Conectar-se
Os membros mais ativos do mês
1 Mensagem - 50%
1 Mensagem - 50%
Votação
Qual a técnica que você utiliza para ficar lúcido?
Teste de Realidade
45% / 15
Totem
15% / 5
Incubação
12% / 4
Gatilho
6% / 2
Gravador de Voz ou Sons Binaurais
6% / 2
Outros
15% / 5
Parceiros
 sonhos=
 sonhos=
 animes=

Compartilhe
Ver o tópico anteriorIr em baixoVer o tópico seguinte
avatar
Mensagens : 1188
Pontos : 3996
Honra : 670
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 23
Localização : Morretes/ PR
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuáriohttp://naturezaevolutiva.blogspot.com.br/

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Emerson Pawoski

em Sex Jul 15, 2016 5:51 pm
@ Ramon
Ah mas você vive na praia. A realidade deve ser ainda melhor.
avatar
Mensagens : 1188
Pontos : 3996
Honra : 670
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 23
Localização : Morretes/ PR
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuáriohttp://naturezaevolutiva.blogspot.com.br/

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Emerson Pawoski

em Sex Jul 15, 2016 5:55 pm
Reputação da mensagem: 100% (2 votos)
Método: CAT

Desperto já lucido de minha cama, pois a hora mostrada do celular ficava mudando toda vez que olhava. Simplesmente abro a janela e saio voando. Estalo meus dedos para "ligar" uma musica no sonho e me vem isso:

Como faz tempo que não vejo meus amigos do ensino médio em razão da faculdade. voei até a casa de um que mora em minha cidade. Para minha surpresa, minha surpresa minha mãe estava la conversando com a mãe dele (ambas são professoras do município e já tinham amizade antes de nos conhecermos). Ela me vê voando e pergunta o que eu fazia ali e porque não estava na faculdade. Eu ia dizer que aquilo era só um sonho, mas, nesse momento tudo fica estranho, gelado e sombrio (de verdade).

O céu fica nublado e o clima muda. nas nuvens vejo a forma de um corvo se formando e alguns tempo depois ele fica negro, virando uma tempestade. Acabo acordando quando começa a cair os raios.
avatar
Mensagens : 2531
Pontos : 5670
Honra : 1044
Data de inscrição : 12/06/2013
Localização : Bahia
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Emerson Pawoski

em Sab Jul 16, 2016 6:36 am
EmersonPawoski escreveu:@ Ramon
Ah mas você vive na praia. A realidade deve ser ainda melhor.
Realmente morei 8 meses na praia em 2014. Mas, atualmente, estou morando na minha cidade natal, que fica a centenas de km de distância do litoral. certo
avatar
Mensagens : 1188
Pontos : 3996
Honra : 670
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 23
Localização : Morretes/ PR
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuáriohttp://naturezaevolutiva.blogspot.com.br/

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Emerson Pawoski

em Dom Nov 27, 2016 2:39 pm
Reputação da mensagem: 100% (2 votos)
Meu quintal é uma floresta


Depois de muito tempo, tive hoje um pequeno sonho lúcido.

Método: nenhum

Lembro de ter um falso despertar. Saio de meu quarto e vou até o quintal e dessa vez está diferente. Não é apenas a grama, com arvores e hortinha cercados por muro... É uma floresta.

Há muitos sons de aves e grunhidos estranhos. Desejei enquanto andava pelo mato que tocasse alguma música, mas, nada... Vejo que meu cachorro (o maior deles) persegue um cervo.
Nino! Chega, venha aqui... eu o chamo.

Precisava ter aquela experiência. Pela vontade torno-me um cervo também e saio correndo junto dos outros. Era uma sensação engraçada como se eu visse um documentário de animais de perto. Ouvimos uma onça se aproximado e obviamente para não ser predado, também viro onça, mas, mesmo assim a onça que vinha corre atrás de mim e os cervos não me temem.

Fujo da predadora e lembro que tentei driba-la saltando numa rocha e pulando para o quintal vizinho (que era como outra floresta). Funciona e então acordo.
avatar
Mensagens : 1273
Pontos : 3304
Honra : 657
Data de inscrição : 06/07/2015
Localização : Alemanha
Sonhos Lúcidos :
222 / 999222 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Emerson Pawoski

em Qui Dez 01, 2016 8:53 pm
Emerson, estou admirada com o enorme grau de controle que você tem. Se você deseja ouvir uma música no sonho, basta estalar que ela começa a tocar. Sua habilidade com a metamorfose também me deixou de boca aberta. Muito bom mesmo!
avatar
Mensagens : 1188
Pontos : 3996
Honra : 670
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 23
Localização : Morretes/ PR
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuáriohttp://naturezaevolutiva.blogspot.com.br/

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Emerson Pawoski

em Qua Jan 04, 2017 12:19 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
@ Konigin
Obrigado pela percepção. Na verdade é algo bem simples. Acho que vem com a experiência. Se o sonhador tem costume de só ficar voando, ele voará com facilidade. Se procura sempre ouvir música, terá mais facilidade com isso também. Você, por ex, sempre acha uns artefatos e objetos curiosos nos sonhos, e, aliás, teus sonhos são ótimos também. leitura
avatar
Mensagens : 1188
Pontos : 3996
Honra : 670
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 23
Localização : Morretes/ PR
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuáriohttp://naturezaevolutiva.blogspot.com.br/

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Emerson Pawoski

em Qua Jan 04, 2017 12:19 pm
Reputação da mensagem: 100% (2 votos)
Água que desce da fonte...  flor

Método: CAT

Estou lúcido no sonho, mas, não comando coisa alguma. Só vejo cenas. Lembro de ver dois bruxos (estilo Harry Potter) em um combate: uma mulher contra um homem. É de noite e eles lutam numa rua de paralelepípedos.

Lembro que ele lança o Avada Kedavra (magia que causa morte instantânea) na mulher e ela esquiva, para responder com um Petrificus Totalus (magia que petrifica a pessoa) e acerta. O homem é derrotado e capturado.
A cena muda, é dia e estou contando essa fanfic para um grupo de amigos na rua (estou lúcido aqui, mas, sem controle). Estamos em minha cidade (Morretes no Paraná) próximos a um rio e um rapaz nas margens chama minha atenção para a água (agora tomo o controle do sonho).
Sigo em direção a ele e o mesmo nada fala quando me aproximo (acho que era só uma válvula do inconsciente). É obvio que com o calor que anda fazendo adentro na água (vou de dia e por que não a noite? haha).

É bem gelada e límpida, diferente do normal (na vida real é meio barrenta) e posso ver pedras e peixes.
Quando saio do mergulho, meus amigos também estão se banhando. Mergulho outra vez e agora, sem medo de ficar sem respirar, nado em alta velocidade seguindo o curso do rio (estilo Aquaman em água doce).

Quando me apercebo já não estou na cidade (ainda é Morretes), mas, sim numa área florestal. É o desembocadouro do rio. Aqui a água já percola (entra) no solo e segue para um lençol freático. Saio da água e me vejo cercado por arvores e sons de muitos animais. Já não é mais dia e sim noite. A floresta está escura e sinto um medo de alguma coisa que poderia vir do céu (como um monstro), mas, não há nada.

Voo para ir até as nuvens e percebo uma tempestade começando com nuvens negras e trovões. Acordo...
avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2458
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Emerson Pawoski

em Qua Jan 04, 2017 12:52 pm
Você parece ficar lúcido com facilidade


CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
Mensagens : 1017
Pontos : 3443
Honra : 749
Data de inscrição : 06/08/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo/Santo André
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Emerson Pawoski

em Ter Fev 07, 2017 4:21 pm
Hiriu escreveu:Você parece ficar lúcido com facilidade

É verdade Hiriu o Emerson tem uma excelente facilidade com várias técnicas e métodos, as vezes você pode observar vários sonhos consecutivos com vários jeitinhos diferentes de indução, aliás e isso fora a diversidade do material que é impressionante como esse jovem tem uma mente tão ampla, isso é raro, geralmente meus sonhos, por exemplo tendem a serem mais realistas, mas de fato eu acabo por alimentar isso, pois costumo a trabalhar com certos materiais em meus sonhos, mas sem se aprofundar o que eu quero dizer e já até comentei no outro tópico é como agente sente uma beleza e pureza transmitida através das experiências do Emerson.

Parabéns Emerson, abraços! viva
avatar
Mensagens : 1188
Pontos : 3996
Honra : 670
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 23
Localização : Morretes/ PR
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuáriohttp://naturezaevolutiva.blogspot.com.br/

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Emerson Pawoski

em Sab Fev 18, 2017 10:51 am
@ Hiriu
É impressão mesmo.

@ Reizen

Olha só quem voltou, se não é o Reizen... Fico feliz pela observação, mas, é impressão mesmo haha. Se contar os dias que tenho sonhos lúcidos dá sei lá 2/ mês (no máximo).


Última edição por EmersonPawoski em Ter Fev 21, 2017 6:56 am, editado 1 vez(es)
avatar
Mensagens : 1188
Pontos : 3996
Honra : 670
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 23
Localização : Morretes/ PR
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuáriohttp://naturezaevolutiva.blogspot.com.br/

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Emerson Pawoski

em Sab Fev 18, 2017 10:52 am
Reputação da mensagem: 100% (3 votos)
Redescobrindo o animal interior


Método: WILD
04:30

Faço a contagem e vou visualizando o cenário se formando. Minha cidade, pessoas nas ruas e vou me guiando pelas imagens, tentando gravar o objetivo de reencontrar meu animal interior. Me encontro em frente a Igreja Matriz de Morretes - PR (onde moro).
É dia e está ensolarado. Percebo que a areia adjacente a rua tem uma parte molhada e aproximo minha visão para ver como a água faz para deixar a areia juntinha, enquanto que quando seca, os grãos se desenlaçam uns dos outros. Na visão aproximada, percebo como se fosse plasma sanguíneo, mas, em vez células há grãos de areia.
Quando olho a minha volta há um clone meu fazendo a mesma coisa e aquilo me assusta. Ele não fala e obviamente pego seu corpo e jogo no rio abaixo da ponte (que fica ao lado da igreja).
ali ao fundo a igreja e o rio

Para minha surpresa, quando um mosquito vem e me pica, o mesmo se transforma em um clone. Os danados copiavam meu DNA... Saio voando sobre o rio e surgem muitos mosquitos no ar. Alguns me picam, porém, meus clones não voam como eu e caem na água.
Começo a ouvir uma música:


Sigo voando pelo curso fluvial até chegar na floresta que circunda a cidade. Não sei o porque, mas, na mata o rio parece subir e chegar até as arvores. Tudo está alagado e então noto que há uma cidade abandonada sobre as copas das arvores. Voo até ela. As casas e ruas são todas feitas de pedras (como se fosse uma cidade inca), mas, havia carros e motos também (ou seja não era antigo). Até penso em entrar em alguma casa para encontrar algum personagem onírico, porém, lembro do objetivo. Havia uma praça nessa cidade com uma escultura de um trono sobre uma plataforma (como aquelas onde crianças pedem presentes ao Papai Noel) e o trono está com o assento na direção oposta a minha. Raciocino encontrar meu animal quando dar a volta na escultura, para vê-lo sobre o assento.
Quando o faço, tudo a minha volta fica preto e surgem pequenos pontos brancos a minha frente.

Eles vão se unindo e fazem a imagem de um gato preto (onde os detalhes do rosto eram formandos pelos pontos brancos e a cor pelo breu do cenário.
avatar
Mensagens : 386
Pontos : 1561
Honra : 199
Data de inscrição : 04/03/2016
Idade : 20
Localização : Brasil
Sonhos Lúcidos :
29 / 99929 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Emerson Pawoski

em Sab Fev 18, 2017 1:25 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Yo Emerson, toca aqui meu irmão pois parece que temos animais interiores parecidos u.u

Bom, nunca procurei diretamente encontrar o meu, mas toda a vez que me transformei em um animal, inclusive sem querer, me transformo em uma espécie de Lince Negro.

Mas aí, esse teu sonho foi muito legal cara. Tipo, eu fiquei imaginando uma cidade no estilo inca, em cima da copa das árvores r e cheger nesse cenário voando deve ter sido ainda mais maneiro. Curti xD
avatar
Mensagens : 1188
Pontos : 3996
Honra : 670
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 23
Localização : Morretes/ PR
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuáriohttp://naturezaevolutiva.blogspot.com.br/

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Emerson Pawoski

em Sab Fev 18, 2017 7:21 pm
Pyros escreveu:Yo Emerson, toca aqui meu irmão pois parece que temos animais interiores parecidos u.u

Bom, nunca procurei diretamente encontrar o meu, mas toda a vez que me transformei em um animal, inclusive sem querer, me transformo em uma espécie de Lince Negro.

Mas aí, esse teu sonho foi muito legal cara. Tipo, eu fiquei imaginando uma cidade no estilo inca, em cima da copa das árvores r e cheger nesse cenário voando deve ter sido ainda mais maneiro. Curti xD

Você tinha que ver isso cara. Já pensou nas potencialidades que esse teu animal pode oferecer?
hahahaha

Então e eu prefiro cachorro, mas, vendo a simbologia do gato, até que combina.
Sim a cidade era linda. Havia muitas arvores nas ruas como se a selva tivesse tomado conta. (como um filme pós-apocalíptico).
avatar
Mensagens : 386
Pontos : 1561
Honra : 199
Data de inscrição : 04/03/2016
Idade : 20
Localização : Brasil
Sonhos Lúcidos :
29 / 99929 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Emerson Pawoski

em Sab Fev 18, 2017 8:29 pm
EmersonPawoski escreveu:
Pyros escreveu:Yo Emerson, toca aqui meu irmão pois parece que temos animais interiores parecidos u.u

Bom, nunca procurei diretamente encontrar o meu, mas toda a vez que me transformei em um animal, inclusive sem querer, me transformo em uma espécie de Lince Negro.

Mas aí, esse teu sonho foi muito legal cara. Tipo, eu fiquei imaginando uma cidade no estilo inca, em cima da copa das árvores r e cheger nesse cenário voando deve ter sido ainda mais maneiro. Curti xD

Você tinha que ver isso cara. Já pensou nas potencialidades que esse teu animal pode oferecer?
hahahaha

Então e eu prefiro cachorro, mas, vendo a simbologia do gato, até que combina.
Sim a cidade era linda. Havia muitas arvores nas ruas como se a selva tivesse tomado conta. (como um filme pós-apocalíptico).

HOHOHOHO isso faz todo sentido !!! Tipo, eu nunca parei para pensar de onde que eu tirei a ideia de que eu era um lince. Apenas sei que eu sou um felino grande com os pelos negros, mas agora faz mas sentido ainda!!!

Será que eu posso conseguir atravessar paredes com mais facilidade nessa forma? Uai, você me deu uma boa ideia agora, acho que vou testar no próximo sonho se der. lol
avatar
Mensagens : 111
Pontos : 843
Honra : 48
Data de inscrição : 20/11/2015
Localização : Espírito Santo
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Emerson Pawoski

em Dom Fev 19, 2017 2:42 pm
EmersonPawoski escreveu:
Quando olho a minha volta há um clone meu fazendo a mesma coisa e aquilo me assusta. Ele não fala e obviamente pego seu corpo e jogo no rio abaixo da ponte (que fica ao lado da igreja).
Você jogou seu clone no rio!!? perplexo Por que? hahahah

Não sei se você percebeu mas na miniatura do vídeo aparece um trecho da música, e ele fala algo sobre gravidade puxando para baixo e tal... ou seja, combinou com o que estava acontecendo no momento! feliz
avatar
Mensagens : 1273
Pontos : 3304
Honra : 657
Data de inscrição : 06/07/2015
Localização : Alemanha
Sonhos Lúcidos :
222 / 999222 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Emerson Pawoski

em Qui Fev 23, 2017 11:40 am
Emerson Pawoski:

EmersonPawoski escreveu:Água que desce da fonte...  flor

Método: CAT

Estou lúcido no sonho, mas, não comando coisa alguma. Só vejo cenas. Lembro de ver dois bruxos (estilo Harry Potter) em um combate: uma mulher contra um homem. É de noite e eles lutam numa rua de paralelepípedos.

Lembro que ele lança o Avada Kedavra (magia que causa morte instantânea) na mulher e ela esquiva, para responder com um Petrificus Totalus (magia que petrifica a pessoa) e acerta. O homem é derrotado e capturado.
A cena muda, é dia e estou contando essa fanfic para um grupo de amigos na rua (estou lúcido aqui, mas, sem controle). Estamos em minha cidade (Morretes no Paraná) próximos a um rio e um rapaz nas margens chama minha atenção para a água (agora tomo o controle do sonho).
Sigo em direção a ele e o mesmo nada fala quando me aproximo (acho que era só uma válvula do inconsciente). É obvio que com o calor que anda fazendo adentro na água (vou de dia e por que não a noite? haha).

É bem gelada e límpida, diferente do normal (na vida real é meio barrenta) e posso ver pedras e peixes.
Quando saio do mergulho, meus amigos também estão se banhando. Mergulho outra vez e agora, sem medo de ficar sem respirar, nado em alta velocidade seguindo o curso do rio (estilo Aquaman em água doce).

Quando me apercebo já não estou na cidade (ainda é Morretes), mas, sim numa área florestal. É o desembocadouro do rio. Aqui a água já percola (entra) no solo e segue para um lençol freático. Saio da água e me vejo cercado por arvores e sons de muitos animais. Já não é mais dia e sim noite. A floresta está escura e sinto um medo de alguma coisa que poderia vir do céu (como um monstro), mas, não há nada.

Voo para ir até as nuvens e percebo uma tempestade começando com nuvens negras e trovões. Acordo...
Acho muito interessante, sonhos lúcidos com baixo controle, porque neles somos "obrigados" a seguir o sonho programado e dependendo do sonho, assim como foi o seu, eles nos proporcionam uma grande aventura. legal

EmersonPawoski:

EmersonPawoski escreveu:
Redescobrindo o animal interior


Método: WILD
04:30

Faço a contagem e vou visualizando o cenário se formando. Minha cidade, pessoas nas ruas e vou me guiando pelas imagens, tentando gravar o objetivo de reencontrar meu animal interior. Me encontro em frente a Igreja Matriz de Morretes - PR (onde moro).
É dia e está ensolarado. Percebo que a areia adjacente a rua tem uma parte molhada e aproximo minha visão para ver como a água faz para deixar a areia juntinha, enquanto que quando seca, os grãos se desenlaçam uns dos outros. Na visão aproximada, percebo como se fosse plasma sanguíneo, mas, em vez células há grãos de areia.
Quando olho a minha volta há um clone meu fazendo a mesma coisa e aquilo me assusta. Ele não fala e obviamente pego seu corpo e jogo no rio abaixo da ponte (que fica ao lado da igreja).
ali ao fundo a igreja e o rio

Para minha surpresa, quando um mosquito vem e me pica, o mesmo se transforma em um clone. Os danados copiavam meu DNA... Saio voando sobre o rio e surgem muitos mosquitos no ar. Alguns me picam, porém, meus clones não voam como eu e caem na água.
Começo a ouvir uma música:


Sigo voando pelo curso fluvial até chegar na floresta que circunda a cidade. Não sei o porque, mas, na mata o rio parece subir e chegar até as arvores. Tudo está alagado e então noto que há uma cidade abandonada sobre as copas das arvores. Voo até ela. As casas e ruas são todas feitas de pedras (como se fosse uma cidade inca), mas, havia carros e motos também (ou seja não era antigo). Até penso em entrar em alguma casa para encontrar algum personagem onírico, porém, lembro do objetivo. Havia uma praça nessa cidade com uma escultura de um trono sobre uma plataforma (como aquelas onde crianças pedem presentes ao Papai Noel) e o trono está com o assento na direção oposta a minha. Raciocino encontrar meu animal quando dar a volta na escultura, para vê-lo sobre o assento.
Quando o faço, tudo a minha volta fica preto e surgem pequenos pontos brancos a minha frente.

Eles vão se unindo e fazem a imagem de um gato preto (onde os detalhes do rosto eram formandos pelos pontos brancos e a cor pelo breu do cenário.
Sonho muito legal, Emerson. Seu animal interior é muito majestoso! Tem até um trono próprio para aparecer.feliz
avatar
Mensagens : 233
Pontos : 1418
Honra : 72
Data de inscrição : 26/12/2015
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Emerson Pawoski

em Qui Fev 23, 2017 1:54 pm
EmersonPawoski:

Redescobrindo o animal interior


Método: WILD
04:30

Faço a contagem e vou visualizando o cenário se formando. Minha cidade, pessoas nas ruas e vou me guiando pelas imagens, tentando gravar o objetivo de reencontrar meu animal interior. Me encontro em frente a Igreja Matriz de Morretes - PR (onde moro).
É dia e está ensolarado. Percebo que a areia adjacente a rua tem uma parte molhada e aproximo minha visão para ver como a água faz para deixar a areia juntinha, enquanto que quando seca, os grãos se desenlaçam uns dos outros. Na visão aproximada, percebo como se fosse plasma sanguíneo, mas, em vez células há grãos de areia.
Quando olho a minha volta há um clone meu fazendo a mesma coisa e aquilo me assusta. Ele não fala e obviamente pego seu corpo e jogo no rio abaixo da ponte (que fica ao lado da igreja).
ali ao fundo a igreja e o rio

Para minha surpresa, quando um mosquito vem e me pica, o mesmo se transforma em um clone. Os danados copiavam meu DNA... Saio voando sobre o rio e surgem muitos mosquitos no ar. Alguns me picam, porém, meus clones não voam como eu e caem na água.
Começo a ouvir uma música:


Sigo voando pelo curso fluvial até chegar na floresta que circunda a cidade. Não sei o porque, mas, na mata o rio parece subir e chegar até as arvores. Tudo está alagado e então noto que há uma cidade abandonada sobre as copas das arvores. Voo até ela. As casas e ruas são todas feitas de pedras (como se fosse uma cidade inca), mas, havia carros e motos também (ou seja não era antigo). Até penso em entrar em alguma casa para encontrar algum personagem onírico, porém, lembro do objetivo. Havia uma praça nessa cidade com uma escultura de um trono sobre uma plataforma (como aquelas onde crianças pedem presentes ao Papai Noel) e o trono está com o assento na direção oposta a minha. Raciocino encontrar meu animal quando dar a volta na escultura, para vê-lo sobre o assento.
Quando o faço, tudo a minha volta fica preto e surgem pequenos pontos brancos a minha frente.

Eles vão se unindo e fazem a imagem de um gato preto (onde os detalhes do rosto eram formandos pelos pontos brancos e a cor pelo breu do cenário.

Muito interessante o seu sonho Emerson, principalmente a parte do gato.  Mas em relação à música que tocou, você tem costume de ouví-la ou ela surgiu por acaso? Sempre que sonho com música em meus sonhos é alguma que eu quase nunca escuto e às vezes nem lembrava dela.
avatar
Mensagens : 1188
Pontos : 3996
Honra : 670
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 23
Localização : Morretes/ PR
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuáriohttp://naturezaevolutiva.blogspot.com.br/

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Emerson Pawoski

em Sab Fev 25, 2017 4:55 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
@ daydreamer

haha porque aquilo me assustava. E o que tememos nós destruímos. Não sabia, obrigado pela luz, quem sabe tenha sido uma incubação da música na hora.

@ Königin

Com certeza. E permitem ainda conhecer o inconsciente.

Obrigado pela observação. Na verdade o titulo desse sonho (redescobrindo) é porque eu já tinha um animal antes, uma leoa e que seria a rainha dos felinos. Parece ter haver com um gato num trono.

@ Erika

Exatamento isso menina. Não sou um fã do pop, principalmente atual, e não sei a razão de eu ter incubado a música. É algo interessante para descobrir.
avatar
Mensagens : 1188
Pontos : 3996
Honra : 670
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 23
Localização : Morretes/ PR
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuáriohttp://naturezaevolutiva.blogspot.com.br/

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Emerson Pawoski

em Qua Mar 01, 2017 9:49 am
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Tentativa 1 e 2 sobre descobrir a história da Catedral de Notre Dame (Desafio Lúcido de Konigin)

Método: MILD (nos 2 sonhos)

A  catedral de Açúcar... Ops, Notre Dame


Faço uma incubação com os vídeos do Jovem Nerd (NerdTour) em Paris para começar o sonho já na cidade.
Vídeo 1, pular para 13:22
Vídeo 2. pular para 21:24

Não lembro se sonhei a noite, mas, pela manhã acordo e antes de me mexer ou qualquer coisa, tento por MILD usando as imagens dos vídeos e sonho começa já em frente a Catedral.
Era noite, estava chovendo e parecia haver um cemitério, onde deveria estar a praça e inclusive todo o chão era com grama e não de paralelepípedos. Me aproximo da construção, intuindo surgir uma quimera/ gárgula, mas, nada. Entretanto surge da porta um homem e não era qualquer homem. Era Mahershala Ali do filme Moonlight (ganhador do Oscar 2017), não sei a razão.
minha quimera...

Conforme vou andando até ele, a chuva começa a ficar mais "forte" e inundar.
Você sabe sobre a história dessa catedral? pergunto.
Ela veio pronta do céu. Dizem que caíram grãos de açúcar que foram se acumulando na forma de catedral. ele responde.

Olho para a estrutura, toda de rochas com estátuas e aquilo não faz sentido, mas, a água já está em nossas pernas e voo para o meio das duas torres.

Venha, morrerá se ficar aí grito.

Mas o homem não me responde e é submerso pela inundação. Do alto vejo Peris sendo tomada pela enchente, mas, ela não estava como hoje em dia. Parecia realmente que eu estava no passado com todas as ruas de chão batido ou grama, com poucas construções. Acordo.

Internet?! Fontes confiáveis?! Notre Dame?!


Mesmo com a incubação do cenário do sonho anterior e dos vídeos, desperto em minha cama e sei que é sonho, pois está tocando uma música francesa de madrugada em meu quarto. Além da atmosfera estar meio nebulosa.


Sei que esse sonho não durará muito, então não há condição do rodopios ou técnicas de portas (está muito instável). Vou ao computador e pesquiso a história da Catedral de Notre Dama. Aparecem dois resultados no google onírico: um de um blog e outro de um museu. Clico no do museu e é um texto de uma historiadora chamada Mary Anhenson (ou outra coisa parecida). No texto diz que a catedral foi construída com os restos da antiga Paris (aparentemente a cidade havia sido destruída em algum momento) com asas de dragão (teria um dragão destruído Paris?!). Volto para o google para clicar no blog e acordo.
------------------------------
Sobre o final do segundo sonho, talvez eu tenha sido influenciado. Li há um tempo uma lenda sobre a origem dos gárgulas em Notre Dame.
Lenda:
Uma lenda francesa gira em torno do nome de São Romano (+ 641 D.C), primeiro chanceler do rei merovíngio Clotário II, que foi feito bispo de Ruão. A história relata como ele e mais um prisioneiro voluntário derrotaram "Gárgula", (La Gargouille), um dragão-do-rio (ou serpente-do-rio) que vivia nos pântanos da margem esquerda no rio Sena, em Ruão, e que afundava os barcos e comia as pessoas e os animais da região. Um dia, o bispo atraiu a Gárgula para fora do rio com um crucifixo, e usando seu lenço como cabresto, levou o monstro até à praça principal. Lá, os aldeões a queimaram até a morte.
Mensagens : 1017
Pontos : 3443
Honra : 749
Data de inscrição : 06/08/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo/Santo André
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Emerson Pawoski

em Qua Mar 01, 2017 6:44 pm
Emerson muito interessante esse seu ultimo sonho, há um conteúdo profundo no mesmo apesar da rápida passagem já da para captar a mensagem e isso me deixou pensativo a respeito de algumas histórias antigas. Não sobre a França, mas sobre a Índia já houvi uma história assim uma vez, mas não quero aprofundar muito a respeito. Sonho muito misterioso, parabéns meu amigo. viva
avatar
Mensagens : 1273
Pontos : 3304
Honra : 657
Data de inscrição : 06/07/2015
Localização : Alemanha
Sonhos Lúcidos :
222 / 999222 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Emerson Pawoski

em Qui Mar 02, 2017 8:42 am
Os dois sonhos foram muito legais. Gostei das duas versões. A catedral de açúcar parece ter saído de um conto de fada. O segundo sonho foi bem misterioso. Só faltou a Quimera para ficar completo.
avatar
Mensagens : 386
Pontos : 1561
Honra : 199
Data de inscrição : 04/03/2016
Idade : 20
Localização : Brasil
Sonhos Lúcidos :
29 / 99929 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Emerson Pawoski

em Qui Mar 02, 2017 11:08 am
Emerson, teu sonho foi muito massa. Além de conseguir chegar logo na Catedral ainda deu uma atmosfera bem legal ao sonho, com a chuva e inundação.
Ah, curti a musica francesa hehehehe
Aliás, agora eu acho que já sei de onde tirei a ideia das torres, com certeza foi da imagem que você postou. Agora sim um dos mistérios de meu sonho fez sentido para mim.
avatar
Mensagens : 1188
Pontos : 3996
Honra : 670
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 23
Localização : Morretes/ PR
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuáriohttp://naturezaevolutiva.blogspot.com.br/

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Emerson Pawoski

em Dom Mar 05, 2017 10:03 am
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
@ Reizen

Acho que conheço sobre isso que comentou e é possível que esse saber tenha influenciado também. Parece que o inconsciente tem muitas memórias.

@ Konigin

Fico feliz que tenha gostado. Hoje tive uma nova tentativa que uniu os 2 sonhos e ainda acrescentou com quimera.

@ Pyros

Que bom que gostou meu amigo. Essa é a técnica de incubação, você pega no sonho ou acorda sonolento na madrugada e fica pensando no cenário. Lerei teu sonho e sinto muito por ter te influenciado.
avatar
Mensagens : 1188
Pontos : 3996
Honra : 670
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 23
Localização : Morretes/ PR
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuáriohttp://naturezaevolutiva.blogspot.com.br/

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Emerson Pawoski

em Dom Mar 05, 2017 10:09 am
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Tentativa  3 e final (porque não terei mais tempo pra tentar essa semana) sobre descobrir a história da Catedral de Notre Dame (Desafio Lúcido de Konigin)

Método: MIlLD

O vilão encapuzado


A incubação dessa vez se deu por uma foto de dentro da catedral (já que quando estava por fora não deu certo).

O sonho também já começa dentro da catedral (gostei da técnica MILD só que em vez de visualizar sonho, fico incubando um cenário). Contudo no começo do sonho, as coisas não estavam como eu esperava. Havia um homem estilo Highlander decepando os turistas (esse sonho ocorreu nos dias atuais)

Quando ele vem em minha direção e encosto minha mão em seu ombro para entende-lo. Ele estava sendo controlado telepaticamente por uma figura sombria e encapuzada. Na memória do homem, o mesmo tinha sido pego pela telepatia desse ser num apartamento e desde então começado a matar pessoas sob seu comando. Vou mais além e descubro que o ser sombrio queria destruir os infiéis que pisassem em Notre Dama porque aquele era um lugar santo. Acordo.

A  santa catedral de Notre Dame



Usando o cenário do apartamento do Highlander me transporto para lá, mas, dessa vez o homem é o wolverine, com as roupas dos quadrinhos (literalmente) e toca uma música no quarto onde estou.
.

Quando o ser encapuzado entra pela porta, me aproximo para ver seu rosto e é um homem loiro, claro e que parece ter uns 40-50 anos. Sinto já ter visto aquele rosto em algum lugar (sim consegui lembrar de algo DO mundo dos sonhos). Aquele homem estava estampado em um dos vitrais da catedral no primeiro sonho. Deixo a história rolar (a hipnose do Highlander) e voo da janela para Notre Dame (o apartamento ficava na frente da catedral haha). Lá fora era noite e pouso numa das torres, intuindo uma quimera, tanto pelo desafio como para saber desse vilão, e eis que vejo atrás de um dos gárgulas, sentado na mesma posição que a estátua um gato amarelo brilhante (como se fosse radioativo).
não é a quimera mais estranha do mundo, mas é mistura de gato com urânio pelo menos haha

Você sabe quem é o homem loiro dos vitrais que está matando as pessoas ou algo sobre a história dessa catedral? pergunto.
Sim e essas duas coisas são uma. Esse homem é o Arthur, das lendas do Rei Arthur. o gato responde.
Arthur é um assassino e não um herói?. questiono.
Depende de sua fé. Depois da morte de Arthur, seu corpo foi levado para Avalon, onde foi ressuscitado. Nesse tempo um dragão, evocado por Morgana, atacou os vilarejos da Europa e quando Arthur voltou teve de vencer a fera. Como uma graça vinda do céu, ele matou o monstro e a feiticeira, para reconstruir o vilarejo. Para imortalizar sua vitória mandou que construíssem uma catedral com os gárgulas do lado de fora para "dizer que seu protetor deixava os monstros do lado de fora". Para ele, aqueles que não são católitos, ou não tão religiosos como ele, são sujeira na catedral e por isso ou os mata ou manda alguém matar. o gato explica (talvez não com essas palavras, porque não lembro direito, mas o sentido da fala foi esse).
Obrigado gato, já sei o que farei. falo.

Uso a técnica do rodopio e vou criando um cenário de praia. Consegui, mas, minha lucidez tava muito ruim e visão também. Parecia que meus olhos estavam semicerrados dentro do sonho e tudo parecia embaçado, mas, ok... Vejo uma canoa de junco com um corpo e um touro dentro. Entro na água e estava bem clarinha, parecia aquelas praias cristalinas.

Era Arthur moribundo (morrendo), seguindo para a Ilha de Avalon e não faço ideia do porque um touro do lado (o touro estava vivo e gordinho, normal, sem impressão de estar morrendo também).
Arthur, Morgana está atacando cidades com um dragão. Quando voltar, deverá vencê-la, mas, após isso não mate aqueles que tem fé diferente de você. Isso tirará sua imagem de herói e transformará em um ser ainda pior que um dragão.. falo.

O sonho estava muito instável e acordo sem saber se ele respondeu ou se deu certo meu plano de mudar o passado.
_____________________________

Essa coisa do Arthur, Morgana, etc., pode parecer nossa como ele sonhou com isso?! Mas eu tenho um livro (que foi o primeiro romance que li) chamado Lendas dos Cavaleiros da Tavola Redonda, que é um compilado de todas as estórias desses heróis medievais até a pseudo-morte do Arthur onde ele é levado para Avalon e fica teoricamente imortal. Acho que essa memória influenciou bastante o sonho. Sobre o gato radioativo, lembrei, depois que acordei, de um conto de ficção científica do livro A cor da tempestade. No conto O gato de nietzsche há os seguintes parágrafos que acho que me influenciaram:
Mensagens : 1017
Pontos : 3443
Honra : 749
Data de inscrição : 06/08/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo/Santo André
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Emerson Pawoski

em Dom Mar 05, 2017 11:00 am
Muito interessante seu sonho Emerson, foi bem profundo, mesmo que o sub tenha incorporado e transformado um conhecimento já existente, mas ainda sim sempre é engraçado como isso é programado pela mente inconsciente. Gostei principalmente do finalzinho do sonho onde o subconsciente transbordou em conhecimento, muito bacana.

Meus parabéns meu amigo e com certeza foi válido como desfio lúcido. viva
Conteúdo patrocinado

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Emerson Pawoski

Ver o tópico anteriorVoltar ao TopoVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum