Conectar-se
Os membros mais ativos do mês
1 Mensagem - 50%
1 Mensagem - 50%
Votação
Qual a técnica que você utiliza para ficar lúcido?
Teste de Realidade
45% / 15
Totem
15% / 5
Incubação
12% / 4
Gatilho
6% / 2
Gravador de Voz ou Sons Binaurais
6% / 2
Outros
15% / 5
Parceiros
 sonhos=
 sonhos=
 animes=

Compartilhe
Ver o tópico anteriorIr em baixoVer o tópico seguinte
avatar
Mensagens : 326
Pontos : 1053
Honra : 106
Data de inscrição : 10/05/2016
Localização : RS
Sonhos Lúcidos :
7 / 9997 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Andrelp

em Qui Dez 08, 2016 11:33 am
Oi coruja,realmente andei deixando meio de lado um pouco e isso prejudicou,mas já estou resolvendo isso.

Königin,foi mesmo,eu estava mais a vontade e o vôo foi incrível.
avatar
Mensagens : 326
Pontos : 1053
Honra : 106
Data de inscrição : 10/05/2016
Localização : RS
Sonhos Lúcidos :
7 / 9997 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Andrelp

em Qui Dez 08, 2016 11:48 am
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Estou usando uma tática nova e deu certo,vou explicar...
Noite retrasada tive um sl pequeno,interessante mais pequeno,isso depois de um jejum de uma semana sem sl,daí tive uma ideia.Resolvi dar uma recompensa pro meu cérebro pelo sl,comprei uma boa barra de chocolate,eu não como muito açúcar,não que eu não goste,é pela saúde mesmo.Escrevi o sl no meu diário e depois eu o li comendo aquela barra deliciosa,sempre lembrando que aquilo era uma recompensa pelo sl e lembrando a mim mesmo que aquilo ia se repetir sempre que eu tivesse um sl.A noite quando fui deitar estava ansioso pra ter um sonho lúcido pra ganhar algo,o resultado foi que tive bons sonhos,vou relatar...

LIKE A MONKEY
Estou andando numa subida aqui da cidade e sinto uma vontade de correr impulsionando com as mãos no chão,corro um pouco e faço o rc,olho minha tatuagem que está meio apagada de um lado e depois olho o relógio duas vezes,as horas mudam bastante.Ainda meio surpreso por ser muito real eu me viro pra uma das árvores que está na beirada da rua,foco num dos galhos mais altos e salto pra alcançar,alcanço.Começo a me balançar no galho,ele dobra até eu encostar os pés no chão,chego no chão com uma força razoável.Tudo fica escuro e me sinto novamente nos galhos,começo a me balançar e me jogar de um pro outro,sinto um frio na barriga a cada salto,acaba.

O OUTRO EU
A minha irmã quer atirar água em mim com uma mangueira,eu corro e digo pra ela que a água deve estar gelada e vai me fazer mal,corro dela e começo a impulsionar com as mãos no chão,faço rc,olho a tatuagem que está com uma mancha preta num lado,olho o relógio e além de a hora marcar 55 ela muda quando olho pela segunda vez.Sigo pela rua e fico mais uma vez sem visão mas continuo sentindo que estou no sonho.A visão volta e estou em outro lugar e parece que a lucidez diminuiu um pouco,estou conversando com outros jovens,chegam duas garotas gêmeas de carro,elas usam uma coisa no cabelo,algo que nunca vi,fazia o cabelo parecer de plástico e era preto e branco,mas não era o cabelo,era como um lenço mas de plástico e que se moldava ao formato do cabelo.Percebo que são colegas de escola e que estou mais jovem,penso em aproveitar a oportunidade e ser mais solto um pouco,afinal na época da escola eu era extremamente tímido,converso e faço piadas que não lembro direito e todos riem.Até que olho pro outro lado da rua e me surpreendo,ali está o meu alvo,a escola da minha infância,e melhor do que eu esperava,ela era rosa,vou explicar.A escola é dividida em duas partes,uma as salas de aula ficam uma ao lado da outra,do primário à quarta série,a segunda é um prédio de dois pisos onde ficavam da quinta série até o terceiro ano,acontece que há uns 25 anos atrás esse prédio era rosa,o que significava então que eu estava muito no passado.Muito feliz atravesso a rua e vou em direção da escola prestando atenção a cada detalhe,estava bem real,algumas partes da parede pareciam que estavam remendadas com reboco novo sem pintar.Entro na escola e parece que alguns dos que estavam conversando comigo antes estava indo comigo e falavam alguma coisa sobre a escola,a minha direita logo na entrada tinham umas cadeiras que pareciam uma sala de espera,não havia ninguém no balcão de recepção,sigo pelo corredor e vejo um bebedouro com um banquinho de madeira na frente,entendo que era pras crianças subirem nele e beber água,os móveis eram bem retrô.Vejo uma sala de aula onde estavam várias cadeiras de madeira uma ao lado da outra,entro.Ali estava a minha professora do primário e outra criança,pergunto pra ela em que ano nós estamos,ela estranha e parecendo de mau humor diz que não quer responder,eu insisto e digo que é uma pegadinha de matemática mas ela ainda meio incomodada diz que não quer responder,vejo uma arma dourada sobre a mesa e pego dizendo que aquilo é perigoso,quando de repente surge de uma porta uma outra criança,era eu!!!Sim,eu com uns 4 ou 5 anos,exatamente como eu era,cabelo,rosto,pele.Estendo os braços e ele (eu) me dá as mãos e o trago até meu colo,surge na porta que dá pro corredor um dos que tinham me acompanhado até a escola,eu viro pra ele e digo "olha,é o André!",infelizmente depois disso eu acordo.

O que acham dessa técnica da recompensa?
avatar
Mensagens : 111
Pontos : 846
Honra : 48
Data de inscrição : 20/11/2015
Localização : Espírito Santo
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Andrelp

em Qui Dez 08, 2016 2:26 pm
Técnica interessante Andre, eu não havia pensado nisso... E pode ser adaptada para algo que a pessoa goste, não precisa ser necessariamente chocolate. Boa dica!
avatar
Mensagens : 2531
Pontos : 5673
Honra : 1044
Data de inscrição : 12/06/2013
Localização : Bahia
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Andrelp

em Sex Dez 09, 2016 12:26 pm
Andrelp escreveu:
Andrelp escreveu:Estou usando uma tática nova e deu certo,vou explicar...
Noite retrasada tive um sl pequeno,interessante mais pequeno,isso depois de um jejum de uma semana sem sl,daí tive uma ideia.Resolvi dar uma recompensa pro meu cérebro pelo sl,comprei uma boa barra de chocolate,eu não como muito açúcar,não que eu não goste,é pela saúde mesmo.Escrevi o sl no meu diário e depois eu o li comendo aquela barra deliciosa,sempre lembrando que aquilo era uma recompensa pelo sl e lembrando a mim mesmo que aquilo ia se repetir sempre que eu tivesse um sl.A noite quando fui deitar estava ansioso pra ter um sonho lúcido pra ganhar algo,o resultado foi que tive bons sonhos,vou relatar...

LIKE A MONKEY
Estou andando numa subida aqui da cidade e sinto uma vontade de correr impulsionando com as mãos no chão,corro um pouco e faço o rc,olho minha tatuagem que está meio apagada de um lado e depois olho o relógio duas vezes,as horas mudam bastante.Ainda meio surpreso por ser muito real eu me viro pra uma das árvores que está na beirada da rua,foco num dos galhos mais altos e salto pra alcançar,alcanço.Começo a me balançar no galho,ele dobra até eu encostar os pés no chão,chego no chão com uma força razoável.Tudo fica escuro e me sinto novamente nos galhos,começo a me balançar e me jogar de um pro outro,sinto um frio na barriga a cada salto,acaba.

O OUTRO EU
A minha irmã quer atirar água em mim com uma mangueira,eu corro e digo pra ela que a água deve estar gelada e vai me fazer mal,corro dela e começo a impulsionar com as mãos no chão,faço rc,olho a tatuagem que está com uma mancha preta num lado,olho o relógio e além de a hora marcar 55 ela muda quando olho pela segunda vez.Sigo pela rua e fico mais uma vez sem visão mas continuo sentindo que estou no sonho.A visão volta e estou em outro lugar e parece que a lucidez diminuiu um pouco,estou conversando com outros jovens,chegam duas garotas gêmeas de carro,elas usam uma coisa no cabelo,algo que nunca vi,fazia o cabelo parecer de plástico e era preto e branco,mas não era o cabelo,era como um lenço mas de plástico e que se moldava ao formato do cabelo.Percebo que são colegas de escola e que estou mais jovem,penso em aproveitar a oportunidade e ser mais solto um pouco,afinal na época da escola eu era extremamente tímido,converso e faço piadas que não lembro direito e todos riem.Até que olho pro outro lado da rua e me surpreendo,ali está o meu alvo,a escola da minha infância,e melhor do que eu esperava,ela era rosa,vou explicar.A escola é dividida em duas partes,uma as salas de aula ficam uma ao lado da outra,do primário à quarta série,a segunda é um prédio de dois pisos onde ficavam da quinta série até o terceiro ano,acontece que há uns 25 anos atrás esse prédio era rosa,o que significava então que eu estava muito no passado.Muito feliz atravesso a rua e vou em direção da escola prestando atenção a cada detalhe,estava bem real,algumas partes da parede pareciam que estavam remendadas com reboco novo sem pintar.Entro na escola e parece que alguns dos que estavam conversando comigo antes estava indo comigo e falavam alguma coisa sobre a escola,a minha direita logo na entrada tinham umas cadeiras que pareciam uma sala de espera,não havia ninguém no balcão de recepção,sigo pelo corredor e vejo um bebedouro com um banquinho de madeira na frente,entendo que era pras crianças subirem nele e beber água,os móveis eram bem retrô.Vejo uma sala de aula onde estavam várias cadeiras de madeira uma ao lado da outra,entro.Ali estava a minha professora do primário e outra criança,pergunto pra ela em que ano nós estamos,ela estranha e parecendo de mau humor diz que não quer responder,eu insisto e digo que é uma pegadinha de matemática mas ela ainda meio incomodada diz que não quer responder,vejo uma arma dourada sobre a mesa e pego dizendo que aquilo é perigoso,quando de repente surge de uma porta uma outra criança,era eu!!!Sim,eu com uns 4 ou 5 anos,exatamente como eu era,cabelo,rosto,pele.Estendo os braços e ele (eu) me dá as mãos e o trago até meu colo,surge na porta que dá pro corredor um dos que tinham me acompanhado até a escola,eu viro pra ele e digo "olha,é o André!",infelizmente depois disso eu acordo.

O que acham dessa técnica da recompensa?
Gostei muito da ideia de se recompensar com uma barra de chocolate. Mas cuidado pra você não engordar muito. gargalhada

Andrelp, você tem tatuagem de verdade ou você sonhou que tinha? Olhar pra uma tatuagem pode ser um ótimo RC. Sabia? Porque no sonho, a tatuagem sempre vai estar diferente.
avatar
Mensagens : 326
Pontos : 1053
Honra : 106
Data de inscrição : 10/05/2016
Localização : RS
Sonhos Lúcidos :
7 / 9997 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Andrelp

em Sex Dez 09, 2016 10:02 pm
Daydreamer,é verdade,da pra adaptar

Ei ramon,cara,não tem jeito de eu engordar,pode acreditar,kkkk
Sobre a tatuagem,eu tenho uma no antebraço direito.Usar ela como rc me ajudou esta noite do relato acima,acho que vou usar mais vezes.
avatar
Mensagens : 233
Pontos : 1421
Honra : 72
Data de inscrição : 26/12/2015
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Andrelp

em Seg Dez 12, 2016 3:32 pm
Andrelp:
Estou usando uma tática nova e deu certo,vou explicar...
Noite retrasada tive um sl pequeno,interessante mais pequeno,isso depois de um jejum de uma semana sem sl,daí tive uma ideia.Resolvi dar uma recompensa pro meu cérebro pelo sl,comprei uma boa barra de chocolate,eu não como muito açúcar,não que eu não goste,é pela saúde mesmo.Escrevi o sl no meu diário e depois eu o li comendo aquela barra deliciosa,sempre lembrando que aquilo era uma recompensa pelo sl e lembrando a mim mesmo que aquilo ia se repetir sempre que eu tivesse um sl.A noite quando fui deitar estava ansioso pra ter um sonho lúcido pra ganhar algo,o resultado foi que tive bons sonhos,vou relatar...

LIKE A MONKEY
Estou andando numa subida aqui da cidade e sinto uma vontade de correr impulsionando com as mãos no chão,corro um pouco e faço o rc,olho minha tatuagem que está meio apagada de um lado e depois olho o relógio duas vezes,as horas mudam bastante.Ainda meio surpreso por ser muito real eu me viro pra uma das árvores que está na beirada da rua,foco num dos galhos mais altos e salto pra alcançar,alcanço.Começo a me balançar no galho,ele dobra até eu encostar os pés no chão,chego no chão com uma força razoável.Tudo fica escuro e me sinto novamente nos galhos,começo a me balançar e me jogar de um pro outro,sinto um frio na barriga a cada salto,acaba.

O OUTRO EU
A minha irmã quer atirar água em mim com uma mangueira,eu corro e digo pra ela que a água deve estar gelada e vai me fazer mal,corro dela e começo a impulsionar com as mãos no chão,faço rc,olho a tatuagem que está com uma mancha preta num lado,olho o relógio e além de a hora marcar 55 ela muda quando olho pela segunda vez.Sigo pela rua e fico mais uma vez sem visão mas continuo sentindo que estou no sonho.A visão volta e estou em outro lugar e parece que a lucidez diminuiu um pouco,estou conversando com outros jovens,chegam duas garotas gêmeas de carro,elas usam uma coisa no cabelo,algo que nunca vi,fazia o cabelo parecer de plástico e era preto e branco,mas não era o cabelo,era como um lenço mas de plástico e que se moldava ao formato do cabelo.Percebo que são colegas de escola e que estou mais jovem,penso em aproveitar a oportunidade e ser mais solto um pouco,afinal na época da escola eu era extremamente tímido,converso e faço piadas que não lembro direito e todos riem.Até que olho pro outro lado da rua e me surpreendo,ali está o meu alvo,a escola da minha infância,e melhor do que eu esperava,ela era rosa,vou explicar.A escola é dividida em duas partes,uma as salas de aula ficam uma ao lado da outra,do primário à quarta série,a segunda é um prédio de dois pisos onde ficavam da quinta série até o terceiro ano,acontece que há uns 25 anos atrás esse prédio era rosa,o que significava então que eu estava muito no passado.Muito feliz atravesso a rua e vou em direção da escola prestando atenção a cada detalhe,estava bem real,algumas partes da parede pareciam que estavam remendadas com reboco novo sem pintar.Entro na escola e parece que alguns dos que estavam conversando comigo antes estava indo comigo e falavam alguma coisa sobre a escola,a minha direita logo na entrada tinham umas cadeiras que pareciam uma sala de espera,não havia ninguém no balcão de recepção,sigo pelo corredor e vejo um bebedouro com um banquinho de madeira na frente,entendo que era pras crianças subirem nele e beber água,os móveis eram bem retrô.Vejo uma sala de aula onde estavam várias cadeiras de madeira uma ao lado da outra,entro.Ali estava a minha professora do primário e outra criança,pergunto pra ela em que ano nós estamos,ela estranha e parecendo de mau humor diz que não quer responder,eu insisto e digo que é uma pegadinha de matemática mas ela ainda meio incomodada diz que não quer responder,vejo uma arma dourada sobre a mesa e pego dizendo que aquilo é perigoso,quando de repente surge de uma porta uma outra criança,era eu!!!Sim,eu com uns 4 ou 5 anos,exatamente como eu era,cabelo,rosto,pele.Estendo os braços e ele (eu) me dá as mãos e o trago até meu colo,surge na porta que dá pro corredor um dos que tinham me acompanhado até a escola,eu viro pra ele e digo "olha,é o André!",infelizmente depois disso eu acordo.

O que acham dessa técnica da recompensa?

Gostei da técnica da recompensa, tomara que continue funcionando. Você conseguiu encontrar o André criança  viva  como ele reagiu ao te ver?
avatar
Mensagens : 1273
Pontos : 3307
Honra : 657
Data de inscrição : 06/07/2015
Localização : Alemanha
Sonhos Lúcidos :
222 / 999222 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Andrelp

em Qua Dez 14, 2016 3:01 pm
Eu li esses dias, sobre essa técnica da recompensa. Eu até pensei em testá-la, mas eu não quero usar o chocolate. Eu ainda não sei por qual recompensa que eu poderia substituir. No livro que eu li também só citou o chocolate.
avatar
Mensagens : 367
Pontos : 833
Honra : 47
Data de inscrição : 09/10/2016
Localização : SP,Brasil
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
2 / 9992 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Andrelp

em Qui Dez 15, 2016 12:22 am
tecnica da recompensa? alguem me explica o que seria e como seria? vou dar uma pesquisada aqui...
avatar
Mensagens : 367
Pontos : 833
Honra : 47
Data de inscrição : 09/10/2016
Localização : SP,Brasil
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
2 / 9992 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Andrelp

em Qui Dez 15, 2016 12:26 am
pelo visto nao é so chocolate, pode ser qualquer tipo de recompensa como bebida, comida, bala, poema, livro, massagem entre outras pelo visto. RILD. mais uma tecnica para meu "vocabulario" muito feliz obrigado por compartilhar galerinha muito feliz mesmo sem eu nao entender nada do que aconteceu ai em cima ksaksaksaksakksa. mas jaja vou ler muito feliz
avatar
Mensagens : 367
Pontos : 833
Honra : 47
Data de inscrição : 09/10/2016
Localização : SP,Brasil
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
2 / 9992 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Andrelp

em Qui Dez 15, 2016 12:28 am
achei ela aqui http://best-lucid-dreaming-techniques.com/ e achei outra chamada TILD algo como sonho lucido induzido por sede. alguem mais conhece?
avatar
Mensagens : 367
Pontos : 833
Honra : 47
Data de inscrição : 09/10/2016
Localização : SP,Brasil
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
2 / 9992 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Andrelp

em Qui Dez 15, 2016 12:32 am
Nossa agora que vim quanta tecnica de indução esse site tem.
caracas...
PILD LILD RILD TILD SILD (<--PELO NOME É UMA TECNICA SAFADINHA) CILD UILD DIPD FILD... caramba... é bastante tecnica muito feliz
avatar
Mensagens : 326
Pontos : 1053
Honra : 106
Data de inscrição : 10/05/2016
Localização : RS
Sonhos Lúcidos :
7 / 9997 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Andrelp

em Seg Dez 19, 2016 11:09 am
Érika,a reação dele foi só dar os braços pra eu pegar ele no colo,eu peguei e ele não falou nada,mas foi muito legal me ver criança.

Königin,quer dizer que já tem uma técnica da recompensa,e com chocolate?Eu nunca tinha lido,fiz porque foi uma ideia que tive.

Tabarisco,a técnica da recompensa que eu fiz foi me dar algo no dia posterior a um bom sonho lúcido,no meu caso foi um chocolate.Eu comi lendo novamente o relato do sl e sempre tendo em mente que eu estava sendo recompensado por aquilo.
avatar
Mensagens : 326
Pontos : 1053
Honra : 106
Data de inscrição : 10/05/2016
Localização : RS
Sonhos Lúcidos :
7 / 9997 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Andrelp

em Seg Dez 19, 2016 11:40 am
Tirei uma semana de férias dos sl porque meus rc estavam funcionando e mesmo assim eu não ficava lúcido.Na última noite decidi voltar pros sl e tive um mais ou menos. Foi assim:

Estou na sala de casa e meu sobrinho que estava dormindo no chão acorda vomitando,ele começa a chorar e minha mãe que também estava por ali diz que ele anda fazendo isso por causa de pesadelos frequentes.Decido então ajudar ele,penso em perguntar qual é o pesadelo que ele tem pra tentar fazer com que ele perceba que é sonho da próxima vez.Pego ele no colo e ele ainda está chorando muito,começo estranhar uma coisa,meu sobrinho está pequeno,mais ou menos uns 4 ou 5 anos,penso que é sonho e uso a lógica,tento lembrar se ele é assim mesmo e lembro que não,que ele já tem 20,sem necessidade de confirmação saio dali já sabendo que é sonho.Saio pela porta da frente e minha irmã está limpando o quintal,vou abrir o portão mas decido usar ele pra voar,como já fiz outras vezes,me jogo nele e ele se solta já flutuando,um carro chega na frente de casa e uma mulher muito esquisita que estava dirigindo pergunta algo,eu digo pra ela perguntar pra alguém na casa.Saio voando pela no portão,esfrego as mãos para estabilizar o sonho,mais adiante faço uma curva pra passar por cima das casas e tentar chegar num lugar em que estive num outro sonho em que voei por cima de várias nuvens.Passo por cima das casas e decido olhar minhas mãos que é um rc que sempre falha,minha mão está normal,continuo olhando pra ela e o dedo mínimo some e aparece várias vezes.Volto a prestar atenção no lugar pra onde estou e estou voando agora sobre um campo aberto,esfrego as mãos novamente e começo a tentar fazer a "nave portão" voar mais rápido mas não consigo,levo a mão pra trás e faço um movimento como se estivesse regulando a velocidade num botão,dá certo e começo a voar mais rápido.Vôo pra baixo com velocidade e sinto um frio na barriga,subo de volta e fico fazendo isso várias vezes porque tá muito legal,tem umas árvores e passo por entre os galhos fazendo manobras,estava tão legal que fico fazendo isso até acabar.
avatar
Mensagens : 233
Pontos : 1421
Honra : 72
Data de inscrição : 26/12/2015
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Andrelp

em Seg Dez 19, 2016 11:46 pm
Andrelp:
Tirei uma semana de férias dos sl porque meus rc estavam funcionando e mesmo assim eu não ficava lúcido.Na última noite decidi voltar pros sl e tive um mais ou menos. Foi assim:

Estou na sala de casa e meu sobrinho que estava dormindo no chão acorda vomitando,ele começa a chorar e minha mãe que também estava por ali diz que ele anda fazendo isso por causa de pesadelos frequentes.Decido então ajudar ele,penso em perguntar qual é o pesadelo que ele tem pra tentar fazer com que ele perceba que é sonho da próxima vez.Pego ele no colo e ele ainda está chorando muito,começo estranhar uma coisa,meu sobrinho está pequeno,mais ou menos uns 4 ou 5 anos,penso que é sonho e uso a lógica,tento lembrar se ele é assim mesmo e lembro que não,que ele já tem 20,sem necessidade de confirmação saio dali já sabendo que é sonho.Saio pela porta da frente e minha irmã está limpando o quintal,vou abrir o portão mas decido usar ele pra voar,como já fiz outras vezes,me jogo nele e ele se solta já flutuando,um carro chega na frente de casa e uma mulher muito esquisita que estava dirigindo pergunta algo,eu digo pra ela perguntar pra alguém na casa.Saio voando pela no portão,esfrego as mãos para estabilizar o sonho,mais adiante faço uma curva pra passar por cima das casas e tentar chegar num lugar em que estive num outro sonho em que voei por cima de várias nuvens.Passo por cima das casas e decido olhar minhas mãos que é um rc que sempre falha,minha mão está normal,continuo olhando pra ela e o dedo mínimo some e aparece várias vezes.Volto a prestar atenção no lugar pra onde estou  e estou voando agora sobre um campo aberto,esfrego as mãos novamente e começo a tentar fazer a "nave portão" voar mais rápido mas não consigo,levo a mão pra trás e faço um movimento como se estivesse regulando a velocidade num botão,dá certo e começo a voar mais rápido.Vôo pra baixo com velocidade e sinto um frio na barriga,subo de volta e fico fazendo isso várias vezes porque tá muito legal,tem umas árvores e passo por entre os galhos fazendo manobras,estava tão legal que fico fazendo isso até acabar.

Oi André, já estava sentindo falta dos seus relatos. Gostei da ideia de usar o portão como nave feliz  Vou ver se consigo fazer algo parecido.
avatar
Mensagens : 326
Pontos : 1053
Honra : 106
Data de inscrição : 10/05/2016
Localização : RS
Sonhos Lúcidos :
7 / 9997 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Andrelp

em Ter Dez 20, 2016 6:34 pm
Oi Érika,obrigado pela força.Usei esse portão várias vezes já,como tenho dificuldade pra voar por conta própria essa foi uma opção,e vem dando certo.
avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2461
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Andrelp

em Qua Dez 21, 2016 11:00 am
Andrelp escreveu:mais ou menos uns 4 ou 5 anos,penso que é sonho e uso a lógica,tento lembrar se ele é assim mesmo e lembro que não,que ele já tem 20,sem necessidade de confirmação saio dali já sabendo que é sonho.

Olá, faz tempo que não acompanho muito os diários, mas vejo que continua a ficar lúcido questionando a realidade. Isso é muito interessante. Você sempre faz isso mesmo na realidade quando ocorre algum fato "estranho"?


CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
avatar
Mensagens : 326
Pontos : 1053
Honra : 106
Data de inscrição : 10/05/2016
Localização : RS
Sonhos Lúcidos :
7 / 9997 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Andrelp

em Qua Dez 21, 2016 11:07 am
Oi Hiriu,obrigado por ler meu diário.Cara,eu ando tendo bastante problema pra ficar lúcido,embora quase todas as noites em meus sonhos eu desconfie que estou sonhando,muitas vezes eu duvido que seja sonho,mesmo que meu rc de olhar no relógio acuse que estou.Penso que para mim a melhor alternativa seja essa de usar a lógica,pois ninca vai haver tal num sonho.Espero que eu encontre um jeito de aproveitar todas as oportunidades que tenho.
Sobre sua pergunta,sim.Sempre que acontece algo estranho eu lembro na hora de fazer um rc.
avatar
Mensagens : 367
Pontos : 833
Honra : 47
Data de inscrição : 09/10/2016
Localização : SP,Brasil
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
2 / 9992 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Andrelp

em Sex Dez 23, 2016 1:46 am
Andrelp escreveu:Tirei uma semana de férias dos sl porque meus rc estavam funcionando e mesmo assim eu não ficava lúcido.Na última noite decidi voltar pros sl e tive um mais ou menos. Foi assim:

Estou na sala de casa e meu sobrinho que estava dormindo no chão acorda vomitando,ele começa a chorar e minha mãe que também estava por ali diz que ele anda fazendo isso por causa de pesadelos frequentes.Decido então ajudar ele,penso em perguntar qual é o pesadelo que ele tem pra tentar fazer com que ele perceba que é sonho da próxima vez.Pego ele no colo e ele ainda está chorando muito,começo estranhar uma coisa,meu sobrinho está pequeno,mais ou menos uns 4 ou 5 anos,penso que é sonho e uso a lógica,tento lembrar se ele é assim mesmo e lembro que não,que ele já tem 20,sem necessidade de confirmação saio dali já sabendo que é sonho.Saio pela porta da frente e minha irmã está limpando o quintal,vou abrir o portão mas decido usar ele pra voar,como já fiz outras vezes,me jogo nele e ele se solta já flutuando,um carro chega na frente de casa e uma mulher muito esquisita que estava dirigindo pergunta algo,eu digo pra ela perguntar pra alguém na casa.Saio voando pela no portão,esfrego as mãos para estabilizar o sonho,mais adiante faço uma curva pra passar por cima das casas e tentar chegar num lugar em que estive num outro sonho em que voei por cima de várias nuvens.Passo por cima das casas e decido olhar minhas mãos que é um rc que sempre falha,minha mão está normal,continuo olhando pra ela e o dedo mínimo some e aparece várias vezes.Volto a prestar atenção no lugar pra onde estou  e estou voando agora sobre um campo aberto,esfrego as mãos novamente e começo a tentar fazer a "nave portão" voar mais rápido mas não consigo,levo a mão pra trás e faço um movimento como se estivesse regulando a velocidade num botão,dá certo e começo a voar mais rápido.Vôo pra baixo com velocidade e sinto um frio na barriga,subo de volta e fico fazendo isso várias vezes porque tá muito legal,tem umas árvores e passo por entre os galhos fazendo manobras,estava tão legal que fico fazendo isso até acabar.
o final voce virou o tarzan muito feliz feliz gargalhada
avatar
Mensagens : 367
Pontos : 833
Honra : 47
Data de inscrição : 09/10/2016
Localização : SP,Brasil
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
2 / 9992 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Andrelp

em Sex Dez 23, 2016 1:48 am
so que claro um tarzan mais tecnologico muito feliz
avatar
Mensagens : 1273
Pontos : 3307
Honra : 657
Data de inscrição : 06/07/2015
Localização : Alemanha
Sonhos Lúcidos :
222 / 999222 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Andrelp

em Sex Dez 23, 2016 1:56 pm
Andrelp escreveu:Tirei uma semana de férias dos sl porque meus rc estavam funcionando e mesmo assim eu não ficava lúcido.Na última noite decidi voltar pros sl e tive um mais ou menos. Foi assim:

Estou na sala de casa e meu sobrinho que estava dormindo no chão acorda vomitando,ele começa a chorar e minha mãe que também estava por ali diz que ele anda fazendo isso por causa de pesadelos frequentes.Decido então ajudar ele,penso em perguntar qual é o pesadelo que ele tem pra tentar fazer com que ele perceba que é sonho da próxima vez.Pego ele no colo e ele ainda está chorando muito,começo estranhar uma coisa,meu sobrinho está pequeno,mais ou menos uns 4 ou 5 anos,penso que é sonho e uso a lógica,tento lembrar se ele é assim mesmo e lembro que não,que ele já tem 20,sem necessidade de confirmação saio dali já sabendo que é sonho.Saio pela porta da frente e minha irmã está limpando o quintal,vou abrir o portão mas decido usar ele pra voar,como já fiz outras vezes,me jogo nele e ele se solta já flutuando,um carro chega na frente de casa e uma mulher muito esquisita que estava dirigindo pergunta algo,eu digo pra ela perguntar pra alguém na casa.Saio voando pela no portão,esfrego as mãos para estabilizar o sonho,mais adiante faço uma curva pra passar por cima das casas e tentar chegar num lugar em que estive num outro sonho em que voei por cima de várias nuvens.Passo por cima das casas e decido olhar minhas mãos que é um rc que sempre falha,minha mão está normal,continuo olhando pra ela e o dedo mínimo some e aparece várias vezes.Volto a prestar atenção no lugar pra onde estou  e estou voando agora sobre um campo aberto,esfrego as mãos novamente e começo a tentar fazer a "nave portão" voar mais rápido mas não consigo,levo a mão pra trás e faço um movimento como se estivesse regulando a velocidade num botão,dá certo e começo a voar mais rápido.Vôo pra baixo com velocidade e sinto um frio na barriga,subo de volta e fico fazendo isso várias vezes porque tá muito legal,tem umas árvores e passo por entre os galhos fazendo manobras,estava tão legal que fico fazendo isso até acabar.
Desta vez o RC da mao pareceu funcionar. Demorou um pouco, mas deu certo.
avatar
Mensagens : 367
Pontos : 833
Honra : 47
Data de inscrição : 09/10/2016
Localização : SP,Brasil
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
2 / 9992 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Andrelp

em Sex Dez 23, 2016 7:48 pm
é mas talvez possa ser porque o sonho tava vivido ou realzinho muito feliz
avatar
Mensagens : 326
Pontos : 1053
Honra : 106
Data de inscrição : 10/05/2016
Localização : RS
Sonhos Lúcidos :
7 / 9997 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Andrelp

em Sab Jan 14, 2017 12:38 pm
Meus sl estão voltando,até que enfim.estava esperando um mais ou menos pra postar,esse foi da última noite.

Estou num lugar com amigos e chegam outros,eles estavam atrasados e cumprimentam,uma cumprimenta meio fria,saio e ando pelo centro da cidade tentando falar com minha irmã pelo whats,dobro a rua do posto e caio porque estou com uma mochila nas costas e está muito pesada,levanto e desisto de ir até ela,vejo um ônibus azul estacionando.Voltando pela rua por onde eu vim estou com um papel nas mãos e muda o que está escrito nele,sou pego de surpresa e leio de novo e mudou de novo,tento voar pra testar e não consigo,olho minhas mãos e tem uns dedos menores.Já certo de que estou num sonho eu corro pela rua a procura de alguém pra conversar,preciso melhorar muito nisso ainda e esse tem sido meu objetivo pros sl,o problema era que a cidade estava vazia.Vejo então a sacada de uma casa que ficava acima de uma loja,vou até uma porta que seria o acesso a escada e bato,enquanto espero esfrego as mãos,também me abaixo e passo a mão no aslfalto,a sensação do asfalto é perfeita,ele não era liso,senti ele áspero.Aparece então na sacada uma mulher grávida com uma camisola vermelha,ela é loira e aparenta ter uns 25 anos,ela faz sinal pra eu entrar.Enquanto vou subindo pela escada tudo escurece,continuo mesmo assim e ainda sinto minha mão passando no corrimão de madeira,então estalo os dedos e o sonho volta.Estou agora de frente pra porta do apartamento,entro.Converso com ela e pergunto qual é seu nome,ela fala um nome incrivelmente lindo que infelizmente eu esqueci,era diferente e muito bonito e eu disse isso pra ela.Enquanto conversávamos vi o que parecia um porta retrato e nele estava o tom cavalcanti,ele estava de frente sorrindo com a mão no queixo,quando olhei de novo estava passando a escolinha do professor Raimundo,era uma TV,falei pra ela o que eu tinha visto e disse que pensei que ela era casada com o tom cavalcanti,ela riu muito.Nos dirigimos até um sofá e perguntei qual o nome do bebê que ela esperava,ela disse que era Noel,disse que achei bonito também,vi uma gata branca num tapete e perguntei o nome da gata,parece que eu estava meio sem ideias pra conversa,kkkk,sei que ela disse que o nome da gata era atalayala,pra mim é com y,não sei por que,ela ainda disse que tinha mais uma filha chamada greice,depois acabou o sonho.Quando senti que acabou executei a separação,começo a andar no escuro e sinto o chão sob meus pés,ando até a frente da casa e abro a porta,começo a enxergar,olho minhas mãos e tem uns dedos faltando pedaços,corro e me jogo no portão,saio voando em cima dele mas antes olho pra dentro de casa e vejo que as luzes ficaram acesas mas não ligo,alguém grita algo.Vôo no portão e ele sobe e desce,penso em ir de novo até minha antiga escola,sigo pela rua e viro a nave portão pra passar por cima das casas,a rua onde chego era a normal,exatamente a que fica ali mesmo,sigo até que chego numa rua diferente,parece um lugar da cidade onde fica a escola mas a rua está inundada,passo por cima dos fios dos postes,desço mais um pouco e acabo batendo nos fios,não acontece nada e penso que devem estar desligados por causa da enchente,acordo.
avatar
Mensagens : 1273
Pontos : 3307
Honra : 657
Data de inscrição : 06/07/2015
Localização : Alemanha
Sonhos Lúcidos :
222 / 999222 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Andrelp

em Seg Jan 16, 2017 9:11 am
Andrelp:
Andrelp escreveu:Meus sl estão voltando,até que enfim.estava esperando um mais ou menos pra postar,esse foi da última noite.

Estou num lugar com amigos e chegam outros,eles estavam atrasados e cumprimentam,uma cumprimenta meio fria,saio e ando pelo centro da cidade tentando falar com minha irmã pelo whats,dobro a rua do posto e caio porque estou com uma mochila nas costas e está muito pesada,levanto e desisto de ir até ela,vejo um ônibus azul estacionando.Voltando pela rua por onde eu vim estou com um papel nas mãos e muda o que está escrito nele,sou pego de surpresa e leio de novo e mudou de novo,tento voar pra testar e não consigo,olho minhas mãos e tem uns dedos menores.Já certo de que estou num sonho eu corro pela rua a procura de alguém pra conversar,preciso melhorar muito nisso ainda e esse tem sido meu objetivo pros sl,o problema era que a cidade estava vazia.Vejo então a sacada de uma casa que ficava acima de uma loja,vou até uma porta que seria o acesso a escada e bato,enquanto espero esfrego as mãos,também me abaixo e passo a mão no aslfalto,a sensação do asfalto é perfeita,ele não era liso,senti ele áspero.Aparece então na sacada uma mulher grávida com uma camisola vermelha,ela é loira e aparenta ter uns 25 anos,ela faz sinal pra eu entrar.Enquanto vou subindo pela escada tudo escurece,continuo mesmo assim e ainda sinto minha mão passando no corrimão de madeira,então estalo os dedos e o sonho volta.Estou agora de frente pra porta do apartamento,entro.Converso com ela e pergunto qual é seu nome,ela fala um nome incrivelmente lindo que infelizmente eu esqueci,era diferente e muito bonito e eu disse isso pra ela.Enquanto conversávamos vi o que parecia um porta retrato e nele estava o tom cavalcanti,ele estava de frente sorrindo com a mão no queixo,quando olhei de novo estava passando a escolinha do professor Raimundo,era uma TV,falei pra ela o que eu tinha visto e disse que pensei que ela era casada com o tom cavalcanti,ela riu muito.Nos dirigimos até um sofá e perguntei qual o nome do bebê que ela esperava,ela disse que era Noel,disse que achei bonito também,vi uma gata branca num tapete e perguntei o nome da gata,parece que eu estava meio sem ideias pra conversa,kkkk,sei que ela disse que o nome da gata era atalayala,pra mim é com y,não sei por que,ela ainda disse que tinha mais uma filha chamada greice,depois acabou o sonho.Quando senti que acabou executei a separação,começo a andar no escuro e sinto o chão sob meus pés,ando até a frente da casa e abro a porta,começo a enxergar,olho minhas mãos e tem uns dedos faltando pedaços,corro e me jogo no portão,saio voando em cima dele mas antes olho pra dentro de casa e vejo que as luzes ficaram acesas mas não ligo,alguém grita algo.Vôo no portão e ele sobe e desce,penso em ir de novo até minha antiga escola,sigo pela rua e viro a nave portão pra passar por cima das casas,a rua onde chego era a normal,exatamente a que fica ali mesmo,sigo até que chego numa rua diferente,parece um lugar da cidade onde fica a escola mas a rua está inundada,passo por cima dos fios dos postes,desço mais um pouco e acabo batendo nos fios,não acontece nada e penso que devem estar desligados por causa da enchente,acordo.
Eu também acho um pouco difícil manter um diálogo com as figuras oníricas. Acho que devíamos pedir algumas dicas com a Érika. Ela tem uma facilidade para interagir com os personagens dela. muito feliz
avatar
Mensagens : 326
Pontos : 1053
Honra : 106
Data de inscrição : 10/05/2016
Localização : RS
Sonhos Lúcidos :
7 / 9997 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Andrelp

em Seg Jan 30, 2017 12:40 pm
Pois é königin,pra mim faltou ideias dessa vez,kkkkk
avatar
Mensagens : 326
Pontos : 1053
Honra : 106
Data de inscrição : 10/05/2016
Localização : RS
Sonhos Lúcidos :
7 / 9997 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Andrelp

em Seg Jan 30, 2017 12:55 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Olá colegas onironautas,me desculpem pela ausência,ando meio sem tempo.Passei aqui rapidinho para deixar os sl dessa noite,espero que gostem...

Me sinto paralisado na cama e peço pra minha esposa me fazer massagem nas pernas,ela faz e volto.Depois me sinto paralisado de novo,estou deitado como a cama era antigamente e vejo o quarto,dou um gemido alto tentando me mexer,percebo que posso sair e separo,saio pela casa no escuro mesmo até a porta da frente,abro e saio.Tem um cachorro peludinho dormindo enroscado por ali e ele se assusta comigo,corro e me jogo no portão mas ele não se solta,ele está bem firme com telas fortes,o cachorro pulou a cerca e eu faço o mesmo,lembro de ter separado de novo mas não distingo o que aconteceu em cada vez.Começa um sonho não lúcido,estou andando pela rua aqui de casa em direção a igreja,a minha esposa diz pra não corrermos muito porque há pouco tempo ela caiu por ali,ela estava se referindo a um sonho dela,pego o cartão com o qual faço meus rc,é um cartão da minha barbearia,eu escrevi frases em alguns e carrego comigo um de cada vez trocando depois de alguns dias,tem uma frase nada a ver nele,ri pra ela e digo que ainda estamos num sonho,ela pega o cartão e eu digo pra ela olhar o lado que fala da barbearia,digo que pra mim parecem letras árabes.Pego o cartão e sem olhar apago o que está escrito,e ainda sem olhar escrevo com os dedos mesmo,minha ideia é escrever que amo ela,olho de novo e está escrito em letras bem bonitas "Te amo,mais linda do mundo",entrego pra ela e digo que dá pra fazer coisas muito legais nos sonhos,ela fica bem feliz,,acaba.


Estou numa sala consciente que estou sonhando mas não lembro como fiquei lúcido,falei pra um amigo mas ele não acredita,digo pra ele olhar o relógio e depois olhar de novo,ele faz mas diz que fui eu quem mudou o horário,me afastei e disse pra ele fazer de novo,ele até adimite que mudou mas não acredita,agora a sala está cheia de gente e elas ficam perto dos relógios atrapalhando assim que eu prove que é sonho,digo então pra todos que eles fiquem ali que eu vou aproveitar o sonho.Na saída,perto da porta,ia chegando uma família,a menina era muito feia e tinha um olho torto,me abaixo e ajeito a cara dela,o pai dela volta e feliz aperta minha mão,eu digo "eu sou André",e saio dali,começo a voar mas acaba.
Conteúdo patrocinado

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Andrelp

Ver o tópico anteriorVoltar ao TopoVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum