Conectar-se
Os membros mais ativos do mês
8 Mensagens - 25%
6 Mensagens - 19%
4 Mensagens - 13%
3 Mensagens - 9%
3 Mensagens - 9%
2 Mensagens - 6%
2 Mensagens - 6%
2 Mensagens - 6%
1 Mensagem - 3%
1 Mensagem - 3%
Votação
Qual a técnica que você utiliza para ficar lúcido?
Teste de Realidade
45% / 15
Totem
15% / 5
Incubação
12% / 4
Gatilho
6% / 2
Gravador de Voz ou Sons Binaurais
6% / 2
Outros
15% / 5
Parceiros
 sonhos=
 sonhos=
 animes=

Compartilhe
Ver o tópico anteriorIr em baixoVer o tópico seguinte
avatar
Mensagens : 35
Pontos : 417
Honra : 21
Data de inscrição : 30/06/2016
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
600 / 999600 / 999
Ver perfil do usuário

Diário dos Sonhos Lúcidos de Rupigwara

em Sex Jul 01, 2016 2:29 am
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Alô, onironautas!
Sejam bem vindos ao meu diário!

Para manter o tópico organizado eu vou me esforçar para lembrar a ordem sequencial dos sonhos que me vier a mente e subdivi-los com com a tag [SPOILER] para facilitar a compreensão.

Não lembro com precisão o quando, mas sei que era muito jovem quando tive estes. Devia estar na época com algo entre 9 e 11 anos de idade. Tive uma seqüência de experiências lúcidas tão marcantes que as guardo na lembrança até hoje.
Considero o primeiro como o mais longo pesadelo lúcido que já tive e talvez o pior:
”Inception:

Estou num sonho bom, fazendo não sei o que. De repente entro numa floresta sombria que mais parecia um pântano. Uma bruxa surge numa vassoura e me persegue durante muito tempo, ela diz que não vai me deixar voltar a acordar. Percebo que estou sonhando e crio um buraco negro no chão. Logo em seguida pulo dentro dele para acordar, mas ela consegue me atingir com um feitiço antes que eu pudesse atravessar por completo o vortex. E então acordo gritando, todo suado e assustado de uma forma abrupta levantando meu tórax da cama dos meus avós. E acordo de novo, todo suado e assustado da cama deles, e de novo, e de novo, e de novo, durante algum tempo. Até que pela falta de ar que a situação me deixou eu finalmente acordo.
.
O interessante deste pesadelo é que acordei exatamente da mesma forma como no(s)sonho(s).

Numa das noites subsequentes tive este:
Na trincheira:

Estou uniformizado como um soldado. Seguro uma metralhadora nas mãos e me dou conta de que estou deitado na lama escorado numa trincheira (na época não sabia o que era uma trincheira). Percebo que estou no meio de um tiroteio e vejo dezenas de pessoas morrerem fuziladas ao meu redor, granadas explodindo, pessoas desmembradas, e diversas outras cenas aterrozantes. Ao meu lado existem outros soldados com tanto medo quanto eu. Alguns vejo morrer também. Ao olhar para cima, posso ver os rastros de fogo dos projeteis entre mim e o céu. De repente me dou conta de que não posso estar dentro de uma guerra, e que tudo é apenas um sonho. Porém, mesmo assim não consigo mudar o cenário e permaneço preso no pesadelo. Ocorre a ideia de aceitar a morte e morrer logo, pois sei que se morrer no sonho conseguirei acordar. Então levanto da trincheira, e acordo.

e este:
o vôo:

Estou caminhando pelo estacionamento do condomínio onde moro e de repente percebo que estou sonhando. Como finalmente estou num ambiente tranquilo e longe de pesadelos resolvo experimentar aquilo que sempre quis fazer, voar. Me preparo para voar, e num salto majestoso abro os braços e pulo para o ar! Só que a gravidade funciona perfeitamente e caio de cara no chão, então acordo.

Como já está bastante tarde e estou cansado, vou aproveitar para deitar e ver se consigo induzir um sonho lúcido galera, me desejem sorte pois fazem anos que não tenho um. Aos poucos volto aqui para atualizar o diário para quem tiver o interesse. Bons sonhos!
avatar
Mensagens : 111
Pontos : 727
Honra : 48
Data de inscrição : 20/11/2015
Localização : Espírito Santo
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Rupigwara

em Qua Jul 06, 2016 3:36 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
É amigo, você não teve muita sorte nesses 3 sonhos... kkk
Achei interessante como, na trincheira, você sabia que era um sonho e simplesmente aceitou morrer no sonho e acordar na vida real;
avatar
Mensagens : 35
Pontos : 417
Honra : 21
Data de inscrição : 30/06/2016
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
600 / 999600 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Rupigwara

em Qua Jul 06, 2016 6:15 pm
daydreamer escreveu:É amigo, você não teve muita sorte nesses 3 sonhos... kkk
Achei interessante como, na trincheira, você sabia que era um sonho e simplesmente aceitou morrer no sonho e acordar na vida real;

É verdade não tive muita sorte nestes! lol
achei muito legal essa sua observação Daydreamer!

Me despertou uma reflexão:
Será que as vezes é preciso um sonho morrer, para a vida acordar?

avatar
Mensagens : 2531
Pontos : 5553
Honra : 1043
Data de inscrição : 12/06/2013
Localização : Bahia
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Rupigwara

em Qua Jul 06, 2016 6:52 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Rupigwara, uma coisa interessante que eu notei nos três relatos é que você ficou lúcido espontaneamente. E isso é muito bom, pra quem está começando agora a buscar os sonhos lúcidos. Se você ficar focado, buscando ter um novo sonho lúcido, vai conseguir sonhar lúcido logo logo. certo
avatar
Mensagens : 35
Pontos : 417
Honra : 21
Data de inscrição : 30/06/2016
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
600 / 999600 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Rupigwara

em Sex Jul 08, 2016 2:17 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Ramon escreveu:Rupigwara, uma coisa interessante que eu notei nos três relatos é que você ficou lúcido espontaneamente. E isso é muito bom, pra quem está começando agora a buscar os sonhos lúcidos. Se você ficar focado, buscando ter um novo sonho lúcido, vai conseguir sonhar lúcido logo logo. certo

Tomara Ramon! Estou muito empolgado sobre este estudo dos sonhos lúcidos. Pelo menos consegui lembrar de um sonho que tive ontem de manhã. Cheguei até a acordar com o despertador, mas logo em seguida voltei a dormir e 'continuei' o sonho da onde havia parado. Porém com baixo nível de lucidez. Depois eu posto ele na categoria de sonhos não-lúcidos.
avatar
Mensagens : 35
Pontos : 417
Honra : 21
Data de inscrição : 30/06/2016
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
600 / 999600 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Rupigwara

em Qui Jan 12, 2017 2:47 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Depois de anos tentando, só fui ter sonhos lúcidos quando parei de tentar galera! kkkkkkkk
Até o momento foram dois sonhos:

Caminho de Casa:

Às 19h o relógio marcou o fim do expediente, e como de costume todos nós do trabalho recolhemos apressadamente nossos pertences de cima das mesas, e cada um desliga seu PC.
Pouco antes de me levantar percebo que havia trazido comigo Nino, o meu gato de estimação para o trabalho(?). Apesar de achar isso esquisito, me preocupo com o Nino e com o como faria para levá-lo para casa. Então vasculho minha bolsa transversal que  parecia ter um fundo infinito, e de lá de dentro retiro magicamente uma sacola de supermercado.
Agora em posse da sacola consigo colocar o Nino dentro dela, que por sua vez se acomoda dentro da sacola com apenas a cabeça curiosa para o lado de fora.

Na companhia de meus colegas de trabalho e de Nino aperto o botão do elevador e adentramos nele rumo ao térreo. Ao sair do elevador do trabalho, me deparo com o térreo do prédio onde moro, cumprimento o porteiro do meu prédio e continuo meu caminho para casa(?). Moro num condomínio grande, e durante a trajetória para o portão de saída encontro uns amigos de infância jogando bola em uma das quadras anexas a um dos cinco prédios vizinhos. Escuto um deles cochichar para o outro: " Olha, esse é o Rupi... antigamente nós éramos como irmãos, agora ele passa pela gente e nem nos cumprimenta" ouvindo isso eu paro de andar e me dirijo a eles. Conversamos por algum tempo, e sinto que mato uma saudade adormecida. A gente se despede e eu continuo o caminho para casa. Atravesso a rua Joaquim Palhares e sigo a Rua Barão de Ubá. durante o caminho me sinto cansado por estar carregando o Nino na sacola durante todo o tempo, e de repente me sinto leve. Essa leveza me parece estranha e um pensamento me ocorre... será que eu estou sonhando? Eu dou um salto no ar para testar a hipótese e começo a flutuar no ar! A sensação é extraordinária! Eu me projeto para frente e começo a voar na velocidade de uma caminhada apenas o suficiente para sobrevoar os carros estacionados na calçada e os que ocasionalmente passam pela rua. Meu medo de cair me impede de voar mais alto. Ainda seguindo a Barão de Ubá porém dessa vez voando, encontro outras pessoas que não vejo há algum tempo. pessoas que já trabalharam comigo ou que algum dia já considerei como amigos, e outras até que nunca vi na vida. Quando elas me olham e me veem voando se assustam e se admiram: "Olha o cara voando!!"; "caraaca como você faz isso?"; " Me ensina a voar também!"; "Deve ser algum tipo de truque!".
Acho aquilo tudo muito engraçado e apenas aceno dando tchauzinhos para as pessoas que me olham, e continuo seguindo meu caminho. Durante o caminho vou testando minha nova habilidade e os limites dela. A sensação de receber o vento no rosto é sublime. Tive muita dificuldade para fazer curvas e acelerar, mas fui melhorando aos poucos até chegar no fim da rua, quando decido finalmente voar mais alto. Pude ver coisas que nunca tinha visto antes no meu bairro, como por exemplo casas que tinham piscina , quintais com cães, e casas de fundo que não é possível visualizar à pé. Um pensamento me ocorre: "Ué estou indo para casaa, mas estou saindo dela?" Então acordo.



Esse daqui diz respeito ao meu falecido padastro que se foi há pouco mais de um ano.

Momento em família:

Levanto da cama com aquela sonolência de costume, escovo os dentes, e vou para a sala. Chegando na sala vejo minha irmã, mãe, tia, e padastro, sentados no sofá assistindo TV e me sento com eles, mas um pesamento me ocorre e logo o manifesto em voz alta: "Ué Viana, você não morreu?" ele me responde com um sorriso no rosto: "não, não. É que aqui no Brasil as pessoas, não investigam suicídios direito, de forma que eu me fiz de morto e agora estou aqui." Depois da resposta dele eu me levanto feliz da vida e abraço ele com força fazendo festa, e pulando de alegria enquanto ele e os familiares sorriem contentes, mas eu de repente paro e digo: "não peraí.. acho que você morreu mesmo..." e para testar a hipotese eu tampo minha boca e meu nariz e tento respirar. E para minha surpresa eu consigo! Escuto bem lá no fundo o meu ronco, e percebo que estou dormindo!! Fico tão feliz de perceber que estava sonhando que acordo
avatar
Mensagens : 1273
Pontos : 3188
Honra : 657
Data de inscrição : 06/07/2015
Localização : Alemanha
Sonhos Lúcidos :
222 / 999222 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Rupigwara

em Qui Jan 12, 2017 9:08 pm
Parabéns pelos sonhos, Rupigwara. Bastou relaxar um pouco e os sonhos lúcidos vieram. gargalhada
Você pareceu estar com uma boa lucidez e controle no sonho. Faltou um pouco de coragem em voar mais alto. Você se esqueceu que estava dentro de um sonho e que nada de ruim poderia acontecer. Isso é normal. Às vezes, eu me esqueço que estou sonhando e fico com medo de fazer algo.
No segundo sonho teu padrasto tentou te enganar, mas você estava atento. Gostei muito dos seus relatos. certo
avatar
Mensagens : 326
Pontos : 934
Honra : 106
Data de inscrição : 10/05/2016
Localização : RS
Sonhos Lúcidos :
7 / 9997 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Rupigwara

em Sex Jan 13, 2017 1:24 pm
Ei rupigwara,que legal esses sonhos.Gostei dos comentários das pessoas enquanto você voava,e da onda que você tirou acenando pra elas.Sobre o vento no rosto eu também tive uma experiência parecida,realmente é uma sensação incrível.Você tem um gato chamado nino?Minha esposa tem uma gata chamada nina,kkkk.
Sobre o segundo sonho,cara várias vezes sonho com meu pai que já faleceu,me lembro de só uma vez ter estranhado isso,e foi logo num dos meus primeiros sl,depois não reparei mais,embora ainda sonhe com ele.
avatar
Mensagens : 35
Pontos : 417
Honra : 21
Data de inscrição : 30/06/2016
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
600 / 999600 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Rupigwara

em Seg Jan 16, 2017 2:11 pm
Obrigado pelo apoio gente! O intervalo entre eles foi de aproximadamente um, ou dois meses.

Vamos torcer para que tenhamos cada vez mais sonhos lúcidos! muito feliz
Conteúdo patrocinado

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Rupigwara

Ver o tópico anteriorVoltar ao TopoVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum