Conectar-se
Os membros mais ativos do mês
3 Mensagens - 75%
1 Mensagem - 25%
Votação
Qual a técnica que você utiliza para ficar lúcido?
Teste de Realidade
45% / 15
Totem
15% / 5
Incubação
12% / 4
Gatilho
6% / 2
Gravador de Voz ou Sons Binaurais
6% / 2
Outros
15% / 5
Parceiros
 sonhos=
 sonhos=
 animes=

Compartilhe
Ver o tópico anteriorIr em baixoVer o tópico seguinte
avatar
Mensagens : 20
Pontos : 1522
Honra : 9
Data de inscrição : 21/10/2013
Sonhos Lúcidos :
3 / 9993 / 999
Sonhos Comuns :
8 / 9998 / 999
Ver perfil do usuário

Diário dos Sonhos Lúcidos do Sleeper

em Qua Out 23, 2013 1:03 pm
Reputação da mensagem: 100% (2 votos)
Bom, começando então meu diário de sonhos lúcidos.

23/10/2013

Esse foi o terceiro sonho da noite (os dois anteriores estão no tópico de sonhos não-lúcidos). Fui dormir por volta da meia-noite, depois de passar um bom tempo ouvindo música. Ao deitar, repeti mentalmente algumas vezes "Eu vou lembrar do que eu sonhar" e "Essa noite vou ter um sonho lúcido". Então tirei isso da cabeça e me concentrei em dormir. A noite foi bem agitada e desconfortável, pois acabei comendo muito antes de dormir. Acordei espontaneamente as 4:30, meia hora antes do despertador muito feliz
Levantei e por 15~30 minutos anotei meus sonhos anteriores (sem acender a luz, ouvi dizer que até mesmo acender a luz pode influenciar). Tomei água e voltei para a cama, aplicando o MILD. Agora, o sonho:

Passeio de Helicoptero + Tempestade

Estou em uma praça movimentada onde há varias barraquinhas de cachorro-quente, cada uma tentando fazer uma propaganda mais chamativa que o concorrente. A disputa começa a ficar mais acirrada, com danças e shows pirotecnicos dos cozinheiros.
Uma das propagandas usa um helicoptero (WTF?), no qual eu me penduro quando voou baixo. Aparentemente não tem piloto e ele só voa aleatoriamente, tomando direções de acordo com o equilibrio que dito com o corpo. Voamos por cima de uma cidade com muitos prédios altos. Eu começo a ficar preocupado por nao saber onde estou ou como descer (medo de cair que é bom, nada, né?). Consigo pousar no alto de alguns prédios, mas imediatamente recebo mensagens no radio dizendo que não tenho permissao para isso. Entao saio voando novamente. Voo por cima de algo que parece uma base militar, onde recebo uma mensagem do exercito argentino (WTF²? GTA Buenos Aires?) dizendo para me retirar. Consigo pousar novamente em um prédio e usar alguma coisa (não consigo lembrar como era) para planar até o chão. Ando um pouco e policiais me abordam e pedem uma explicação. Voou explicando, meio desesperado para que acreditem nessa história absurda, que mais parece um sonho...
Um sonho? Sim, finalmente percebo que isso só pode ser um sonho. Como tira-teima resolvo olhar para as mãos. A principio tudo normal. Quando fico surpreso por estar tudo normal eu noto (já estava ali ou surgiu por que achei estranho estar tudo
em ordem?) um 2° dedão do lado oposto do outro, mas meio atrofiado. Nesse momento entra a LUCIDEZ.
Os policiais estão parados, com expressoes vazias e não falam nada (geralmente isso acontece sempre que fico lucido conversando com algum personagem). Ignoro eles e observo o ambiente ao redor. Estou na minha antiga escola, na frente da biblioteca. Quando me viro o cenário muda completamente e estou agora no meu quarto na casa dos meus pais (cenário que criei enquanto tentava adormececer). A única diferença é uma janela a mais. Lembrando do objetivo que defini antes de dormir (baseado num relato que li aqui no forum cerca de 1 ano atrás), eu digo alto e claro para o meu sonho: "Me mostre algo surpreendente!". De repente, o céu, que estava perfeitamente claro e ensolarado, fecha em nuvens pretas e começa a cair uma chuva leve. Impressionado eu eu experimento controlar o tempo. Falo entao: "Mais chuva!"e começa a chover mais forte. "Sol!"- o tempo abre de novo. "Neve!." No momento que começa a nevar eu escuto batidas na porta e vou ver quem é. Minha "ex"(complicado explicar) estava na porta, sorrindo com um guarda-chuva na mão e me diz para ir com ela. Está muito frio la fora (neve... parabéns gênio) e penso que preciso um casaco. Quando me viro para pegar um que provavelmente surgiria por tras de alguma porta ou móvel minha "ex" fala: "Aqui!"
e me entrega um casaco que ela já tinha trazido para mim. Resolvo seguir o sonho e perguntar onde vamos. Ela diz com muito medo na voz algo sobre levar crianças para um refúgio por causa de uma catastrofe iminente (eu pedi neve, nao uma nova Era
do Gelo). Quando começo a segui-la fica tudo preto, rápido demais para eu fazer algo a respeito e o sonho acaba.

2 desafios da minha lista pessoal a menos: controlar o tempo e pedir para o sonho me mostrar algo. muito feliz


"If the world that we are forced to accept is false and nothing is true, then everything is possible."
Convidado
Convidado

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Sleeper

em Qua Out 23, 2013 1:15 pm
Sonhos bastante interessante, principalmente na hora que voçê está controlando o tempo muito bem, realmente uma das coisas mais fantasticas de um sonho lucido é a gente conseguir setir sensações variadas, no seu caso o frio e que frio a sua ex disse que ia ter uma catastrofe iminente fiquei curioso pra saber que catastrofe era essa... otimo sonho e que seja o primeiros de muitos outros SL... feliz feliz feliz feliz
avatar
Mensagens : 20
Pontos : 1522
Honra : 9
Data de inscrição : 21/10/2013
Sonhos Lúcidos :
3 / 9993 / 999
Sonhos Comuns :
8 / 9998 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Sleeper

em Qua Out 23, 2013 1:26 pm
Valeu!
Essa questão das sensações são muito interessantes...
Ja tive um sonho lúcido em que voei na chuva só de pijamas lol
Houve sonhos não-lúcidos que me chamaram a atenção por outros sentidos. Em um deles eu estava em um jardim enorme. Nunca vi em estado desperto (e continuo acreditando não ser possível) cores tão vivas e intensas.
Da mesma forma, o pior sabor que já provei também foi em um sonho (carne cru de alienígena, nao queira experimentar), posso não lembrar direito da história do sonho, mas esse gosto ruim lembro até hoje.


"If the world that we are forced to accept is false and nothing is true, then everything is possible."
Convidado
Convidado

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Sleeper

em Qua Out 23, 2013 1:35 pm
Carne de ALIEN calma ai sleeper como foi isso cara como era a aparençia desse alien e por que voçê comeu ele???agora fiquei intrigado... kkkkk feliz feliz
Convidado
Convidado

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Sleeper

em Qua Out 23, 2013 1:48 pm
LOL um alien deve ser misteriosamente nojento ou não :O Parabéns pelo sonho lucido...


que inveja 2  
avatar
Mensagens : 168
Pontos : 2299
Honra : 53
Data de inscrição : 02/02/2013
Idade : 17
Localização : Goiás uai
Sonhos Lúcidos :
50 / 99950 / 999
Sonhos Comuns :
850 / 999850 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Sleeper

em Qua Out 23, 2013 2:15 pm
The Sleeper:
Bom, começando então meu diário de sonhos lúcidos.

23/10/2013

Esse foi o terceiro sonho da noite (os dois anteriores estão no tópico de sonhos não-lúcidos). Fui dormir por volta da meia-noite, depois de passar um bom tempo ouvindo música. Ao deitar, repeti mentalmente algumas vezes "Eu vou lembrar do que eu sonhar" e "Essa noite vou ter um sonho lúcido". Então tirei isso da cabeça e me concentrei em dormir. A noite foi bem agitada e desconfortável, pois acabei comendo muito antes de dormir. Acordei espontaneamente as 4:30, meia hora antes do despertador muito feliz
Levantei e por 15~30 minutos anotei meus sonhos anteriores (sem acender a luz, ouvi dizer que até mesmo acender a luz pode influenciar). Tomei água e voltei para a cama, aplicando o MILD. Agora, o sonho:

Passeio de Helicoptero + Tempestade

Estou em uma praça movimentada onde há varias barraquinhas de cachorro-quente, cada uma tentando fazer uma propaganda mais chamativa que o concorrente. A disputa começa a ficar mais acirrada, com danças e shows pirotecnicos dos cozinheiros.
Uma das propagandas usa um helicoptero (WTF?), no qual eu me penduro quando voou baixo. Aparentemente não tem piloto e ele só voa aleatoriamente, tomando direções de acordo com o equilibrio que dito com o corpo. Voamos por cima de uma cidade com muitos prédios altos. Eu começo a ficar preocupado por nao saber onde estou ou como descer (medo de cair que é bom, nada, né?). Consigo pousar no alto de alguns prédios, mas imediatamente recebo mensagens no radio dizendo que não tenho permissao para isso. Entao saio voando novamente. Voo por cima de algo que parece uma base militar, onde recebo uma mensagem do exercito argentino (WTF²? GTA Buenos Aires?) dizendo para me retirar. Consigo pousar novamente em um prédio e usar alguma coisa (não consigo lembrar como era) para planar até o chão. Ando um pouco e policiais me abordam e pedem uma explicação. Voou explicando, meio desesperado para que acreditem nessa história absurda, que mais parece um sonho...
Um sonho? Sim, finalmente percebo que isso só pode ser um sonho. Como tira-teima resolvo olhar para as mãos. A principio tudo normal. Quando fico surpreso por estar tudo normal eu noto (já estava ali ou surgiu por que achei estranho estar tudo
em ordem?) um 2° dedão do lado oposto do outro, mas meio atrofiado. Nesse momento entra a LUCIDEZ.
Os policiais estão parados, com expressoes vazias e não falam nada (geralmente isso acontece sempre que fico lucido conversando com algum personagem). Ignoro eles e observo o ambiente ao redor. Estou na minha antiga escola, na frente da biblioteca. Quando me viro o cenário muda completamente e estou agora no meu quarto na casa dos meus pais (cenário que criei enquanto tentava adormececer). A única diferença é uma janela a mais. Lembrando do objetivo que defini antes de dormir (baseado num relato que li aqui no forum cerca de 1 ano atrás), eu digo alto e claro para o meu sonho: "Me mostre algo surpreendente!". De repente, o céu, que estava perfeitamente claro e ensolarado, fecha em nuvens pretas e começa a cair uma chuva leve. Impressionado eu eu experimento controlar o tempo. Falo entao: "Mais chuva!"e começa a chover mais forte. "Sol!"- o tempo abre de novo. "Neve!." No momento que começa a nevar eu escuto batidas na porta e vou ver quem é. Minha "ex"(complicado explicar) estava na porta, sorrindo com um guarda-chuva na mão e me diz para ir com ela. Está muito frio la fora (neve... parabéns gênio) e penso que preciso um casaco. Quando me viro para pegar um que provavelmente surgiria por tras de alguma porta ou móvel minha "ex" fala: "Aqui!"
e me entrega um casaco que ela já tinha trazido para mim. Resolvo seguir o sonho e perguntar onde vamos. Ela diz com muito medo na voz algo sobre levar crianças para um refúgio por causa de uma catastrofe iminente (eu pedi neve, nao uma nova Era
do Gelo). Quando começo a segui-la fica tudo preto, rápido demais para eu fazer algo a respeito e o sonho acaba.

2 desafios da minha lista pessoal a menos: controlar o tempo e pedir para o sonho me mostrar algo. muito feliz

Muito legal seu sonho!! Vou tentar controlar o tempo também certo 


'

Faça um reality check agora e me agradeça depois... piscar

Bons sonhos para você certo  

Diário de Sonhos Lúcidos
Diário de Sonhos não-lúcidos
avatar
Mensagens : 20
Pontos : 1522
Honra : 9
Data de inscrição : 21/10/2013
Sonhos Lúcidos :
3 / 9993 / 999
Sonhos Comuns :
8 / 9998 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Sleeper

em Qua Out 23, 2013 2:23 pm
Essa do alien foi bizarra...
Vocês ja jogaram Fallout? O sonho era mais ou menos nessa, cenário pós-apocalíptico. Nao lembro qual era a historia mas eu tava caçando aliens em grupo. Por causa de falta de comida a gente teve que comer os aliens que caçamos. Eles eram meio assim:
http : // images .wikia. com/fallout/images/7/74/HubHarold.png


"If the world that we are forced to accept is false and nothing is true, then everything is possible."
Convidado
Convidado

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Sleeper

em Qua Out 23, 2013 8:36 pm
The Sleeper escreveu:Essa do alien foi bizarra...
Vocês ja jogaram Fallout? O sonho era mais ou menos nessa, cenário pós-apocalíptico. Nao lembro qual era a historia mas eu tava caçando aliens em grupo. Por causa de falta de comida a gente teve que comer os aliens que caçamos. Eles eram meio assim:
http : // images .wikia. com/fallout/images/7/74/HubHarold.png

OMG que coisa mais feia ou não :O
avatar
Mensagens : 20
Pontos : 1522
Honra : 9
Data de inscrição : 21/10/2013
Sonhos Lúcidos :
3 / 9993 / 999
Sonhos Comuns :
8 / 9998 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Sleeper

em Qui Out 24, 2013 8:12 am
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
O gosto era muito pior do que a aparência. =/

24/10/2013

Essa noite as recordações foram bem fracas, esqueci boa parte do sonho lúcido. Comecei com apenas uma ou outra cena e o resto foi voltando conforme escrevia, mas ainda está bem incompleto e pobre em detalhes.
Rotina: dormir às 11:30 e acordar as 4h. Nao consegui lembrar absolutamente nada. Durmi mais 1h e meia, fiz o WBTB, mas acredito que 15min acordado não foi o suficiente, pois dormi muito rápido na hora de aplicar o MILD.

Cidade Medieval

Estou caminhando por um castelo, com portas enormes guardadas por cavaleiros de armadura completa, tapeçarias nas paredes e longos corredores. Ao ver um cavaleiro vestido todo de preto eu penso que isso parece coisa de video-game/livro/filme. Como esses são temas recorrentes nos meus sonhos acabo ficando LÚCIDO. Corro para uma sacada e pulo, no começo apenas me deixo cair, pegando velocidade para sair voando rápido (sempre tenho problemas para voar rápido). Passo algum tempo apenas sobrevoando a cidade. É uma cidade bem medieval, com muitos castelos (lembro de ver uns 4 ou 5), todos enormes. As casas tem um estilo alemão, e são construídas muito próximas umas das outras. Tento acelerar o voo. No começo consigo ir bem rápido, mas depois de um tempo a velocidade diminui e fica impossível acelerar de novo, como se eu estivesse cansado. Quando percecebo estou sobrevoando um lugar que não tem mais o estilo medieval, mas são vários grupos, cada um com umas 50 casas iguais, perfeitamente alinhadas e espaçadas. Volto para a parte medieval, começo a voar por dentro dos castelos. Entro em um salão de festas completamente destruído, com mesas viradas, garrafas quebradas e algumas pessoas dormindo jogadas pelo chão e nas mesas (provavelmente bêbadas). Passo voando pelas ruas, me desviando das pessoas. Ao passar pela frente de um bar vejo alguns amigos bebendo la, mas estou tão entretido em conhecer a cidade que não dou bola e sigo em frente.

Agora tem um buraco na história... em algum momento eu perdi a lúcidez, mas continuei no sonho. Em alguns momentos eu tinha uma leve noção de que estava sonhando mas logo perdia. Isso acontece geralmente quando fico vagando pelo sonho ou sigo passivamente demais sua narrativa.
Encontrei uma loja e entrei. Tinha várias camisetas de banda a venda e duas crianças escolhendo. Converso alguma coisa com elas e com o pai delas. Eles me convidam para fazer algo e eu aceito. Nesse momento eu tenho a noção de que posso voar, mas aceito a carona. O carro pára e o motorisra desce e diz que já volta. Uma das crianças tem uma arma de espoleta e usa ela para assustar uma pessoa na rua. O homem que se assustou corre, e dali a pouco volta armado. O muleque tenta explicar que sua arma é de brinquedo. O cara fica puto  e sai ameaçando a gente de morte. Logo após isso o motorista volta correndo e enfurecido pergunta aos filhos o que aconteceu. Quando eu explico ele grita com os filhos, dizendo que não se brinca com gente perigosa, e diz que o cara está vindo com sua gangue atrás da gente. Quando olho para trás tem umas 20 pessoas correndo atrás de nós. O carro acelera e tentamos fugir por cima de trilhos de trem. Desviamos de um trem, mas logo após vem outro que bate de raspão na gente, fazendo o carro rodar e parar. Nesse momento parece que o tempo para, e logo depois o sonho acaba.


Infelizmente lembrei mais da parte não-lúcida do que da lúcida, mas ja fico feliz por ter conseguido perceber a estranheza do sonho duas noites seguidas.


"If the world that we are forced to accept is false and nothing is true, then everything is possible."
Convidado
Convidado

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Sleeper

em Qui Out 24, 2013 8:24 am
Sonho interresante SLEEPER, gostei principalmente da parte que voçê salta da janela do castelo e vai observar a cidade mecieval, quidado vio é na idade media que eles caçavam bruxas e bruxos e lhe vendo voando eles lhe pegam... kkkkkk continue assim até + feliz feliz
avatar
Mensagens : 168
Pontos : 2299
Honra : 53
Data de inscrição : 02/02/2013
Idade : 17
Localização : Goiás uai
Sonhos Lúcidos :
50 / 99950 / 999
Sonhos Comuns :
850 / 999850 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Sleeper

em Qui Out 24, 2013 2:48 pm
Sonho de The Sleeper:
O gosto era muito pior do que a aparência. =/

24/10/2013

Essa noite as recordações foram bem fracas, esqueci boa parte do sonho lúcido. Comecei com apenas uma ou outra cena e o resto foi voltando conforme escrevia, mas ainda está bem incompleto e pobre em detalhes.
Rotina: dormir às 11:30 e acordar as 4h. Nao consegui lembrar absolutamente nada. Durmi mais 1h e meia, fiz o WBTB, mas acredito que 15min acordado não foi o suficiente, pois dormi muito rápido na hora de aplicar o MILD.

Cidade Medieval

Estou caminhando por um castelo, com portas enormes guardadas por cavaleiros de armadura completa, tapeçarias nas paredes e longos corredores. Ao ver um cavaleiro vestido todo de preto eu penso que isso parece coisa de video-game/livro/filme. Como esses são temas recorrentes nos meus sonhos acabo ficando LÚCIDO. Corro para uma sacada e pulo, no começo apenas me deixo cair, pegando velocidade para sair voando rápido (sempre tenho problemas para voar rápido). Passo algum tempo apenas sobrevoando a cidade. É uma cidade bem medieval, com muitos castelos (lembro de ver uns 4 ou 5), todos enormes. As casas tem um estilo alemão, e são construídas muito próximas umas das outras. Tento acelerar o voo. No começo consigo ir bem rápido, mas depois de um tempo a velocidade diminui e fica impossível acelerar de novo, como se eu estivesse cansado. Quando percecebo estou sobrevoando um lugar que não tem mais o estilo medieval, mas são vários grupos, cada um com umas 50 casas iguais, perfeitamente alinhadas e espaçadas. Volto para a parte medieval, começo a voar por dentro dos castelos. Entro em um salão de festas completamente destruído, com mesas viradas, garrafas quebradas e algumas pessoas dormindo jogadas pelo chão e nas mesas (provavelmente bêbadas). Passo voando pelas ruas, me desviando das pessoas. Ao passar pela frente de um bar vejo alguns amigos bebendo la, mas estou tão entretido em conhecer a cidade que não dou bola e sigo em frente.

Agora tem um buraco na história... em algum momento eu perdi a lúcidez, mas continuei no sonho. Em alguns momentos eu tinha uma leve noção de que estava sonhando mas logo perdia. Isso acontece geralmente quando fico vagando pelo sonho ou sigo passivamente demais sua narrativa.
Encontrei uma loja e entrei. Tinha várias camisetas de banda a venda e duas crianças escolhendo. Converso alguma coisa com elas e com o pai delas. Eles me convidam para fazer algo e eu aceito. Nesse momento eu tenho a noção de que posso voar, mas aceito a carona. O carro pára e o motorisra desce e diz que já volta. Uma das crianças tem uma arma de espoleta e usa ela para assustar uma pessoa na rua. O homem que se assustou corre, e dali a pouco volta armado. O muleque tenta explicar que sua arma é de brinquedo. O cara fica puto  e sai ameaçando a gente de morte. Logo após isso o motorista volta correndo e enfurecido pergunta aos filhos o que aconteceu. Quando eu explico ele grita com os filhos, dizendo que não se brinca com gente perigosa, e diz que o cara está vindo com sua gangue atrás da gente. Quando olho para trás tem umas 20 pessoas correndo atrás de nós. O carro acelera e tentamos fugir por cima de trilhos de trem. Desviamos de um trem, mas logo após vem outro que bate de raspão na gente, fazendo o carro rodar e parar. Nesse momento parece que o tempo para, e logo depois o sonho acaba.


Infelizmente lembrei mais da parte não-lúcida do que da lúcida, mas ja fico feliz por ter conseguido perceber a estranheza do sonho duas noites seguidas.

WOW muito fod* esse seu sonho! Muito massa a parte da gangue perseguindo vocês. Pensa se tivesse uma arma, seria perseguição com tiroteio. Me lembrou GTA muito feliz


'

Faça um reality check agora e me agradeça depois... piscar

Bons sonhos para você certo  

Diário de Sonhos Lúcidos
Diário de Sonhos não-lúcidos
Mensagens : 1017
Pontos : 3476
Honra : 749
Data de inscrição : 06/08/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo/Santo André
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Sleeper

em Sab Out 26, 2013 12:23 am
Passeio de Helicoptero + Tempestade:

The Sleeper escreveu:Bom, começando então meu diário de sonhos lúcidos.

23/10/2013

Esse foi o terceiro sonho da noite (os dois anteriores estão no tópico de sonhos não-lúcidos). Fui dormir por volta da meia-noite, depois de passar um bom tempo ouvindo música. Ao deitar, repeti mentalmente algumas vezes "Eu vou lembrar do que eu sonhar" e "Essa noite vou ter um sonho lúcido". Então tirei isso da cabeça e me concentrei em dormir. A noite foi bem agitada e desconfortável, pois acabei comendo muito antes de dormir. Acordei espontaneamente as 4:30, meia hora antes do despertador muito feliz
Levantei e por 15~30 minutos anotei meus sonhos anteriores (sem acender a luz, ouvi dizer que até mesmo acender a luz pode influenciar). Tomei água e voltei para a cama, aplicando o MILD. Agora, o sonho:

Passeio de Helicoptero + Tempestade

Estou em uma praça movimentada onde há varias barraquinhas de cachorro-quente, cada uma tentando fazer uma propaganda mais chamativa que o concorrente. A disputa começa a ficar mais acirrada, com danças e shows pirotecnicos dos cozinheiros.
Uma das propagandas usa um helicoptero (WTF?), no qual eu me penduro quando voou baixo. Aparentemente não tem piloto e ele só voa aleatoriamente, tomando direções de acordo com o equilibrio que dito com o corpo. Voamos por cima de uma cidade com muitos prédios altos. Eu começo a ficar preocupado por nao saber onde estou ou como descer (medo de cair que é bom, nada, né?). Consigo pousar no alto de alguns prédios, mas imediatamente recebo mensagens no radio dizendo que não tenho permissao para isso. Entao saio voando novamente. Voo por cima de algo que parece uma base militar, onde recebo uma mensagem do exercito argentino (WTF²? GTA Buenos Aires?) dizendo para me retirar. Consigo pousar novamente em um prédio e usar alguma coisa (não consigo lembrar como era) para planar até o chão. Ando um pouco e policiais me abordam e pedem uma explicação. Voou explicando, meio desesperado para que acreditem nessa história absurda, que mais parece um sonho...
Um sonho? Sim, finalmente percebo que isso só pode ser um sonho. Como tira-teima resolvo olhar para as mãos. A principio tudo normal. Quando fico surpreso por estar tudo normal eu noto (já estava ali ou surgiu por que achei estranho estar tudo
em ordem?) um 2° dedão do lado oposto do outro, mas meio atrofiado. Nesse momento entra a LUCIDEZ.
Os policiais estão parados, com expressoes vazias e não falam nada (geralmente isso acontece sempre que fico lucido conversando com algum personagem). Ignoro eles e observo o ambiente ao redor. Estou na minha antiga escola, na frente da biblioteca. Quando me viro o cenário muda completamente e estou agora no meu quarto na casa dos meus pais (cenário que criei enquanto tentava adormececer). A única diferença é uma janela a mais. Lembrando do objetivo que defini antes de dormir (baseado num relato que li aqui no forum cerca de 1 ano atrás), eu digo alto e claro para o meu sonho: "Me mostre algo surpreendente!". De repente, o céu, que estava perfeitamente claro e ensolarado, fecha em nuvens pretas e começa a cair uma chuva leve. Impressionado eu eu experimento controlar o tempo. Falo entao: "Mais chuva!"e começa a chover mais forte. "Sol!"- o tempo abre de novo. "Neve!." No momento que começa a nevar eu escuto batidas na porta e vou ver quem é. Minha "ex"(complicado explicar) estava na porta, sorrindo com um guarda-chuva na mão e me diz para ir com ela. Está muito frio la fora (neve... parabéns gênio) e penso que preciso um casaco. Quando me viro para pegar um que provavelmente surgiria por tras de alguma porta ou móvel minha "ex" fala: "Aqui!"
e me entrega um casaco que ela já tinha trazido para mim. Resolvo seguir o sonho e perguntar onde vamos. Ela diz com muito medo na voz algo sobre levar crianças para um refúgio por causa de uma catastrofe iminente (eu pedi neve, nao uma nova Era
do Gelo). Quando começo a segui-la fica tudo preto, rápido demais para eu fazer algo a respeito e o sonho acaba.

2 desafios da minha lista pessoal a menos: controlar o tempo e pedir para o sonho me mostrar algo. muito feliz

LOL! Falou aí David Copperfield aosieaoseiaoseaoseiaoseiasei iori então foi como um passe de mágica e Tadam! dança outono, inverno, primavera e verão? Brincadeira foi um show e tanto enquanto estava lendo fiquei pensando nos efeitos especiais e deve ter sido uma brisa e tanto, quanto ao inverno e a visitinha inesperada da ex-namorada eu lamentavelmente bem entendo como é a sensação, pelo menos para mim é um porre quando acontece, mas vejamos pelo lado bom foi um sonho lúcido e você tinha controle sobre suas ações para não tomar nenhuma decisão precipitada! Excelente relato! certo
avatar
Mensagens : 20
Pontos : 1522
Honra : 9
Data de inscrição : 21/10/2013
Sonhos Lúcidos :
3 / 9993 / 999
Sonhos Comuns :
8 / 9998 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Sleeper

em Sab Out 26, 2013 5:40 pm
Reputação da mensagem: 100% (2 votos)
Valeu Reizen!
As mudanças climáticas que controlei não foram muito impressionantes. Mas a primeira, onde as nuvens escuras surgiram do nada foi incrível. Foi como ver ao vivo aqueles vídeos acelerados do céu ao longo de um dia inteiro, que geralmente aparecem em documentarios sobre animais. HAHAHAHA


"If the world that we are forced to accept is false and nothing is true, then everything is possible."
avatar
Mensagens : 118
Pontos : 1614
Honra : 22
Data de inscrição : 30/11/2013
Idade : 17
Localização : Campo Grande Mato grosso do sul
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Sleeper

em Dom Dez 01, 2013 8:32 pm
Muito f@d4 o seu sonho The Sleeper também não vejo a hora de ter SL Mediaval e principalmente com UFO


Spoiler:



"Apenas não olhe pra trás"


avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2491
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Sleeper

em Seg Dez 02, 2013 1:11 am
Cara, deve ter sido um cenario muito bonito, de exer os olhos.
Se o pessoal visse voce voando poderia te cacar como bruxo nao? kkkkkkkkkkkkkkkk


CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
avatar
Mensagens : 20
Pontos : 1522
Honra : 9
Data de inscrição : 21/10/2013
Sonhos Lúcidos :
3 / 9993 / 999
Sonhos Comuns :
8 / 9998 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Sleeper

em Seg Out 06, 2014 4:00 pm
05/10/2014

Bom, o relato a seguir ficou bem extenso pois acordei com o sonho fresco na cabeça e sai anotando cada detalhe, sem pensar se era importante ou não. Obs: passei mais tempo como "zumbi" do que lúcido. Não utilizei nenhum método específico, apenas tentei meditar um pouco antes de dormir.

Preso no castelo
Estou dentro de um castelo. É noite e não há nenhuma fonte de luz, no entanto todas as salas parecem ser iluminadas pelo luar (mesmo não tendo janelas nas paredes de pedra). Ando por corredores estreitos, até encontrar uma parte tampada por um pano. Empurro ele para o lado e vejo que estou atrás de uma estátua de um cavaleiro segurando uma lança. O pano era uma tapeçaria ocultando o corredor, como uma passagem secreta. Estou agora em um grande salão, com três lances de escadas e ao longo de suas paredes várias estátuas e tapeçarias. Subo as escadas, que dão em um corredor muito largo e tão alto quanto o salão. O pensamento de que eu não deveria estar aqui me ocorre, então me escondo nas sombras atrás de uma estátua ao lado da entrada para esse grande corredor. Começo a ouvir passos e aguardo ansiosamente. Um homem de cabelos compridos até o ombro e usando uma capa preta sai pelo corredor e desce as escadas. Quando ele está lá embaixo, eu pulo de trás da estátua e saio correndo pelo túnel. O cabeludo grita para eu parar e corre atrás de mim. Sigo correndo pelo corredor, olhando para trás de vez em quando, percebendo que o cara está cada vez mais perto.  Enquanto estou olhando para trás caio dentro de um buraco ou alçapão. O lugar é um mistura de depósito com calabouço.  Há várias estátuas quebradas nessa sala, mas são ocas. Todas feitas de cerâmico ou gesso. O estilo delas também é diferente, todas de um estilo japonês medieval: criaturas míticas, samurais com aquelas máscaras bizarras, e por aí vai. Meu irmão também está aqui. Perguntei que lugar é esse, mas a resposta dele foi algo tão ilógico que não consigo nem me lembrar. Começo a explorar o lugar e vejo os restos de uma escultura que deveria ter sido uma criatura mitológica: Restos quebrados de patas que pareciam misturas de leão, tigre ou algo do tipo, mas com dedos e garras longas como alguma ave. Acho uma que está com o corpo inteiro (parece um leão) e tento montar nela, mas meu irmão fala para não fazer isso, pois ela vai quebrar como as outras. Eu volto para onde meu irmão estava, mas ele não está mais lá, e no lugar dele apareceu uma garota. Ela começa a conversar comigo como se não houvesse nada estranho em estar em um calabouço cheio de restos de estátuas e outras coisas quebradas. Eu penso comigo mesmo: Cara, esse negócio tá mais bizarro que meus sonhos. Então aos poucos começa a surgir a idéia de que isso é um sonho. Na hora eu não faço nenhum reality check, mas começo a discutir a possibilidade disso com a garota. Ela acha interessante e está claramente divertida. Em nenhum momento afirma se estou ou não sonhando, mas começa a fazer perguntas do tipo “Como você saberia se isso é um sonho ou não? Quais seriam as diferenças entre um o mundo desperto e um sonho? O que você acha (sobre isso ser um sonho ou não)”, lembrando muito um professor incitando debates em sala de aula. Eu acabo chegando à conclusão de que isso é tão estranho que só é possível ser um sonho. Lucidez.  Mas como sempre me acontece ao ficar lúcido, começo a sentir meu corpo material na cama. Tento manter a calma e esfrego as mãos tentando me concentrar no sonho. Eu quero continuar a conversa com ela, mas sinto que se eu tentar falar não vou falar no sonho, mas na minha cama e vou acabar acordando. (O engraçado é que o meu maior medo de falar fora do sonho era acordar quem estava dormindo do meu lado, sendo que na verdade eu estava sozinho HAHAHAHA). Tento decidir o que fazer, sentindo o sonho aos poucos se desfazer. Enquanto penso, começo a analisar mais atentamente a estátua quebrada do meu lado. Passo a mão por uma cabeça quebrada de uma criatura que lembra um leão, com uma juba muito vermelha, mas as feições estranhamente humanas.  Sinto o material de que ela é feita, áspero e muito bem trabalhado, rico em detalhes. Eu falo: “Isso é tão real...” e minha voz sai baixa e rouca, mais ou menos igual a quando eu penso em voz alta. Nesse momento me sinto puxado para “minha cama”. Na verdade é tudo bem diferente do meu quarto (especialmente a mulher ao meu lado, sendo que moro sozinho =P). Fico desapontado por ter perdido o sonho lúcido, mas fecho os olhos rapidamente e tento “voltar” para o sonho. Consigo. (essa “acordada” não durou menos de 5s) Penso novamente no que fazer e lembro-me dos desafios do fórum. Não peguei nenhum, mas tento me lembrar do que eu tinha lido recentemente. Na falta de ideias me curvo para beijar a moça, mas então penso que isso seria um desperdício de SL, sendo que geralmente acabo acordando. Então me lembro de um desafio que li: Interrogar um personagem sobre um tema qualquer. Falo para ela que ela me ajudou a ficar lúcido, então provavelmente ela entende algo sobre sonhos lúcidos. Ela responde que um pouco, sim. Falo então sobre meu problema: Eu consigo ficar lúcido com muita frequência, mas meu problema sempre é manter essa lucidez. O que posso fazer para estender meu tempo em um sonho lúcido? Ela não me da uma resposta direta, nem muito lógica. Não consigo lembrar exatamente o que ela me disse, pois na hora não compreendi direito o que ela quis dizer. Lembro apenas de no final ela ter falado algo como: O sucesso disso depende, no final de contas, apenas de você. (seria isso uma indireta do meu subconsciente em relação ao fato de ultimamente eu estar pensando em tomar algum suplemento para SL?)

Bom, é isso. Nada de especial. A falta de um objetivo ou planejamento me fez ficar correndo em círculos, mas esse sonho me deu uma idéia. Vou tentar aproveitar essa personagem que manja dos paranauês e pedir ajuda para ela nos próximos sonhos e ver no que dá.


"If the world that we are forced to accept is false and nothing is true, then everything is possible."
avatar
Mensagens : 1191
Pontos : 4032
Honra : 670
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 23
Localização : Morretes/ PR
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuáriohttp://naturezaevolutiva.blogspot.com.br/

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Sleeper

em Ter Out 07, 2014 1:04 pm
Pelo começo, acho que o melhor era ficar atrás da estátua mesmo. Gostei da resposta e concordo, não acredito que suplementos ajudem muito. Em minha concepção eles mais viciam a pessoa, de modo que ela não consiga mais dominar os sonhos sem eles. Então acho que é efetivo, mas, tira a capacidade do indivíduo. Quem sabe ela seja uma amiga nos sonhos. Abraços.
Conteúdo patrocinado

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Sleeper

Ver o tópico anteriorVoltar ao TopoVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum