Conectar-se
Os membros mais ativos do mês
8 Mensagens - 25%
6 Mensagens - 19%
4 Mensagens - 13%
3 Mensagens - 9%
3 Mensagens - 9%
2 Mensagens - 6%
2 Mensagens - 6%
2 Mensagens - 6%
1 Mensagem - 3%
1 Mensagem - 3%
Votação
Qual a técnica que você utiliza para ficar lúcido?
Teste de Realidade
45% / 15
Totem
15% / 5
Incubação
12% / 4
Gatilho
6% / 2
Gravador de Voz ou Sons Binaurais
6% / 2
Outros
15% / 5
Parceiros
 sonhos=
 sonhos=
 animes=

Compartilhe
Ver o tópico anteriorIr em baixoVer o tópico seguinte
avatar
Mensagens : 43
Pontos : 370
Honra : 23
Data de inscrição : 24/08/2016
Sonhos Lúcidos :
2 / 9992 / 999
Sonhos Comuns :
12 / 99912 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonho Lúcidos de Pyros

em Sex Ago 26, 2016 8:28 am
Pyros escreveu:Essa noite eu fui dormir bem cedo, umas 9 horas, pois estava com muita dor de cabeça. Levantei algumas vezes lá pelas 4 da manhã para beber água e voltei a dormir. Do nada agora pela manhãzinha comecei a ouvi uma vibração como se um celular estivesse tocando mas sem o som, só vibrando. Ao mesmo tempo várias vozes na minha mente como se fosse uma torcida ficavam falando ao mesmo tempo:
"- Você precisa ficar quieto!!" "-Não pode se mexer, ou vai acordar!!!"
Ao ouvir o que elas diziam eu comecei a fazer os movimentos de me imaginar mexendo os braços e o tronco. Ouve uma hora que eu me mexi tanto que acabei caindo da cama, mas foi aí a surpresa, a queda não acabava nunca, eu apenas ficava girando como se tivesse descendo uma montanha rolando kkkkkk

Decidi que tinha que dar um basta nisso e tentei fazer o movimento de rolar pro lado oposto, foi assim que acabai parando me batendo numa cadeira do meu quarto. Olhei para as mãos e consegui fazer um rasengan nelas. "Estou sonhando" - pensei. Daí fui na cozinha, estava igual, mas havia uma chaleira com água no fugão.

Ouvi a voz de meus pais, mas parecia que eu tinha voltado a ser criança, pois minha mãe falava algo como :"- Dê um jeito neste garoto, ele está fazendo aquelas bizarrices de novo".
Meu pai veio em minha direção, aproveitei então esse momento para testar o meu rasengan. Acontece que com o tempo parece que meu rasengan não destrói mais parede como na primeira vez, quando eu colido ele com as coisas apenas sai fumaça olhos girando ) .Bom, fui testar ele no velho e você já imagina que não rolou nada, saiu um monte de fumaça e depois ele ficou me olhando com a cara de quem não tava entendendo nada.

Mas eu não desistir, havia outra coisa que eu queria testar, dessa vez, queria saber se conseguia controlar o fogo. Como eu não conseguia produzir fogo, decidi pegar emprestado o do fugão. Passei a mão nas chamas e senti um calor enorme na minha palma, era apenas uma pequena brasa fraquinha mas desejei que ela se alastrasse pela minha mão esquerda toda e assim ela fez. Era uma sensação muito boa e estranha, decidi fazer o mesmo com a outra mão. De uma distancia média do  fugão, eu apontei a minha mão pras chamas e fiquei como que tentando puxar elas com a mente. Ventos fortes romperam as janelas da casa e a porta ao mesmo tempo que o fogo vinha para minha mão, foi muito divertido fazer isso.

Depois fui na banheiro e vi meu reflexo no espelho com as duas mãos pegando fogo. Interessante que o banheiro estava escuro, minhas mãos que iluminavam o ambiente. Quando vi o reflexo, lembrei muito do meu avatar aqui do fórum, mas falta uma coisa, esse personagem tem uma chama que também sai de sua testa.

Então tive que fazer isso também, mas foi aí que as coisas começaram a dar errado, meu pai veio correndo e tentou me dar um mata leão, minha mãe tentava jogar água no meu rosto e eu fiquei com pena de queimar eles dois, acabou que eu perdi a lucidez e fui parar em um sonho normal, que até onde me lembro bem, meus pais me colocaram para fazer Pizza. lol

viva viva viva Aê sonho lúcido!!!! Parabéns Pyros belo sonho lúcido. Vou começar a usar WBTB esse fds, não posso dias de semana pq durmo 22:00~22:30 as vezes 23:00 e me acordo 5:30 Crying or Very sad . Mas é minha técnica predileta, Tholey durante o dia, WBTB pra acordar na 6ª hora de sono e o FILD pra entrar no SL.

Interessante sua manipulação com o fogo, tudo de muito "complexo" força o SL a se desfazer, mas você como já é normal formar uma Rasengan como Reality Check, já acostuma a modificar o ambiente fazendo uma Rasengan parecer algo natural muito feliz  . Faltou só um escape pra trocar de sonho na hora que estava encurralado, me lembro que quando algum personagem me agarrava pra fazer eu perder meu SL eu imaginava que nos meus poros sairiam óleo ao invés de suor, logo eu ficava escorregadio e escapava, engraçado que eu escorregava como uma cobra até cair no chão gargalhada
Hoje acordei cansado e pulei da cama, não me recordei nem de uma fração de sonho. Até logo viva



Se o universo é incrível, maravilhoso e infinito e o infinito é algo sem barreiras e sem fim, imagina ter outro universo ao dormir, onde é você quem não tem barreiras, é poder ter seus dois próprios infinitos.
חוֹלֵם - Sonhador
avatar
Mensagens : 386
Pontos : 1445
Honra : 199
Data de inscrição : 04/03/2016
Idade : 20
Localização : Brasil
Sonhos Lúcidos :
29 / 99929 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonho Lúcidos de Pyros

em Sex Ago 26, 2016 9:29 am
Yo Sonhador, rapaz esse sonho foi mais na força de vontade do que nas técnicas. Ultimamente eu só tenho anotado os sonhos e feito RCs quando estou em vigília. Mas também como eu dormi melhor essa noite acho que consegui aproveitar o tempo do Rem.

Gostei da sua ideia de transpirar óleo, mais fiquei pensativo, minhas mãos estavam em chamas, será que eu pegaria fogo por inteiro se fizesse isso? kkkkkkk

Na real eu preciso melhorar meu planejamento nos sonhos... percebi novamente hoje que quando estou lúcido já vou logo fazendo uma coisa e dificilmente me recordo de alguma ideia que eu planejei pro sonho. Por exemplo, eu quero muito ir para o espaço, como não tenho grandes dificuldades em voar, acho que posso ir voando mesmo. Mas sempre que fico lúcido acabo esquecendo disso e me deixando levar pelo sonho em si.
avatar
Mensagens : 43
Pontos : 370
Honra : 23
Data de inscrição : 24/08/2016
Sonhos Lúcidos :
2 / 9992 / 999
Sonhos Comuns :
12 / 99912 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonho Lúcidos de Pyros

em Sex Ago 26, 2016 10:51 am
Pyros escreveu:Yo Sonhador, rapaz esse sonho foi mais na força de vontade do que nas técnicas. Ultimamente eu só tenho anotado os sonhos e feito RCs quando estou em vigília. Mas também como eu dormi melhor essa noite acho que consegui aproveitar o tempo do Rem.

Gostei da sua ideia de transpirar óleo, mais fiquei pensativo, minhas mãos estavam em chamas, será que eu pegaria fogo por inteiro se fizesse isso? kkkkkkk

Na real eu preciso melhorar meu planejamento nos sonhos... percebi novamente hoje que quando estou lúcido já vou logo fazendo uma coisa e dificilmente me recordo de alguma ideia que eu planejei pro sonho. Por exemplo, eu quero muito ir para o espaço, como não tenho grandes dificuldades em voar, acho que posso ir voando mesmo. Mas sempre que fico lúcido acabo esquecendo disso e me deixando levar pelo sonho em si.

Kkkkk imagina, sai óleo do corpo e você acaba pegando fogo completamente.
Também só estava anotando e dormindo, quando durmo bem fica melhor de lembrar dos sonhos.

Já me imaginei viajando pra outros planetas, admirar o espaço, etc, dentro de um SL, deve ser uma experiência surreal. Não sei se funciona mas você devia tentar lembrar do que tinha ao seu redor quando acordar, começar a "forçar" seu subconsciente a entender que tudo ao seu redor é importante, acho que quando se habituar a ter essa importancia com os detalhes você vai notar melhor o espaço em sua volta dentro do sonho.
Espero que tenha um SL no espaço e relate aqui. Tenta incubar esse sonho e planejar o que fazer dança



Se o universo é incrível, maravilhoso e infinito e o infinito é algo sem barreiras e sem fim, imagina ter outro universo ao dormir, onde é você quem não tem barreiras, é poder ter seus dois próprios infinitos.
חוֹלֵם - Sonhador
avatar
Mensagens : 1273
Pontos : 3188
Honra : 657
Data de inscrição : 06/07/2015
Localização : Alemanha
Sonhos Lúcidos :
222 / 999222 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonho Lúcidos de Pyros

em Sex Ago 26, 2016 5:10 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Pyros:

Pyros escreveu:Essa noite eu fui dormir bem cedo, umas 9 horas, pois estava com muita dor de cabeça. Levantei algumas vezes lá pelas 4 da manhã para beber água e voltei a dormir. Do nada agora pela manhãzinha comecei a ouvi uma vibração como se um celular estivesse tocando mas sem o som, só vibrando. Ao mesmo tempo várias vozes na minha mente como se fosse uma torcida ficavam falando ao mesmo tempo:
"- Você precisa ficar quieto!!" "-Não pode se mexer, ou vai acordar!!!"
Ao ouvir o que elas diziam eu comecei a fazer os movimentos de me imaginar mexendo os braços e o tronco. Ouve uma hora que eu me mexi tanto que acabei caindo da cama, mas foi aí a surpresa, a queda não acabava nunca, eu apenas ficava girando como se tivesse descendo uma montanha rolando kkkkkk

Decidi que tinha que dar um basta nisso e tentei fazer o movimento de rolar pro lado oposto, foi assim que acabai parando me batendo numa cadeira do meu quarto. Olhei para as mãos e consegui fazer um rasengan nelas. "Estou sonhando" - pensei. Daí fui na cozinha, estava igual, mas havia uma chaleira com água no fugão.

Ouvi a voz de meus pais, mas parecia que eu tinha voltado a ser criança, pois minha mãe falava algo como :"- Dê um jeito neste garoto, ele está fazendo aquelas bizarrices de novo".
Meu pai veio em minha direção, aproveitei então esse momento para testar o meu rasengan. Acontece que com o tempo parece que meu rasengan não destrói mais parede como na primeira vez, quando eu colido ele com as coisas apenas sai fumaça olhos girando ) .Bom, fui testar ele no velho e você já imagina que não rolou nada, saiu um monte de fumaça e depois ele ficou me olhando com a cara de quem não tava entendendo nada.

Mas eu não desistir, havia outra coisa que eu queria testar, dessa vez, queria saber se conseguia controlar o fogo. Como eu não conseguia produzir fogo, decidi pegar emprestado o do fugão. Passei a mão nas chamas e senti um calor enorme na minha palma, era apenas uma pequena brasa fraquinha mas desejei que ela se alastrasse pela minha mão esquerda toda e assim ela fez. Era uma sensação muito boa e estranha, decidi fazer o mesmo com a outra mão. De uma distancia média do  fugão, eu apontei a minha mão pras chamas e fiquei como que tentando puxar elas com a mente. Ventos fortes romperam as janelas da casa e a porta ao mesmo tempo que o fogo vinha para minha mão, foi muito divertido fazer isso.

Depois fui na banheiro e vi meu reflexo no espelho com as duas mãos pegando fogo. Interessante que o banheiro estava escuro, minhas mãos que iluminavam o ambiente. Quando vi o reflexo, lembrei muito do meu avatar aqui do fórum, mas falta uma coisa, esse personagem tem uma chama que também sai de sua testa.

Então tive que fazer isso também, mas foi aí que as coisas começaram a dar errado, meu pai veio correndo e tentou me dar um mata leão, minha mãe tentava jogar água no meu rosto e eu fiquei com pena de queimar eles dois, acabou que eu perdi a lucidez e fui parar em um sonho normal, que até onde me lembro bem, meus pais me colocaram para fazer Pizza. lol
Divertido relato, Pyros - O Senhor do Fogo!sasuke
Você aprontou muito com seus pais e no final teve pizza. lol
avatar
Mensagens : 386
Pontos : 1445
Honra : 199
Data de inscrição : 04/03/2016
Idade : 20
Localização : Brasil
Sonhos Lúcidos :
29 / 99929 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonho Lúcidos de Pyros

em Sex Ago 26, 2016 5:16 pm
Königin escreveu:
Pyros:

Pyros escreveu:Essa noite eu fui dormir bem cedo, umas 9 horas, pois estava com muita dor de cabeça. Levantei algumas vezes lá pelas 4 da manhã para beber água e voltei a dormir. Do nada agora pela manhãzinha comecei a ouvi uma vibração como se um celular estivesse tocando mas sem o som, só vibrando. Ao mesmo tempo várias vozes na minha mente como se fosse uma torcida ficavam falando ao mesmo tempo:
"- Você precisa ficar quieto!!" "-Não pode se mexer, ou vai acordar!!!"
Ao ouvir o que elas diziam eu comecei a fazer os movimentos de me imaginar mexendo os braços e o tronco. Ouve uma hora que eu me mexi tanto que acabei caindo da cama, mas foi aí a surpresa, a queda não acabava nunca, eu apenas ficava girando como se tivesse descendo uma montanha rolando kkkkkk

Decidi que tinha que dar um basta nisso e tentei fazer o movimento de rolar pro lado oposto, foi assim que acabai parando me batendo numa cadeira do meu quarto. Olhei para as mãos e consegui fazer um rasengan nelas. "Estou sonhando" - pensei. Daí fui na cozinha, estava igual, mas havia uma chaleira com água no fugão.

Ouvi a voz de meus pais, mas parecia que eu tinha voltado a ser criança, pois minha mãe falava algo como :"- Dê um jeito neste garoto, ele está fazendo aquelas bizarrices de novo".
Meu pai veio em minha direção, aproveitei então esse momento para testar o meu rasengan. Acontece que com o tempo parece que meu rasengan não destrói mais parede como na primeira vez, quando eu colido ele com as coisas apenas sai fumaça olhos girando ) .Bom, fui testar ele no velho e você já imagina que não rolou nada, saiu um monte de fumaça e depois ele ficou me olhando com a cara de quem não tava entendendo nada.

Mas eu não desistir, havia outra coisa que eu queria testar, dessa vez, queria saber se conseguia controlar o fogo. Como eu não conseguia produzir fogo, decidi pegar emprestado o do fugão. Passei a mão nas chamas e senti um calor enorme na minha palma, era apenas uma pequena brasa fraquinha mas desejei que ela se alastrasse pela minha mão esquerda toda e assim ela fez. Era uma sensação muito boa e estranha, decidi fazer o mesmo com a outra mão. De uma distancia média do  fugão, eu apontei a minha mão pras chamas e fiquei como que tentando puxar elas com a mente. Ventos fortes romperam as janelas da casa e a porta ao mesmo tempo que o fogo vinha para minha mão, foi muito divertido fazer isso.

Depois fui na banheiro e vi meu reflexo no espelho com as duas mãos pegando fogo. Interessante que o banheiro estava escuro, minhas mãos que iluminavam o ambiente. Quando vi o reflexo, lembrei muito do meu avatar aqui do fórum, mas falta uma coisa, esse personagem tem uma chama que também sai de sua testa.

Então tive que fazer isso também, mas foi aí que as coisas começaram a dar errado, meu pai veio correndo e tentou me dar um mata leão, minha mãe tentava jogar água no meu rosto e eu fiquei com pena de queimar eles dois, acabou que eu perdi a lucidez e fui parar em um sonho normal, que até onde me lembro bem, meus pais me colocaram para fazer Pizza. lol
Divertido relato, Pyros - O Senhor do Fogo!sasuke
Você aprontou muito com seus pais e no final teve pizza. lol

kkkkkk acho que vou adotar essa postura pros próximos sonhos lúcidos krizalid

Mas foi tenso mesmo Konigin, eu tava sendo obrigado a fazer as pizzas. Acho que do jeito que eles ficara bravos, iriam me mandar esquentar as pizzas com minhas mãos HAHAHAHAHA
avatar
Mensagens : 1273
Pontos : 3188
Honra : 657
Data de inscrição : 06/07/2015
Localização : Alemanha
Sonhos Lúcidos :
222 / 999222 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonho Lúcidos de Pyros

em Sex Ago 26, 2016 5:23 pm
Você realmente estava agindo como uma criança no sonho. Curioso, inconsequente e explorador. muito feliz
avatar
Mensagens : 386
Pontos : 1445
Honra : 199
Data de inscrição : 04/03/2016
Idade : 20
Localização : Brasil
Sonhos Lúcidos :
29 / 99929 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonho Lúcidos de Pyros

em Sex Ago 26, 2016 9:04 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Königin escreveu:Você realmente estava agindo como uma criança no sonho. Curioso, inconsequente e explorador. muito feliz

Acho que meu lado infantil aflora bastante no meu subconsciente... mas até que gostei desse lado, se bem que se tivesse poderes neste mundo, acho que não os testaria em meus pais lol
avatar
Mensagens : 2531
Pontos : 5553
Honra : 1043
Data de inscrição : 12/06/2013
Localização : Bahia
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonho Lúcidos de Pyros

em Sab Ago 27, 2016 11:12 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Pyros escreveu:
Pyros escreveu:Essa noite eu fui dormir bem cedo, umas 9 horas, pois estava com muita dor de cabeça. Levantei algumas vezes lá pelas 4 da manhã para beber água e voltei a dormir. Do nada agora pela manhãzinha comecei a ouvi uma vibração como se um celular estivesse tocando mas sem o som, só vibrando. Ao mesmo tempo várias vozes na minha mente como se fosse uma torcida ficavam falando ao mesmo tempo:
"- Você precisa ficar quieto!!" "-Não pode se mexer, ou vai acordar!!!"
Ao ouvir o que elas diziam eu comecei a fazer os movimentos de me imaginar mexendo os braços e o tronco. Ouve uma hora que eu me mexi tanto que acabei caindo da cama, mas foi aí a surpresa, a queda não acabava nunca, eu apenas ficava girando como se tivesse descendo uma montanha rolando kkkkkk

Decidi que tinha que dar um basta nisso e tentei fazer o movimento de rolar pro lado oposto, foi assim que acabai parando me batendo numa cadeira do meu quarto. Olhei para as mãos e consegui fazer um rasengan nelas. "Estou sonhando" - pensei. Daí fui na cozinha, estava igual, mas havia uma chaleira com água no fugão.

Ouvi a voz de meus pais, mas parecia que eu tinha voltado a ser criança, pois minha mãe falava algo como :"- Dê um jeito neste garoto, ele está fazendo aquelas bizarrices de novo".
Meu pai veio em minha direção, aproveitei então esse momento para testar o meu rasengan. Acontece que com o tempo parece que meu rasengan não destrói mais parede como na primeira vez, quando eu colido ele com as coisas apenas sai fumaça olhos girando ) .Bom, fui testar ele no velho e você já imagina que não rolou nada, saiu um monte de fumaça e depois ele ficou me olhando com a cara de quem não tava entendendo nada.

Mas eu não desistir, havia outra coisa que eu queria testar, dessa vez, queria saber se conseguia controlar o fogo. Como eu não conseguia produzir fogo, decidi pegar emprestado o do fugão. Passei a mão nas chamas e senti um calor enorme na minha palma, era apenas uma pequena brasa fraquinha mas desejei que ela se alastrasse pela minha mão esquerda toda e assim ela fez. Era uma sensação muito boa e estranha, decidi fazer o mesmo com a outra mão. De uma distancia média do  fugão, eu apontei a minha mão pras chamas e fiquei como que tentando puxar elas com a mente. Ventos fortes romperam as janelas da casa e a porta ao mesmo tempo que o fogo vinha para minha mão, foi muito divertido fazer isso.

Depois fui na banheiro e vi meu reflexo no espelho com as duas mãos pegando fogo. Interessante que o banheiro estava escuro, minhas mãos que iluminavam o ambiente. Quando vi o reflexo, lembrei muito do meu avatar aqui do fórum, mas falta uma coisa, esse personagem tem uma chama que também sai de sua testa.

Então tive que fazer isso também, mas foi aí que as coisas começaram a dar errado, meu pai veio correndo e tentou me dar um mata leão, minha mãe tentava jogar água no meu rosto e eu fiquei com pena de queimar eles dois, acabou que eu perdi a lucidez e fui parar em um sonho normal, que até onde me lembro bem, meus pais me colocaram para fazer Pizza. lol
Pyros, aqui no fórum tinha um amigo chamado "The Master" que era fã desse personagem do teu avatar. as vezes quando olho pra esse teu avatar, me lembro desse amigo. Ele não aparece aqui no fórum há um bom tempo, acho que ele desistiu dos sonhos lúcidos.

Mas, vamos falar do seu sonho. Esse teu rasengan, que tu faz no sonho, você faz naturalmente, ou você faz algum espécie de ritual pra criar o efeito rasengan no sonho?
avatar
Mensagens : 386
Pontos : 1445
Honra : 199
Data de inscrição : 04/03/2016
Idade : 20
Localização : Brasil
Sonhos Lúcidos :
29 / 99929 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonho Lúcidos de Pyros

em Dom Ago 28, 2016 12:42 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Ramon escreveu:
Pyros escreveu:

Pyros escreveu:Essa noite eu fui dormir bem cedo, umas 9 horas, pois estava com muita dor de cabeça. Levantei algumas vezes lá pelas 4 da manhã para beber água e voltei a dormir. Do nada agora pela manhãzinha comecei a ouvi uma vibração como se um celular estivesse tocando mas sem o som, só vibrando. Ao mesmo tempo várias vozes na minha mente como se fosse uma torcida ficavam falando ao mesmo tempo:
"- Você precisa ficar quieto!!" "-Não pode se mexer, ou vai acordar!!!"
Ao ouvir o que elas diziam eu comecei a fazer os movimentos de me imaginar mexendo os braços e o tronco. Ouve uma hora que eu me mexi tanto que acabei caindo da cama, mas foi aí a surpresa, a queda não acabava nunca, eu apenas ficava girando como se tivesse descendo uma montanha rolando kkkkkk

Decidi que tinha que dar um basta nisso e tentei fazer o movimento de rolar pro lado oposto, foi assim que acabai parando me batendo numa cadeira do meu quarto. Olhei para as mãos e consegui fazer um rasengan nelas. "Estou sonhando" - pensei. Daí fui na cozinha, estava igual, mas havia uma chaleira com água no fugão.

Ouvi a voz de meus pais, mas parecia que eu tinha voltado a ser criança, pois minha mãe falava algo como :"- Dê um jeito neste garoto, ele está fazendo aquelas bizarrices de novo".
Meu pai veio em minha direção, aproveitei então esse momento para testar o meu rasengan. Acontece que com o tempo parece que meu rasengan não destrói mais parede como na primeira vez, quando eu colido ele com as coisas apenas sai fumaça olhos girando ) .Bom, fui testar ele no velho e você já imagina que não rolou nada, saiu um monte de fumaça e depois ele ficou me olhando com a cara de quem não tava entendendo nada.

Mas eu não desistir, havia outra coisa que eu queria testar, dessa vez, queria saber se conseguia controlar o fogo. Como eu não conseguia produzir fogo, decidi pegar emprestado o do fugão. Passei a mão nas chamas e senti um calor enorme na minha palma, era apenas uma pequena brasa fraquinha mas desejei que ela se alastrasse pela minha mão esquerda toda e assim ela fez. Era uma sensação muito boa e estranha, decidi fazer o mesmo com a outra mão. De uma distancia média do  fugão, eu apontei a minha mão pras chamas e fiquei como que tentando puxar elas com a mente. Ventos fortes romperam as janelas da casa e a porta ao mesmo tempo que o fogo vinha para minha mão, foi muito divertido fazer isso.

Depois fui na banheiro e vi meu reflexo no espelho com as duas mãos pegando fogo. Interessante que o banheiro estava escuro, minhas mãos que iluminavam o ambiente. Quando vi o reflexo, lembrei muito do meu avatar aqui do fórum, mas falta uma coisa, esse personagem tem uma chama que também sai de sua testa.

Então tive que fazer isso também, mas foi aí que as coisas começaram a dar errado, meu pai veio correndo e tentou me dar um mata leão, minha mãe tentava jogar água no meu rosto e eu fiquei com pena de queimar eles dois, acabou que eu perdi a lucidez e fui parar em um sonho normal, que até onde me lembro bem, meus pais me colocaram para fazer Pizza. lol
Pyros, aqui no fórum tinha um amigo chamado "The Master" que era fã desse personagem do teu avatar. as vezes quando olho pra esse teu avatar, me lembro desse amigo. Ele não aparece aqui no fórum há um bom tempo, acho que ele desistiu dos sonhos lúcidos.

Mas, vamos falar do seu sonho. Esse teu rasengan, que tu faz no sonho, você faz naturalmente, ou você faz algum espécie de ritual pra criar o efeito rasengan no sonho?

Poxa, eu queria ter conhecido ele. Na real tem muitos usuários do fórum que eu vejo em postagens antigas quando vou lendo uns diários, tipo o do Hiriu que eu li essa semana. Fico com uma vontade de conhecer essas pessoas e.e, pena que eles não estão mais por aqui, mas vamos esperar que um dia alguns voltem sim xD

Bom, simbora pro Rasengan. Olha eu não tenho dificuldade não, eu apenas olho pra minha mão com o desejo de faze-lo, daí uma bola de energia aparece na mão, mas a aparência dele varia muito. Por exemplo, nos meus dois primeiros sonhos lúcidos, ele era bem parecido com o do anime, ficava girando rápido e eu conseguia sentir um "peso" nele.
Depois que comecei a usar ele como um RC ele ficou mais parecendo com uma esfera de vidro azul que fica levitando em minha mão. Não tem mais "peso" no sonho neutro
avatar
Mensagens : 326
Pontos : 934
Honra : 106
Data de inscrição : 10/05/2016
Localização : RS
Sonhos Lúcidos :
7 / 9997 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonho Lúcidos de Pyros

em Dom Ago 28, 2016 3:35 pm
Pyros,comentei seu último sonho mas acho que ficou na outra página,achei muito "tri",como dizem aqui na região,kkk
Seu rasengan me inspirou a fazer o raduken do street fighter,embora eu ainda não tenha conseguido,mas vou.
avatar
Mensagens : 2531
Pontos : 5553
Honra : 1043
Data de inscrição : 12/06/2013
Localização : Bahia
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonho Lúcidos de Pyros

em Dom Ago 28, 2016 5:43 pm
Pyros escreveu:
Pyros escreveu:
Ramon escreveu:
Pyros escreveu:

Pyros escreveu:Essa noite eu fui dormir bem cedo, umas 9 horas, pois estava com muita dor de cabeça. Levantei algumas vezes lá pelas 4 da manhã para beber água e voltei a dormir. Do nada agora pela manhãzinha comecei a ouvi uma vibração como se um celular estivesse tocando mas sem o som, só vibrando. Ao mesmo tempo várias vozes na minha mente como se fosse uma torcida ficavam falando ao mesmo tempo:
"- Você precisa ficar quieto!!" "-Não pode se mexer, ou vai acordar!!!"
Ao ouvir o que elas diziam eu comecei a fazer os movimentos de me imaginar mexendo os braços e o tronco. Ouve uma hora que eu me mexi tanto que acabei caindo da cama, mas foi aí a surpresa, a queda não acabava nunca, eu apenas ficava girando como se tivesse descendo uma montanha rolando kkkkkk

Decidi que tinha que dar um basta nisso e tentei fazer o movimento de rolar pro lado oposto, foi assim que acabai parando me batendo numa cadeira do meu quarto. Olhei para as mãos e consegui fazer um rasengan nelas. "Estou sonhando" - pensei. Daí fui na cozinha, estava igual, mas havia uma chaleira com água no fugão.

Ouvi a voz de meus pais, mas parecia que eu tinha voltado a ser criança, pois minha mãe falava algo como :"- Dê um jeito neste garoto, ele está fazendo aquelas bizarrices de novo".
Meu pai veio em minha direção, aproveitei então esse momento para testar o meu rasengan. Acontece que com o tempo parece que meu rasengan não destrói mais parede como na primeira vez, quando eu colido ele com as coisas apenas sai fumaça olhos girando ) .Bom, fui testar ele no velho e você já imagina que não rolou nada, saiu um monte de fumaça e depois ele ficou me olhando com a cara de quem não tava entendendo nada.

Mas eu não desistir, havia outra coisa que eu queria testar, dessa vez, queria saber se conseguia controlar o fogo. Como eu não conseguia produzir fogo, decidi pegar emprestado o do fugão. Passei a mão nas chamas e senti um calor enorme na minha palma, era apenas uma pequena brasa fraquinha mas desejei que ela se alastrasse pela minha mão esquerda toda e assim ela fez. Era uma sensação muito boa e estranha, decidi fazer o mesmo com a outra mão. De uma distancia média do  fugão, eu apontei a minha mão pras chamas e fiquei como que tentando puxar elas com a mente. Ventos fortes romperam as janelas da casa e a porta ao mesmo tempo que o fogo vinha para minha mão, foi muito divertido fazer isso.

Depois fui na banheiro e vi meu reflexo no espelho com as duas mãos pegando fogo. Interessante que o banheiro estava escuro, minhas mãos que iluminavam o ambiente. Quando vi o reflexo, lembrei muito do meu avatar aqui do fórum, mas falta uma coisa, esse personagem tem uma chama que também sai de sua testa.

Então tive que fazer isso também, mas foi aí que as coisas começaram a dar errado, meu pai veio correndo e tentou me dar um mata leão, minha mãe tentava jogar água no meu rosto e eu fiquei com pena de queimar eles dois, acabou que eu perdi a lucidez e fui parar em um sonho normal, que até onde me lembro bem, meus pais me colocaram para fazer Pizza. lol
Pyros, aqui no fórum tinha um amigo chamado "The Master" que era fã desse personagem do teu avatar. as vezes quando olho pra esse teu avatar, me lembro desse amigo. Ele não aparece aqui no fórum há um bom tempo, acho que ele desistiu dos sonhos lúcidos.

Mas, vamos falar do seu sonho. Esse teu rasengan, que tu faz no sonho, você faz naturalmente, ou você faz algum espécie de ritual pra criar o efeito rasengan no sonho?

Poxa, eu queria ter conhecido ele. Na real tem muitos usuários do fórum que eu vejo em postagens antigas quando vou lendo uns diários, tipo o do Hiriu que eu li essa semana. Fico com uma vontade de conhecer essas pessoas e.e, pena que eles não estão mais por aqui, mas vamos esperar que um dia alguns voltem sim xD

Bom, simbora pro Rasengan. Olha eu não tenho dificuldade não, eu apenas olho pra minha mão com o desejo de faze-lo, daí uma bola de energia aparece na mão, mas a aparência dele varia muito. Por exemplo, nos meus dois primeiros sonhos lúcidos, ele era bem parecido com o do anime, ficava girando rápido e eu conseguia sentir um "peso" nele.
Depois que comecei a usar ele como um RC ele ficou mais parecendo  com uma esfera de vidro azul que fica levitando em minha mão. Não tem mais "peso" no sonho neutro
Uma vez, influenciado pelos relatos que li aqui no fórum, consegui lembrar de criar bolas de fogo com minhas mãos no sonho lúcido. Mas, de lá pra cá, nunca mais lembrei de fazer bolas de fogo no sonho de novo. Acho que perdi essa super habilidade mutante. gargalhada
avatar
Mensagens : 233
Pontos : 1302
Honra : 72
Data de inscrição : 26/12/2015
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonho Lúcidos de Pyros

em Dom Ago 28, 2016 8:09 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Pyros, muito legal a sua ideia de pegar o fogo do fogão e passar para a sua mão, acho que nem no sonho eu ia ter coragem de arriscar a fazer isso. Há muito tempo atrás eu sonhei com um personagem que ficava jogando umas bolas de energia azuis em mim, será que ele também estava testando o rasengan? gargalhada
avatar
Mensagens : 43
Pontos : 370
Honra : 23
Data de inscrição : 24/08/2016
Sonhos Lúcidos :
2 / 9992 / 999
Sonhos Comuns :
12 / 99912 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonho Lúcidos de Pyros

em Seg Ago 29, 2016 7:48 am
Érika escreveu:Pyros, muito legal a sua ideia de pegar o fogo do fogão e passar para a sua mão, acho que nem no sonho eu ia ter coragem de arriscar a fazer isso. Há muito tempo atrás eu sonhei com um personagem que ficava jogando umas bolas de energia azuis em mim, será que ele também estava testando o rasengan? gargalhada

gargalhada gargalhada gargalhada  Acabou que você pegou o Pyros testando a Rasengan dele nos sonhos.



Se o universo é incrível, maravilhoso e infinito e o infinito é algo sem barreiras e sem fim, imagina ter outro universo ao dormir, onde é você quem não tem barreiras, é poder ter seus dois próprios infinitos.
חוֹלֵם - Sonhador
avatar
Mensagens : 386
Pontos : 1445
Honra : 199
Data de inscrição : 04/03/2016
Idade : 20
Localização : Brasil
Sonhos Lúcidos :
29 / 99929 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonho Lúcidos de Pyros

em Seg Ago 29, 2016 8:43 am
Andrelp escreveu:Pyros,comentei seu último sonho mas acho que ficou na outra página,achei muito "tri",como dizem aqui na região,kkk
Seu rasengan me inspirou a fazer o raduken do street fighter,embora eu ainda não tenha conseguido,mas vou.

Opa cara, que massa a ideia do hadouken, acho que vou entrar na onda e começar a tentar outras coisas também viva .

Ah, uma dica: Eu não sei se realmente influencia, mas tente se imaginar fazendo isso, mesmo acordado lol . Eu sei é um pouco estranho, mas antes de eu ter sonhos lúcidos, quando tive a ideia do Rasengan eu ficava olhando pra minha mão as vezes tentando "ver" ele enquanto acordado. Acho que isso ajudou, porque criei o Rasengan no meu primeiro sonho lúcido.
avatar
Mensagens : 386
Pontos : 1445
Honra : 199
Data de inscrição : 04/03/2016
Idade : 20
Localização : Brasil
Sonhos Lúcidos :
29 / 99929 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonho Lúcidos de Pyros

em Seg Ago 29, 2016 8:48 am
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Ramon escreveu:
Pyros escreveu:

Pyros escreveu:
Ramon escreveu:
Pyros escreveu:

Pyros escreveu:Essa noite eu fui dormir bem cedo, umas 9 horas, pois estava com muita dor de cabeça. Levantei algumas vezes lá pelas 4 da manhã para beber água e voltei a dormir. Do nada agora pela manhãzinha comecei a ouvi uma vibração como se um celular estivesse tocando mas sem o som, só vibrando. Ao mesmo tempo várias vozes na minha mente como se fosse uma torcida ficavam falando ao mesmo tempo:
"- Você precisa ficar quieto!!" "-Não pode se mexer, ou vai acordar!!!"
Ao ouvir o que elas diziam eu comecei a fazer os movimentos de me imaginar mexendo os braços e o tronco. Ouve uma hora que eu me mexi tanto que acabei caindo da cama, mas foi aí a surpresa, a queda não acabava nunca, eu apenas ficava girando como se tivesse descendo uma montanha rolando kkkkkk

Decidi que tinha que dar um basta nisso e tentei fazer o movimento de rolar pro lado oposto, foi assim que acabai parando me batendo numa cadeira do meu quarto. Olhei para as mãos e consegui fazer um rasengan nelas. "Estou sonhando" - pensei. Daí fui na cozinha, estava igual, mas havia uma chaleira com água no fugão.

Ouvi a voz de meus pais, mas parecia que eu tinha voltado a ser criança, pois minha mãe falava algo como :"- Dê um jeito neste garoto, ele está fazendo aquelas bizarrices de novo".
Meu pai veio em minha direção, aproveitei então esse momento para testar o meu rasengan. Acontece que com o tempo parece que meu rasengan não destrói mais parede como na primeira vez, quando eu colido ele com as coisas apenas sai fumaça olhos girando ) .Bom, fui testar ele no velho e você já imagina que não rolou nada, saiu um monte de fumaça e depois ele ficou me olhando com a cara de quem não tava entendendo nada.

Mas eu não desistir, havia outra coisa que eu queria testar, dessa vez, queria saber se conseguia controlar o fogo. Como eu não conseguia produzir fogo, decidi pegar emprestado o do fugão. Passei a mão nas chamas e senti um calor enorme na minha palma, era apenas uma pequena brasa fraquinha mas desejei que ela se alastrasse pela minha mão esquerda toda e assim ela fez. Era uma sensação muito boa e estranha, decidi fazer o mesmo com a outra mão. De uma distancia média do  fugão, eu apontei a minha mão pras chamas e fiquei como que tentando puxar elas com a mente. Ventos fortes romperam as janelas da casa e a porta ao mesmo tempo que o fogo vinha para minha mão, foi muito divertido fazer isso.

Depois fui na banheiro e vi meu reflexo no espelho com as duas mãos pegando fogo. Interessante que o banheiro estava escuro, minhas mãos que iluminavam o ambiente. Quando vi o reflexo, lembrei muito do meu avatar aqui do fórum, mas falta uma coisa, esse personagem tem uma chama que também sai de sua testa.

Então tive que fazer isso também, mas foi aí que as coisas começaram a dar errado, meu pai veio correndo e tentou me dar um mata leão, minha mãe tentava jogar água no meu rosto e eu fiquei com pena de queimar eles dois, acabou que eu perdi a lucidez e fui parar em um sonho normal, que até onde me lembro bem, meus pais me colocaram para fazer Pizza. lol
Pyros, aqui no fórum tinha um amigo chamado "The Master" que era fã desse personagem do teu avatar. as vezes quando olho pra esse teu avatar, me lembro desse amigo. Ele não aparece aqui no fórum há um bom tempo, acho que ele desistiu dos sonhos lúcidos.

Mas, vamos falar do seu sonho. Esse teu rasengan, que tu faz no sonho, você faz naturalmente, ou você faz algum espécie de ritual pra criar o efeito rasengan no sonho?

Poxa, eu queria ter conhecido ele. Na real tem muitos usuários do fórum que eu vejo em postagens antigas quando vou lendo uns diários, tipo o do Hiriu que eu li essa semana. Fico com uma vontade de conhecer essas pessoas e.e, pena que eles não estão mais por aqui, mas vamos esperar que um dia alguns voltem sim xD

Bom, simbora pro Rasengan. Olha eu não tenho dificuldade não, eu apenas olho pra minha mão com o desejo de faze-lo, daí uma bola de energia aparece na mão, mas a aparência dele varia muito. Por exemplo, nos meus dois primeiros sonhos lúcidos, ele era bem parecido com o do anime, ficava girando rápido e eu conseguia sentir um "peso" nele.
Depois que comecei a usar ele como um RC ele ficou mais parecendo  com uma esfera de vidro azul que fica levitando em minha mão. Não tem mais "peso" no sonho neutro
Uma vez, influenciado pelos relatos que li aqui no fórum, consegui lembrar de criar bolas de fogo com minhas mãos no sonho lúcido. Mas, de lá pra cá, nunca mais lembrei de fazer bolas de fogo no sonho de novo. Acho que perdi essa super habilidade mutante. gargalhada

Hohoho Ramon, eu não sabia dessa. Certa vez você me falou que aqui no fórum era quase uma escola dos x-men kkkkk. Sendo você, acho que essa habilidade só está adormecida, se não tiver nenhuma outra ideia no teu próximo SL, que tal sair tacando fogo em tudo gargalhada gargalhada gargalhada

Mas agora pensando aqui, é uma habilidade bem grande essa sua, eu não tive tempo de testar se eu conseguia lançar as chamas. Vou tentar na próxima xD, na verdade eu queria  fazer duas coisas, tentar usar o fogo como propulsão pra ir pro espaço (para tentar voar mais rápido) e lançar bolas de fogo. Se eu conseguir chegar em apenas metade disso já vou estar assim : viva2


Última edição por Pyros em Seg Ago 29, 2016 8:55 am, editado 1 vez(es)
avatar
Mensagens : 386
Pontos : 1445
Honra : 199
Data de inscrição : 04/03/2016
Idade : 20
Localização : Brasil
Sonhos Lúcidos :
29 / 99929 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonho Lúcidos de Pyros

em Seg Ago 29, 2016 8:53 am
Érika escreveu:Pyros, muito legal a sua ideia de pegar o fogo do fogão e passar para a sua mão, acho que nem no sonho eu ia ter coragem de arriscar a fazer isso. Há muito tempo atrás eu sonhei com um personagem que ficava jogando umas bolas de energia azuis em mim, será que ele também estava testando o rasengan? gargalhada

Essa ideia do fogo surgiu do nada, acho que foi meio improvisada, mas foi muito arriscada... quando senti a brasa de fogo na mão logo no começo, era um calor tão forte que achei que minha mão ia queimar, mas parece que a força de vontade (a burrice) foi maior kkkkkk

Mas e esse cara que jogou bolas de energia... será que já roubaram minha técnica? lol
חוֹלֵם escreveu:
Érika escreveu:Pyros, muito legal a sua ideia de pegar o fogo do fogão e passar para a sua mão, acho que nem no sonho eu ia ter coragem de arriscar a fazer isso. Há muito tempo atrás eu sonhei com um personagem que ficava jogando umas bolas de energia azuis em mim, será que ele também estava testando o rasengan? gargalhada

gargalhada gargalhada gargalhada  Acabou que você pegou o Pyros testando a Rasengan dele nos sonhos.

Eu não assumo nada. naruto
avatar
Mensagens : 2531
Pontos : 5553
Honra : 1043
Data de inscrição : 12/06/2013
Localização : Bahia
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonho Lúcidos de Pyros

em Seg Ago 29, 2016 8:36 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Pyros escreveu:

Pyros escreveu:
Ramon escreveu:
Pyros escreveu:

Pyros escreveu:
Ramon escreveu:
Pyros escreveu:

Pyros escreveu:Essa noite eu fui dormir bem cedo, umas 9 horas, pois estava com muita dor de cabeça. Levantei algumas vezes lá pelas 4 da manhã para beber água e voltei a dormir. Do nada agora pela manhãzinha comecei a ouvi uma vibração como se um celular estivesse tocando mas sem o som, só vibrando. Ao mesmo tempo várias vozes na minha mente como se fosse uma torcida ficavam falando ao mesmo tempo:
"- Você precisa ficar quieto!!" "-Não pode se mexer, ou vai acordar!!!"
Ao ouvir o que elas diziam eu comecei a fazer os movimentos de me imaginar mexendo os braços e o tronco. Ouve uma hora que eu me mexi tanto que acabei caindo da cama, mas foi aí a surpresa, a queda não acabava nunca, eu apenas ficava girando como se tivesse descendo uma montanha rolando kkkkkk

Decidi que tinha que dar um basta nisso e tentei fazer o movimento de rolar pro lado oposto, foi assim que acabai parando me batendo numa cadeira do meu quarto. Olhei para as mãos e consegui fazer um rasengan nelas. "Estou sonhando" - pensei. Daí fui na cozinha, estava igual, mas havia uma chaleira com água no fugão.

Ouvi a voz de meus pais, mas parecia que eu tinha voltado a ser criança, pois minha mãe falava algo como :"- Dê um jeito neste garoto, ele está fazendo aquelas bizarrices de novo".
Meu pai veio em minha direção, aproveitei então esse momento para testar o meu rasengan. Acontece que com o tempo parece que meu rasengan não destrói mais parede como na primeira vez, quando eu colido ele com as coisas apenas sai fumaça olhos girando ) .Bom, fui testar ele no velho e você já imagina que não rolou nada, saiu um monte de fumaça e depois ele ficou me olhando com a cara de quem não tava entendendo nada.

Mas eu não desistir, havia outra coisa que eu queria testar, dessa vez, queria saber se conseguia controlar o fogo. Como eu não conseguia produzir fogo, decidi pegar emprestado o do fugão. Passei a mão nas chamas e senti um calor enorme na minha palma, era apenas uma pequena brasa fraquinha mas desejei que ela se alastrasse pela minha mão esquerda toda e assim ela fez. Era uma sensação muito boa e estranha, decidi fazer o mesmo com a outra mão. De uma distancia média do  fugão, eu apontei a minha mão pras chamas e fiquei como que tentando puxar elas com a mente. Ventos fortes romperam as janelas da casa e a porta ao mesmo tempo que o fogo vinha para minha mão, foi muito divertido fazer isso.

Depois fui na banheiro e vi meu reflexo no espelho com as duas mãos pegando fogo. Interessante que o banheiro estava escuro, minhas mãos que iluminavam o ambiente. Quando vi o reflexo, lembrei muito do meu avatar aqui do fórum, mas falta uma coisa, esse personagem tem uma chama que também sai de sua testa.

Então tive que fazer isso também, mas foi aí que as coisas começaram a dar errado, meu pai veio correndo e tentou me dar um mata leão, minha mãe tentava jogar água no meu rosto e eu fiquei com pena de queimar eles dois, acabou que eu perdi a lucidez e fui parar em um sonho normal, que até onde me lembro bem, meus pais me colocaram para fazer Pizza. lol
Pyros, aqui no fórum tinha um amigo chamado "The Master" que era fã desse personagem do teu avatar. as vezes quando olho pra esse teu avatar, me lembro desse amigo. Ele não aparece aqui no fórum há um bom tempo, acho que ele desistiu dos sonhos lúcidos.

Mas, vamos falar do seu sonho. Esse teu rasengan, que tu faz no sonho, você faz naturalmente, ou você faz algum espécie de ritual pra criar o efeito rasengan no sonho?

Poxa, eu queria ter conhecido ele. Na real tem muitos usuários do fórum que eu vejo em postagens antigas quando vou lendo uns diários, tipo o do Hiriu que eu li essa semana. Fico com uma vontade de conhecer essas pessoas e.e, pena que eles não estão mais por aqui, mas vamos esperar que um dia alguns voltem sim xD

Bom, simbora pro Rasengan. Olha eu não tenho dificuldade não, eu apenas olho pra minha mão com o desejo de faze-lo, daí uma bola de energia aparece na mão, mas a aparência dele varia muito. Por exemplo, nos meus dois primeiros sonhos lúcidos, ele era bem parecido com o do anime, ficava girando rápido e eu conseguia sentir um "peso" nele.
Depois que comecei a usar ele como um RC ele ficou mais parecendo  com uma esfera de vidro azul que fica levitando em minha mão. Não tem mais "peso" no sonho neutro
Uma vez, influenciado pelos relatos que li aqui no fórum, consegui lembrar de criar bolas de fogo com minhas mãos no sonho lúcido. Mas, de lá pra cá, nunca mais lembrei de fazer bolas de fogo no sonho de novo. Acho que perdi essa super habilidade mutante. gargalhada

Hohoho Ramon, eu não sabia dessa. Certa vez você me falou que aqui no fórum era quase uma escola dos x-men kkkkk. Sendo você, acho que essa habilidade só está adormecida, se não tiver nenhuma outra ideia no teu próximo SL, que tal sair tacando fogo em tudo gargalhada gargalhada gargalhada

Mas agora pensando aqui, é uma habilidade bem grande essa sua, eu não tive tempo de testar se eu conseguia lançar as chamas. Vou tentar na próxima xD, na verdade eu queria  fazer duas coisas, tentar usar o fogo como propulsão pra ir pro espaço (para tentar voar mais rápido) e lançar bolas de fogo. Se eu conseguir chegar em apenas metade disso já vou estar assim : viva2
No início deste mês, eu tive trê sonhos lúcidos e consegui fazer algumas experiências que eu vinha tentando fazer, mas, não conseguia lembrar nos sonhos lúcidos. Mas, essa da bola de fogo faz tempo que não consigo lembrar lá dentro do sonho. Quem sabe, depois desta conversa aqui, eu consiga lembrar de testar o rasengan no próximo sonho lúcido. dança

A sua ideia de voar igual o homem de ferro, é boa. Vou anotar na minha lista de desafios. certo
avatar
Mensagens : 386
Pontos : 1445
Honra : 199
Data de inscrição : 04/03/2016
Idade : 20
Localização : Brasil
Sonhos Lúcidos :
29 / 99929 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonho Lúcidos de Pyros

em Ter Ago 30, 2016 11:05 am
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Ramon escreveu:
Pyros escreveu:

Pyros escreveu:
Ramon escreveu:
Pyros escreveu:

Pyros escreveu:
Ramon escreveu:
Pyros escreveu:

Pyros escreveu:Essa noite eu fui dormir bem cedo, umas 9 horas, pois estava com muita dor de cabeça. Levantei algumas vezes lá pelas 4 da manhã para beber água e voltei a dormir. Do nada agora pela manhãzinha comecei a ouvi uma vibração como se um celular estivesse tocando mas sem o som, só vibrando. Ao mesmo tempo várias vozes na minha mente como se fosse uma torcida ficavam falando ao mesmo tempo:
"- Você precisa ficar quieto!!" "-Não pode se mexer, ou vai acordar!!!"
Ao ouvir o que elas diziam eu comecei a fazer os movimentos de me imaginar mexendo os braços e o tronco. Ouve uma hora que eu me mexi tanto que acabei caindo da cama, mas foi aí a surpresa, a queda não acabava nunca, eu apenas ficava girando como se tivesse descendo uma montanha rolando kkkkkk

Decidi que tinha que dar um basta nisso e tentei fazer o movimento de rolar pro lado oposto, foi assim que acabai parando me batendo numa cadeira do meu quarto. Olhei para as mãos e consegui fazer um rasengan nelas. "Estou sonhando" - pensei. Daí fui na cozinha, estava igual, mas havia uma chaleira com água no fugão.

Ouvi a voz de meus pais, mas parecia que eu tinha voltado a ser criança, pois minha mãe falava algo como :"- Dê um jeito neste garoto, ele está fazendo aquelas bizarrices de novo".
Meu pai veio em minha direção, aproveitei então esse momento para testar o meu rasengan. Acontece que com o tempo parece que meu rasengan não destrói mais parede como na primeira vez, quando eu colido ele com as coisas apenas sai fumaça olhos girando ) .Bom, fui testar ele no velho e você já imagina que não rolou nada, saiu um monte de fumaça e depois ele ficou me olhando com a cara de quem não tava entendendo nada.

Mas eu não desistir, havia outra coisa que eu queria testar, dessa vez, queria saber se conseguia controlar o fogo. Como eu não conseguia produzir fogo, decidi pegar emprestado o do fugão. Passei a mão nas chamas e senti um calor enorme na minha palma, era apenas uma pequena brasa fraquinha mas desejei que ela se alastrasse pela minha mão esquerda toda e assim ela fez. Era uma sensação muito boa e estranha, decidi fazer o mesmo com a outra mão. De uma distancia média do  fugão, eu apontei a minha mão pras chamas e fiquei como que tentando puxar elas com a mente. Ventos fortes romperam as janelas da casa e a porta ao mesmo tempo que o fogo vinha para minha mão, foi muito divertido fazer isso.

Depois fui na banheiro e vi meu reflexo no espelho com as duas mãos pegando fogo. Interessante que o banheiro estava escuro, minhas mãos que iluminavam o ambiente. Quando vi o reflexo, lembrei muito do meu avatar aqui do fórum, mas falta uma coisa, esse personagem tem uma chama que também sai de sua testa.

Então tive que fazer isso também, mas foi aí que as coisas começaram a dar errado, meu pai veio correndo e tentou me dar um mata leão, minha mãe tentava jogar água no meu rosto e eu fiquei com pena de queimar eles dois, acabou que eu perdi a lucidez e fui parar em um sonho normal, que até onde me lembro bem, meus pais me colocaram para fazer Pizza. lol
Pyros, aqui no fórum tinha um amigo chamado "The Master" que era fã desse personagem do teu avatar. as vezes quando olho pra esse teu avatar, me lembro desse amigo. Ele não aparece aqui no fórum há um bom tempo, acho que ele desistiu dos sonhos lúcidos.

Mas, vamos falar do seu sonho. Esse teu rasengan, que tu faz no sonho, você faz naturalmente, ou você faz algum espécie de ritual pra criar o efeito rasengan no sonho?

Poxa, eu queria ter conhecido ele. Na real tem muitos usuários do fórum que eu vejo em postagens antigas quando vou lendo uns diários, tipo o do Hiriu que eu li essa semana. Fico com uma vontade de conhecer essas pessoas e.e, pena que eles não estão mais por aqui, mas vamos esperar que um dia alguns voltem sim xD

Bom, simbora pro Rasengan. Olha eu não tenho dificuldade não, eu apenas olho pra minha mão com o desejo de faze-lo, daí uma bola de energia aparece na mão, mas a aparência dele varia muito. Por exemplo, nos meus dois primeiros sonhos lúcidos, ele era bem parecido com o do anime, ficava girando rápido e eu conseguia sentir um "peso" nele.
Depois que comecei a usar ele como um RC ele ficou mais parecendo  com uma esfera de vidro azul que fica levitando em minha mão. Não tem mais "peso" no sonho neutro
Uma vez, influenciado pelos relatos que li aqui no fórum, consegui lembrar de criar bolas de fogo com minhas mãos no sonho lúcido. Mas, de lá pra cá, nunca mais lembrei de fazer bolas de fogo no sonho de novo. Acho que perdi essa super habilidade mutante. gargalhada

Hohoho Ramon, eu não sabia dessa. Certa vez você me falou que aqui no fórum era quase uma escola dos x-men kkkkk. Sendo você, acho que essa habilidade só está adormecida, se não tiver nenhuma outra ideia no teu próximo SL, que tal sair tacando fogo em tudo gargalhada gargalhada gargalhada

Mas agora pensando aqui, é uma habilidade bem grande essa sua, eu não tive tempo de testar se eu conseguia lançar as chamas. Vou tentar na próxima xD, na verdade eu queria  fazer duas coisas, tentar usar o fogo como propulsão pra ir pro espaço (para tentar voar mais rápido) e lançar bolas de fogo. Se eu conseguir chegar em apenas metade disso já vou estar assim : viva2
No início deste mês, eu tive trê sonhos lúcidos e consegui fazer algumas experiências que eu vinha tentando fazer, mas, não conseguia lembrar nos sonhos lúcidos. Mas, essa da bola de fogo faz tempo que não consigo lembrar lá dentro do sonho. Quem sabe, depois desta conversa aqui, eu consiga lembrar de testar o rasengan no próximo sonho lúcido. dança

A sua ideia de voar igual o homem de ferro, é boa. Vou anotar na minha lista de desafios. certo

Sério Ramon!!!? Três!!! 35

Poxa, que pena que não deu pra tacar as bolas de fogo kkkk. Rapaz, essa ideia de forma de voar era apenas um desejo, mas ficou mais forte depois que eu li o diário de adivinha quem? O The master kkkkkkk

Ele me lembra uma versão minha mais jovem, embora muito mais experiente nos sonhos. Daí pensei: "Bom, ta na hora de fazer umas estripulias de verdades nos sonhos senão esses caras vão me passar para traz kkkk".

Valeu por me falar dele xD
avatar
Mensagens : 386
Pontos : 1445
Honra : 199
Data de inscrição : 04/03/2016
Idade : 20
Localização : Brasil
Sonhos Lúcidos :
29 / 99929 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Um dia normal

em Qua Set 07, 2016 12:10 pm
Reputação da mensagem: 100% (3 votos)
Sonho Nº 11 - 07 de Setembro de 2016

Galera, tive esse sonho lúcido essa manhã, acontece que voltei ontem de madrugada de uma festa, então acho que devido ao sono não tão bom e a algumas caipiroskas eu tive algumas dificuldades para lembrar muitos detalhes do sonho. Só para não ter duvidas eu estava ciente por todo o sonho de que estava sonhando, mas algumas vezes me deixava levar pelo sonho ou pelos sentimentos do momento o que fazia minha lucidez ficar lá pelos 20%, em contrapartida houve momentos de que estava 100% lúcido.

Comecei esse sonho em um local que parecia uma fazenda, andava por uma estradinha de terra no meio de dois milharais. De onde eu estava eu conseguia ver no alto de uma árvore uma Galinha gigante abraçada a três homens que eram iguais, sendo que o que diferenciava os três eram as roupas que eles usavam.
A galinha falava com eles que um representava o inverno, o outro o outono e o ultimo a primavera. Nesse momento reparei que um usava gorro e casaco de frio, o outro um agasalho simples e o ultimo roupas normais. Quando a galinha me viu ela gritou : " Lá está o verão!!!"
Fiquei preocupado que fossem atrás de mim e saí correndo pela estrada até encontrar um alçapão que abri, dentro dele havia uma escada que dava em um corredor feito de cimento. O corredor já era um ambiente bem diferente, parecia uma estação de trem, mas era bem mais apertado. As pessoas passavam de um lugar para o outro, vindo e voltando. Eu continuei seguindo o corredor até que parei em frente a um estande com várias revistas, eu parei para olhar algumas e uma me chamou atenção, pois na sua capa tinha um desenho de uma galinha abraçada com três mulheres. Lembrei do que tinha rolado e voltei a lucidez, me adiantei a seguir em frente no corredor onde terminava numa porta. Atravessei a porta e vim parar numa cidade.
(Falha nas memórias)
Beleza, agora eu lembro de estar na mesma cidade que cheguei, mas dessa vez estava em cima de um arranha-céu. Parecia ser o mais alto da cidade, pois, embora ela fosse cheia de prédios altos, neste que eu estava eu conseguia ver toda a extensão dela até a orla e o mar lá no horizonte onde o sol estava se pondo. Algo me chamou atenção enquanto eu admirava a vista. Uma sombra negra com asas, estava na frente do sol, a luz-do-por do sol atrás dele destacava-o ainda mais. Decidi ir até lá, mas não estava lúcido o suficiente para tentar voar, olhei para o lado e vi cabos de aço de um teleférico. Me pendurei neles e fui me impulsionando para frente até chegar perto do local onde eu vi a criatura de asas negras. Lá já não havia mais ninguém, olhei os prédios ao redor e pulei para a cobertura do prédio mais próximo onde vi dois homens brigando. Um deles era conhecido para mim, por isso agarrei o outro pelas costas e arremessei ele do prédio. Aqui eu estava meio lúcido, ciente de que era um sonho, mas não fazia nenhuma alteração nele.
(Falha nas memórias)
Lembro agora que eu havia decido do prédio depois de um diálogo com o cara que eu salvei lá em cima, ele havia me falado que aquilo era uma briga das gangues rivais da cidade e que aquele prédio era o da gangue rival a sua e ele tinha ido ali para invadir o local ou algo assim. Eu já havia decido, mas como não estava muito lúcido, fiquei preocupado com ele e decidi voltar lá para tira-lo daquele lugar. Não estava confiante para voar, então decidi que ia subir escalando. Olhei para traz e no meio da cidade havia uma escadaria gigantesca no meio de dois grandes muros.
Subi alguns degraus da escadaria e pensei comigo: "- Subconsicente, me ajude dessa vez" e depois comecei a escalar o muro na mão, eu estava escalando tão rápido que em só na metade do muro percebi que minhas unhas tinham aumentado e eu tava correndo como um felino... só que na vertical!!! As unhas cravavam na parede e eu me impulsionava para cima. Quando cheguei próximo ao topo, dei um mortal de costas e acabei por cair de volta lá na cobertura do bendito prédio da gangue lá, só que dessa vez lá estava cheio de mulheres vestidas de terno com máscaras de Anubis. Todas vieram para cima e como eu já estava empolgado com minha transformação comecei a joga-las para fora do prédio, algumas eu desviava e outras eu arremessava contra elas mesmas. Peguei uma delas e fiz de refém, entramos numa porta da cobertura que dava em uma sala cinza. Perguntei onde que estava o cara que eu procurava e me apontaram uma sala com uma placa escrita "adultério". Abri a porta da sala e lá havia umas 4 mulheres nuas, seus rostos estavam castigados e elas pareciam ter sido exploradas além de ter usado muitas drogas. Pedir a lucidez por um momento em que me subiu uma ira terrível ao ver essa cena e retomei-a logo, mas o sonho começou a se desfazer mesmo, tentei segurar no braço da mulher que havia feito refém para me manter no sonho mas ela se soltou e fugiu com medo, tive um falso despertar.

Pensei que havia acordado, me sentei na cama e tentei ficar repassando o que tinha acontecido no sonho anterior para anotar no meu diário, mas fui tomado por um sono forte e voltei a deitar. Quando fechei os olhos no sonho e comecei a dormir, acordei na minha cama e dessa vez fiz um RC para saber se estava sonhando, estava acordado e.e


Última edição por Pyros em Sex Fev 10, 2017 1:41 pm, editado 2 vez(es)
avatar
Mensagens : 1273
Pontos : 3188
Honra : 657
Data de inscrição : 06/07/2015
Localização : Alemanha
Sonhos Lúcidos :
222 / 999222 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonho Lúcidos de Pyros

em Qua Set 07, 2016 5:33 pm
Pyros:

Pyros escreveu:Galera, tive esse sonho lúcido essa manhã, acontece que voltei ontem de madrugada de uma festa, então acho que devido ao sono não tão bom e a algumas caipiroskas eu tive algumas dificuldades para lembrar muitos detalhes do sonho. Só para não ter duvidas eu estava ciente por todo o sonho de que estava sonhando, mas algumas vezes me deixava levar pelo sonho ou pelos sentimentos do momento o que fazia minha lucidez ficar lá pelos 20%, em contrapartida houve momentos de que estava 100% lúcido.

Comecei esse sonho em um local que parecia uma fazenda, andava por uma estradinha de terra no meio de dois milharais. De onde eu estava eu conseguia ver no alto de uma árvore uma Galinha gigante abraçada a três homens que eram iguais, sendo que o que diferenciava os três eram as roupas que eles usavam.
A galinha falava com eles que um representava o inverno, o outro o outono e o ultimo a primavera. Nesse momento reparei que um usava gorro e casaco de frio, o outro um agasalho simples e o ultimo roupas normais. Quando a galinha me viu ela gritou : " Lá está o verão!!!"
Fiquei preocupado que fossem atrás de mim e saí correndo pela estrada até encontrar um alçapão que abri, dentro dele havia uma escada que dava em um corredor feito de cimento. O corredor já era um ambiente bem diferente, parecia uma estação de trem, mas era bem mais apertado. As pessoas passavam de um lugar para o outro, vindo e voltando. Eu continuei seguindo o corredor até que parei em frente a um estande com várias revistas, eu parei para olhar algumas e uma me chamou atenção, pois na sua capa tinha um desenho de uma galinha abraçada com três mulheres. Lembrei do que tinha rolado e voltei a lucidez, me adiantei a seguir em frente no corredor onde terminava numa porta. Atravessei a porta e vim parar numa cidade.
(Falha nas memórias)
Beleza, agora eu lembro de estar na mesma cidade que cheguei, mas dessa vez estava em cima de um arranha-céu. Parecia ser o mais alto da cidade, pois, embora ela fosse cheia de prédios altos, neste que eu estava eu conseguia ver toda a extensão dela até a orla e o mar lá no horizonte onde o sol estava se pondo. Algo me chamou atenção enquanto eu admirava a vista. Uma sombra negra com asas, estava na frente do sol, a luz-do-por do sol atrás dele destacava-o ainda mais. Decidi ir até lá, mas não estava lúcido o suficiente para tentar voar, olhei para o lado e vi cabos de aço de um teleférico. Me pendurei neles e fui me impulsionando para frente até chegar perto do local onde eu vi a criatura de asas negras. Lá já não havia mais ninguém, olhei os prédios ao redor e pulei para a cobertura do prédio mais próximo onde vi dois homens brigando. Um deles era conhecido para mim, por isso agarrei o outro pelas costas e arremessei ele do prédio. Aqui eu estava meio lúcido, ciente de que era um sonho, mas não fazia nenhuma alteração nele.
(Falha nas memórias)
Lembro agora que eu havia decido do prédio depois de um diálogo com o cara que eu salvei lá em cima, ele havia me falado que aquilo era uma briga das gangues rivais da cidade e que aquele prédio era o da gangue rival a sua e ele tinha ido ali para invadir o local ou algo assim. Eu já havia decido, mas como não estava muito lúcido, fiquei preocupado com ele e decidi voltar lá para tira-lo daquele lugar. Não estava confiante para voar, então decidi que ia subir escalando. Olhei para traz e no meio da cidade havia uma escadaria gigantesca no meio de dois grandes muros.
Subi alguns degraus da escadaria e pensei comigo: "- Subconsicente, me ajude dessa vez" e depois comecei a escalar o muro na mão, eu estava escalando tão rápido que em só na metade do muro percebi que minhas unhas tinham aumentado e eu tava correndo como um felino... só que na vertical!!! As unhas cravavam na parede e eu me impulsionava para cima. Quando cheguei próximo ao topo, dei um mortal de costas e acabei por cair de volta lá na cobertura do bendito prédio da gangue lá, só que dessa vez lá estava cheio de mulheres vestidas de terno com máscaras de Anubis. Todas vieram para cima e como eu já estava empolgado com minha transformação comecei a joga-las para fora do prédio, algumas eu desviava e outras eu arremessava contra elas mesmas. Peguei uma delas e fiz de refém, entramos numa porta da cobertura que dava em uma sala cinza. Perguntei onde que estava o cara que eu procurava e me apontaram uma sala com uma placa escrita "adultério". Abri a porta da sala e lá havia umas 4 mulheres nuas, seus rostos estavam castigados e elas pareciam ter sido exploradas além de ter usado muitas drogas. Pedir a lucidez por um momento em que me subiu uma ira terrível ao ver essa cena e retomei-a logo, mas o sonho começou a se desfazer mesmo, tentei segurar no braço da mulher que havia feito refém para me manter no sonho mas ela se soltou e fugiu com medo, tive um falso despertar.

Pensei que havia acordado, me sentei na cama e tentei ficar repassando o que tinha acontecido no sonho anterior para anotar no meu diário, mas fui tomado por um sono forte e voltei a deitar. Quando fechei os olhos no sonho e comecei a dormir, acordei na minha cama e dessa vez fiz um RC para saber se estava sonhando, estava acordado e.e
"Lá está o verão!!!" - Eu ri.
A sua escalada no muro foi mil vezes melhor que a minha. Você ganhou garras de felino. Eu me lembrei do Lion-o dos Thundercats. Já o o quarto "adultério", achei muito tenso. Que cena ruim de se ver.
avatar
Mensagens : 233
Pontos : 1302
Honra : 72
Data de inscrição : 26/12/2015
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonho Lúcidos de Pyros

em Qua Set 07, 2016 8:55 pm
Pyros:
Galera, tive esse sonho lúcido essa manhã, acontece que voltei ontem de madrugada de uma festa, então acho que devido ao sono não tão bom e a algumas caipiroskas eu tive algumas dificuldades para lembrar muitos detalhes do sonho. Só para não ter duvidas eu estava ciente por todo o sonho de que estava sonhando, mas algumas vezes me deixava levar pelo sonho ou pelos sentimentos do momento o que fazia minha lucidez ficar lá pelos 20%, em contrapartida houve momentos de que estava 100% lúcido.

Comecei esse sonho em um local que parecia uma fazenda, andava por uma estradinha de terra no meio de dois milharais. De onde eu estava eu conseguia ver no alto de uma árvore uma Galinha gigante abraçada a três homens que eram iguais, sendo que o que diferenciava os três eram as roupas que eles usavam.
A galinha falava com eles que um representava o inverno, o outro o outono e o ultimo a primavera. Nesse momento reparei que um usava gorro e casaco de frio, o outro um agasalho simples e o ultimo roupas normais. Quando a galinha me viu ela gritou : " Lá está o verão!!!"
Fiquei preocupado que fossem atrás de mim e saí correndo pela estrada até encontrar um alçapão que abri, dentro dele havia uma escada que dava em um corredor feito de cimento. O corredor já era um ambiente bem diferente, parecia uma estação de trem, mas era bem mais apertado. As pessoas passavam de um lugar para o outro, vindo e voltando. Eu continuei seguindo o corredor até que parei em frente a um estande com várias revistas, eu parei para olhar algumas e uma me chamou atenção, pois na sua capa tinha um desenho de uma galinha abraçada com três mulheres. Lembrei do que tinha rolado e voltei a lucidez, me adiantei a seguir em frente no corredor onde terminava numa porta. Atravessei a porta e vim parar numa cidade.
(Falha nas memórias)
Beleza, agora eu lembro de estar na mesma cidade que cheguei, mas dessa vez estava em cima de um arranha-céu. Parecia ser o mais alto da cidade, pois, embora ela fosse cheia de prédios altos, neste que eu estava eu conseguia ver toda a extensão dela até a orla e o mar lá no horizonte onde o sol estava se pondo. Algo me chamou atenção enquanto eu admirava a vista. Uma sombra negra com asas, estava na frente do sol, a luz-do-por do sol atrás dele destacava-o ainda mais. Decidi ir até lá, mas não estava lúcido o suficiente para tentar voar, olhei para o lado e vi cabos de aço de um teleférico. Me pendurei neles e fui me impulsionando para frente até chegar perto do local onde eu vi a criatura de asas negras. Lá já não havia mais ninguém, olhei os prédios ao redor e pulei para a cobertura do prédio mais próximo onde vi dois homens brigando. Um deles era conhecido para mim, por isso agarrei o outro pelas costas e arremessei ele do prédio. Aqui eu estava meio lúcido, ciente de que era um sonho, mas não fazia nenhuma alteração nele.
(Falha nas memórias)
Lembro agora que eu havia decido do prédio depois de um diálogo com o cara que eu salvei lá em cima, ele havia me falado que aquilo era uma briga das gangues rivais da cidade e que aquele prédio era o da gangue rival a sua e ele tinha ido ali para invadir o local ou algo assim. Eu já havia decido, mas como não estava muito lúcido, fiquei preocupado com ele e decidi voltar lá para tira-lo daquele lugar. Não estava confiante para voar, então decidi que ia subir escalando. Olhei para traz e no meio da cidade havia uma escadaria gigantesca no meio de dois grandes muros.
Subi alguns degraus da escadaria e pensei comigo: "- Subconsicente, me ajude dessa vez" e depois comecei a escalar o muro na mão, eu estava escalando tão rápido que em só na metade do muro percebi que minhas unhas tinham aumentado e eu tava correndo como um felino... só que na vertical!!! As unhas cravavam na parede e eu me impulsionava para cima. Quando cheguei próximo ao topo, dei um mortal de costas e acabei por cair de volta lá na cobertura do bendito prédio da gangue lá, só que dessa vez lá estava cheio de mulheres vestidas de terno com máscaras de Anubis. Todas vieram para cima e como eu já estava empolgado com minha transformação comecei a joga-las para fora do prédio, algumas eu desviava e outras eu arremessava contra elas mesmas. Peguei uma delas e fiz de refém, entramos numa porta da cobertura que dava em uma sala cinza. Perguntei onde que estava o cara que eu procurava e me apontaram uma sala com uma placa escrita "adultério". Abri a porta da sala e lá havia umas 4 mulheres nuas, seus rostos estavam castigados e elas pareciam ter sido exploradas além de ter usado muitas drogas. Pedir a lucidez por um momento em que me subiu uma ira terrível ao ver essa cena e retomei-a logo, mas o sonho começou a se desfazer mesmo, tentei segurar no braço da mulher que havia feito refém para me manter no sonho mas ela se soltou e fugiu com medo, tive um falso despertar.

Pensei que havia acordado, me sentei na cama e tentei ficar repassando o que tinha acontecido no sonho anterior para anotar no meu diário, mas fui tomado por um sono forte e voltei a deitar. Quando fechei os olhos no sonho e comecei a dormir, acordei na minha cama e dessa vez fiz um RC para saber se estava sonhando, estava acordado e.e

Esta parte do sonho com a galinha foi uma das coisas mais legais e engraçadas que já li gargalhada  Muito criativo o seu sonho.
avatar
Mensagens : 326
Pontos : 934
Honra : 106
Data de inscrição : 10/05/2016
Localização : RS
Sonhos Lúcidos :
7 / 9997 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonho Lúcidos de Pyros

em Qui Set 08, 2016 12:10 pm
Que sonho legal pyros.Gostei de todo ele,mas a parte que se transformou ao escalar deve ter sido a melhor,eu acho
avatar
Mensagens : 386
Pontos : 1445
Honra : 199
Data de inscrição : 04/03/2016
Idade : 20
Localização : Brasil
Sonhos Lúcidos :
29 / 99929 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonho Lúcidos de Pyros

em Qui Set 08, 2016 6:04 pm
Königin escreveu:
Pyros:

Pyros escreveu:Galera, tive esse sonho lúcido essa manhã, acontece que voltei ontem de madrugada de uma festa, então acho que devido ao sono não tão bom e a algumas caipiroskas eu tive algumas dificuldades para lembrar muitos detalhes do sonho. Só para não ter duvidas eu estava ciente por todo o sonho de que estava sonhando, mas algumas vezes me deixava levar pelo sonho ou pelos sentimentos do momento o que fazia minha lucidez ficar lá pelos 20%, em contrapartida houve momentos de que estava 100% lúcido.

Comecei esse sonho em um local que parecia uma fazenda, andava por uma estradinha de terra no meio de dois milharais. De onde eu estava eu conseguia ver no alto de uma árvore uma Galinha gigante abraçada a três homens que eram iguais, sendo que o que diferenciava os três eram as roupas que eles usavam.
A galinha falava com eles que um representava o inverno, o outro o outono e o ultimo a primavera. Nesse momento reparei que um usava gorro e casaco de frio, o outro um agasalho simples e o ultimo roupas normais. Quando a galinha me viu ela gritou : " Lá está o verão!!!"
Fiquei preocupado que fossem atrás de mim e saí correndo pela estrada até encontrar um alçapão que abri, dentro dele havia uma escada que dava em um corredor feito de cimento. O corredor já era um ambiente bem diferente, parecia uma estação de trem, mas era bem mais apertado. As pessoas passavam de um lugar para o outro, vindo e voltando. Eu continuei seguindo o corredor até que parei em frente a um estande com várias revistas, eu parei para olhar algumas e uma me chamou atenção, pois na sua capa tinha um desenho de uma galinha abraçada com três mulheres. Lembrei do que tinha rolado e voltei a lucidez, me adiantei a seguir em frente no corredor onde terminava numa porta. Atravessei a porta e vim parar numa cidade.
(Falha nas memórias)
Beleza, agora eu lembro de estar na mesma cidade que cheguei, mas dessa vez estava em cima de um arranha-céu. Parecia ser o mais alto da cidade, pois, embora ela fosse cheia de prédios altos, neste que eu estava eu conseguia ver toda a extensão dela até a orla e o mar lá no horizonte onde o sol estava se pondo. Algo me chamou atenção enquanto eu admirava a vista. Uma sombra negra com asas, estava na frente do sol, a luz-do-por do sol atrás dele destacava-o ainda mais. Decidi ir até lá, mas não estava lúcido o suficiente para tentar voar, olhei para o lado e vi cabos de aço de um teleférico. Me pendurei neles e fui me impulsionando para frente até chegar perto do local onde eu vi a criatura de asas negras. Lá já não havia mais ninguém, olhei os prédios ao redor e pulei para a cobertura do prédio mais próximo onde vi dois homens brigando. Um deles era conhecido para mim, por isso agarrei o outro pelas costas e arremessei ele do prédio. Aqui eu estava meio lúcido, ciente de que era um sonho, mas não fazia nenhuma alteração nele.
(Falha nas memórias)
Lembro agora que eu havia decido do prédio depois de um diálogo com o cara que eu salvei lá em cima, ele havia me falado que aquilo era uma briga das gangues rivais da cidade e que aquele prédio era o da gangue rival a sua e ele tinha ido ali para invadir o local ou algo assim. Eu já havia decido, mas como não estava muito lúcido, fiquei preocupado com ele e decidi voltar lá para tira-lo daquele lugar. Não estava confiante para voar, então decidi que ia subir escalando. Olhei para traz e no meio da cidade havia uma escadaria gigantesca no meio de dois grandes muros.
Subi alguns degraus da escadaria e pensei comigo: "- Subconsicente, me ajude dessa vez" e depois comecei a escalar o muro na mão, eu estava escalando tão rápido que em só na metade do muro percebi que minhas unhas tinham aumentado e eu tava correndo como um felino... só que na vertical!!! As unhas cravavam na parede e eu me impulsionava para cima. Quando cheguei próximo ao topo, dei um mortal de costas e acabei por cair de volta lá na cobertura do bendito prédio da gangue lá, só que dessa vez lá estava cheio de mulheres vestidas de terno com máscaras de Anubis. Todas vieram para cima e como eu já estava empolgado com minha transformação comecei a joga-las para fora do prédio, algumas eu desviava e outras eu arremessava contra elas mesmas. Peguei uma delas e fiz de refém, entramos numa porta da cobertura que dava em uma sala cinza. Perguntei onde que estava o cara que eu procurava e me apontaram uma sala com uma placa escrita "adultério". Abri a porta da sala e lá havia umas 4 mulheres nuas, seus rostos estavam castigados e elas pareciam ter sido exploradas além de ter usado muitas drogas. Pedir a lucidez por um momento em que me subiu uma ira terrível ao ver essa cena e retomei-a logo, mas o sonho começou a se desfazer mesmo, tentei segurar no braço da mulher que havia feito refém para me manter no sonho mas ela se soltou e fugiu com medo, tive um falso despertar.

Pensei que havia acordado, me sentei na cama e tentei ficar repassando o que tinha acontecido no sonho anterior para anotar no meu diário, mas fui tomado por um sono forte e voltei a deitar. Quando fechei os olhos no sonho e comecei a dormir, acordei na minha cama e dessa vez fiz um RC para saber se estava sonhando, estava acordado e.e
"Lá está o verão!!!" - Eu ri.
A sua escalada no muro foi mil vezes melhor que a minha. Você ganhou garras de felino. Eu me lembrei do Lion-o dos Thundercats.  Já o o quarto "adultério", achei muito tenso. Que cena ruim de se ver.
A parte do verão foi engraçada mesmo, eu dei foi no pé kkkkkk correr A galinha era grandona. A escalada foi massa, mas me irrita que quando eu faço essas coisas no sonho, ou eu fico meio lúcido ou eu perco a lucidez de vez. lingua
A ultima cena foi muito ruim de se ver mesmo, algo que me irrita muito é ver alguém sendo tratado mau... acho que por isso que acordei.
Érika escreveu:
Pyros:
Galera, tive esse sonho lúcido essa manhã, acontece que voltei ontem de madrugada de uma festa, então acho que devido ao sono não tão bom e a algumas caipiroskas eu tive algumas dificuldades para lembrar muitos detalhes do sonho. Só para não ter duvidas eu estava ciente por todo o sonho de que estava sonhando, mas algumas vezes me deixava levar pelo sonho ou pelos sentimentos do momento o que fazia minha lucidez ficar lá pelos 20%, em contrapartida houve momentos de que estava 100% lúcido.

Comecei esse sonho em um local que parecia uma fazenda, andava por uma estradinha de terra no meio de dois milharais. De onde eu estava eu conseguia ver no alto de uma árvore uma Galinha gigante abraçada a três homens que eram iguais, sendo que o que diferenciava os três eram as roupas que eles usavam.
A galinha falava com eles que um representava o inverno, o outro o outono e o ultimo a primavera. Nesse momento reparei que um usava gorro e casaco de frio, o outro um agasalho simples e o ultimo roupas normais. Quando a galinha me viu ela gritou : " Lá está o verão!!!"
Fiquei preocupado que fossem atrás de mim e saí correndo pela estrada até encontrar um alçapão que abri, dentro dele havia uma escada que dava em um corredor feito de cimento. O corredor já era um ambiente bem diferente, parecia uma estação de trem, mas era bem mais apertado. As pessoas passavam de um lugar para o outro, vindo e voltando. Eu continuei seguindo o corredor até que parei em frente a um estande com várias revistas, eu parei para olhar algumas e uma me chamou atenção, pois na sua capa tinha um desenho de uma galinha abraçada com três mulheres. Lembrei do que tinha rolado e voltei a lucidez, me adiantei a seguir em frente no corredor onde terminava numa porta. Atravessei a porta e vim parar numa cidade.
(Falha nas memórias)
Beleza, agora eu lembro de estar na mesma cidade que cheguei, mas dessa vez estava em cima de um arranha-céu. Parecia ser o mais alto da cidade, pois, embora ela fosse cheia de prédios altos, neste que eu estava eu conseguia ver toda a extensão dela até a orla e o mar lá no horizonte onde o sol estava se pondo. Algo me chamou atenção enquanto eu admirava a vista. Uma sombra negra com asas, estava na frente do sol, a luz-do-por do sol atrás dele destacava-o ainda mais. Decidi ir até lá, mas não estava lúcido o suficiente para tentar voar, olhei para o lado e vi cabos de aço de um teleférico. Me pendurei neles e fui me impulsionando para frente até chegar perto do local onde eu vi a criatura de asas negras. Lá já não havia mais ninguém, olhei os prédios ao redor e pulei para a cobertura do prédio mais próximo onde vi dois homens brigando. Um deles era conhecido para mim, por isso agarrei o outro pelas costas e arremessei ele do prédio. Aqui eu estava meio lúcido, ciente de que era um sonho, mas não fazia nenhuma alteração nele.
(Falha nas memórias)
Lembro agora que eu havia decido do prédio depois de um diálogo com o cara que eu salvei lá em cima, ele havia me falado que aquilo era uma briga das gangues rivais da cidade e que aquele prédio era o da gangue rival a sua e ele tinha ido ali para invadir o local ou algo assim. Eu já havia decido, mas como não estava muito lúcido, fiquei preocupado com ele e decidi voltar lá para tira-lo daquele lugar. Não estava confiante para voar, então decidi que ia subir escalando. Olhei para traz e no meio da cidade havia uma escadaria gigantesca no meio de dois grandes muros.
Subi alguns degraus da escadaria e pensei comigo: "- Subconsicente, me ajude dessa vez" e depois comecei a escalar o muro na mão, eu estava escalando tão rápido que em só na metade do muro percebi que minhas unhas tinham aumentado e eu tava correndo como um felino... só que na vertical!!! As unhas cravavam na parede e eu me impulsionava para cima. Quando cheguei próximo ao topo, dei um mortal de costas e acabei por cair de volta lá na cobertura do bendito prédio da gangue lá, só que dessa vez lá estava cheio de mulheres vestidas de terno com máscaras de Anubis. Todas vieram para cima e como eu já estava empolgado com minha transformação comecei a joga-las para fora do prédio, algumas eu desviava e outras eu arremessava contra elas mesmas. Peguei uma delas e fiz de refém, entramos numa porta da cobertura que dava em uma sala cinza. Perguntei onde que estava o cara que eu procurava e me apontaram uma sala com uma placa escrita "adultério". Abri a porta da sala e lá havia umas 4 mulheres nuas, seus rostos estavam castigados e elas pareciam ter sido exploradas além de ter usado muitas drogas. Pedir a lucidez por um momento em que me subiu uma ira terrível ao ver essa cena e retomei-a logo, mas o sonho começou a se desfazer mesmo, tentei segurar no braço da mulher que havia feito refém para me manter no sonho mas ela se soltou e fugiu com medo, tive um falso despertar.

Pensei que havia acordado, me sentei na cama e tentei ficar repassando o que tinha acontecido no sonho anterior para anotar no meu diário, mas fui tomado por um sono forte e voltei a deitar. Quando fechei os olhos no sonho e comecei a dormir, acordei na minha cama e dessa vez fiz um RC para saber se estava sonhando, estava acordado e.e

Esta parte do sonho com a galinha foi uma das coisas mais legais e engraçadas que já li gargalhada  Muito criativo o seu sonho.
A bendita galinha HAHAHAHA, meus personagens parecem vir dos livros tipo "Alice no país das maravilhas". Mas eu queria ter uns sonhos mais enigmáticos tipos os seus Érika, eu sempre acho que os seus sonhos dão uma uma sensação de realização quando se acorda. 68
avatar
Mensagens : 386
Pontos : 1445
Honra : 199
Data de inscrição : 04/03/2016
Idade : 20
Localização : Brasil
Sonhos Lúcidos :
29 / 99929 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonho Lúcidos de Pyros

em Qui Set 08, 2016 6:06 pm
Andrelp escreveu:Que sonho legal pyros.Gostei de todo ele,mas a parte que se transformou ao escalar deve ter sido a melhor,eu acho

Eu também brindar

Escalar o muro e me balançar nos cabos de aço parecendo um macaco me deram uma adrenalina doida no sonho, se eu tivesse acordado nessa hora ia acordar pulando certeza kkkkkkkkkkkk
avatar
Mensagens : 2531
Pontos : 5553
Honra : 1043
Data de inscrição : 12/06/2013
Localização : Bahia
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonho Lúcidos de Pyros

em Qui Set 08, 2016 11:10 pm
Pyros escreveu:

Pyros escreveu:Galera, tive esse sonho lúcido essa manhã, acontece que voltei ontem de madrugada de uma festa, então acho que devido ao sono não tão bom e a algumas caipiroskas eu tive algumas dificuldades para lembrar muitos detalhes do sonho. Só para não ter duvidas eu estava ciente por todo o sonho de que estava sonhando, mas algumas vezes me deixava levar pelo sonho ou pelos sentimentos do momento o que fazia minha lucidez ficar lá pelos 20%, em contrapartida houve momentos de que estava 100% lúcido.

Comecei esse sonho em um local que parecia uma fazenda, andava por uma estradinha de terra no meio de dois milharais. De onde eu estava eu conseguia ver no alto de uma árvore uma Galinha gigante abraçada a três homens que eram iguais, sendo que o que diferenciava os três eram as roupas que eles usavam.
A galinha falava com eles que um representava o inverno, o outro o outono e o ultimo a primavera. Nesse momento reparei que um usava gorro e casaco de frio, o outro um agasalho simples e o ultimo roupas normais. Quando a galinha me viu ela gritou : " Lá está o verão!!!"
Fiquei preocupado que fossem atrás de mim e saí correndo pela estrada até encontrar um alçapão que abri, dentro dele havia uma escada que dava em um corredor feito de cimento. O corredor já era um ambiente bem diferente, parecia uma estação de trem, mas era bem mais apertado. As pessoas passavam de um lugar para o outro, vindo e voltando. Eu continuei seguindo o corredor até que parei em frente a um estande com várias revistas, eu parei para olhar algumas e uma me chamou atenção, pois na sua capa tinha um desenho de uma galinha abraçada com três mulheres. Lembrei do que tinha rolado e voltei a lucidez, me adiantei a seguir em frente no corredor onde terminava numa porta. Atravessei a porta e vim parar numa cidade.
(Falha nas memórias)
Beleza, agora eu lembro de estar na mesma cidade que cheguei, mas dessa vez estava em cima de um arranha-céu. Parecia ser o mais alto da cidade, pois, embora ela fosse cheia de prédios altos, neste que eu estava eu conseguia ver toda a extensão dela até a orla e o mar lá no horizonte onde o sol estava se pondo. Algo me chamou atenção enquanto eu admirava a vista. Uma sombra negra com asas, estava na frente do sol, a luz-do-por do sol atrás dele destacava-o ainda mais. Decidi ir até lá, mas não estava lúcido o suficiente para tentar voar, olhei para o lado e vi cabos de aço de um teleférico. Me pendurei neles e fui me impulsionando para frente até chegar perto do local onde eu vi a criatura de asas negras. Lá já não havia mais ninguém, olhei os prédios ao redor e pulei para a cobertura do prédio mais próximo onde vi dois homens brigando. Um deles era conhecido para mim, por isso agarrei o outro pelas costas e arremessei ele do prédio. Aqui eu estava meio lúcido, ciente de que era um sonho, mas não fazia nenhuma alteração nele.
(Falha nas memórias)
Lembro agora que eu havia decido do prédio depois de um diálogo com o cara que eu salvei lá em cima, ele havia me falado que aquilo era uma briga das gangues rivais da cidade e que aquele prédio era o da gangue rival a sua e ele tinha ido ali para invadir o local ou algo assim. Eu já havia decido, mas como não estava muito lúcido, fiquei preocupado com ele e decidi voltar lá para tira-lo daquele lugar. Não estava confiante para voar, então decidi que ia subir escalando. Olhei para traz e no meio da cidade havia uma escadaria gigantesca no meio de dois grandes muros.
Subi alguns degraus da escadaria e pensei comigo: "- Subconsicente, me ajude dessa vez" e depois comecei a escalar o muro na mão, eu estava escalando tão rápido que em só na metade do muro percebi que minhas unhas tinham aumentado e eu tava correndo como um felino... só que na vertical!!! As unhas cravavam na parede e eu me impulsionava para cima. Quando cheguei próximo ao topo, dei um mortal de costas e acabei por cair de volta lá na cobertura do bendito prédio da gangue lá, só que dessa vez lá estava cheio de mulheres vestidas de terno com máscaras de Anubis. Todas vieram para cima e como eu já estava empolgado com minha transformação comecei a joga-las para fora do prédio, algumas eu desviava e outras eu arremessava contra elas mesmas. Peguei uma delas e fiz de refém, entramos numa porta da cobertura que dava em uma sala cinza. Perguntei onde que estava o cara que eu procurava e me apontaram uma sala com uma placa escrita "adultério". Abri a porta da sala e lá havia umas 4 mulheres nuas, seus rostos estavam castigados e elas pareciam ter sido exploradas além de ter usado muitas drogas. Pedir a lucidez por um momento em que me subiu uma ira terrível ao ver essa cena e retomei-a logo, mas o sonho começou a se desfazer mesmo, tentei segurar no braço da mulher que havia feito refém para me manter no sonho mas ela se soltou e fugiu com medo, tive um falso despertar.

Pensei que havia acordado, me sentei na cama e tentei ficar repassando o que tinha acontecido no sonho anterior para anotar no meu diário, mas fui tomado por um sono forte e voltei a deitar. Quando fechei os olhos no sonho e comecei a dormir, acordei na minha cama e dessa vez fiz um RC para saber se estava sonhando, estava acordado e.e
Que viagem essa sala chamada "adultério". Só tinha 4 mulheres? Era pra ter mulheres, homens, gays e lésbicas. Pois existe adultério em todos os sexos. gargalhada

Pyros, o sol que você viu se pondo no horizonte marítimo do sonho, era no oceano atlântico?
Conteúdo patrocinado

Re: Diário dos Sonho Lúcidos de Pyros

Ver o tópico anteriorVoltar ao TopoVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum