Conectar-se
Os membros mais ativos do mês
8 Mensagens - 35%
6 Mensagens - 26%
4 Mensagens - 17%
3 Mensagens - 13%
1 Mensagem - 4%
1 Mensagem - 4%
Votação
Qual a técnica que você utiliza para ficar lúcido?
Teste de Realidade
45% / 15
Totem
15% / 5
Incubação
12% / 4
Gatilho
6% / 2
Gravador de Voz ou Sons Binaurais
6% / 2
Outros
15% / 5
Parceiros
 sonhos=
 sonhos=
 animes=

Compartilhe
Ver o tópico anteriorIr em baixoVer o tópico seguinte
avatar
Mensagens : 100
Pontos : 941
Honra : 56
Data de inscrição : 13/08/2015
Idade : 24
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Diário dos Sonhos Lúcidos do Raiz de Prata

em Qui Nov 26, 2015 11:59 am
Esse vai ser meu primeiro sonho lúcido aqui no fórum e o segundo que tenho até hoje, então por favor tolerem os erros de sonhador inexperiente.

          O Salto para lucidez e a Queda para a Realidade
Eu estava caminhando em uma calçada em algum lugar perto de uma lagoa, via até grama crescendo entre as rachaduras. Acho que entrei lúcido nesse sonho, quando dei por mim percebi que estava sonhando.
Comecei a correr como um louco pela euforia de estar lúcido e dei um salto altíssimo, quando olhei para baixo vi o lago e tudo parecia um pouco mais escuro do que quando estava na calçada senti o frio na barriga de estar tão alto e então, ainda caindo, lembrei-me de querer voar. Tudo que fiz foi me curvar, esticar os braços e espalmar as mãos e fui impulsionado para cima. Voei um pouco em círculos e então quis voar em um caça a jato, desejei que ele aparece e lá veio ele voando pela minha esquerda. Fui até ele e pousei em cima do vidro onde o piloto estava, alisei  a superfície do vidro para sentir sua textura, mas não senti nada então quebrei o vidro com um soco e puxei o piloto pela gola e o lancei para fora (coitado). Sentei nos controles e tudo foi ficando cada vez mais escuro e controlei a aeronave por alguns segundos, não era tão divertido quanto voar sozinho. Saí da aeronave voando e fui ainda mais alto, mas de repente começo a cair como uma pedra e tudo ficou esfumaçado e escuro, percebi que ia acordar tentei esfregar as mãos mas já era tarde. Acordei.

Cometi alguns deslizes nesse sonho que encurtaram a minha experiência com: não ter feito nehum RC logo que fiquei lúcido e também deveria ter mantido a calma, mas são erros que não vou cometer da próxima vez. E ficam aqui meus sentimentos ao nobre piloto que sofreu uma queda de mais de trezentos metros. kkkkk
avatar
Mensagens : 57
Pontos : 774
Honra : 17
Data de inscrição : 11/11/2015
Idade : 24
Localização : Sao Luis - MA
Sonhos Lúcidos :
5 / 9995 / 999
Sonhos Comuns :
20 / 99920 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Raiz de Prata

em Qui Nov 26, 2015 3:51 pm
Raiz de Prata, meus parabéns!! Muito show esse seu SL, coitado do piloto, pra que essa violência toda meu jovem? gargalhada gargalhada
É vc deveria ter feito umas técnicas de prolongamento, como girar em torno de si, lingua no ceu da boca, ou ainda esfregar as mãos... Mas pra um segundo SL é comum esquecer disso... Eu ja tive uns 5 SL mas só lembrei de ver a mão... esfregar nunks ressalto
avatar
Mensagens : 220
Pontos : 1069
Honra : 90
Data de inscrição : 08/10/2015
Idade : 41
Localização : Brasil
Sonhos Lúcidos :
3 / 9993 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Raiz de Prata

em Qui Nov 26, 2015 8:12 pm
Olá Raiz de Prata, um prazer poder comentar em seu diário! viva
Que sonho! Por ser o segundo até que durou a lucidez e vc ainda teve controle de alguns acontecimentos. Até agora só tive um e durou uns 5 segundos antes de eu acordar!
Esse jeito com que vc fez que o piloto cedesse gentilmente o lugar me lembrou duas coisas:
1 - Nosso amigo Dreamer aqui do forum (ele resolve todas as tretas oniricas no tapa kkkkk)
2 - GTA guitar


Uma força misteriosa que funciona apenas com gatos:
avatar
Mensagens : 100
Pontos : 941
Honra : 56
Data de inscrição : 13/08/2015
Idade : 24
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Raiz de Prata

em Dom Dez 20, 2015 12:09 am
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
O palácio de Zeus
Eu estava em um apartamento antigo com mais duas pessoas. Era noite e enquanto a uma mulher falava eu olhava distraidamente pela janela. Eu via uma igreja com duas torres e encima delas, nuvens giravam lentamente como dois furacões (um em cada torre). Até que as nuvens começam a ficar mais densas e uma luz verde surge em seu interior.
 - Olha só aquilo! - eu falo apontando o dedo para a janela - Aquelas nuvens são verdes.
  "Nuvens verdes? Mas que p***a é essa? Isso é um sonho?"
 Fiquei lúcido. Olhei para minhas mãos, os dedos estavam no lugar mas estavam todos translúcidos. Eu olho para a janela e vejo aquelas nuvens tomando a forma de um castelo ou palácio, foram ficando cada vez mais densas até tomarem a forma do mármore da parede.
 Resolvi não interferir no sonho, aquilo parecia interessante. Fui até a janela ignorando as duas pessoas ali. Vi que o palácio inicialmente flutuava sobre a igreja mas agora começava a se mover lentamente pelo ar, na minha direção. Quando chegou mais perto vi nas paredes externas (parecia com o coliseu só que tinha um teto abóbadado sustentado por imensas colunas), a cabeça de Zeus entalhada no mármore, haviam várias envolta da edificação  todas diferentes, em uma ele tinha uma expressão de raiva, em outra soprava um vento com as bochechas infladas e em outra apenas olhava o horizonte.
 "Vou ver isso mais de perto", pensei.
   Quando o suntuoso palácio estava quase na frente da janela, eu me preparo para o salto. Coloco o pé direito na para-peito e olho para baixo, tudo o que vejo é a parede nua do prédio descendo até o infinito e, bem lá em baixo uma névoa branca. Era uma queda e tanto. Volto a me concentrar no salto mas antes esfregos minhas mãos bem forte. O palácio já esta bem na minha frente. Com um impulso extremo, eu pulo em linha reta e percebo que o palácio é imensamente maior do que eu tinha visto da janela. Passo pelas colunas que agora parecem ter o tamanho de prédios de quinze andares, mas, em vez de cair para o chão, eu caio para o teto enquanto meu corpo crescia e tomava uma forma feminina. Eu era uma gigante caida no teto de um palácio, tinha uma roupa estranha de amazona ou algo do tipo. Me levanto e olho para cima, para o chão que agora é meu teto, me levanto e ando pela abóbada.
 Bem no meio do teto de mármore vejo um ursinho de pelúcia, que parecia minúsculo aos meus olhos de gigante, fui a até ele e quando me abaixei para pega-lo, eu encolho de novo e tomo a forma de uma garotinha descalça. Eu pego o urso que parecia estar ali a séculos, estava gasto e meio rasgado, nesse momento escuto uma voz de criança dizendo de forma que se procurase alguem:
  - Losango?
 Eu acordo nesse momento
avatar
Mensagens : 108
Pontos : 820
Honra : 59
Data de inscrição : 13/12/2015
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Raiz de Prata

em Dom Dez 20, 2015 6:34 pm
Muito interessante esse palácio, Raiz de Prata, achei legal você andar no teto como se fosse o chão.
Fiquei curioso pra saber quem era o tal Losango que a criança chamou haha
avatar
Mensagens : 130
Pontos : 1096
Honra : 45
Data de inscrição : 22/04/2015
Idade : 20
Localização : Belém
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
300 / 999300 / 999
Ver perfil do usuáriohttp://pensamentosemmente.blogspot.com.br

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Raiz de Prata

em Dom Dez 20, 2015 10:43 pm
E ai, tudo bem? Espero que sim!  gargalhada
Parabéns pelo seu primeiro relato aqui no fórum, agora comentando o seu segundo relato; Achei fascinante, sério, bem interessante, quero algum dia ter a sorte de ter um sonho desse (risos). Como o Guerreiro do Omega disse, eu também fiquei curioso com essa história do Losango, o que seria essa tão Losango? Es o mistério.

Abraços, meu amigo!
Espero mais relatos como esse.


Hazai  certo
estrelaestrelaestrelaestrelaestrelaestrelaestrelaestrelaestrelaestrela   
"Podemos negar que nossos anjos existem, dizer a nós mesmos que eles não podem ser reais. Mas eles aparecem de qualquer maneira. Em lugares estranhos, em tempos estranhos, eles podem ser qualquer personagem que possamos imaginar. Serão verdadeiros demônios se precisarem, nos chamando, nos desafiando a lutar."

Sucker Punch | Mundo Surreal
avatar
Mensagens : 100
Pontos : 941
Honra : 56
Data de inscrição : 13/08/2015
Idade : 24
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Raiz de Prata

em Seg Dez 21, 2015 12:32 am
Hazai escreveu:E ai, tudo bem? Espero que sim!  gargalhada
Parabéns pelo seu primeiro relato aqui no fórum, agora comentando o seu segundo relato; Achei fascinante, sério, bem interessante, quero algum dia ter a sorte de ter um sonho desse (risos). Como o Guerreiro do Omega disse, eu também fiquei curioso com essa história do Losango, o que seria essa tão Losango? Es o mistério.

Abraços, meu amigo!
Espero mais relatos como esse.
Obrigado pela visita Hazai.
Eu acho que a voz era da dona do urso de pelúcia, a voz surgiu bem na hora que eu peguei ele. Talvez esse fosse o nome dele?
avatar
Mensagens : 100
Pontos : 941
Honra : 56
Data de inscrição : 13/08/2015
Idade : 24
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Raiz de Prata

em Seg Dez 21, 2015 12:36 am
Guerreiro do Omega escreveu:Muito interessante esse palácio, Raiz de Prata, achei legal você andar no teto como se fosse o chão.
Fiquei curioso pra saber quem era o tal Losango que a criança chamou haha  

Ver a fumaça se transformar no palácio foi realmente incrível, e andar no teto também me senti no filme Matrix gargalhada
avatar
Mensagens : 342
Pontos : 1714
Honra : 137
Data de inscrição : 17/06/2014
Sonhos Lúcidos :
50 / 99950 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Raiz de Prata

em Seg Dez 21, 2015 8:49 am
que demais ^-^
a imagem dele soprando me lembrou God Of War 2


"Yami ni matoi shi awarena kage, yo nin wi
kizutsu ke samesume te, tsumi ni obore shi
gyou no rei...."
"Ippen...Shinde miru?"
avatar
Mensagens : 2531
Pontos : 5644
Honra : 1044
Data de inscrição : 12/06/2013
Localização : Bahia
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Raiz de Prata

em Seg Dez 21, 2015 9:47 pm
Raiz de Prata escreveu:
Raiz de Prata escreveu:O palácio de Zeus
Eu estava em um apartamento antigo com mais duas pessoas. Era noite e enquanto a uma mulher falava eu olhava distraidamente pela janela. Eu via uma igreja com duas torres e encima delas, nuvens giravam lentamente como dois furacões (um em cada torre). Até que as nuvens começam a ficar mais densas e uma luz verde surge em seu interior.
 - Olha só aquilo! - eu falo apontando o dedo para a janela - Aquelas nuvens são verdes.
  "Nuvens verdes? Mas que p***a é essa? Isso é um sonho?"
 Fiquei lúcido. Olhei para minhas mãos, os dedos estavam no lugar mas estavam todos translúcidos. Eu olho para a janela e vejo aquelas nuvens tomando a forma de um castelo ou palácio, foram ficando cada vez mais densas até tomarem a forma do mármore da parede.
 Resolvi não interferir no sonho, aquilo parecia interessante. Fui até a janela ignorando as duas pessoas ali. Vi que o palácio inicialmente flutuava sobre a igreja mas agora começava a se mover lentamente pelo ar, na minha direção. Quando chegou mais perto vi nas paredes externas (parecia com o coliseu só que tinha um teto abóbadado sustentado por imensas colunas), a cabeça de Zeus entalhada no mármore, haviam várias envolta da edificação  todas diferentes, em uma ele tinha uma expressão de raiva, em outra soprava um vento com as bochechas infladas e em outra apenas olhava o horizonte.
 "Vou ver isso mais de perto", pensei.
   Quando o suntuoso palácio estava quase na frente da janela, eu me preparo para o salto. Coloco o pé direito na para-peito e olho para baixo, tudo o que vejo é a parede nua do prédio descendo até o infinito e, bem lá em baixo uma névoa branca. Era uma queda e tanto. Volto a me concentrar no salto mas antes esfregos minhas mãos bem forte. O palácio já esta bem na minha frente. Com um impulso extremo, eu pulo em linha reta e percebo que o palácio é imensamente maior do que eu tinha visto da janela. Passo pelas colunas que agora parecem ter o tamanho de prédios de quinze andares, mas, em vez de cair para o chão, eu caio para o teto enquanto meu corpo crescia e tomava uma forma feminina. Eu era uma gigante caida no teto de um palácio, tinha uma roupa estranha de amazona ou algo do tipo. Me levanto e olho para cima, para o chão que agora é meu teto, me levanto e ando pela abóbada.
 Bem no meio do teto de mármore vejo um ursinho de pelúcia, que parecia minúsculo aos meus olhos de gigante, fui a até ele e quando me abaixei para pega-lo, eu encolho de novo e tomo a forma de uma garotinha descalça. Eu pego o urso que parecia estar ali a séculos, estava gasto e meio rasgado, nesse momento escuto uma voz de criança dizendo de forma que se procurase alguem:
  - Losango?
 Eu acordo nesse momento
Só pela sua descrição do palácio, fiquei imaginando a maravilha de arquitetura que devia ser o templo de Zeus. Sou fascinado pela arquitetura grega e romana da antiguidade. Belo sonho. certo
avatar
Mensagens : 100
Pontos : 941
Honra : 56
Data de inscrição : 13/08/2015
Idade : 24
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Raiz de Prata

em Ter Dez 22, 2015 8:05 am
Enma Ai escreveu:que demais ^-^
a imagem dele soprando me lembrou God Of War 2
Será que Kratos não estava por lá? Seria legal bater um "papo" com ele jedi  Kkkkkk
avatar
Mensagens : 100
Pontos : 941
Honra : 56
Data de inscrição : 13/08/2015
Idade : 24
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Raiz de Prata

em Ter Dez 22, 2015 9:30 am
Ramon, a riqueza de detalhes do palácio me deixou impressionado. Esses dois estilos arquitetônicos são realmente incríveis também gosto muito muito feliz
avatar
Mensagens : 1273
Pontos : 3278
Honra : 657
Data de inscrição : 06/07/2015
Localização : Alemanha
Sonhos Lúcidos :
222 / 999222 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Raiz de Prata

em Ter Dez 22, 2015 1:53 pm
raiz de prata escreveu:eu caio para o teto enquanto meu corpo crescia e tomava uma forma feminina. Eu era uma gigante caida no teto de um palácio, tinha uma roupa estranha de amazona ou algo do tipo.

Raiz, você perdeu um pouco a lucidez neste momento em que se transformou em uma amazona ou fez isso de forma consciente?
avatar
Mensagens : 100
Pontos : 941
Honra : 56
Data de inscrição : 13/08/2015
Idade : 24
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Raiz de Prata

em Ter Dez 22, 2015 8:07 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Eu estava lúcido nesse momento essa mudança aconteceu pelo próprio sonho, eu deixej rolar muito feliz
avatar
Mensagens : 1273
Pontos : 3278
Honra : 657
Data de inscrição : 06/07/2015
Localização : Alemanha
Sonhos Lúcidos :
222 / 999222 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Raiz de Prata

em Qui Dez 24, 2015 10:42 am
Eu também gosto de deixar o sonho seguir seu curso. Parece que conseguimos ficar mais tempo nele, quando não interferimos muito no seu enredo. feliz
avatar
Mensagens : 100
Pontos : 941
Honra : 56
Data de inscrição : 13/08/2015
Idade : 24
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Raiz de Prata

em Ter Jan 19, 2016 12:19 am
Reputação da mensagem: 100% (2 votos)
Essa noite tive uma experiência bem interessante em que eu percebi estar sonhando mas ainda não tinha dormindo.
Eu fui dormir por volta das onze da noite como faço normalmente, não apliquei nehuma técnica de indução, tudo que fiz foi fechar os olhos e relaxar. De repente me vejo dentro de uma casa como paredes brancas, piso branco, uma janela aberta por onde entrava a luz do sol (era um belo dia do lado de fora). A primeira coisa que penso é jque estou sonhando, mas como poderia? Eu ainda estava acordado, só estava de olhos fechados. Olhei pra minhas mãos e elas estavam pefeitamente normais. Voltei minha atenção para o lugar. O cômodo parecia ser a sala mas estava completamente vazia, sem móvel algum, exceto por algumas pilhas de roupas dobradas com zelo no piso, então vejo a minha mãe de costas pra mim dobrando outras roupas (algumas eram coloridas mas a maioria era branca) e fazendo outra pilha.
- Mãe! Ô mãe! - eu chamo mas ela não parece me ouvir. Quando eu decido dar um passo até ela, o sonho acaba. Tinha outra pessoa na casa mas não consegui vê-la ela estava em outro cômodo. Foi bem estranho mas foi legal.
Não é a primeira vez que isso acontece comigo. Certa noite, quando eu era moleque, deitado na cama ainda acordado, eu me vi caindo do céu. Era muito alto e eu via umas fazendas lá embaixo e umas vacas pastando na grama verdinha, uma névoa matutina cobria o lugar, eu não entendi nada mas não abri os olhos. Quando estava mais perto do chão já via com detalhes as manchas das vacas mas antes de toca-lo tudo sumiu. A experiência da noite passada foi bem mais realista e espero que aconteca de novo muito feliz
avatar
Mensagens : 2531
Pontos : 5644
Honra : 1044
Data de inscrição : 12/06/2013
Localização : Bahia
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Raiz de Prata

em Ter Jan 19, 2016 10:47 am
Raiz de Prata escreveu :
Raiz de Prata escreveu:  Essa noite tive uma experiência bem interessante em que eu percebi estar sonhando mas ainda não tinha dormindo.
Eu fui dormir por volta das onze da noite como faço normalmente, não apliquei nehuma técnica de indução, tudo que fiz foi fechar os olhos e relaxar.  De repente me vejo dentro de uma casa como paredes brancas, piso branco, uma janela aberta por onde entrava a luz do sol (era um belo dia do lado de fora). A primeira coisa que penso é jque estou sonhando, mas como poderia? Eu ainda estava acordado, só estava de olhos fechados. Olhei pra minhas mãos e elas estavam pefeitamente normais. Voltei minha atenção para o lugar. O cômodo parecia ser a sala mas estava completamente vazia, sem móvel algum, exceto por algumas pilhas de roupas dobradas com zelo no piso, então vejo a minha mãe de costas pra mim dobrando outras roupas (algumas eram coloridas mas a maioria era branca) e fazendo outra pilha.
 - Mãe! Ô mãe! - eu chamo mas ela não parece me ouvir. Quando eu decido dar um passo até ela, o sonho acaba. Tinha outra pessoa na casa mas não consegui vê-la ela estava em outro cômodo. Foi bem estranho mas foi legal.
  Não é a primeira vez que isso acontece comigo. Certa noite, quando eu era moleque, deitado na cama ainda acordado, eu me vi caindo do céu. Era muito alto e eu via umas fazendas lá embaixo e umas vacas pastando na grama verdinha, uma névoa matutina cobria o lugar, eu não entendi nada mas não abri os olhos. Quando estava mais perto do chão já via com detalhes as manchas das vacas mas antes de toca-lo tudo sumiu. A experiência da noite passada foi bem mais realista e espero que aconteca de novo muito feliz
Essa experiência que você teve parece com aquelas técnicas de visualização, que é quando a pessoal deita, relaxa o corpo e começa visualizar imagens até dormir e sonhar com elas. Da pra conseguir sonhos lúcidos com essa técnica. certo
avatar
Mensagens : 1273
Pontos : 3278
Honra : 657
Data de inscrição : 06/07/2015
Localização : Alemanha
Sonhos Lúcidos :
222 / 999222 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Raiz de Prata

em Qua Jan 20, 2016 6:36 am
Raiz de Prata:

Raiz de Prata escreveu:  Essa noite tive uma experiência bem interessante em que eu percebi estar sonhando mas ainda não tinha dormindo.
Eu fui dormir por volta das onze da noite como faço normalmente, não apliquei nehuma técnica de indução, tudo que fiz foi fechar os olhos e relaxar.  De repente me vejo dentro de uma casa como paredes brancas, piso branco, uma janela aberta por onde entrava a luz do sol (era um belo dia do lado de fora). A primeira coisa que penso é jque estou sonhando, mas como poderia? Eu ainda estava acordado, só estava de olhos fechados. Olhei pra minhas mãos e elas estavam pefeitamente normais. Voltei minha atenção para o lugar. O cômodo parecia ser a sala mas estava completamente vazia, sem móvel algum, exceto por algumas pilhas de roupas dobradas com zelo no piso, então vejo a minha mãe de costas pra mim dobrando outras roupas (algumas eram coloridas mas a maioria era branca) e fazendo outra pilha.
 - Mãe! Ô mãe! - eu chamo mas ela não parece me ouvir. Quando eu decido dar um passo até ela, o sonho acaba. Tinha outra pessoa na casa mas não consegui vê-la ela estava em outro cômodo. Foi bem estranho mas foi legal.
  Não é a primeira vez que isso acontece comigo. Certa noite, quando eu era moleque, deitado na cama ainda acordado, eu me vi caindo do céu. Era muito alto e eu via umas fazendas lá embaixo e umas vacas pastando na grama verdinha, uma névoa matutina cobria o lugar, eu não entendi nada mas não abri os olhos. Quando estava mais perto do chão já via com detalhes as manchas das vacas mas antes de toca-lo tudo sumiu. A experiência da noite passada foi bem mais realista e espero que aconteca de novo muito feliz
Que experiência interessante. No primeiro momento, eu achei que você estava sonhando e teve um falso despertar. Porém, você citou que fez um RC e o resultado foi normal.
Bom, minha teoria é a seguinte: você teve um sonho lúcido, acordou e adormeceu em seguida, fazendo uma rápida reentrada, dando continuidade ao sonho.
Conteúdo patrocinado

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos do Raiz de Prata

Ver o tópico anteriorVoltar ao TopoVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum