Conectar-se
Os membros mais ativos do mês
1 Mensagem - 50%
1 Mensagem - 50%
Votação
Qual a técnica que você utiliza para ficar lúcido?
Teste de Realidade
45% / 15
Totem
15% / 5
Incubação
12% / 4
Gatilho
6% / 2
Gravador de Voz ou Sons Binaurais
6% / 2
Outros
15% / 5
Parceiros
 sonhos=
 sonhos=
 animes=

Compartilhe
Ver o tópico anteriorIr em baixoVer o tópico seguinte
avatar
Mensagens : 326
Pontos : 1050
Honra : 106
Data de inscrição : 10/05/2016
Localização : RS
Sonhos Lúcidos :
7 / 9997 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos da Érika

em Qui Set 08, 2016 12:38 pm
Você já viu marcas na mestra?Se não viu,vai pedir pra ver?
avatar
Mensagens : 43
Pontos : 502
Honra : 15
Data de inscrição : 01/09/2016
Localização : RJ
Sonhos Lúcidos :
50 / 99950 / 999
Sonhos Comuns :
300 / 999300 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos da Érika

em Sex Set 09, 2016 8:49 am
Erika escreveu:
Érika escreveu:Sonho 07/09/16:

Este sonho foi muito confuso e parece ter durado horas. Na primeira parte lembro que eu estava em um ônibus, havia várias pessoas lá dentro e aconteceram muitas coisas que não me lembro. Em algum momento um rapaz que estava no ônibus começou a contar uma história que fazia muito sentido para mim, ele meio que contava vários sonhos que eu já tive, como se ele também estivesse lá, citava todos os personagens que estavam nesses sonhos e fazia comentários sobre eles. Eu sentia que se continuasse ouvindo as histórias daquele rapaz, ele desvendaria todos os mistérios presentes em meus sonhos, porém entraram no ônibus três adolescentes que começaram a perseguir esse rapaz, dizendo que ele tinha que tomar cuidado com a língua dele e fazendo ameaças. Um dos adolescentes sentou do lado dele para vigiá-lo, ele trocou de assento e o garoto foi atrás dele, isso se repetiu por várias vezes até que ele ficou tão incomodado que decidiu descer do ônibus. Não sei exatamente o que aconteceu depois, mas lembro de ter ficado um bom tempo sem enxergar nada, apenas tinha algumas sensações e ouvia alguém falando comigo, sem conseguir me mexer. Quando recuperei a visão eu era outra pessoa, uma garota de vestido vermelho que estava em uma festa em um lugar bastante estranho, não me lembro o que eu fiz enquanto estava no corpo dela, mas quando voltei a ser eu, queria muito encontrá-la. Fiquei procurando ela naquele ambiente da festa, até que alguém me disse que ela estava em um bar que ficava no subterrâneo. Fui até lá e encontrei a garota, mas não me lembro sobre o que falamos. Este bar em que ela estava era muito estranho, e as pessoas que o frequentavam mais ainda, a entrada de pessoas era muito bem controlada, apesar de eu ter conseguido entrar com facilidade. Havia uma mulher muito bonita fazendo bebidas no balcão, ela parecia trabalhar com as bebidas e também como stripper. De repente apareci em um lugar bem claro, eu estava com meu vestido amarelo que sempre uso nos sonhos lúcidos, mas não sei se cheguei a ficar lúcida de verdade. A mulher que estava fazendo as bebidas no bar também estava ali, de frente para mim, usando um vestido branco, ela estava muito pacífica, tinha um leve sorriso no rosto, estava bem melhor que na parte do sonho no bar. Comecei a conversar com ela, mas não lembro da conversa toda. Perguntei se ela ainda trabalhava no bar, ela disse que não, pois aquilo foi há algum tempo atrás, e eu estava vendo coisas do passado. Perguntei sobre a garota de vestido vermelho, ela disse que eu a conhecia, só não estava lembrando porque ela estava um pouco diferente naquele sonho, mas que se eu me esforçasse um pouco ia acabar lembrando. Perguntei se eu tinha visto ela em um sonho, a mulher disse que sim. Tentei lembrar mas não consegui de jeito nenhum. Perguntei o que ela pensava da mestra (personagem que aparece frequentemente em meus sonhos), e a mulher falou muito bem dela, disse que era uma grande mulher, e que era uma das melhores pessoas que ela conheceu. Nesse momento fiquei desconfiada que essa mulher já havia morrido, mas não questionei. Perguntei a ela se aquela garota de vermelho sempre frequentava aquele bar, para que eu tentasse me lembrar quem é, a mulher disse que sim, pois depois que alguém ia pra lá algumas vezes era obrigado a voltar várias outras. Ela disse que eles cometiam vários crimes lá, entre outras coisas, e que os donos controlavam muito bem quem frequentava ali, para que nada desse errado. Enfim, ela disse que aquele lugar horrível tinha acabado com a vida dela, mas poderia ter sido muito pior. Perguntei o que tinha acontecido de tão ruim assim, e ela disse que estava cansada de colaborar indiretamente com as coisas que via acontecendo lá, e principalmente estava cansada de agressões. Ela tirou o vestido branco e começou a me mostrar várias marcas pelo corpo dela, e narrou como havia conseguido várias delas. Algumas cicatrizes estavam bem apagadas, outras bem evidentes, ela disse que haviam várias outras que tinham sido apagadas por completo pela mestra. Eu perguntei como e ela disse que a mestra tinha muitas cicatrizes causadas pelo pai dela, e por isso ela aprendeu um jeito de amenizá-las, e que hoje quase não dá pra ver marcas nela. Havia alguns hematomas pelo corpo da mulher que eram bastante evidentes e eu perguntei se aqueles eram recentes, ela disse que não, e que aquelas provavelmente nunca iriam sair. Pouco tempo depois eu acordei.
Mas que bar misterioso medo
É incrível um personagem do seu sonho lembrar do seus sonhos e explicá-los, um dia vou tentar fazer isso acontecer em um sonho meu.


Somos ilimitados
avatar
Mensagens : 233
Pontos : 1418
Honra : 72
Data de inscrição : 26/12/2015
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos da Érika

em Qua Set 14, 2016 4:55 pm
Andrelp escreveu:Você já viu marcas na mestra?Se não viu,vai pedir pra ver?

Andrelp, nunca vi marcas nela. Não tinha pensado em tentar ver, mas já que você perguntou, agora fiquei curiosa e acho que vou pedir sim.  olhos girando

1wilian escreveu:
Erika escreveu:

Érika escreveu:Sonho 07/09/16:

Este sonho foi muito confuso e parece ter durado horas. Na primeira parte lembro que eu estava em um ônibus, havia várias pessoas lá dentro e aconteceram muitas coisas que não me lembro. Em algum momento um rapaz que estava no ônibus começou a contar uma história que fazia muito sentido para mim, ele meio que contava vários sonhos que eu já tive, como se ele também estivesse lá, citava todos os personagens que estavam nesses sonhos e fazia comentários sobre eles. Eu sentia que se continuasse ouvindo as histórias daquele rapaz, ele desvendaria todos os mistérios presentes em meus sonhos, porém entraram no ônibus três adolescentes que começaram a perseguir esse rapaz, dizendo que ele tinha que tomar cuidado com a língua dele e fazendo ameaças. Um dos adolescentes sentou do lado dele para vigiá-lo, ele trocou de assento e o garoto foi atrás dele, isso se repetiu por várias vezes até que ele ficou tão incomodado que decidiu descer do ônibus. Não sei exatamente o que aconteceu depois, mas lembro de ter ficado um bom tempo sem enxergar nada, apenas tinha algumas sensações e ouvia alguém falando comigo, sem conseguir me mexer. Quando recuperei a visão eu era outra pessoa, uma garota de vestido vermelho que estava em uma festa em um lugar bastante estranho, não me lembro o que eu fiz enquanto estava no corpo dela, mas quando voltei a ser eu, queria muito encontrá-la. Fiquei procurando ela naquele ambiente da festa, até que alguém me disse que ela estava em um bar que ficava no subterrâneo. Fui até lá e encontrei a garota, mas não me lembro sobre o que falamos. Este bar em que ela estava era muito estranho, e as pessoas que o frequentavam mais ainda, a entrada de pessoas era muito bem controlada, apesar de eu ter conseguido entrar com facilidade. Havia uma mulher muito bonita fazendo bebidas no balcão, ela parecia trabalhar com as bebidas e também como stripper. De repente apareci em um lugar bem claro, eu estava com meu vestido amarelo que sempre uso nos sonhos lúcidos, mas não sei se cheguei a ficar lúcida de verdade. A mulher que estava fazendo as bebidas no bar também estava ali, de frente para mim, usando um vestido branco, ela estava muito pacífica, tinha um leve sorriso no rosto, estava bem melhor que na parte do sonho no bar. Comecei a conversar com ela, mas não lembro da conversa toda. Perguntei se ela ainda trabalhava no bar, ela disse que não, pois aquilo foi há algum tempo atrás, e eu estava vendo coisas do passado. Perguntei sobre a garota de vestido vermelho, ela disse que eu a conhecia, só não estava lembrando porque ela estava um pouco diferente naquele sonho, mas que se eu me esforçasse um pouco ia acabar lembrando. Perguntei se eu tinha visto ela em um sonho, a mulher disse que sim. Tentei lembrar mas não consegui de jeito nenhum. Perguntei o que ela pensava da mestra (personagem que aparece frequentemente em meus sonhos), e a mulher falou muito bem dela, disse que era uma grande mulher, e que era uma das melhores pessoas que ela conheceu. Nesse momento fiquei desconfiada que essa mulher já havia morrido, mas não questionei. Perguntei a ela se aquela garota de vermelho sempre frequentava aquele bar, para que eu tentasse me lembrar quem é, a mulher disse que sim, pois depois que alguém ia pra lá algumas vezes era obrigado a voltar várias outras. Ela disse que eles cometiam vários crimes lá, entre outras coisas, e que os donos controlavam muito bem quem frequentava ali, para que nada desse errado. Enfim, ela disse que aquele lugar horrível tinha acabado com a vida dela, mas poderia ter sido muito pior. Perguntei o que tinha acontecido de tão ruim assim, e ela disse que estava cansada de colaborar indiretamente com as coisas que via acontecendo lá, e principalmente estava cansada de agressões. Ela tirou o vestido branco e começou a me mostrar várias marcas pelo corpo dela, e narrou como havia conseguido várias delas. Algumas cicatrizes estavam bem apagadas, outras bem evidentes, ela disse que haviam várias outras que tinham sido apagadas por completo pela mestra. Eu perguntei como e ela disse que a mestra tinha muitas cicatrizes causadas pelo pai dela, e por isso ela aprendeu um jeito de amenizá-las, e que hoje quase não dá pra ver marcas nela. Havia alguns hematomas pelo corpo da mulher que eram bastante evidentes e eu perguntei se aqueles eram recentes, ela disse que não, e que aquelas provavelmente nunca iriam sair. Pouco tempo depois eu acordei.
Mas que bar misterioso medo
É incrível um personagem do seu sonho lembrar do seus sonhos e explicá-los, um dia vou tentar fazer isso acontecer em um sonho meu.

É mesmo Wilian, acho que também vou tentar fazer isso acontecer de novo quando eu lembrar. piscar
avatar
Mensagens : 233
Pontos : 1418
Honra : 72
Data de inscrição : 26/12/2015
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos da Érika

em Qua Set 14, 2016 4:57 pm
Sonhos 14/09/16:

Sonho 1:

Eu estava deitada na minha cama, alguém entra no quarto e deixa uma folha de papel do meu lado. Na folha estava escrito: “Acho que está nascendo uma planta debaixo da sua cama.” Também havia um desenho ilustrando a situação. Olhei para trás para tentar identificar a pessoa, não vi ninguém, olhei de novo para a folha de papel e perto dela surgiu uma folha de planta parecida com uma samambaia. Levantei um pouco o colchão e percebi que realmente estava nascendo uma planta debaixo da cama. Guardei a folha de samambaia em cima da mesa e fui dormir.

Sonho 2:

Estou andando por uma avenida procurando minha amiga, mas não encontro. Chego perto de um morro e vejo uma mulher que sonhei há vários anos atrás, ela foi a primeira personagem a tentar me ensinar uma técnica para acordar ou trocar de sonho. Fui correndo até ela, mas não estava lúcida. Chegando lá, começamos a conversar, até que passou um carro de polícia e uma velhinha apontou na direção da mulher, os policiais sacaram as armas e começaram a subir o morro. A mulher disse que estavam atrás dela, saímos correndo cada uma para um lado e eu voltei a procurar minha amiga. Não lembro o que aconteceu depois.

Sonho 3:

Liguei a televisão, estava passando um programa cujo apresentador parecia um pouco com o Ratinho. Havia uma banda tocando no palco, até que o apresentador começou a gritar que estava tendo um incêndio. A equipe do programa foi toda para o palco para tentar apagar o fogo, chegando lá perceberam que era tudo uma brincadeira do apresentador. Todos na platéia começaram a rir. A banda voltou a tocar, algum tempo depois o apresentador fingiu novamente que estava tendo um incêndio, mas dessa vez só um dos funcionários do programa veio com um extintor para tentar resolver o problema, o resto da equipe ignorou a brincadeira. O apresentador disse que aquele funcionário deveria receber um aumento, pois se o incêndio fosse de verdade, só ele tinha aparecido para apagar o fogo. O guitarrista da banda usou a guitarra como extintor e começou a espalhar uma fumaça branca pelo palco, dizendo que também queria um aumento. Todos começaram a rir. Não me lembro do resto.

Sonho 4:

Estava no meu quarto e fui de novo ver televisão. Estava passando um outro programa, no qual também havia uma banda tocando no palco. Chega a hora do intervalo comercial, porém o programa continua passando. Uma mulher, que parecia ser uma cantora famosa, aproveita o intervalo e vai falar com um dos instrumentistas da banda, ela diz para o cara comprar um instrumento novo, o melhor que ele conseguir, pois terá que fazer uma apresentação com ela no final de semana. O homem diz que não quer trabalhar no fim de semana e que ela pode contratar outra pessoa, mas a mulher diz que ele vai ter que ir, pois não há outra opção. Nesse momento há um corte na gravação, e quando o programa volta o homem já havia comprado o instrumento novo, muito bonito, parecia um bandolim, prateado com detalhes dourados. Além disso, eu estava no palco do programa. O homem chama a mulher e diz que comprou o instrumento, mas ninguém vai conseguir obrigá-lo a trabalhar no fim de semana, e que eu vou substituí-lo. Ele e a mulher começaram a cantar uma música idiota. O homem me entrega o bandolim e percebo que o palco ficava dentro do prédio onde estudo, aparece um amigo meu e me tira do palco, ele pede para eu tocar uma música e sai cantando pelo pátio, eu começo a tocar e para minha surpresa não estava tocando tão mal. Pensei que as pessoas iam perceber que eu não sabia tocar aquilo, então disse que estava cansada e parei de tocar. Fui andando com meu amigo e encontramos um menino que estudou comigo, ele me mostra um violino azul dele, eu mostro o bandolim e explico como o consegui, todo mundo acha a maior graça. Agora já estávamos em um restaurante, sento em uma das mesas com meu amigo e chegam outros colegas nossos, não me lembro sobre o que falávamos. Tudo ia bem, até que um dos nossos colegas se transforma em uma menina, que segura várias agulhas enormes e tenta me acertar com elas, principalmente nos olhos. Reclamei daquilo com o meu amigo, mas ele decidiu ajudar a menina a me perseguir. Fiquei com muito medo e saí correndo, assim que comecei a correr o cenário mudou, agora eu já estava na casa da mestra (personagem que aparece frequentemente em meus sonhos), correndo para sair da casa. A mestra estava sentada na sala com um outro personagem, percebi que na verdade eu estava lá com eles quando comecei a correr. Antes que eu saísse, esse personagem me chamou de volta e disse que eu não precisava ter medo, pois a mestra só estava fazendo aquilo para me assustar. A mestra disse: “Deixa ela correr, vai ficar assim até não ser mais covarde.” Ignorei os dois e continuei correndo, eu sabia que era um sonho, mas continuava com medo da parte das agulhas, como se ainda estivesse sendo perseguida. Acordei.
avatar
Mensagens : 386
Pontos : 1561
Honra : 199
Data de inscrição : 04/03/2016
Idade : 20
Localização : Brasil
Sonhos Lúcidos :
29 / 99929 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos da Érika

em Qua Set 14, 2016 10:43 pm
Esse terceiro sonho foi cômico gargalhada gargalhada gargalhada .
O legal que ele foi bem baseado em algo que poderia rolar em um programa de auditório mesmo, legal como alguns sonhos conseguem ser bem realistas.

Pena que o final do ultimo sonho foi meio amedrontador... eu recentemente acordei de um sonho lúcido em que o final me deixou com medo e fica um sentimento estranho no ar.

Foi assim com você Érika?

Bons sonhos ae xD
avatar
Mensagens : 326
Pontos : 1050
Honra : 106
Data de inscrição : 10/05/2016
Localização : RS
Sonhos Lúcidos :
7 / 9997 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos da Érika

em Qui Set 15, 2016 8:21 am
Que apresentador sem noção,isso é brincadeira que se faca?kkk Mas a platéia dele parece que gostou
Você constuma ver a mestra e não ficar lúcida?Estou com dificuldade com os rc e pensei em achar um personagem que aparecesse frequentemente nos sonhos pra ajudar a ganhar a lucidez.
avatar
Mensagens : 233
Pontos : 1418
Honra : 72
Data de inscrição : 26/12/2015
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos da Érika

em Dom Set 18, 2016 5:10 pm
Pyros escreveu:Esse terceiro sonho foi cômico gargalhada gargalhada gargalhada .
O legal que ele foi bem baseado em algo que poderia rolar em um programa de auditório mesmo, legal como alguns sonhos conseguem ser bem realistas.

Pena que o final do ultimo sonho foi meio amedrontador... eu recentemente acordei de um sonho lúcido em que o final me deixou com medo e fica um sentimento estranho no ar.

Foi assim com você Érika?

Bons sonhos ae xD

Pyros, sempre que eu acordo com medo de um sonho fico me sentindo culpada, ainda mais quando aparece a mestra pra me chamar de covarde(ela sempre faz isso). Espero que um dia eu aprenda a não ficar com tanto medo assim à toa, pois cheguei a perceber que era um sonho e não consegui me controlar. Bons sonhos pra você também  muito feliz

Andrelp escreveu:Que apresentador sem noção,isso é brincadeira que se faca?kkk Mas a platéia dele parece que gostou
Você constuma ver a mestra e não ficar lúcida?Estou com dificuldade com os rc e pensei em achar um personagem que aparecesse frequentemente nos sonhos pra ajudar a ganhar a lucidez.

Andrelp, é muito raro eu vê-la e não ficar lúcida. Postei esse último sonho no diário de sonhos não-lúcidos porque não tive controle nenhum por estar com medo, mas quando eu vi ela percebi na hora que estava sonhando. Acho uma ótima ideia usar um personagem para ganhar lucidez, o único problema é fazer o personagem aparecer várias vezes nos sonhos, nunca tentei fazer isso porque a mestra sempre apareceu naturalmente na maioria dos meus sonhos, mas com prática você acaba conseguindo muito feliz
avatar
Mensagens : 233
Pontos : 1418
Honra : 72
Data de inscrição : 26/12/2015
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos da Érika

em Dom Nov 27, 2016 2:43 pm
Sonho 1 (26/11/16):


Tentei incubar um sonho com o pai da mestra (personagem que aparece frequentemente em meus sonhos), para perguntar por que os dois se dão mal, ele apareceu no sonho em frente à casa dele, como sempre sentado em uma roda com várias pessoas meditando. Parei e fiquei olhando para eles, eu sabia que esperava ver ele ali, mas não fiquei lúcida e saí andando. Segui para a direita e fui parar em um lugar onde havia um córrego em um nível bem mais baixo que o da rua, sendo que havia barras de concreto separando a rua do espaço onde começava o córrego. Havia crianças brincando em cima das barras de concreto, e como já era de se esperar, duas delas se desequilibraram e ficaram penduradas na barra prestes a caírem uns 15 metros até atingir o córrego. O menino, que era um pouco mais velho, conseguiu ir se movendo com os braços e subir novamente para a rua, já a menina estava quase se soltando, fiquei um bom tempo lá tentando ajudar ela, mas não conseguia. Comecei a entrar em desespero, pois ela não tinha mais forças para segurar e ninguém queria me ajudar a puxá-la, então passou a mestra do meu lado e disse para eu esquecer aquela garota, pois ela garantia que a menina não ia cair, e caso caísse, não teria nenhum problema. Desconfiei que era um sonho, mas o cenário mudou e o córrego desapareceu, a menina também. O chão virou pura lama e eu fiquei tentando sair dali, porém acordei.


Sonho 2 (27/11/16):


Eu estava em um dos prédios da universidade, com uma amiga minha da primeira escola em que estudei. Estávamos no terceiro andar e ao olhar para a entrada do prédio vi um menino que estudou com a gente, por algum motivo eu não queria falar com ele, mas ele me viu e ficou me gritando, então falei para ele pegar o elevador e ir para o terceiro andar. Chegando lá em cima percebi que ele estava com minha calculadora, tentei pegá-la de volta mas ele não quis devolver, então fiquei brava e ele acabou indo embora. O prédio virou um supermercado e eu estava fazendo compras com minha família, meu pai já falecido apareceu e pediu para eu pegar algum produto para ele, eu peguei e fui para a fila do caixa, onde minha família já estava passando as compras. A mulher do caixa disse que uma sacola de pães que nós havíamos pegado estava vencida, mas eu disse que ia levar assim mesmo. Duas mulheres que estavam atrás de nós na fila tentaram passar as compras delas em meio às nossas, comecei a tirar as coisas delas de cima do caixa e elas pararam. Saímos do supermercado empurrando o carrinho de compras, porém o chão de repente se transformou em pura lama, assim como no sonho 1, e em determinado ponto a lama começou a cair fazendo um buraco e o caminho ficou estreito demais para passar com o carrinho. Percebi que não era mais minha mãe quem estava ali do lado, e sim a mestra. Ela e meu irmão não quiseram tentar passar com o carrinho pelo buraco e voltaram em direção ao supermercado. Acordei.


Achei curioso o chão virar lama nos sonhos de dois dias seguidos.
avatar
Mensagens : 1188
Pontos : 3996
Honra : 670
Data de inscrição : 25/03/2013
Idade : 23
Localização : Morretes/ PR
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuáriohttp://naturezaevolutiva.blogspot.com.br/

Re: Diário dos Sonhos da Érika

em Dom Nov 27, 2016 2:50 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
1: Que moça intrometida. Ás vezes personagens oníricos precisam de um tempo e depois voltam a se falar.

2: Ou talvez esse sonho seja a resposta da pergunta. A relação da lama e aparecimento de um guia pode ser isso. Muitas vezes os sonhos têm significados não literais. As moças do mercado podem não ser elas e sim representar algo... De repente aí está o porque da desavença entre os dois.
avatar
Mensagens : 233
Pontos : 1418
Honra : 72
Data de inscrição : 26/12/2015
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos da Érika

em Ter Mar 07, 2017 6:38 pm
Desculpe a demora em responder Emerson, acho que no primeiro sonho a mestra estava tentando me avisar que eu estava sonhando, mas eu nem desconfiei gargalhada
Pelo enredo dos meus sonhos, parece que os dois personagens não se falam há muitos anos, ainda não consegui descobrir o motivo, mas vou continuar tentando.
avatar
Mensagens : 233
Pontos : 1418
Honra : 72
Data de inscrição : 26/12/2015
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Sonho 07/03/16

em Ter Mar 07, 2017 6:39 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Eu estava em um apartamento, de frente para uma janela que estava aberta, o lugar parecia ser bem alto. Ao meu lado estava um homem de uns quarenta e tantos anos, ele era bem calvo e usava uma camisa de mangas compridas cor mostarda e uma calça jeans. Eu segurava um bebê branco de cabelo liso e preto, ele dormia profundamente e estava enrolado em uma manta amarela.
O homem estava preocupado e dizia que estava sendo perseguido, eu fiquei apreensiva, pois não sabia do que se tratava, até que entra um ser no apartamento e nos ataca, não consigo lembrar nada da aparência dele. Este ser empurrou o homem e ele caiu da janela, tentei sair correndo, mas ele veio atrás de mim e me alcançou, comecei a lutar com ele para tentar proteger o bebê, em algum momento perdi a consciência e ficou tudo escuro por um tempo.
Acordei no quarto da mestra (personagem que aparece frequentemente em meus sonhos) deitada na cama dela, eu estava me sentindo muito mal e ela desligou a luz, provavelmente para eu não ver o estado em que me encontrava. Pelo que eu entendi, levei a pior na briga com o ser do apartamento e ele me machucou bastante, a mestra começou a fazer uns rituais ou algo do tipo e estava tentando me curar, ela pedia para eu ficar calma e confiar nela, pois ela sabia o que estava fazendo.
Desconfiei que era um sonho e olhei para minhas mãos, porém tomei o maior susto, pois eu não tinha mãos, parece que o ser acabou cortando elas na tentativa de levar o bebê. Comecei a entrar em desespero, a mestra ficou brava e falou pra eu ficar quieta, ela pegou minhas mãos que estavam dentro de um balde e sei lá como, conseguiu costurar elas no lugar. Ficou uma cicatriz enorme, mas a mestra colocou umas ataduras molhadas em uma espécie de chá de plantas, e disse que a cicatriz ia sumir em breve, porém eu não devia mexer as mãos por um tempo, pois se não ia deslocá-las e talvez não daria para colocar no lugar de novo.
Ela me deu um agasalho branco e eu fiquei lá tendo todo o cuidado para não mexer muito minhas mãos. Ela foi para os fundos da casa e ficou mexendo em alguma coisa que eu não lembro, no canto da parede havia uma cama e sobre ela um bebê, fui até lá e vi o mesmo bebê que estava comigo no apartamento, ainda dormindo profundamente. Perguntei para a mestra se o bebê estava bem e ela disse que sim, pois eu tinha salvado ele, perguntei também sobre o homem que caiu da janela e ela disse que tinham levado o corpo dele para o hospital para ver se dava para doar algum órgão, eu comentei que não sabia que ele tinha morrido e ela disse: “Ele caiu do vigésimo oitavo andar, o que você esperava?”.
Fui para a sala e fiquei conversando com alguém que não me lembro, até o fim do sonho eu já conseguia mexer lentamente os meus dedos. Acordei e lembrei que em outros sonhos meus os personagens já disseram que a mestra era boa nessa arte de curar e diminuir cicatrizes, mas eu não sabia que era tanto assim.
Conteúdo patrocinado

Re: Diário dos Sonhos da Érika

Ver o tópico anteriorVoltar ao TopoVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum