Conectar-se
Últimos assuntos
Os membros mais ativos do mês
8 Mensagens - 25%
6 Mensagens - 19%
4 Mensagens - 13%
3 Mensagens - 9%
3 Mensagens - 9%
2 Mensagens - 6%
2 Mensagens - 6%
2 Mensagens - 6%
1 Mensagem - 3%
1 Mensagem - 3%
Votação
Qual a técnica que você utiliza para ficar lúcido?
Teste de Realidade
45% / 15
Totem
15% / 5
Incubação
12% / 4
Gatilho
6% / 2
Gravador de Voz ou Sons Binaurais
6% / 2
Outros
15% / 5
Parceiros
 sonhos=
 sonhos=
 animes=

Compartilhe
Ver o tópico anteriorIr em baixoVer o tópico seguinte
avatar
Mensagens : 108
Pontos : 734
Honra : 59
Data de inscrição : 13/12/2015
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Killer

em Sex Fev 19, 2016 12:10 pm
Muito interessante essa micro-realidade do seu sonho
avatar
Mensagens : 233
Pontos : 1306
Honra : 72
Data de inscrição : 26/12/2015
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Killer

em Sex Fev 19, 2016 3:13 pm
Seu subconsciente caprichou na elaboração desse sonho, são tantos acontecimentos que você deve ter tido a impressão de que ficou horas sonhando, e o melhor é que um acontecimento foi se relacionando ao outro, como a parte em que descobriu que a mulher era a primeira da lista.
avatar
Mensagens : 2531
Pontos : 5557
Honra : 1043
Data de inscrição : 12/06/2013
Localização : Bahia
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Killer

em Ter Fev 23, 2016 11:09 pm
Killer escreveu:
Recomençando

Bem pessoal, devido a dificuldades técnicas fiquei um tempinho fora, vagando pelo mundo real, longe tanto do fórum quanto dos sonhos lúcidos. Mas um belo dia me cansei da repetição interminavel que o mundo físico tão brutalmente nos impõe e decidi me voltar novamente para os domínios oníricos.
Então cá estou eu aqui novamente, recomeçando do zero após um longo tempo.

E para tirar a poeira deste velho e esquecido diario onírico, um relato das experiências da última noite (ou pelo menos do que consegui me lembrar)
E aí, Killer, bom te ver de novo na ativa aqui no fórum. viva

Seja muito bem vindo ao fórum e bons sono lúcidos. certo

Killer escreveu:
111ª ENTRADA:
Estava em casa, ou pelo menos em uma versão extremamente abstrata da minha casa, quando recebi a visita de um de meus tios. Ele me disse, em tom sério, que precisava falar comigo sobre algo muito importante, mas que eu deveria o encontrar em outro lugar para isso, como se não fosse seguro falar dentro de casa. Combinamos um lugar e um horario para conversarmos. Ele foi embora.
Assisti teve por algum tempo e decidi sair de casa, provavelmente para falar com meu tio. Não me lembro o que aconteceu imediatamente após isso. Me lembro que em certo ponto do sonho me encontrava perto do mar, indo em direção a uma velha e sobria cabana. O mar ficava perto de uma cidade e o cenário era todo abstrato, assim como minha casa. Era um cenário bem... cúbico, eu acho.
Também me lembro que possuia uma lista de 5 nomes. O que deveria fazer com estas 5 pessoas, eu já não sei.
Ao entrar na cabana, me deparei com vários simbolos estranhos desenhados no chão. Eu sabia que eram simbolos usados em invocações. De alguma forma, "ativei" um deles e em minha frente abriu-se um portal para o "mundo real". No sonho eu vivia em uma espécie de micro-realidade, que existia dentro de uma realidade maior, e é para lá que o portal apontava.
Observei o outro lado do portal e vi eventos passados, ligados a história daquela cabana. Na visão que tive, dois homens do "mundo real" conversavam, um deles era um capitão de naviu e sua esposa havia sido enviada ao meu mundo, por alguma razão desconhecida. Ela havia morado naquela cabana, mas algo terrivel havia acontecido com ela. O homem sabia disso e por isso estava desesperado, querendo ele mesmo entrar na minha realidade para resgata-la.
Também tive uma "visão" da mulher através do portal. Ela era extremamente pálida e tinha uma aparencia meio sem vida. Senti que havia algo muito errado com ela, algo quase sobrenatural. Também vi ela sobrendo um processo cirurgico que deveria prepara-la para este mundo, no qual algo era implando atrás de sua retina.
De alguma forma, soube que ela era a primeira pessoa da minha lista. O primeiro nome.
Acordei.
Em algum ponto deste sonho, também lembro de ter uma arma apontada para minha cabeça, mas não sei exatamente como ou quando isso aconteceu.
O cenário da cidade na beira do mar era todo cúbico? Será que você não sonhou que estava dentro do Minecraft? gargalhada

Interessante o lance da micro-realidade dentro de uma realidade maior que você sonhou. O "mundo real" que você viu lá no sonho também é uma micro-realidade dentro de uma realidade muito maior.
avatar
Mensagens : 848
Pontos : 2907
Honra : 347
Data de inscrição : 25/02/2013
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Killer

em Qua Fev 24, 2016 6:31 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Guerreiro do Omega escreveu:Muito interessante essa micro-realidade do seu sonho
Pois é, talvez a micro-realidade fosse uma simulação computacional, pq parecia q a textura dos cenário não havia sido carregada ainda kkk

Érika escreveu:Seu subconsciente caprichou na elaboração desse sonho, são tantos acontecimentos que você deve ter tido a impressão de que ficou horas sonhando, e o melhor é que um acontecimento foi se relacionando ao outro, como a parte em que descobriu que a mulher era a primeira da lista.
Acho q no sonho as coisas devem ter fluido de forma mais natural do que no relato. Mas como meu dream recall esta enferrujado (beeeem enferrujado), as lembranças parecem mais uma lista de acontecimentos que se relacionam do que um relato unico.

Ramon escreveu:
Killer escreveu:
Recomençando

Bem pessoal, devido a dificuldades técnicas fiquei um tempinho fora, vagando pelo mundo real, longe tanto do fórum quanto dos sonhos lúcidos. Mas um belo dia me cansei da repetição interminavel que o mundo físico tão brutalmente nos impõe e decidi me voltar novamente para os domínios oníricos.
Então cá estou eu aqui novamente, recomeçando do zero após um longo tempo.

E para tirar a poeira deste velho e esquecido diario onírico, um relato das experiências da última noite (ou pelo menos do que consegui me lembrar)
E aí, Killer, bom te ver de novo na ativa aqui no fórum. viva

Seja muito bem vindo ao fórum e bons  sono lúcidos.  certo
Valeu, bom te ver tambem brother!

Ramon escreveu:
Killer escreveu:
111ª ENTRADA:
Estava em casa, ou pelo menos em uma versão extremamente abstrata da minha casa, quando recebi a visita de um de meus tios. Ele me disse, em tom sério, que precisava falar comigo sobre algo muito importante, mas que eu deveria o encontrar em outro lugar para isso, como se não fosse seguro falar dentro de casa. Combinamos um lugar e um horario para conversarmos. Ele foi embora.
Assisti teve por algum tempo e decidi sair de casa, provavelmente para falar com meu tio. Não me lembro o que aconteceu imediatamente após isso. Me lembro que em certo ponto do sonho me encontrava perto do mar, indo em direção a uma velha e sobria cabana. O mar ficava perto de uma cidade e o cenário era todo abstrato, assim como minha casa. Era um cenário bem... cúbico, eu acho.
Também me lembro que possuia uma lista de 5 nomes. O que deveria fazer com estas 5 pessoas, eu já não sei.
Ao entrar na cabana, me deparei com vários simbolos estranhos desenhados no chão. Eu sabia que eram simbolos usados em invocações. De alguma forma, "ativei" um deles e em minha frente abriu-se um portal para o "mundo real". No sonho eu vivia em uma espécie de micro-realidade, que existia dentro de uma realidade maior, e é para lá que o portal apontava.
Observei o outro lado do portal e vi eventos passados, ligados a história daquela cabana. Na visão que tive, dois homens do "mundo real" conversavam, um deles era um capitão de naviu e sua esposa havia sido enviada ao meu mundo, por alguma razão desconhecida. Ela havia morado naquela cabana, mas algo terrivel havia acontecido com ela. O homem sabia disso e por isso estava desesperado, querendo ele mesmo entrar na minha realidade para resgata-la.
Também tive uma "visão" da mulher através do portal. Ela era extremamente pálida e tinha uma aparencia meio sem vida. Senti que havia algo muito errado com ela, algo quase sobrenatural. Também vi ela sobrendo um processo cirurgico que deveria prepara-la para este mundo, no qual algo era implando atrás de sua retina.
De alguma forma, soube que ela era a primeira pessoa da minha lista. O primeiro nome.
Acordei.
Em algum ponto deste sonho, também lembro de ter uma arma apontada para minha cabeça, mas não sei exatamente como ou quando isso aconteceu.
O cenário da cidade na beira do mar era todo cúbico? Será que você não sonhou que estava dentro do Minecraft? gargalhada

Interessante o lance da micro-realidade dentro de uma realidade maior que você sonhou. O "mundo real" que você viu lá no sonho também é uma micro-realidade dentro de uma realidade muito maior.
Sim, no fim das contas o "mundo real" passava tmb de uma "micro-realidade" kkkk Mas durante o sonho descobrir que havia outra realidade foi quase como descobrir que estava vivendo na matrix, fiquei realmente surpreso.


Wyrd bið ful aræd
avatar
Mensagens : 848
Pontos : 2907
Honra : 347
Data de inscrição : 25/02/2013
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Killer

em Qua Fev 24, 2016 6:49 pm
Reputação da mensagem: 100% (2 votos)
112ª ENTRADA:
Era tarde da noite e eu estava no prédio onde moro atualmente. No lugar onde constumava ficar o estacionamento havia um jardim, e o espaço era bem maior.
Eu era perseguido por uma assombração, uma mulher toda de branco, com pele pálida e cabelos negros, sempre olhando para baixo de modo que o cabelo cobria o rosto (bem cliche, eu sei).
O unico lugar do prédio onde eu podia ficar seguro durante a noite era meu próprio apartamento, então eu havia decido ficar de boas no meu quarto até de manha. Mas obviamente como nada na vida é tão simples minha mãe pediu que eu fosse ao carro buscar algo que estava no porta-luvas pra ela, ou seja, teria que sair de casa e enfrentar a assombração.
Eu moro no quinto andar e ia descer de escada mas, por alguma razão não desci todos os lances de escada de uma vez. Eu descia um andar, tentava sobreviver algum tempo naquela andar antes de descer pro próximo (???).
Os corredores eram bem escuros e eu nunca sabia quando ela iria aparecer, mas quando ela fazia, geralmente ela vinha de algum dos apartamentos. A porta abria e ela estava do outro lado, pronta para me perseguir.
Após algum tempo eu vi o elevador e decidi ir direto pra baixo sem ter que passar pelo resto dos andares. Entrei, apertei o botão e então pensei: "E se ela aparecer no elevador? Não vou ter pra onde fugir!". Mas quando me preparava pra sair do elevador, vi q outras 3 pessoas iam entrar tmb, então decidi ficar, afinal ela não ia aparecer na frente de outras pessoas.
A porta do elevador se abriu e eu pude, finalmente sair do prédio.
Do lado de fora do prédio havia uma cama.
Notei que muitas outras pessoas haviam saido junto comigo.
O dia começou a nascer. Acordei.

Em algum ponto do sonho, me lembro de correr em circulos enquanto era perseguido por um samurai terrorista, que tentava me matar com granadas. Não sei exatamente onde isso se encaixa.


Wyrd bið ful aræd
avatar
Mensagens : 233
Pontos : 1306
Honra : 72
Data de inscrição : 26/12/2015
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Killer

em Qua Fev 24, 2016 9:13 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Killer, essas assombrações que ficam cobrindo o rosto com o cabelo podem parecer clichê, mas acabam sendo as que mais assustam.  medo  Eu achei graça quando li a parte do samurai terrorista das granadas, mas pensando bem deve ter sido um pesadelo bem ruim.
avatar
Mensagens : 1273
Pontos : 3192
Honra : 657
Data de inscrição : 06/07/2015
Localização : Alemanha
Sonhos Lúcidos :
222 / 999222 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Killer

em Qui Fev 25, 2016 6:10 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Killer:

Killer escreveu:112ª ENTRADA:
Era tarde da noite e eu estava no prédio onde moro atualmente. No lugar onde constumava ficar o estacionamento havia um jardim, e o espaço era bem maior.
Eu era perseguido por uma assombração, uma mulher toda de branco, com pele pálida e cabelos negros, sempre olhando para baixo de modo que o cabelo cobria o rosto (bem cliche, eu sei).
O unico lugar do prédio onde eu podia ficar seguro durante a noite era meu próprio apartamento, então eu havia decido ficar de boas no meu quarto até de manha. Mas obviamente como nada na vida é tão simples minha mãe pediu que eu fosse ao carro buscar algo que estava no porta-luvas pra ela, ou seja, teria que sair de casa e enfrentar a assombração.
Eu moro no quinto andar e ia descer de escada mas, por alguma razão não desci todos os lances de escada de uma vez. Eu descia um andar, tentava sobreviver algum tempo naquela andar antes de descer pro próximo (???).
Os corredores eram bem escuros e eu nunca sabia quando ela iria aparecer, mas quando ela fazia, geralmente ela vinha de algum dos apartamentos. A porta abria e ela estava do outro lado, pronta para me perseguir.
Após algum tempo eu vi o elevador e decidi ir direto pra baixo sem ter que passar pelo resto dos andares. Entrei, apertei o botão e então pensei: "E se ela aparecer no elevador? Não vou ter pra onde fugir!". Mas quando me preparava pra sair do elevador, vi q outras 3 pessoas iam entrar tmb, então decidi ficar, afinal ela não ia aparecer na frente de outras pessoas.
A porta do elevador se abriu e eu pude, finalmente sair do prédio.
Do lado de fora do prédio havia uma cama.
Notei que muitas outras pessoas haviam saido junto comigo.
O dia começou a nascer. Acordei.

Em algum ponto do sonho, me lembro de correr em circulos enquanto era perseguido por um samurai terrorista, que tentava me matar com granadas. Não sei exatamente onde isso se encaixa.

Que sonho angustiante, Killer! Essa ânsia na espera do aparecimento do fantasma foi mais torturador do que a próprio fantasma.  medo

Samurai com granadas? Eu ri. muito feliz
avatar
Mensagens : 2531
Pontos : 5557
Honra : 1043
Data de inscrição : 12/06/2013
Localização : Bahia
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Killer

em Qui Fev 25, 2016 10:26 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Killer escreveu:

Killer escreveu:112ª ENTRADA:
Era tarde da noite e eu estava no prédio onde moro atualmente. No lugar onde constumava ficar o estacionamento havia um jardim, e o espaço era bem maior.
Eu era perseguido por uma assombração, uma mulher toda de branco, com pele pálida e cabelos negros, sempre olhando para baixo de modo que o cabelo cobria o rosto (bem cliche, eu sei).
O unico lugar do prédio onde eu podia ficar seguro durante a noite era meu próprio apartamento, então eu havia decido ficar de boas no meu quarto até de manha. Mas obviamente como nada na vida é tão simples minha mãe pediu que eu fosse ao carro buscar algo que estava no porta-luvas pra ela, ou seja, teria que sair de casa e enfrentar a assombração.
Eu moro no quinto andar e ia descer de escada mas, por alguma razão não desci todos os lances de escada de uma vez. Eu descia um andar, tentava sobreviver algum tempo naquela andar antes de descer pro próximo (???).
Os corredores eram bem escuros e eu nunca sabia quando ela iria aparecer, mas quando ela fazia, geralmente ela vinha de algum dos apartamentos. A porta abria e ela estava do outro lado, pronta para me perseguir.
Após algum tempo eu vi o elevador e decidi ir direto pra baixo sem ter que passar pelo resto dos andares. Entrei, apertei o botão e então pensei: "E se ela aparecer no elevador? Não vou ter pra onde fugir!". Mas quando me preparava pra sair do elevador, vi q outras 3 pessoas iam entrar tmb, então decidi ficar, afinal ela não ia aparecer na frente de outras pessoas.
A porta do elevador se abriu e eu pude, finalmente sair do prédio.
Do lado de fora do prédio havia uma cama.
Notei que muitas outras pessoas haviam saido junto comigo.
O dia começou a nascer. Acordei.

Em algum ponto do sonho, me lembro de correr em circulos enquanto era perseguido por um samurai terrorista, que tentava me matar com granadas. Não sei exatamente onde isso se encaixa.
Essa mulher de branco lembrou a Samaro do filme "O Chamado"'. medo

Mas o seu subconsciente bem que tentou te avisar que você estava sonhando, colocando uma cama bem do lado de fora do prédio. gargalhada
Mensagens : 1017
Pontos : 3331
Honra : 749
Data de inscrição : 06/08/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo/Santo André
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Killer

em Seg Fev 06, 2017 10:06 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Olá Killer, salve meu amigo! viva

112ª Entrada

Relato interessante! É incrível quando um sonho transforma-se em uma história com começo, meio e fim. Eu particularmente fico fascinado com isso, pois geralmente tais experiências nos transformam de dentro pra fora.
avatar
Mensagens : 848
Pontos : 2907
Honra : 347
Data de inscrição : 25/02/2013
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos do Killer

em Dom Abr 02, 2017 11:03 pm
Pessoas, estou voltado. Eu acho... talvez... se o mundo real me permitir.

113ª ENTRADA:
Bem, nos ultimos tempos houve pouca atividade onirica digna de nota, no entanto houve duas ocorrencias q me marcaram.

A primeira foi uma paralisia do sono (sempre quis ter uma, nunca havia conseguido). Não lembro com oq estava sonhando, mas em algum ponto uma personagem q no sonho era minha esposa (só no sonho) pagou um assaltante para me sequestrar e roubar um item de valor q eu possuia (aquela traira  enojado ). Eles me amarraram em uma cadeira de modo q eu não conseguia me mover enquanto vasculhavam minhas coisas.
Acordei e estava paralisado, no começo ainda achando q estava sonhando. Depois percebi q ja tinha acordado. Após alguns
segundos consegui finalmente me mexer.

A segunda foi um sonho bem curto e simples, na vdd. No sonho basicamente basicamente iria encontrar dois amigos pra tomar umas cervejas. Logo após entrarmos no bar acordei. Foi um sonho importante pq esses amigos em particular são pessoas q tenho em mais alta estima, o tipo de amigos q se mantem pra vida toda, mas com quem não tenho mantido contato nos últimos meses devido a correria do cotidiano. Acho q foi um aviso a mim mesmo sobre minhas prioridades.

Bem... é isso.


Wyrd bið ful aræd
Conteúdo patrocinado

Re: Diário dos Sonhos do Killer

Ver o tópico anteriorVoltar ao TopoVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum