formação de um sonho. São eles:

Criativo - Contratura a partir de todos os processos num encaixe de pecas.
Mnemônico - Memoria.
Psíquico - Representares do estado mental do sonhador.
Físico - Estímulos tanto do ambiente quanto reações biológicas durante o sono.

Fiz então meu deck aquático. Lembro-me de ver algumas cartas como um peixe azul, parecendo um platelminto que tinha 1800 de ataque, e um dragão marinho com canhões de 2450. Tinha um pessoal jogando comigo, e a minha demora em escolher as catas fez eles começarem a reclamar.

Depois disso sai por conta de não ter cartas suficientes, sai então carregando minha guitarra que estava quebrada, além dela meu celular e meu fone de ouvido tinham quebrado também. Neste caso fica claro a impacto que causou a mim algo simples como um fone quebrado, que eu tropecei pouco tempo antes de dormir, fazendo o fio quebrar. Na hora fiquei com raiva, tinha acabado de comprar por 30 reais kkkk. No sonho ainda fui ate minhas irmãs e comecei a reclamar falando que tudo o que possuo esta se quebrando de alguma forma.

Sai daquela casa, que mais parecia um barraco rústico de madeira, porem bonito por dentro. Fui para a rua e encontrei um grupo de pessoas, dentre elas um artista famoso o qual eu desconhecia. Eles estavam cantando e em algum momento pediram para eu cantar junto. Me  justifique dizendo que cantava muito mau e por isso não ia soltara  voz. -Não tem problema! Disse o cantor. Então eu comecei meu carcarejo, e nem lembro a letra da musica, mais era linda e me surpreendeu, porque algo muito interessante aconteceu.

A medida em que ia cantando, cada voz das pessoas que estavam ali cobriam as falhas da minha, era como se todos se ajustassem ao mesmo tom em um sintonia, cada pedacinho da musica, cada nota emitida era então perfeita, pois se o tom era diferente ou falho, as outras vozes suprimiam, e o resultado era uma melodia linda.   perplexo

No meio disso aconteceu algo e o cantor saiu correndo da multidão. Falei que podia ir atrás dele, o problema e que ele e outras pessoas por ali só falavam inglês. Tinha ciência de que podia voar, e que seria mais rápido para alcançá-lo, e assim fiz.

Durante o voo, o cantor se transformou em um cavalo e começou a correr cada vez mais rápido, que mais parecia estar se divertindo com a situação. Como durante o voo eu pego altitude e depois dou um rasante para pegar velocidade, numa dessas eu cai na frente do cavalo, que voltou a se transformar em humano rindo.

Hey, what do u doing? Perguntei.
Conversamos mais eu lembro poucas coisas do que falamos. Sei que ele estava perdido nessa brincadeira e confuso por conta de algum problema, mais continuava rindo da minha cara, então o pessoal chegou e eu disse que tinha que seguir em frente, sai dali e fui ate uma cidade próxima.

Era uma cidade ate bonita, tinha algo estranho. Minha moto estava ali próximo, porem minha inabilitar estava vencida. Alias esta na realidade, e esta preocupação também deve ter dado reflexo no sonho.
Em algum momento enquanto eu andava pela cidade, um policial pediu para que eu o acompanhasse ate a delegacia, lá dentro ele pediu minha inabilitar. -Não tenho porque mostrar minha habilitação para o Sr. uma vez que sequer estou pilotando algum veiculo, nem quando o Sr. me autuou. Disse ao policial.
-Você pode ser preso por isso, creio que há algo errado. Disse o policial.
-Se tem ou não cabe a mim regularizar, já que não há motivo para o Sr ter me trago ate aqui nesta delegacia, porem, caso o Sr ainda insista em me aplicar alguma multa, vou assinar e mostrar meus documentos apenas na presença do meu advogado. Eu uso a moto para trabalhar e não sou de fazer gracinha, isso aqui esta parecendo algo armado. Respondi.
O prefeito ali presente olhava para o policial e eles tramavam algo, porque eu tinha eu sabia de alguma corrupção, parece que o prefeito e as autoridade locais formavam uma espécie de quadrilha.

Ao final acabaram me liberando porem sob ameaça, e agora eu tinha que sair rápido daquele local. Nisto tratei de ir correndo ate a rodoviária.
Moça, quanto fica uma passagem ate Vilhena? (Uma cidade do estado de RO) Perguntei.
350 reais Sr, porque o ônibus esta tendo que ir por outro caminho cruzando com outras cidades distantes. Respondeu a moça.
Tah loco! Muito caro, pode deixar que eu vou voar e pegar uma carona. Respondi.

Voei ate a BR, e um local que sempre vejo nos meus sonhos, pois parece que alguns caminhos são os mesmos e dão em lugares diferentes como se fossem portais. Porem não tenho tempo para explicar isso agora, mais posso dizer desde já que e uma forma de usar teletransporte dentro do sonho.

Na beira da estrada passava uma caminhonete vermelha, então eu acenei com a mão pedindo carona. Uma velho de bigode parou olhando para mim e me esperou, então eu fui ate um local de carona e a partir dali segui voando desesperado para sair ainda da cidade.

Fui cortar caminho por dentro de um sitio, e cheguei ate uma estrada coberta por pedras pretas que cortava uma floresta. -Para onde você esta indo? Disse um cara meio meio gordo vestindo calca, camiseta azul e tênis.
-Eu preciso sair desse lugar. Respondi.
-Pois eh, só que por ai você vai entrar direto no sitio do prefeito. O cara respondeu.


Agora fudeu, eu tinha que vazar dali, então corri por cima de umas represas em meio a uma lama, e acabei sendo seguido por uma tribo indígena que habitava o local. Nisso, vi alguns trabalhadores do sitio comentaram que iam construir uma hidrelétrica dentro da aldeia.
Os índios acabaram me achando enquanto eu pegava um pouco de barro azul para tentar escrever e explicar o que estava acontecendo. Eu estava sentado a beira de um barranco pegando barro da beirada, um barro de coloração azulada. Porque a maioria era vermelho ou cor de terra mesmo.
O barro vinha de um peixe daquela represa, isso ai eu não sei explicar kkkkkkkkkkkk coisa sem lógica de sonho. Mais era um barro azul, parecido com argila.
Escrevi, gesticulei e fiz desenho para alertar que eu não era um invasor e que os índios corriam perigo, sabendo da situação então eles me liberaram e mandaram um jovem índia para acompanhar ate sair do local.

Agradeci as índias por terem me tirado dali, e então cheguei em outra cidade, e esta era muito bonita. Eu precisava de um lugar para passar a noite e descansar, mesmo dentro do sonho eu já estava de saco cheio de ficar andando, voando e me livrando de situações.

Encontrei duas meninas com o cabelo castanho com luzes, e elas eram muito bonitas. De pele branca e olhos claros, com aparência de ter uns 17 - 18 anos. Conversei com elas sobre a vida, sobre com quem elas moravam, e nisso me falaram que a mãe delas havia saído para fazer compras.

Conversamos por um tempo, e nisso, tinha um cano se mexendo. Eu cutuquei e disse para elas que havia algo ali dentro. Desconectei uma parte emendada do cano e saiu um macaquinho daqueles bem pequeno carregando um filhote no colo, o que sempre acontece no mundo real. ahsudiahsiudhaiushdiuahudihauidhuaihduiahiudshasiudhasiuhdiuahdiuahu
-Esse macaco ai morde. Disse uma das meninas.
Nisso chegou mais um menino amigo delas e começou a conversar em inglês.
Tentei conversar, falei sobre a cidade, mais não entendi muita coisa e o menino foi embora.

Entramos na casa após conversar, coloquei minha mochila no canto da parede dentro da área e elas entram na casa, porem eu fiquei esperando do lado de fora e claro.
Depois de um tempo elas saíram de bikini, e entraram numa piscina com luzes. Aquilo parecia relaxante. -Posso entrar também? Perguntei sem segundas intenções.
-Eu não sei o que minha mãe vai pensar se ela chegar, mais e óbvio o que ela vai pensar. Um estranho dentro de casa. (Responderam).


Não resisti e fui entrando, e a agua estava ótima.
Me aproximei de umas das meninas e começamos a conversar, estávamos muito próximos nadando juntos e paramos na borda da piscina. Ela ficou me olhando e então eu disse para ela olhar para o lado. Quando voltou a face para minha direção dei um beijo na boca dela, e ela correspondeu mais não segui adiante.

Elas saíram da piscina e foram fazer um lanche dentro da casa. Então eu mergulhei, e quando eu mergulhei tinham dois redemoinhos, fiquei próximo a um deles e acabei sendo arrastado para o fundo da piscina. E outra surpresa!
Em volta do redemoinho tinha um monte de animais marinhos. Cavalos marinhos, peixes, serpentes marinhas, aguas vivas, etc. E a cada profundidade que eu descia mudavam os animais e a coloração da agua num espetáculo de encher os olhos.

Quando as duas meninas voltaram, disse que queria mostrar algo e pedi para que elas mergulhassem. Então mergulhamos e descemos o ralo, e aquilo parecia não ter fim. Rodávamos em torno em torno do redemoinho de vida, e íamos descendo cada vez mais fundo dadas as mãos. Mas num determinado momento vi que estava ficando difícil de voltar e me agarrei a um ferro da borda da piscina, ficamos um pouco mais admirando aquela visão e então voltamos.

Saímos da piscina, conversamos um pouco e elas disseram que eu poderia dormir no quarto de visitas. Catei então minha mochila e fui para lá. Dormi mais não me lembro de ter deitado na cama, só me vi entrando no quarto, que era do lado de fora da casa, como uma edícula.

Pela manha me serviram um sanduíche com queijo, mais a mãe delas chegou e mandou eu vazar kkkkkkkkk, então catei minhas coisas e fui embora... depois disso fui acordado, senão provavelmente o sonho continuaria.

Se você chegou ate aqui, obrigado por ler meu sonho =)

Algum dia vou ter sonhos longos como os seus e ainda me lembrar deles c_c
E é legal que em 3 horas de sono você tenha ficado mais que um dia em um sonho!

Engraçado como às vezes nos sonhos as coisas acontecem de forma automática e bizarra e nem percebemos, como o Master disse o cara se transformar em cavalo, sair voando por aí e as meninas reconhecerem o macaco que saiu de um cano. Talvez essa sequência já é pré-determinada pela nossa mente e tenha algo a ver com as metáforas do sonho?

Outra coisa, esse deck no início do sonho tinha alguma coisa a ver com a visão na piscina?

Caramba.  perplexo Eu não tinha sequer pensado nisso, mais agora que você disse da pra perceber uma associação dos objetos do sonho com agua ou animais marinhos. Gosto de usar o baralho de agua no yu gi oh, talvez isso tenha refletido no meu sonho, ou algum filme. Mais a visão era linda, uma hora vou desenha-la.

Ja o macaco não sei como explicar.


Reizen Endler escreveu:
Sonho [ 29-10-2013 ] - Encontro com aliens numa dimensão paralela

Eu me pergunto por que sonhos com fim do mundo e alieniginas são tão incríveis, as vezes o cenário a trama é tão realista que o unico pensamento que se passa em nossa mente é "sobreviver".

Isso mesmo, o medo coloca a mente num frenesi que sequer dar tempo de pensar em ficar lúcido. Isso explica muita coisa.

Sonhos [ ??-??-???? ]

Interessante esse sonho da página 7 com relação a cenários semelhantes como o da práia que mencionou é algo a se pensar e analisar também...

Eu realmente tenho algo com lugares que acabam no mar. Todos são lindos, bem coloridos e a agua cristalina que da para ver o fundo. A areia branquinha tudo lindo... Não sei como explicar, só posso dizer que e um sonho...

Sonho [ 10-04-2014 ] - Matando larvas astrais

Cara eu já fiz isso também pouquissimas vezes e uma vez incondicionalmente em um sonho lúcido, a espada de energia tinha tonalidade branca e era serrilhada, gostei da experiência, muito show.

Quem sabe num sonho lúcido compartilhado não o desafio para um duelo.  jedi

Sonho [ 16-05-2014 ] - O vendedor de lanches do mar

ashaushuHSUAHSUHsuhaush iori Meu deus essa imagem ficou muito fod@ só você mesmo Hiriu pra fazer uma montagem dessa de si mesmo! iori

Photoshop meu amigo, photoshop e um pouco de Van Gogh...

Sonho [ 21-06-2014 ] - Aquarela

Cara... achei que não ia acabar mais... brincadeira, por que os meus também as vezes ficam enormes, o que comentar a respeito de um mega sonho desse, caramba sonhão hein e detalhes entedibem a parte dos teleportes vou citar um exemplo "Você está andando na sua vila por aquela rua e puft já esta em casa, até parece que entrou em um buraco de minhoca e voalá já chegou em casa" outro exemplo? "É como entrar em um vórtice ou fluxo de tempo simplesmente avançamso como distorcer uma fotografia até chegando do ponto A ao C sem passar pelo B. Mas voltando muitas passagens e um sonho ques imagino deve te de dado um trabalho para organizar tudo. Valeu por compartilhar Mestre Hiriu!

Sim, eu pesquisei na internet, e acontece que, nao seguimos detalhes de viagem a nao ser que o objeto principal do sonho seja mesmo a viagem. Ex: Sonhar que esta viajando de trem e o objeto do sonho, enquanto num sonho onde voce vai para outro local o objeto e o destino, neste caso a viajem perde a importância assim como quando viajamos e sequer lembramos do que fizemos no ônibus ou nem damos atenção a paisagem. Mais vou postar algo se eu lembrar o link.

Sonho [ 22-06-2014 ] - Em publico
É bem por aí mesmo, mas vamos combinar assim nos sonhos comuns pode, agora nos lúcidos é agente que pede para o subconsciente observar uaehuaehuaeh

Parabéns Hiriu é sempre um prazer ler os seus pots, tópicos e sonhso aqui no fórum! certo


[kkkkkkkkkkkkkkkkkkk  certo Eu e que agradeço, conheci muita gente e troquei muitas experiências aqui. Agradeço também por me tornar moderador e Admin do xat. Estou muito feliz aqui por contar de compartilhar experiências e conhecimento.

EmersonPawoski escreveu:Aquarela

Além de quebrar tudo, é um péssimo jogador... Credo cara... hahahaha gargalhada Esses sonhos são verdadeiras lições de moral.
Coisas normais do dia-a-dia, uma vez falava com um amigo na escola do fundamental e na hora de ir embora ele virou um peixe e saiu a voar... Sempre encontro uns metamorfos por aí...
Que barro lindo, nunca vi um azulado, deve ter sido maravilhoso mesmo.
Há algumas leis no mundo dos sonhos e uma delas é que na água se encontram coisas incríveis. Até imagino como deve ter sido ter visto tantos animais.

Algumas coisas do sonho são tão lindas que explica porque só podemos velas estando com os olhos fechados.

Em público

Pois é, talvez seja mesmo, uma satisfação duma área que não faz parte naturalmente de você. É um sonho de interpretação complexa.

Talvez não, mais eu prefiro que pensem que e complexo. Ou talvez seja kkkkkkkk


CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
Conteúdo patrocinado

Re: Diário dos Sonhos do Hiriu

Ver o tópico anteriorVoltar ao TopoVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum