Conectar-se
Os membros mais ativos do mês
9 Mensagens - 38%
4 Mensagens - 17%
3 Mensagens - 13%
3 Mensagens - 13%
2 Mensagens - 8%
1 Mensagem - 4%
1 Mensagem - 4%
1 Mensagem - 4%
Votação
Qual a técnica que você utiliza para ficar lúcido?
Teste de Realidade
45% / 15
Totem
15% / 5
Incubação
12% / 4
Gatilho
6% / 2
Gravador de Voz ou Sons Binaurais
6% / 2
Outros
15% / 5
Parceiros
 sonhos=
 sonhos=
 animes=

Compartilhe
Ver o tópico anteriorIr em baixoVer o tópico seguinte
Mensagens : 1017
Pontos : 3386
Honra : 749
Data de inscrição : 06/08/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo/Santo André
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Königin

em Ter Fev 07, 2017 10:47 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Desafios Rank E

Experiência legal Kon, conseguiu cozinhar um ovo, come-lo, transformar o restante em chocolate e comer também. Os diálogos com os seguranças foram muito legais também.

Desafio 8 - Primeira tentativa

Incrível, isso é muito raro, o subconsciente conseguiu literalmente te expulsar do sonho, fiquei perplexo, pois o sonho seguia um enredo bem elaborado então foi uma surpresa até pra mim mesmo com a sua motivação em permanecer.

Desafio 8 Completo

A tendência é esperar ainda mais surpresas nos sonhos da Kon  muito feliz  excelente capacidade de raciocino dentro dos sonhos, manteve ações constantes, refletiu sobre os detalhes das transições dos cenários, não se deixou levar pela influência da curiosidade sobre a escada do banheiro. Além disso consegue degustar alimentos com facilidade e incorporar um dos sentidos menos usados nos sonhos que é o paladar. Estou na página 10 do seu diário, excelente material até o momento!  piscar

Temperatura - Frio

Meu deus, que sonho foi esse, foi no mínimo místico, você insinuou que terminou mal, em partes você está certa, pois te jogaram para fora do sonho de novo, no caso não da nem para se referir ao subconsciente nessa experiência, foi aparentemente uma experiência muito surreal.

Degustador de consciência (Desafio do Rank A)

Minha nossa senhora o subconsciente já está pedindo arrego para a Kon  iori

Trecho do Sonho:
Mãe, Pai! A Königin está fazendo aquilo de novo.

Kon ou você está causando um reboliço no astral ou conseguiu criar uma conspiração dentro da sua própria mente onde alguns personagens oníricos, por sua vez tendem a te ver como um inimigo mortal quando a lucidez vem a tona.

Exercícios Físicos

Seu subconsciente é engraçado Kon gargalhada  um dia antes monges ninjas assassinos querem te expulsar do seu sonho e no outro seu subconsciente te entrega a lucidez de bandeja. Nossa ser interrompido em uma experiência lúcida é bem desagradável é uma pena que o telefone tenha tocado no final.

Dorothy

Como o Marlon diria, super sonho lúcido, sem dúvida, quando comecei a pensar, huum a Kon poderia escrever um livro com relatórios de experiências, com certeza, tudo muito detalhado. E o mais engraçado é a revelação no final do sonho tanto por parte da mulher quanto do personagem que estava sentado. Sonho épico!

A enchente

Mais uma experiência interessante, os personagens dos seus sonhos tendem a querer interromper algumas de suas ações destrutivas com mensagens intrigantes, andei reparando desde as ultimas experiências, isso é bem misterioso.

Sonho correspondente ao Experimento Método SSILD: Vulto - Mãe

Que sonho bonito Kon, algumas pessoas aqui no fórum costumam sonhar com os seus entes queridos, pois é, as vezes o sonho se torna um pouco melancólico, mas quando tudo da certo no final a sensação por fim é bem reconfortante.

Sonho correspondente ao Experimento Método SSILD - O Soco!

Trecho do Sonho:
Hora de dar o grande soco "one punch man" . Foi o soco mais poderoso que eu já dei na minha vida. A parede sumiu. Não havia nada atrás da parede. Só o breu. O sonho começou a se desfazer. Tentei rodopiar, mas não deu certo. Eu acordei.

Hahaha iori

O Teste, Perdida no Espaço e Família Estranha.

Kon você realmente me surpreende a cada relatório de experiencia com sua capacidade inata de analisar e contornar situações, no final do sonho você pensou em algo para suprimir o ronco tão rapidamente que fiquei até besta, apesar de que no final você acordou com o telefone.
Seu marido estava roncando mesmo?

À procura de Freud (Método Indução Indireta/DEILD)

Sonhos recheado de misticismo no final, muito legal Kon, mensagem fabulosa no final deixada para você, gostei muito desse sonho.

Pompons, Montro e Hospício.

"Vou resumir o sonho para você lembrar esse é o sonho da garotinha pequenina de branco, do beco e da criatura que lhe agrediu fazendo você consecutivamente ir parar em um hospital psiquiátrico".

Kon alguns de seus sonhos são de outro nível totalmente diferente do tradicional, não tem como não cair em profunda reflexão, eu não sei como você trabalha particularmente em cima dos seus sonhos, aliás é recomendável que a interpretação seja sempre pessoal e caso não encontre nenhuma explicação plausivel tentar aceitar a mensagem humildemente, mas há uma verdade oculta por trás dos seus sonhos, vejo isso em seus super sonhos frequentemente. Sobre os seres que vampirizam energias psíquicas, de fato isso está além da ciência e crenças, no espiritismo, por exemplo se você fizer uma pesquisa sem especular irá deparar-se com experiências de médiuns que removem essas coisas das pessoas em tratamentos espirituais então quando eu li isso para mim fez sentido, houve certa lógica a mensagem que a entidade em seu sonho estava tentando transmitir. Reforçando que não estou tentando impor nenhuma ideia aqui, mas assim como nós sonhadores lúcidos, há pessoas pelo mundo afora que possuem certa conexão com o mundo espiritual, lembrando que esse tipo de experiência é algo muito pessoal e de cada um, mencionei a respeito Kon, pois o seu diário está repleto de conhecimento oculto transmitido através dos seus sonhos que muitas vezes são mais do que apenas sonhos.

A Torneira.

Nesse sonho você tenta perguntar o seu irmão do porque ele está sempre apresentando-se como uma criança, aliás você vem questionando-o há algum tempo, interessante, estou na página 17, espero que consiga descobrir em breve. De qualquer forma como o Hiriu poderia classificar, isso meio que se tornou um bloqueio do subconsciente, talvez para preservar um sentimento reprimido que possa vir machucá-la, mas isso é só um ponto de vista, desconsidere e não se apegue muito aos fatos concretos, talvez seja necessário dar um tempo ao seu irmão, quem sabe a resposta possa vir naturalmente em um outro sonho.

Sabre de Luz

"O sonho do homem gordinho que complica sua vida onírica, quer dizer ao meu ver isto está começando a ir além do subconsciente, há um complô onde quando você está lúcida, quase sempre aparece alguém tentando de capturar por algum motivo desconhecido. O homem gordinho que não falava espanhol, mas falava alemão, porém depois usou o telefone para chamar os reforços".

Sonho referente ao instrutor de ioga, vultos, Sr Batman etc

iori Não tem como não rir, hilários demais, até o seu eu interior tem um ótimo senso de humor.

Trecho do Sonho:
Fui para corredor e o vulto passou por mim novamente. Desta vez o rapaz viu o vulto disse que o vulto era o Batman.
Eu falei: "eu assisti o filme do Batman e aquilo que acabou de passar por nos não era o homem morcego." O rapaz ficou quieto e se afastou de mim.

Essa passagem foi bem filosófica.

Trecho do Sonho:
O rapaz me perguntou o que eu fazia e respondi que meditava. Ele me observou por alguns instantes e disse que eu fazia errado. Perguntei o nome dele, mas ele não me disse. Falou era instrutor de ioga. Então, perguntei qual era o meu erro e ele respondeu que não importava mais. O erro estava cometido e não tinha mais como consertar.

O sonho com a criatura alada e o Lucifer que lhe ajudou em uma prova na escola, só refrescando, pois as vezes o titulo pode não ajudar a você lembrar.

Kon comecei a notar que em alguns sonhos você vem sendo testada e tentada a participar de algumas missões oníricas, alguns personagens até costumam dizer quando da errado.

"Ah isso não importa mais você falhou no teste anterior"

Na maioria das vezes você ignora e segue o seu próprio sonho, de fato não há problema nenhum nisso, mas já pensou em dar mais atenção as missões oníricas?

Marli.

Caramba o sonho do nada virou um pesadelo lúcido diabólico e tenebroso, medo de alguns dos sonhos da Konigin.  medo

Sem Titulo - Sonho em que um vulto a imobiliza causando um certo terror em sua pessoa e orientando-a para que não se concentre no som.

Kon você é a primeira pessoa que conheço com um recorde de paralisias do sono os seus sonhos quase que na maioria das vezes passa por essa transição. No começo eu tinha muitas paralisias do sono assim como você, exceto pelas experiências aterrorizantes, mas acredito que durou apenas nos dois primeiros anos, depois com o tempo notei que as mesmas começaram a diminuir um pouco sua potência. Pesquisei sobre isso até em fóruns sobre projeção astral e houve certa repercussão afirmativa a respeito. Hoje em dia é um pesadelo por ano e uma paralisia ou outra de vez em nunca, mas paralisias do sono é uma boa jogada para fazer a transição, porém o lado negativo é que pouquíssimas pessoas conseguem se dar bem com elas tornando por vezes a experiência um verdadeiro pesadelo lúcido.

Mumm-Ra, o de vida eterna!

iori Meu deus, sonho hilário demais Kon é impossível não soltar uma gargalhada ao ler esse sonho, surreal demais.

Parsifal e a busca do Santo Graal

Mais um relatório de experiência muito legal Kon, meus parabéns!  certo

Resposta do Rei Pescador

Ai caramba, quando eu pensava que não poderia me surpreender ainda mais você invadiu a fortaleza da solidão do superman e fez aquilo, estou perplexo, sério, nunca vi tamanha determinação na vida de um onironauta e olha que o Hiriu costumava dizer que eu tinha determinação  gargalhada  

O primeiro sonho também é fantástico com respostas formidáveis do subconsciente, aliás sonhos assim hoje em dia pra mim estão muito além dos sonhos lúcidos comuns, isso é outro nível, com certeza.

Lobo e Telefonema

Muito bacana essa experiência eu acho que o Hiriu não teve a oportunidade de ler e ele que vem estudando sobre lúcidos compartilhados já algum tempo, foi um dialogo e tanto ao telefone, aliás seus sonhos possuem uma excelente qualidade em diálogos, está de parabéns mais uma vez.  certo

Uma pergunta ao subconsciente

"Só refrescando esse é o sonho que você pergunta a uma mulher se ela sabe quem você é".

Até eu fiquei surpreso com a resposta foi bem direta e objetiva.

O Quarto Branco

Mais um super sonho lúcido fantástico Kon, gosto de como organiza o seu material onírico, inclusive os diálogos, torna o conteúdo muito dinâmico e de leitura agradável.

OVNI

Esse é o primeiro relatório com objetos voadores não identificados que leio em seu diário, mas eu posso estar enganado, talvez possa ter saltado algum outro sonho ou trecho sem querer.

Isso me faz lembrar de um canal que acompanho no youtube chamado "Terra Oculta" do Kayo, um homem ao meu ver com um conhecimento e estudo de aproximadamente quase 30 anos sobre religião, mitologia, ciência, física, história, astronomia, ufologia são muitos temas fantásticos abordados em seu canal. Dentre as suas experiências o mesmo menciona a respeito das abduções não físicas através do plano material, mas sim, espiritual através da alma, pode considerar especulação se você achar absurdo, mas há um estudo através disso pelos ufólogos e espiritualistas, porém aparentemente há relatos ainda mais relevantes de pessoas espalhados por todo o mundo que podem sustentar essa tese, inclusive experiências de quase-morte onde pessoas ao seguir aquela velha luz do túnel ao invés de se depararem com anjos, deparavam com entidades alienígenas do outro lado do plano espiritual.

Os Monges; Lady Lara e Pyros e Dr. Manhattan.

Fascinante, inacreditável, simplesmente épico.. Kon você foi bem longe dessa vez, pelo menos é o que eu penso, houve uma insistência de sua parte no longo diálogo com o Dr. Manhattan, porém há um bloqueio do outro lado para nós, isso começa a ser mais compreensível com o tempo e experiência onde nunca podemos ultrapassar certos limites. Não estou querendo ser negativo ou pessimista, mas digo por experiência própria há um limite que não pode ser quebrado pelo plano material e ao mesmo tempo quando nos deparamos com tais entidades a mesma coisa acontece, pois os mesmos também não possuem autorização para revelar nada do outro lado.
Reforçando que experiência é algo muito particular de cada um então eu imagino que as vezes alguém pode vir aqui e dizer "Ah mas isso é apenas um sonho e tudo fantasia da sua mente se a ciência empírica não pode provar então nada disso existe" eu poderia até concordar, porém como é uma experiência extra-física, por vezes não se repete duas ou três vezes para ser testada em laboratório, aliás ainda hoje estamos caminhando lentamente com a física quântica e mesmo com  a sabedoria da matemática os cientistas ainda não conseguem solidificar os seus próprios cálculos então tudo continua aquele tabu, será?

Hoje eu poderia dizer que li um livro e esse livro se chama "O Diário dos Sonhos Lúcidos de Königin"

Meus parabéns, forte abraço! certo
avatar
Mensagens : 1273
Pontos : 3247
Honra : 657
Data de inscrição : 06/07/2015
Localização : Alemanha
Sonhos Lúcidos :
222 / 999222 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Königin

em Qua Fev 08, 2017 4:35 pm
Andrelp escreveu:Oi königin,desculpe a ausência ao seu diário.Li eses seus últimos relatos e gostei do falso despertar com as anotações dos sl,mesmo sem lucidez ainda é uma experiência incrível.

Oi, André! O falso despertar me enganou direitinho. Hehehe! Demorei um pouco para acreditar que não havia anotado nada. Mesmo sem lucidez, achei que seria interessante compartilhar a experiência, para mostrar que falso despertar pode acontecer com qualquer um. feliz
avatar
Mensagens : 1273
Pontos : 3247
Honra : 657
Data de inscrição : 06/07/2015
Localização : Alemanha
Sonhos Lúcidos :
222 / 999222 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Königin

em Qua Fev 08, 2017 4:50 pm
Adrm escreveu:Seus sonhos são sempre incríveis.

Ainda me intriga a sua facilidade com sonhos lúcidos, você usa os Reality check para ficar lúcida?

Quando estou num sonho não lúcido e por algum motivo, começo a desconfiar que há algo errado, eu sempre faço um RC, e a maioria das vezes fico lúcida. Há casos, que eu já entro no sonho lúcida (durante ums PS, por exemplo). Quando isso acontece, eu também faço um RC só para não perder o hábito. Eu também gosto de checar a realidade no decorrer do sonho lúcido. Assim eu consigo me manter consciente durante todo o sonho.
avatar
Mensagens : 1273
Pontos : 3247
Honra : 657
Data de inscrição : 06/07/2015
Localização : Alemanha
Sonhos Lúcidos :
222 / 999222 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Königin

em Qui Fev 09, 2017 1:03 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Reizen:

Reizen Endler escreveu:Desafios Rank E

Experiência legal Kon, conseguiu cozinhar um ovo, come-lo, transformar o restante em chocolate e comer também. Os diálogos com os seguranças foram muito legais também.

Desafio 8 - Primeira tentativa

Incrível, isso é muito raro, o subconsciente conseguiu literalmente te expulsar do sonho, fiquei perplexo, pois o sonho seguia um enredo bem elaborado então foi uma surpresa até pra mim mesmo com a sua motivação em permanecer.

Desafio 8 Completo

A tendência é esperar ainda mais surpresas nos sonhos da Kon  muito feliz  excelente capacidade de raciocino dentro dos sonhos, manteve ações constantes, refletiu sobre os detalhes das transições dos cenários, não se deixou levar pela influência da curiosidade sobre a escada do banheiro. Além disso consegue degustar alimentos com facilidade e incorporar um dos sentidos menos usados nos sonhos que é o paladar. Estou na página 10 do seu diário, excelente material até o momento!  piscar

Temperatura - Frio

Meu deus, que sonho foi esse, foi no mínimo místico, você insinuou que terminou mal, em partes você está certa, pois te jogaram para fora do sonho de novo, no caso não da nem para se referir ao subconsciente nessa experiência, foi aparentemente uma experiência muito surreal.

Degustador de consciência (Desafio do Rank A)

Minha nossa senhora o subconsciente já está pedindo arrego para a Kon  iori

Trecho do Sonho:
Mãe, Pai! A Königin está fazendo aquilo de novo.

Kon ou você está causando um reboliço no astral ou conseguiu criar uma conspiração dentro da sua própria mente onde alguns personagens oníricos, por sua vez tendem a te ver como um inimigo mortal quando a lucidez vem a tona.

Exercícios Físicos

Seu subconsciente é engraçado Kon gargalhada  um dia antes monges ninjas assassinos querem te expulsar do seu sonho e no outro seu subconsciente te entrega a lucidez de bandeja. Nossa ser interrompido em uma experiência lúcida é bem desagradável é uma pena que o telefone tenha tocado no final.

Fazer os desafios do fórum foi muito divertido. Minha intenção era fazer todos, mas acabei desanimando. Faltou motivação e outros participantes para trocarmos experiências. O coruja sugeriu reformular os desafios e transforma-los em algo semanal, ou algo assim, mas não sei a tal reformulação aconteceu
Desafios Rank E: Não sei como surgiu a ideia de cozinhar o ovo na mão, mas foi algo muito interessante de se fazer. Senti o ovo esquentar nas mãos e quase queimei os dedos... hehehe gargalhada

É muito comum eu ser expulsa do meu sonho. Me disseram uma vez, que isso acontece quando tentamos mexer muito na estrutura dos sonhos. Parece que nosso cérebro não gosta muito de bagunça. Não sei se isso é verdade, mas decidi, desde então, não fazer muitas modificações neles. Sigo o curso dos sonhos e vou improvisando, conforme acho necessário. Parece que funcionou comigo.  Agora consigo permanecer mais tempo dentro do sonho.

Reizen sobre "Dorothy":
Dorothy

Como o Marlon diria, super sonho lúcido, sem dúvida, quando comecei a pensar, huum a Kon poderia escrever um livro com relatórios de experiências, com certeza, tudo muito detalhado. E o mais engraçado é a revelação no final do sonho tanto por parte da mulher quanto do personagem que estava sentado. Sonho épico!
O sonho "Dorothy" é um dos meus favoritos. Eu acho que eu estava com uma "hiper-lucidez" na noite que tive esse sonho, porque parecia tão real e eu tinha um controle muito bom. Eu criei e controlei um tornado. Foi muito legal a experiência.

Reisen:
A enchente

Mais uma experiência interessante, os personagens dos seus sonhos tendem a querer interromper algumas de suas ações destrutivas com mensagens intrigantes, andei reparando desde as ultimas experiências, isso é bem misterioso.

Não sei porque, meus personagens limitam minhas ações. Já cheguei a pensar, que eu sou a causa das minhas limitações. É como se eu tivesse medo de ousar e passar barreiras. Eu tento ir mais a fundo e sempre acabo sendo censurada.

Reizen:
Sonho correspondente ao Experimento Método SSILD: Vulto - Mãe

Que sonho bonito Kon, algumas pessoas aqui no fórum costumam sonhar com os seus entes queridos, pois é, as vezes o sonho se torna um pouco melancólico, mas quando tudo da certo no final a sensação por fim é bem reconfortante.

Sonho correspondente ao Experimento Método SSILD - O Soco!

Trecho do Sonho:
Hora de dar o grande soco "one punch man" . Foi o soco mais poderoso que eu já dei na minha vida. A parede sumiu. Não havia nada atrás da parede. Só o breu. O sonho começou a se desfazer. Tentei rodopiar, mas não deu certo. Eu acordei.

Hahaha iori


O Teste, Perdida no Espaço e Família Estranha.

Kon você realmente me surpreende a cada relatório de experiencia com sua capacidade inata de analisar e contornar situações, no final do sonho você pensou em algo para suprimir o ronco tão rapidamente que fiquei até besta, apesar de que no final você acordou com o telefone.
Seu marido estava roncando mesmo?

Sim, ele estava roncado. Eu me lembro desse sonho. Era um final de semana, se eu não me engano. Dormimos até mais tarde. Foi engraçado, reconheci o som do ronco no meu sonho. Não era alto e acho que foi por isso eu consegui suprimir o som. Já quando o telefone tocou, foi um som que veio  de repente, e tanto ele como eu, acordamos de supetão.  gargalhada


Reizen:
À procura de Freud (Método Indução Indireta/DEILD)

Sonhos recheado de misticismo no final, muito legal Kon, mensagem fabulosa no final deixada para você, gostei muito desse sonho.
Outro sonho de que eu gosto muito. Aquele "robô sentinela" era incrível.  Era feito de metal de superficie lisa, mas ao mesmo tempo, ele era transparente, e parecia haver um universo dentro dele e aquela sala onde fiquei era surreal. Infelizmente, eu não soube descrever com perfeição o que eu vi e senti quando estava naquela sala. Às vezes me pergunto, se eu não estava em alguma outra dimensão, porque foi tudo tão real e não sei se minha imaginação é tão fértil para criar tudo que apareceu no sonho.

Reizen:
Pompons, Montro e Hospício.

"Vou resumir o sonho para você lembrar esse é o sonho da garotinha pequenina de branco, do beco e da criatura que lhe agrediu fazendo você consecutivamente ir parar em um hospital psiquiátrico".

Kon alguns de seus sonhos são de outro nível totalmente diferente do tradicional, não tem como não cair em profunda reflexão, eu não sei como você trabalha particularmente em cima dos seus sonhos, aliás é recomendável que a interpretação seja sempre pessoal e caso não encontre nenhuma explicação plausivel tentar aceitar a mensagem humildemente, mas há uma verdade oculta por trás dos seus sonhos, vejo isso em seus super sonhos frequentemente. Sobre os seres que vampirizam energias psíquicas, de fato isso está além da ciência e crenças, no espiritismo, por exemplo se você fizer uma pesquisa sem especular irá deparar-se com experiências de médiuns que removem essas coisas das pessoas em tratamentos espirituais então quando eu li isso para mim fez sentido, houve certa lógica a mensagem que a entidade em seu sonho estava tentando transmitir. Reforçando que não estou tentando impor nenhuma ideia aqui, mas assim como nós sonhadores lúcidos, há pessoas pelo mundo afora que possuem certa conexão com o mundo espiritual, lembrando que esse tipo de experiência é algo muito pessoal e de cada um, mencionei a respeito Kon, pois o seu diário está repleto de conhecimento oculto transmitido através dos seus sonhos que muitas vezes são mais do que apenas sonhos.
Mais um sonho que eu classifico como "hiper-lúcido". Não sei se acontece com você, Reizen, ou com outros onironautas, mas eu percebo diferentes graus de lucidez nos sonhos. Muitos dos meus sonhos lúcidos, são parecidos com sonhos mesmo. Percebo neles, coisas que passei no dia a dia, vejo pessoas que encontrei em algum lugar no centro da cidade durante o dia, ou aparece algo relacionado a um livro que estou lendo, etc. Porém, eu tenho esses sonhos "diferentes". É uma outra realidade e com um alto grau de lucidez. É como se eu estivesse de "corpo presente" neles. Posso estar exagerando, mas nesses sonhos, minha lucidez pode ser igualada com a do meu estado de vigília.



Reizen:
A Torneira.

Nesse sonho você tenta perguntar o seu irmão do porque ele está sempre apresentando-se como uma criança, aliás você vem questionando-o há algum tempo, interessante, estou na página 17, espero que consiga descobrir em breve. De qualquer forma como o Hiriu poderia classificar, isso meio que se tornou um bloqueio do subconsciente, talvez para preservar um sentimento reprimido que possa vir machucá-la, mas isso é só um ponto de vista, desconsidere e não se apegue muito aos fatos concretos, talvez seja necessário dar um tempo ao seu irmão, quem sabe a resposta possa vir naturalmente em um outro sonho.

Ainda não descobri porque meu irmão se apresenta como criança. Tentei vários sonhos, mas não tive sucesso. Decidi deixar quieto por enquanto, e adquirir mais experiência  nos sonhos. Um dia, eu pretendo voltar a procurar a resposta.

Reizen:
Sabre de Luz

"O sonho do homem gordinho que complica sua vida onírica, quer dizer ao meu ver isto está começando a ir além do subconsciente, há um complô onde quando você está lúcida, quase sempre aparece alguém tentando de capturar por algum motivo desconhecido. O homem gordinho que não falava espanhol, mas falava alemão, porém depois usou o telefone para chamar os reforços".

Sonho referente ao instrutor de ioga, vultos, Sr Batman etc

iori Não tem como não rir, hilários demais, até o seu eu interior tem um ótimo senso de humor.

Trecho do Sonho:
Fui para corredor e o vulto passou por mim novamente. Desta vez o rapaz viu o vulto disse que o vulto era o Batman.
Eu falei: "eu assisti o filme do Batman e aquilo que acabou de passar por nos não era o homem morcego." O rapaz ficou quieto e se afastou de mim.

Essa passagem foi bem filosófica.

Trecho do Sonho:
O rapaz me perguntou o que eu fazia e respondi que meditava. Ele me observou por alguns instantes e disse que eu fazia errado. Perguntei o nome dele, mas ele não me disse. Falou era instrutor de ioga. Então, perguntei qual era o meu erro e ele respondeu que não importava mais. O erro estava cometido e não tinha mais como consertar.
Às vezes eu acordo rindo dos meus sonhos.  gargalhada

Reizen:
O sonho com a criatura alada e o Lucifer que lhe ajudou em uma prova na escola, só refrescando, pois as vezes o titulo pode não ajudar a você lembrar.

Kon comecei a notar que em alguns sonhos você vem sendo testada e tentada a participar de algumas missões oníricas, alguns personagens até costumam dizer quando da errado.

"Ah isso não importa mais você falhou no teste anterior"

Na maioria das vezes você ignora e segue o seu próprio sonho, de fato não há problema nenhum nisso, mas já pensou em dar mais atenção as missões oníricas?

Meu grande defeito, Reizen. Às vezes, eu não tenho paciência com as figuras oníricas. Fico com receio que o sonho vai se desestabilizar, se eu ficar muito tempo parada num só lugar ou se eu insisto em obter alguma resposta e elas começam a enrolar para responder. É por isso que eu não dou muita atenção para as missões.

Reizen:
Marli.

Caramba o sonho do nada virou um pesadelo lúcido diabólico e tenebroso, medo de alguns dos sonhos da Konigin.  medo
O sonho terminou mal, mas a meninha era uma gracinha. Foi uma pena nao conseguir ajudá-la. Eu juro que tentei.
Reizen:

Sem Titulo - Sonho em que um vulto a imobiliza causando um certo terror em sua pessoa e orientando-a para que não se concentre no som.

Kon você é a primeira pessoa que conheço com um recorde de paralisias do sono os seus sonhos quase que na maioria das vezes passa por essa transição. No começo eu tinha muitas paralisias do sono assim como você, exceto pelas experiências aterrorizantes, mas acredito que durou apenas nos dois primeiros anos, depois com o tempo notei que as mesmas começaram a diminuir um pouco sua potência. Pesquisei sobre isso até em fóruns sobre projeção astral e houve certa repercussão afirmativa a respeito. Hoje em dia é um pesadelo por ano e uma paralisia ou outra de vez em nunca, mas paralisias do sono é uma boa jogada para fazer a transição, porém o lado negativo é que pouquíssimas pessoas conseguem se dar bem com elas tornando por vezes a experiência um verdadeiro pesadelo lúcido.
Sonhos tantos com vultos, Reizen, que até um deles ganhou uma escultura. Eu tive um sonho, no qual  um vulto me assustou muito e fiquei com a imagem dele na minha mente durante dias. Tentei desenhá-lo, mas não ficou nada parecido com o que eu vi. Então, comprei uma massa de modelar e fiz uma "escultura" dele. Ok, eu não entendo nada de modelagem, a estáta ficoi cracrelada, mas achei que ficou parecido.
Segue uma foto:


Reizen:
Mumm-Ra, o de vida eterna!

iori Meu deus, sonho hilário demais Kon é impossível não soltar uma gargalhada ao ler esse sonho, surreal demais.
Não sei porque meu subconsciente, desenterrou o Mumm-Ra das profundezas da minha mente e o trouxe para o meu sonho. A última vez que eu tinha assistido o desenho eu era criança. Mas, eu gostei de dar alguns tapas nele com a minha mão cheia de dedos.

Reizen:
Parsifal e a busca do Santo Graal

Mais um relatório de experiência muito legal Kon, meus parabéns!  certo

Resposta do Rei Pescador

Ai caramba, quando eu pensava que não poderia me surpreender ainda mais você invadiu a fortaleza da solidão do superman e fez aquilo, estou perplexo, sério, nunca vi tamanha determinação na vida de um onironauta e olha que o Hiriu costumava dizer que eu tinha determinação  gargalhada  

O primeiro sonho também é fantástico com respostas formidáveis do subconsciente, aliás sonhos assim hoje em dia pra mim estão muito além dos sonhos lúcidos comuns, isso é outro nível, com certeza.
Foi um sonho incubado que deu muito certo. Acho que a leitura do livro "He" me motivou muito a buscar a resposta personalizada do Rei Pescador.


Reizen:
Lobo e Telefonema

Muito bacana essa experiência eu acho que o Hiriu não teve a oportunidade de ler e ele que vem estudando sobre lúcidos compartilhados já algum tempo, foi um dialogo e tanto ao telefone, aliás seus sonhos possuem uma excelente qualidade em diálogos, está de parabéns mais uma vez.  certo
Tentei contato com o pessoal do fórum, mas estavam todos ocupados.  muito feliz
Uma pergunta ao subconsciente

Reizen:
"Só refrescando esse é o sonho que você pergunta a uma mulher se ela sabe quem você é".

Até eu fiquei surpreso com a resposta foi bem direta e objetiva.

A resposta da mulher me deixou um pouco abalada, durante dia. Eu não esperava ouvir aquilo. Ela me foi muito direta.


Reizen:
O Quarto Branco

Mais um super sonho lúcido fantástico Kon, gosto de como organiza o seu material onírico, inclusive os diálogos, torna o conteúdo muito dinâmico e de leitura agradável.

OVNI

Esse é o primeiro relatório com objetos voadores não identificados que leio em seu diário, mas eu posso estar enganado, talvez possa ter saltado algum outro sonho ou trecho sem querer.

Isso me faz lembrar de um canal que acompanho no youtube chamado "Terra Oculta" do Kayo, um homem ao meu ver com um conhecimento e estudo de aproximadamente quase 30 anos sobre religião, mitologia, ciência, física, história, astronomia, ufologia são muitos temas fantásticos abordados em seu canal. Dentre as suas experiências o mesmo menciona a respeito das abduções não físicas através do plano material, mas sim, espiritual através da alma, pode considerar especulação se você achar absurdo, mas há um estudo através disso pelos ufólogos e espiritualistas, porém aparentemente há relatos ainda mais relevantes de pessoas espalhados por todo o mundo que podem sustentar essa tese, inclusive experiências de quase-morte onde pessoas ao seguir aquela velha luz do túnel ao invés de se depararem com anjos, deparavam com entidades alienígenas do outro lado do plano espiritual.
No meu diário, esse é o único sonho com objetos voadores. Mas eu já tive outros sonhos com mesmo objeto. Desde de criança eu sonho com ele. O objeto aparece esporadicamente. Às vezes fico anos sem ver a nave e quando menos se espera, lá está ela me seguindo. Eu tenho um medo enorme dela.medo

Reizen:
Os Monges; Lady Lara e Pyros e Dr. Manhattan.

Fascinante, inacreditável, simplesmente épico.. Kon você foi bem longe dessa vez, pelo menos é o que eu penso, houve uma insistência de sua parte no longo diálogo com o Dr. Manhattan, porém há um bloqueio do outro lado para nós, isso começa a ser mais compreensível com o tempo e experiência onde nunca podemos ultrapassar certos limites. Não estou querendo ser negativo ou pessimista, mas digo por experiência própria há um limite que não pode ser quebrado pelo plano material e ao mesmo tempo quando nos deparamos com tais entidades a mesma coisa acontece, pois os mesmos também não possuem autorização para revelar nada do outro lado.
Reforçando que experiência é algo muito particular de cada um então eu imagino que as vezes alguém pode vir aqui e dizer "Ah mas isso é apenas um sonho e tudo fantasia da sua mente se a ciência empírica não pode provar então nada disso existe" eu poderia até concordar, porém como é uma experiência extra-física, por vezes não se repete duas ou três vezes para ser testada em laboratório, aliás ainda hoje estamos caminhando lentamente com a física quântica e mesmo com  a sabedoria da matemática os cientistas ainda não conseguem solidificar os seus próprios cálculos então tudo continua aquele tabu, será?

Hoje eu poderia dizer que li um livro e esse livro se chama "O Diário dos Sonhos Lúcidos de Königin"

Meus parabéns, forte abraço! certo

Eu espero encontrar novamento o Dr. Manhattan. Ele me paraceu com vontade de querer contar muita coisa, mas por algum motivo nao podia. Quem sabe, se houver mais encontros, ele se sinta mais a vontade para responder minhas perguntas.
Obrigada pelos comentários, Reizen.
avatar
Mensagens : 1273
Pontos : 3247
Honra : 657
Data de inscrição : 06/07/2015
Localização : Alemanha
Sonhos Lúcidos :
222 / 999222 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

09.02.2017 - O Piano

em Qui Fev 09, 2017 8:34 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Acordei cedo, preparei o café e voltei para cama. Quando estava quase dormindo, ouço passos no corredor e percebo que alguém entrou no quarto. Eu quis me virar para quem era, mas eu estava paralisada. Vejo pela visão periférica um vulto para do meu lado. Sinto ele subindo na cama e logo se deita sobre meu corpo. Suas mãos enormes se agarram na minha cabeça e ele aproxima do meu rosto e fala coisas incompreensíveis. Mantenho a calma e me concentro para sair da situação. Giro para lado e me levanto. Estou sozinha no quarto.
O quarto está escuro e minha visão turva. Esfrego minhas mãos e grito claridade. Alguém me agarra por trás e eu grito para me soltar. Ouço a voz dele dizendo para eu ficar quieta e em seguida sou empurrada para cima da cama e vejo umquem me agarrava era homem barbudo. Ele sai do quarto sem falar nada e fecha a porta e a tranca por fora.
Eu sinto um pouco de medo, mas me acalmo. Novamente esfrego as mãos e falo claridade três vezes. O sonho fica bem estável e minha visão perfeita.
Penso sair pela janela, mas desisto. Decido que quero sair pela porta trancada. Bato na porta várias vezes e grito para abrí-la e ninguém responde.
-Ele se foi. - Pensei.
Coloco a mão no bolso da calça, imaginando que tenho uma chave e tiro uma e a uso para abrir a porta.
Saio do quarto e vejo que ainda estou no meu apartamento, mas ele está com móveis diferentes. No corredor onde tem uma sapateira, tem um armário marrom. Tento abri-lo, mas está trancado. Vou até a sala e reparo num armário pequeno de cor bege num canto da sala. As portas estão desalinhadas e sobre ele tem uma TV empoeirada e uma vitrola vermelha com uma rachadura na tampa. Procurei alguns discos de vinil para ouvir na vitrola, mas não encontrei nenhum.
De repente, ouço passos rápidos vindo em minha direção e desconfio que era o aquele homem barbudo voltando e corro para janela e a atravesso. Dou um impulso com as pernas e voo. Tudo ficou escuro e eu me sinto deitada na minha cama.
Abro os olhos e me levanto. Não vejo ninguém e a porta do quarto está aberta. Faço um RC das mãos para saber se ainda estou sonhando e não vejo meus dedos. Estou Sonhando!
Saio do quarto e decido deixar o apartamento. Saio pela porta e eu vou parar na frente de uma enorme prédio azul. Subo uma escada que dá acesso a um balcão de recepção. Lá há um rapaz moreno de aproximadamente 25 anos, usando uma camisa branca com gravata preta. Ele tinha um fone de ouvido e olhava para um monitor (ou uma TV) .
Ele me cumprimenta e diz:
- Se você está aqui é porque está procurando algo.
- Acho que sim. - Falei meio confusa e já me corrigindo - Sim. Eu procuro por uma pessoa. Na verdade não é uma pessoa. Acho que é uma entidade.
- E essa pessoa ou entidade tem um nome?
- Tem, mas eu nao me lembro do nome dele. Ele me proibiu de me lembrar.
Ele dá uma olhada para o monitor e responde:
- Não tenho informações sobre essa entidade que você está procurando. Se você não tem outra pergunta. Vá e volte uma outra vez.
"E agora, José? " - Pensei rápido e fiz outra pergunta:
- Onde está o grupo onironautas que eu participo? Aqueles do fórum.
De novo, ele da uma olhada no monitor e em seguida diz:
- O grupo está no quarto andar. Procure a sala " tal" (ele falou o nome da sala, mas eu me esqueci). O elevador está no átrio, do lado direito.
Agradeçi e fui para o átrio. Ao entrar no local, meu queixo caiu. Que lugar lindo! Um salão enorme e com chão e colunas de mármore. No centro do átrio tinha um enorme lustre de cristal, que refletia por todo ambiente. Ao fundo há uma larga escadaria.
Enquanto eu procurava pelos elevadores, vejo aquele homem de barba, que me agarrou no quarto, entrar no salão. Ele não me viu e eu aproveitei e corri para escada e subi até o primeiro andar. Antes que eu continuasse subindo para o segundo andar, eu ouvi uma música tocada num piano. A música tinha uma melodia muito bonita. Desisti de subir e fui atrás de quem estava tocando o piano. Percorri por um corredor até chegar numa sala onde havia uma mulher tocando um piano de calda branco. Ela usava um vestido longo de cor azul muito bonito.
(Por um momento eu pensei: Será que é a Zetti que está tocando?)
Ela me olhou e me deu um sorriso.
A música que ela tocava era tão bonita. Eu estava tão distraída que não percebi o homem barbudo se aproximando. Ele me agarrou pelo braco e me puxou para fora da sala. Ele dizia que eu tinha que voltar com ele.
Eu me solto das maos dele e para fugir dele penso em me jogar de costa no chão. Não houve tempo. Acordei antes.
Mensagens : 1017
Pontos : 3386
Honra : 749
Data de inscrição : 06/08/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo/Santo André
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Königin

em Sex Fev 10, 2017 12:09 am
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Fantástico Kon, obrigado pelo feedback piscar eu estava um pouco desatualizado e quando voltei ao fórum comecei pela organização interna do mesmo, aliás havia uma grande quantidade de relatórios de experiências e como gosto de ler cuidadosamente para aproveitar o máximo possível, acabei criando um post enorme em seu diário.

Eu posso dizer por experiência própria que você já está em um nível muito elevado como sonhadora lúcida, observo os seus relatórios de experiência que por vezes chegam a duas ou três páginas, vejo também a diversividade e facilidade que você possui com técnicas e métodos em geral, além disso é notável o seu grau de amadurecimento como ser humano, meus parabéns Königin você é uma pessoa muito especial. piscar

Eu quero ter a oportunidade de poder te acompanhar nessa jornada, aliás tenho muito a compartilhar contigo referente a minha experiência de vida onírica, contudo infelizmente não posso trazer os meus antigos diários ao fórum devido um acordo que fiz com o meu subconsciente.. eu sei, isso pode parecer louco, mas vou me esforçar para poder transmitir esse conhecimento de uma forma que não afete ambos os lados.

Eu prometi a mim mesmo desde então que começaria uma nova jornada onírica uma vez que acabei por me envolver-me em demasia com personagens oníricos. Os onironautas mais antigos do fórum podem imaginar sobre o que eu estou falando, o fato é que eu criei um "ser" que acabou saindo do controle após os anos de convivência.

---

Sobre o seu ultimo sonho, muito bacana, notei mais alguns fatos curiosos, mas como sempre não venho com a intenção de interpretação, mas sim de reflexão.

* Como disse antes a maioria de suas entradas passa por paralisia do sono e isso em partes é ótimo, pois demonstra que você domina bem essa transição e separação da consciência. O que eu me questiono as vezes é se você está em um estado de paralisia do sono ou estado vibratório, mas ignore essa questão por enquanto, talvez possamos conversar no discord em um futuro próximo. piscar

* O segundo ponto é no decorrer ou após a separação da consciência há quase sempre a aparição de uma entidade e que dessa vez quis literalmente te bloquear completamente do seu sonho.

Kon eu costumo dizer que experiência é uma coisa muito particular, portanto sinta-se a vontade para responder ou apenas refletir sobre essas questões.

Para onde esse personagem estava tentando te levar?

Essa é uma questão curiosa, será que se você se deixasse levar ainda mais pelo enredo chegaria em algum lugar?

Os seus sonhos de uns tempos para cá estão seguindo uma trajetória diferente, aparentemente um bloqueio da parte do subconsciente.. mas, porque o mesmo quer te expulsar do seu próprio sonho?

Você pensa muito a respeito? Sente-se por acaso como uma intrusa em seu próprio espaço interior?

Obrigado por comparilhar Kon e gostei do seu modelo com massinha de modelar ficou muito legal! certo
avatar
Mensagens : 1273
Pontos : 3247
Honra : 657
Data de inscrição : 06/07/2015
Localização : Alemanha
Sonhos Lúcidos :
222 / 999222 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Königin

em Sab Fev 11, 2017 8:55 pm
Eu te entendo, Reizen. Você ficou um bom tempo afastado do fórum e durante sua ausência, apareceram outros onironautas. Acredito que você não acessou todos os novos diários ainda. Quando você tiver um tempo livre. Leia o diário da Érika e da Werne. Você vai se encantar com os relatos delas.
Agradeço muito suas palavras. Elas são um grande incentivo para eu continuar aprendendo e evoluindo. Muito obrigada.
Reizen escreveu:
* Como disse antes a maioria de suas entradas passa por paralisia do sono e isso em partes é ótimo, pois demonstra que você domina bem essa transição e separação da consciência. O que eu me questiono as vezes é se você está em um estado de paralisia do sono ou estado vibratório, mas ignore essa questão por enquanto, talvez possamos conversar no discord em um futuro próximo. piscar
Eu já me fiz essa pergunta, Reizen e já percebi algumas diferenças de transição/separação nos sonhos. Espero poder conversar sobre esse assunto assim que possível.

Reizen escreveu:
* O segundo ponto é no decorrer ou após a separação da consciência há quase sempre a aparição de uma entidade e que dessa vez quis literalmente te bloquear completamente do seu sonho.
Isso tá acontecendo de alguns meses para cá. Antes, os "vultos" despareciam ao começar a sonhar. Agora eles ficam agarrados em mim feito carrapato. Eu já usei uma técnica da Veivi para afastá-los de mim e funcionou uma vez.  Então, não dei mais atenção para a técnica e eles voltaram.

Reizen escreveu:Para onde esse personagem estava tentando te levar?

Eu acho que ele queria me levar de volta para quarto. Ele era o mesmo personagem que que trancou no quarto, no sonho anterior.

Reizen escreveu:Essa é uma questão curiosa, será que se você se deixasse levar ainda mais pelo enredo chegaria em algum lugar?
É uma questao para se pensar. Fazer o que eles "querem" e aguardar pelo resultado. Vou tentar lembrar disso, no próximo sonho e deixar as coisas acontecerem. certo
avatar
Mensagens : 1273
Pontos : 3247
Honra : 657
Data de inscrição : 06/07/2015
Localização : Alemanha
Sonhos Lúcidos :
222 / 999222 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

11.02.2017 - 14 Bis

em Sab Fev 11, 2017 9:11 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Abaixo segue o relato sobre minha primeira tentativa em completar o Desafio Lúcido: "Ir para outra dimensão dentro do sonho lúcido e procurar um personagem que apresente comportamento diferente dos outros personagens. Fazer três perguntas aleatórias que não seja relacionado a sua vida pessoal, por exemplo; pode ser curiosidades, aliás seja criativo."

Ontem fui ver algumas casas em uma cidade chamada Remagen e cheguei tarde em casa e logo fui dormir.
Sonhei que estava novamente com a corretora em uma das casas. De repente, ouvimos barulhos helicópteros e sirenes. Saímos na sacada e vimos no céu vários helicópteros perseguindo um avião. Quando eu vi o avião eu não acreditei. Era o 14 Bis do Santos Dumont.
Meu marido e a corretora, ficaram admirados com a quantidade de helicópteros e eu olhei para eles e falei:
"Helicópteros? Esqueçam eles. Olhem o avião  que eles estao perseguindo. É o 14 bis!
Eles me olharam com uma cara de quem nao estava entendendo nada.
- Vocês não acham estranho, um avião brasileiro do século passado, voando aqui na Alemanha?
- Ele deve ter sido roubado. - falou a corretora.
Eu não respondi nada e continuava achando tudo estranho.
Enquanto a perseguição área acontecia, no chão, os carros de bombeiros fecharam uma avenida e alto -falantes pediam para pessoas se afastarem pois o avião ia fazer um pouso forcado.
Meu marido quis ver aquilo de perto e nos fomos quando chegamos na calçada, o avião começava a pousar.
E eu continuava pensando: -"Como é possível um 14 Bis aparecer voando aqui na Alemanha?"
O avião pousou e o piloto desceu. Ele usava uma roupa preta e um capacete de motoqueiro da mesma cor. Ele desceu do avião e o dobrou como se fosse de papel e saiu correndo ao ver os policiais chegando perto.
O piloto passou correndo do meu lado e se jogou num barranco que apareceu do nada e os policiais também se jogaram. Logo em seguida, todos voltam  sem nenhum arranhão e trazem o piloto preso com algemas.
No meio de todo absurdo, começo a desconfiar a que estou sonhando e lanço um olhar para minha mão direita. Meus dedos estavam tortos. Ganho lucidez.
O meu marido me chama para voltar para casa e eu digo estou sonhando e que preciso procurar um portal para chegar em outra dimensão.
Ele me olha sem serio e fala:
-Ok, mas seja rápida.
Eu me afasto e vou em direção ao barranco.
Vejo o mar e penso que ele é o portal. Pulo do barraco e caio no mar pensando que ao atingi-lo eu irei para outro lugar.
Mergulhei, mas não cheguei ao fundo do mar e voltei para superfície.
No primeiro momento, achei que não tinha dado certo, mas o cenário estava diferente. Havia um grande iceberg flutuando na água e próximo de mim tinha uma jangada. Nadei até a jangada e subi nela. Ela estava vazia, mas tinha um cesto com ostras dentro. Deduzi que o dono da jangada devia estar mergulhando.  
Pensei em espera-lo aparecer, mas fiquei com receio do sonho desfazer, então voei para o iceberg.
Chegando perto, note que o iceberg era uma ilha e próxima a praia tinha um promenade. Desci e comecei a caminhar procurando por alguém.
Enquanto caminho, percebo que a praia vai desparecendo e árvores e muitas plantas vão surgindo. Aparece também uma mulher e duas meninas caminhando em minha direção. Eu não me lembro das características físicas da mulher, porque eu dei toda minha atenção para as meninas. Elas eram japonesas, tinham o rosto branco como porcelana e usavam quimono. Um era vermelho com enormes flores brancas e a outro, era branco com pequenas flores coloridas. Elas tinham cabelos lisos e compridos até a cintura e levavam na mão algo parecido com Hashi (palitos japoneses)
Comecei a pensar que talvez eu não estava em outra dimensão e pensei perguntar as meninas onde eu estava. Fui em direção delas com um sorriso, mas parei logo em seguida. As meninas me olhavam de modo tão maléfico. Tive a impressão se eu chegasse mais perto, elas iriam enfiar aqueles hashis nos meus olhos. Eu me afastei dele e segui em frente.
Dei um olhada para trás para certificar que elas não estavam me seguindo, e vi que elas tinham desaparecido.
Agora começa a chover.
Continuei andando pelo promenade até que eu vi uma cerca alta de madeira, com um portão, sobre o gramado. Fui até lá e vi que o portão não estava trancando. Entrei.
Lá dentro tinha uma outra cerca bem próxima da primeira, formando um corredor. Segui por ele e vi uma abertura que dava para outro corredor. Percebi que aquilo parecia um labirinto. A chuva ficou um pouco mais forte e o chão que era de terra virou lama. Passei para um outro corredor e vi outro portão de madeira. Abri o portão e vi um cachorro. Ele estava preso com uma corrente e permanecia agachado, meio que atolado na lama. Vi que ele tremia de frio e fiquei com dó.
Desejei que a chuva parasse e ela parou.
Cheguei perto do cachorro e passei a mão na sua cabeça e ele abanou o rabo. Parecia gostar.
Então tentei desfivelar a coleira, mas ele falou (sim, ele falou):
- Não faça isso.
- Mas você precisa de ajuda. Vou te soltar e iremos para um lugar seco.
- Não me solte. Pode ser perigoso para você.
- Você vai me morder?
- Não. Mas elas vão vir atras de você.
- Você está falando das japonesas?
Ele não respondeu. Disse apenas para eu ir e começou a rosnar.
Eu saio de perto e voltei para corredor e continuei andando. Então lembrei que não perguntei se estava em outra dimensão e voltei, mas não achei o portão. Subi na cerca, para ver se eu conseguia encontrar o cachorro lá do alto, mas a única coisa que eu vi foram mais cercas. Aquilo era um enorme labirinto.
Saio voando para procurar outro lugar. O sonho se desfaz e eu acordo.
avatar
Mensagens : 168
Pontos : 2209
Honra : 53
Data de inscrição : 02/02/2013
Idade : 16
Localização : Goiás uai
Sonhos Lúcidos :
50 / 99950 / 999
Sonhos Comuns :
850 / 999850 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Königin

em Sab Fev 11, 2017 9:34 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Nossa, que medo dessas japonezinhas, eu ja metia logo um soco na cara e saia correndo, eu hein kkkk

Legal a parte que você conversou com o cachorro, pena que o papo não fui muito bom lingua

Parabéns por quase conseguir completar o desafio, mais sorte na próxima certo


'

Faça um reality check agora e me agradeça depois... piscar

Bons sonhos para você certo  

Diário de Sonhos Lúcidos
Diário de Sonhos não-lúcidos
Mensagens : 1017
Pontos : 3386
Honra : 749
Data de inscrição : 06/08/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo/Santo André
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Königin

em Sab Fev 11, 2017 10:13 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Experiência muito interessante Kon, houve personagens bem enigmáticos no decorrer do enredo, o cachorro foi um completo mistério, boa sorte na próxima tentativa. viva
avatar
Mensagens : 1273
Pontos : 3247
Honra : 657
Data de inscrição : 06/07/2015
Localização : Alemanha
Sonhos Lúcidos :
222 / 999222 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Königin

em Qua Fev 15, 2017 11:43 am
Adrm escreveu:Nossa, que medo dessas japonezinhas, eu ja metia logo um soco na cara e saia correndo, eu hein kkkk

Legal a parte que você conversou com o cachorro, pena que o papo não fui muito bom  lingua

Parabéns por quase conseguir completar o desafio, mais sorte na próxima certo

Reizen escreveu:Experiência muito interessante Kon, houve personagens bem enigmáticos no decorrer do enredo, o cachorro foi um completo mistério, boa sorte na próxima tentativa.  viva

Adrm e Reizen, o cachorro me pareceu simpático no começo, mas depois ficou agressivo. Pena que ele foi o único ser do sonho que dialogou comigo. Conversar com aquelas japonesas era impossível. Elas me davam medo. medo
avatar
Mensagens : 1273
Pontos : 3247
Honra : 657
Data de inscrição : 06/07/2015
Localização : Alemanha
Sonhos Lúcidos :
222 / 999222 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

15.02.2017 - O Mapa para outra Dimensão

em Qua Fev 15, 2017 11:51 am
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Segunda tentativa para completar o Desafio Lúcido Rank S: "Ir para outra dimensão dentro do sonho lúcido e procurar um personagem que apresente comportamento diferente dos outros personagens. Fazer três perguntas aleatórias que não seja relacionado a sua vida pessoal, por exemplo; pode ser curiosidades, aliás seja criativo."

Sonho começou comum.

Eu estava indo para algum lugar e encontrei o Ramon no caminho. Ele me disse que devíamos para ir para minha casa, pois Hiriu estava terminando algo para me ajudar a ir para outra dimensão.
Seguimos por uma trilha até chegar num rochedo onde tinha uma abertura para um túnel quadrado de aproximadade 1 m².
Havia outras pessoas ali e elas estavam numa pequena fila para poder entrar no túnel.
Enquanto esperavámos a nossa vez, perguntei ao Ramon em que Hiriu trabalhava e ele disse que era um mapa que levava até um portal para outra dimensão.
Eis que aparece o Hiriu. Pelo menos, minha versão onírica do Hiriu. Era um rapaz aparentando uns 20 poucos anos, moreno, cabelo caracolado e trazia o mapa com muito cuidado, segurand-o o pelas pontas, deixando o papel todo esticado.
Ele me meu o mapa e falou para eu ter muito cuidado para não danificá-lo.
Chegou minha vez de entrar no túnel e eu não sabia como eu ia entrar e me rastejar lá dentro, segurando aquele mapa todo esticado. Do nada, apareceu um caderno na mão do Ramon e eu peguei o caderno, coloquei o mapa em cima e enrolei feito um canudo.
Enrolar o mapa ter sido o maior sacrilégio que eu cometi, pois o Hiriu deu um grito desesperado: "Nãoooo!"
Eu falei:
-Calma! Tudo que é importante, tem que ser protegido. Enrolado dentro do caderno, o mapa vai sofrer menos danificações, do que andar com ele todo aberto e esticado.
Depois da minha explicacao, ele pareceu concordar, mas pediu que eu desenrolasse o mapa assim que chegasse em casa.
Hora de entrar no túnel.
Como eu não alcançava a entrada, que ficava alguns metros acima do chao, Hiriu e Ramon me ajudaram a subir e entrei. Perguntei se eles também viriam, e Hiriu disse que apenas Ramon ia me acompanhar.
Ramon disse para eu ir na frente e me esperar por ele no quarto.
Fui ratejando pelo túnel, que tinha paredes amarelas e cheguei no meu quarto. Enquanto esperava pelo Ramon, dei uma olhada no ambiente e vi que minha cama estava desarrumada. Havia dois edredons na cama e eles eram brancos. Aliás todo jogo de cama ser branco (eu não tenho jogo de cama branco). Vi meu celular sobre a minha cama. A capa dele também era branca, (na realidade, ela tem estampada uma placa com o Godzilla segurando um avião) Apesar de eu achar aquilo muito esquisito, não questionei minha realidade.
Sentei na cama e abri o mapa. Vi que havia coisas escritas, mas não consegui ler. Entro no momento crítico:
- Alguma coisa estranha está acontecendo aqui. - Pensei.
Ramon aparece e eu falo para ele que algo está errado. Eu não consigo ler o mapa. e peco para ele me ajudar.
Ele me segura pelos ombros e olha bem nos meus olhos e fala:
- Você precisa ficar lúcida, Königin!
Minha ficha ainda não caiu.
Ele sorri e fala:
- Deite e reflita um pouco. Você entenderá tudo o que acontecendo.
Então, ele puxou um dos edredons, se enrolou nele e sentou no chão, encostando num canto e cobriu cabeça. Ele ficou tão bem enrolado, que parecia estar dentro de casulo.
Eu deitei na cama e fiquei pensando. Olhei para lado e vi que o meu quarto havia se expandido e se transformando em outro ambiente. Ouvi um barulho e falei:
- Ramon, você está acordado?
Dentro do casulo dele ele respondeu:
- Königin, você precisa ficar lúcida!
Levantei e fui explorar o novo ambiente. Parecia um pátio de uma escola. Segui por um corredor e a iluminação foi ficando ruim. Olhei para trás e vi que minha cama e o casulo do Ramon tinham um brilho próprio. Parei e falei:
- Isso aqui só pode ser um sonho.
Olhei para minha mão e não a vi. Como o local estava muito mal iluminado, falei claridade e apareceu uma porta enorme, com um vitral, que iluminou o corredor e eu olhei para minha mão e contei 8 dedos.
- Sim! Estou sonhando! - Comemorei e lembrei-me do desafio. Fui até a porta e tentei abri-la. Estava trancada.
Através do vitral dela, vi que era noite de lua nova. A lua estava linda. De repente, um raio rasgou o céu e deu um clarão.
Eu me afastei da porta e lembrei-me do mapa. Voltei pelo corredor, chamando pelo Ramon:
-Ramon, eu preciso do mapa!
Nada do Ramon responder.
O corredor parecia maior e eu comecei a correr. Um segundo clarão seguido por um barulho estranho aconteceu no corredor.
Parei e para tentar ouvir melhor o que era aquele barulho. Não me parecia estranho. Vi do meu lado esquerdo uma porta, abri e entrei.
A sala estava escura e eu falei claridade e uma enorme janela surgiu, revelando a lua e o ambiente clareou com a luz do luar. O local parecia com um laboratório de anatomia da minha faculdade. Andei um pouco pela sala mexendo nas coisas e parei em frente da janela e fiquei olhando a lua.
Ouvi alguém atrás da porta e eu me agachei para se esconder. Não sei como, eu me transformei num gato. Diminui de tamanho e eu vi que eu tinha patinhas de gato. Meu pêlo era amarelo. Alguém entrou na sala e eu me escondi debaixo de um armário.
- Königin, você está ai? Eu trouxe o mapa.
Era o Ramon. Sai do meu esconderijo e pulei sobre uma mesa e falei: - Estou aqui!
Ele se assusta e se vira e eu já estou na minha forma normal.
- Eu trouxe o mapa - ele disse.
- Ramon, temos que ser rápidos. Esta havendo um clarão com barulhos estranhos.
- Não preste atenção nele. Pode ser algo externo.
Nesse momento tive um insight: " É meu marido. Ele está se preparando para sair. "
Um novo clarão aconteceu e o Ramon sumiu.
Decidi correr contra o tempo.
Peguei o mapa e abri na parede. Ele mudou de cor e ficou parecido como um tela de TV. - É o meu portal. - Falei e atravessei, indo parar em uma outra dimensão.
Parecia que eu estava em Marte. Eu estava no meio de um deserto de areia vermelha. O céu tinha uma cor avermelhada e eu vi duas luas e alguns planetas. Olhei em várias direcoes e vi bem longe algo parecido com um vilarejo. As casas tinham formatos de ocas e eram todas brancas. Comecei a correr para dar um impulso e voar, mas senti uma mão tocando meu ombro.
O sonho se desfaz e eu acordo, com meu marido do meu lado, dizendo que ele estava saindo.
Mensagens : 1017
Pontos : 3386
Honra : 749
Data de inscrição : 06/08/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo/Santo André
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Königin

em Qua Fev 15, 2017 1:06 pm
Uau, chegou bem perto dessa vez, faltou bem pouquinho para completar e me pareceu que você foi acordada no final. A experiência se desenrolou muito bem, meus parabéns pela tentativa e o enredo foi de prender a atenção, muito bacana. piscar
avatar
Mensagens : 386
Pontos : 1504
Honra : 199
Data de inscrição : 04/03/2016
Idade : 20
Localização : Brasil
Sonhos Lúcidos :
29 / 99929 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Königin

em Qua Fev 15, 2017 2:19 pm

Você precisa ficar lúcida Koenigin!! ò.ó







HAHAHAHA muito bom o sonho. Mas aí, parece que você também está tendo sonho com outras dimensões, mesmo não sendo lúcidos em? Parece o efeito do desafio mesmo.
Mas aí, dessa vez foi quase. Você não tava com cara de vilã depois que seu marido de acordou não né? não maligno
avatar
Mensagens : 111
Pontos : 786
Honra : 48
Data de inscrição : 20/11/2015
Localização : Espírito Santo
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Königin

em Qua Fev 15, 2017 2:21 pm
Gostei bastante desse sonho.
Konigin, acontece tanta coisa nos seus sonhos que seus relatos dariam um filme! muito feliz
avatar
Mensagens : 233
Pontos : 1361
Honra : 72
Data de inscrição : 26/12/2015
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Königin

em Qua Fev 15, 2017 9:27 pm
Königin:

Segunda tentativa para completar o Desafio Lúcido Rank S: "Ir para outra dimensão dentro do sonho lúcido e procurar um personagem que apresente comportamento diferente dos outros personagens. Fazer três perguntas aleatórias que não seja relacionado a sua vida pessoal, por exemplo; pode ser curiosidades, aliás seja criativo."

Sonho começou comum.

Eu estava  indo para algum lugar e encontrei o Ramon no caminho. Ele me disse que devíamos para ir para minha casa, pois Hiriu estava terminando algo para me ajudar a ir para outra dimensão.
Seguimos por uma trilha até chegar num rochedo onde tinha uma abertura para um túnel quadrado de aproximadade 1 m².
Havia outras pessoas ali e elas estavam numa pequena fila para poder entrar no túnel.
Enquanto esperavámos a nossa vez, perguntei ao Ramon em que Hiriu trabalhava e ele disse que era um mapa que levava até um portal para outra dimensão.
Eis que aparece o Hiriu. Pelo menos, minha versão onírica do Hiriu. Era um rapaz aparentando uns 20 poucos anos, moreno, cabelo caracolado e trazia o mapa com muito cuidado, segurand-o o pelas pontas, deixando o papel todo esticado.
Ele me meu o mapa e falou para eu ter muito cuidado para não danificá-lo.
Chegou minha vez de entrar no túnel e eu não sabia como eu ia entrar e me rastejar lá dentro, segurando aquele mapa todo esticado. Do nada, apareceu um caderno na mão do Ramon e eu peguei o caderno, coloquei o mapa em cima e enrolei feito um canudo.
Enrolar o mapa ter sido o maior sacrilégio que eu cometi, pois  o Hiriu deu um grito desesperado: "Nãoooo!"
Eu falei:
-Calma! Tudo que é importante, tem que ser protegido. Enrolado dentro do caderno, o mapa vai sofrer menos danificações, do que andar com ele todo aberto e esticado.
Depois da minha explicacao, ele pareceu concordar, mas pediu que eu desenrolasse o mapa assim que chegasse em casa.
Hora de entrar no túnel.
Como eu não alcançava a entrada, que ficava alguns metros acima do chao,  Hiriu e Ramon me ajudaram a subir e  entrei. Perguntei se eles também viriam, e Hiriu disse que apenas Ramon ia me acompanhar.
Ramon disse para eu ir na frente e me esperar por ele no quarto.
Fui ratejando pelo túnel, que tinha paredes amarelas e cheguei no meu quarto. Enquanto esperava pelo Ramon, dei uma olhada no ambiente e vi que minha cama estava desarrumada. Havia dois edredons na cama e eles eram brancos. Aliás todo jogo de cama ser branco (eu não tenho jogo de cama branco). Vi meu celular sobre a minha cama. A capa dele também era branca, (na realidade, ela tem estampada uma placa com o Godzilla segurando um avião) Apesar de eu achar aquilo muito esquisito, não questionei minha realidade.
Sentei na cama e abri o mapa. Vi que havia coisas escritas, mas não consegui ler. Entro no momento crítico:
- Alguma coisa estranha está acontecendo aqui. - Pensei.
Ramon aparece e eu falo para ele que algo está errado. Eu não consigo ler o mapa. e peco para ele me ajudar.
Ele me segura pelos ombros e olha bem nos meus olhos e fala:
- Você precisa ficar lúcida, Königin!
Minha ficha ainda não caiu.
Ele sorri e fala:
- Deite e reflita um pouco. Você entenderá tudo o que acontecendo.  
Então, ele puxou um dos edredons, se enrolou nele e sentou no chão, encostando num canto e cobriu cabeça. Ele ficou tão bem enrolado, que parecia estar dentro de casulo.
Eu deitei na cama e fiquei pensando. Olhei para lado e vi que o meu quarto havia se expandido e se transformando em outro ambiente. Ouvi um barulho e falei:
- Ramon, você está acordado?
Dentro do casulo dele ele respondeu:
- Königin, você precisa ficar lúcida!
Levantei e fui explorar o novo ambiente. Parecia um pátio de uma escola. Segui por um corredor e a iluminação foi ficando ruim. Olhei para trás e vi que minha cama e o casulo do Ramon tinham um brilho próprio. Parei e falei:
- Isso aqui só pode ser um sonho.
Olhei para minha mão e não a vi. Como o local estava muito mal iluminado, falei claridade e apareceu uma porta enorme, com um vitral, que iluminou o corredor e eu olhei para minha mão e contei 8 dedos.
- Sim! Estou sonhando! - Comemorei e lembrei-me do desafio. Fui até a porta e tentei abri-la. Estava trancada.
Através do vitral dela, vi que era noite de lua nova. A lua estava linda. De repente, um raio rasgou o céu e deu um clarão.
Eu me afastei da porta e lembrei-me do mapa. Voltei pelo corredor, chamando pelo Ramon:
-Ramon, eu preciso do mapa!
Nada do Ramon responder.
O corredor parecia maior e eu comecei a correr. Um segundo clarão seguido por um barulho estranho aconteceu no corredor.
Parei e para tentar ouvir melhor o que era aquele barulho. Não me parecia estranho. Vi do meu lado esquerdo uma porta, abri e entrei.
A sala estava escura e eu falei claridade e uma enorme janela surgiu, revelando a lua e o ambiente clareou com a luz do luar. O local parecia com um laboratório de anatomia da minha faculdade. Andei um pouco pela sala mexendo nas coisas e parei em frente da janela e fiquei olhando a lua.
Ouvi alguém atrás da porta e eu me agachei para se esconder. Não sei como, eu me transformei num gato. Diminui de tamanho e eu vi que eu tinha patinhas de gato. Meu pêlo era  amarelo. Alguém entrou na sala e eu me escondi debaixo de um armário.
- Königin, você está ai? Eu trouxe o mapa.
Era o Ramon. Sai do meu esconderijo e pulei sobre uma mesa e falei: - Estou aqui!
Ele se assusta e se vira e eu já estou na minha forma normal.
- Eu trouxe o mapa - ele disse.
- Ramon, temos que ser rápidos. Esta havendo um clarão com barulhos estranhos.
- Não preste atenção nele. Pode ser algo externo.
Nesse momento tive um insight: " É meu marido. Ele está se preparando para sair. "
Um novo clarão aconteceu e o Ramon sumiu.
Decidi correr contra o tempo.
Peguei o mapa e abri na parede. Ele mudou de cor  e ficou parecido como um tela de TV. - É o meu portal. - Falei e atravessei, indo parar em uma outra dimensão.
Parecia que eu estava em Marte. Eu estava no meio de  um deserto de areia vermelha. O céu tinha uma cor avermelhada e eu vi  duas luas e alguns planetas.  Olhei em várias direcoes e vi  bem longe algo parecido com um vilarejo. As casas tinham formatos de ocas e eram todas brancas. Comecei a correr para dar um impulso e voar, mas senti uma mão tocando meu ombro.
O sonho se desfaz e eu acordo, com meu marido do meu lado, dizendo que ele estava saindo.

Oi Königin, estava aqui me atualizando no seu diário e gostei muito de todos os últimos relatos. Eu estava esperando que a mão no seu ombro no último sonho fosse um personagem para fazer as perguntas e completar o desafio, pena que não deu tempo. Você podia combinar com o Ramon pra ele aparecer mais vezes e avisar que você tem que ficar lúcida gargalhada
avatar
Mensagens : 1273
Pontos : 3247
Honra : 657
Data de inscrição : 06/07/2015
Localização : Alemanha
Sonhos Lúcidos :
222 / 999222 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Königin

em Qui Fev 16, 2017 10:35 am
Pyros escreveu:
Você precisa ficar lúcida Koenigin!! ò.ó







HAHAHAHA  muito bom o sonho. Mas aí, parece que você também está tendo sonho com outras dimensões, mesmo não sendo lúcidos em? Parece o efeito do desafio mesmo.
Mas aí, dessa vez foi quase. Você não tava com cara de vilã depois que seu marido de acordou não né? não maligno
Hahaha! Era exatamente assim que ele estava. gargalhada Foi engraçado, o Ramon falando para eu ficar lúcida e eu não reagia. 10 A ficha demorou para cair.
avatar
Mensagens : 1273
Pontos : 3247
Honra : 657
Data de inscrição : 06/07/2015
Localização : Alemanha
Sonhos Lúcidos :
222 / 999222 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Königin

em Qui Fev 16, 2017 10:41 am
Reizen Endler escreveu:Uau, chegou bem perto dessa vez, faltou bem pouquinho para completar e me pareceu que você foi acordada no final. A experiência se desenrolou muito bem, meus parabéns pela tentativa e o enredo foi de prender a atenção, muito bacana. piscar
Se meu marido não tivesse me acordado, acho que eu chegaria pelo menos até o vilarejo. O sonho estava bem estável. Depois que ele saiu, eu tentei voltar ao sonho, mas tive apenas alguns momentos de lucidez, seguido de vários falsos-despertar. Acho que a minha ansiedade em voltar para sonho atrapalhou um pouco.
avatar
Mensagens : 1273
Pontos : 3247
Honra : 657
Data de inscrição : 06/07/2015
Localização : Alemanha
Sonhos Lúcidos :
222 / 999222 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Königin

em Qui Fev 16, 2017 10:46 am
daydreamer escreveu:Gostei bastante desse sonho.
Konigin, acontece tanta coisa nos seus sonhos que seus relatos dariam um filme! muito feliz
Acho que o seria uma filme de fantasia muito doido. maluco pipoca gargalhada
avatar
Mensagens : 1273
Pontos : 3247
Honra : 657
Data de inscrição : 06/07/2015
Localização : Alemanha
Sonhos Lúcidos :
222 / 999222 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Königin

em Qui Fev 16, 2017 10:51 am
Érika escreveu:
Königin:

Segunda tentativa para completar o Desafio Lúcido Rank S: "Ir para outra dimensão dentro do sonho lúcido e procurar um personagem que apresente comportamento diferente dos outros personagens. Fazer três perguntas aleatórias que não seja relacionado a sua vida pessoal, por exemplo; pode ser curiosidades, aliás seja criativo."

Sonho começou comum.

Eu estava  indo para algum lugar e encontrei o Ramon no caminho. Ele me disse que devíamos para ir para minha casa, pois Hiriu estava terminando algo para me ajudar a ir para outra dimensão.
Seguimos por uma trilha até chegar num rochedo onde tinha uma abertura para um túnel quadrado de aproximadade 1 m².
Havia outras pessoas ali e elas estavam numa pequena fila para poder entrar no túnel.
Enquanto esperavámos a nossa vez, perguntei ao Ramon em que Hiriu trabalhava e ele disse que era um mapa que levava até um portal para outra dimensão.
Eis que aparece o Hiriu. Pelo menos, minha versão onírica do Hiriu. Era um rapaz aparentando uns 20 poucos anos, moreno, cabelo caracolado e trazia o mapa com muito cuidado, segurand-o o pelas pontas, deixando o papel todo esticado.
Ele me meu o mapa e falou para eu ter muito cuidado para não danificá-lo.
Chegou minha vez de entrar no túnel e eu não sabia como eu ia entrar e me rastejar lá dentro, segurando aquele mapa todo esticado. Do nada, apareceu um caderno na mão do Ramon e eu peguei o caderno, coloquei o mapa em cima e enrolei feito um canudo.
Enrolar o mapa ter sido o maior sacrilégio que eu cometi, pois  o Hiriu deu um grito desesperado: "Nãoooo!"
Eu falei:
-Calma! Tudo que é importante, tem que ser protegido. Enrolado dentro do caderno, o mapa vai sofrer menos danificações, do que andar com ele todo aberto e esticado.
Depois da minha explicacao, ele pareceu concordar, mas pediu que eu desenrolasse o mapa assim que chegasse em casa.
Hora de entrar no túnel.
Como eu não alcançava a entrada, que ficava alguns metros acima do chao,  Hiriu e Ramon me ajudaram a subir e  entrei. Perguntei se eles também viriam, e Hiriu disse que apenas Ramon ia me acompanhar.
Ramon disse para eu ir na frente e me esperar por ele no quarto.
Fui ratejando pelo túnel, que tinha paredes amarelas e cheguei no meu quarto. Enquanto esperava pelo Ramon, dei uma olhada no ambiente e vi que minha cama estava desarrumada. Havia dois edredons na cama e eles eram brancos. Aliás todo jogo de cama ser branco (eu não tenho jogo de cama branco). Vi meu celular sobre a minha cama. A capa dele também era branca, (na realidade, ela tem estampada uma placa com o Godzilla segurando um avião) Apesar de eu achar aquilo muito esquisito, não questionei minha realidade.
Sentei na cama e abri o mapa. Vi que havia coisas escritas, mas não consegui ler. Entro no momento crítico:
- Alguma coisa estranha está acontecendo aqui. - Pensei.
Ramon aparece e eu falo para ele que algo está errado. Eu não consigo ler o mapa. e peco para ele me ajudar.
Ele me segura pelos ombros e olha bem nos meus olhos e fala:
- Você precisa ficar lúcida, Königin!
Minha ficha ainda não caiu.
Ele sorri e fala:
- Deite e reflita um pouco. Você entenderá tudo o que acontecendo.  
Então, ele puxou um dos edredons, se enrolou nele e sentou no chão, encostando num canto e cobriu cabeça. Ele ficou tão bem enrolado, que parecia estar dentro de casulo.
Eu deitei na cama e fiquei pensando. Olhei para lado e vi que o meu quarto havia se expandido e se transformando em outro ambiente. Ouvi um barulho e falei:
- Ramon, você está acordado?
Dentro do casulo dele ele respondeu:
- Königin, você precisa ficar lúcida!
Levantei e fui explorar o novo ambiente. Parecia um pátio de uma escola. Segui por um corredor e a iluminação foi ficando ruim. Olhei para trás e vi que minha cama e o casulo do Ramon tinham um brilho próprio. Parei e falei:
- Isso aqui só pode ser um sonho.
Olhei para minha mão e não a vi. Como o local estava muito mal iluminado, falei claridade e apareceu uma porta enorme, com um vitral, que iluminou o corredor e eu olhei para minha mão e contei 8 dedos.
- Sim! Estou sonhando! - Comemorei e lembrei-me do desafio. Fui até a porta e tentei abri-la. Estava trancada.
Através do vitral dela, vi que era noite de lua nova. A lua estava linda. De repente, um raio rasgou o céu e deu um clarão.
Eu me afastei da porta e lembrei-me do mapa. Voltei pelo corredor, chamando pelo Ramon:
-Ramon, eu preciso do mapa!
Nada do Ramon responder.
O corredor parecia maior e eu comecei a correr. Um segundo clarão seguido por um barulho estranho aconteceu no corredor.
Parei e para tentar ouvir melhor o que era aquele barulho. Não me parecia estranho. Vi do meu lado esquerdo uma porta, abri e entrei.
A sala estava escura e eu falei claridade e uma enorme janela surgiu, revelando a lua e o ambiente clareou com a luz do luar. O local parecia com um laboratório de anatomia da minha faculdade. Andei um pouco pela sala mexendo nas coisas e parei em frente da janela e fiquei olhando a lua.
Ouvi alguém atrás da porta e eu me agachei para se esconder. Não sei como, eu me transformei num gato. Diminui de tamanho e eu vi que eu tinha patinhas de gato. Meu pêlo era  amarelo. Alguém entrou na sala e eu me escondi debaixo de um armário.
- Königin, você está ai? Eu trouxe o mapa.
Era o Ramon. Sai do meu esconderijo e pulei sobre uma mesa e falei: - Estou aqui!
Ele se assusta e se vira e eu já estou na minha forma normal.
- Eu trouxe o mapa - ele disse.
- Ramon, temos que ser rápidos. Esta havendo um clarão com barulhos estranhos.
- Não preste atenção nele. Pode ser algo externo.
Nesse momento tive um insight: " É meu marido. Ele está se preparando para sair. "
Um novo clarão aconteceu e o Ramon sumiu.
Decidi correr contra o tempo.
Peguei o mapa e abri na parede. Ele mudou de cor  e ficou parecido como um tela de TV. - É o meu portal. - Falei e atravessei, indo parar em uma outra dimensão.
Parecia que eu estava em Marte. Eu estava no meio de  um deserto de areia vermelha. O céu tinha uma cor avermelhada e eu vi  duas luas e alguns planetas.  Olhei em várias direcoes e vi  bem longe algo parecido com um vilarejo. As casas tinham formatos de ocas e eram todas brancas. Comecei a correr para dar um impulso e voar, mas senti uma mão tocando meu ombro.
O sonho se desfaz e eu acordo, com meu marido do meu lado, dizendo que ele estava saindo.

Oi Königin, estava aqui me atualizando no seu diário e gostei muito de todos os últimos relatos. Eu estava esperando que a mão no seu ombro no último sonho fosse um personagem para fazer as perguntas e completar o desafio, pena que não deu tempo. Você podia combinar com o Ramon pra ele aparecer mais vezes e avisar que você tem que ficar lúcida gargalhada
É uma boa idéia, EriKa. Espero que na próxima vez ele fale para eu fazer um RC também. gargalhada
avatar
Mensagens : 1273
Pontos : 3247
Honra : 657
Data de inscrição : 06/07/2015
Localização : Alemanha
Sonhos Lúcidos :
222 / 999222 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

16.02.2017 - Amor Perdido

em Qui Fev 16, 2017 11:18 am
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Terceira tentativa para completar o Desafio Lúcido Rank S: "Ir para outra dimensão dentro do sonho lúcido e procurar um personagem que apresente comportamento diferente dos outros personagens. Fazer três perguntas aleatórias que não seja relacionado a sua vida pessoal, por exemplo; pode ser curiosidades, aliás seja criativo."

O sonho começa não lúcido.

Estou correndo em direção ao bosque. Antes de chegar nele, tenho que passar por uma pracinha. Há uma caminhonete da prefeitura e dentro dela sentados, quatro jardineiros que sempre fazem a manutenção dessa praça. Passo ao lado da caminhonete e um dos jardineiros me chamam pelo nome. Surpresa para para ver quem é. É um rapaz de 20 poucos anos. Eu o pergunto se o conheço, ele diz que sim. Ele falou como nós nos conhecemos a um tempo atrás. Eu disse não me lembrava dele e elee ficou um pouco aborrecido. Ele desceu do carro e falou que ia fazer eu me lembra dele e em seguida, me deu um empurrão e eu caí. A queda gerou minha lucidez, porque ao cair eu atravessei o chão e continuei caindo na escuridão por alguns instantes, até atingir suavemente a minha cama. Logo seguida, comecei a levitar e parei próxima ao teto. Desci e fiquei em pé em cima da cama. Fiz um RC só para não perder o hábito e vi meus dedos tortos.
Minha visão estava turva. Pressionei a língua contra o céu da boca e passei a enxergar melhor.

Lembro-me do desafio e desço da cama, saio do quarto e vou para a sala procurar, nas gavetas da minha estante, o mapa do Hiriu. Ouço passos no corredor e o rapaz do sonho anterior entra da sala. Ele me abraça todo feliz e me pergunta, se eu me recordava dele agora. Constrangida, eu digo que não. Ele pega na minha mão e diz:
- Vou te levar para um lugar e você irá se recordar.
- Eu não posso ir com você. Eu preciso achar um mapa. -falei e voltei a vasculhar as gavetas.
- Você precisa ir comigo. Deixa eu te mostrar uma prova de que nós nos conhecemos. - Falou ele, enquanto tirava do bolso uma foto.
Eu olho a foto, que estava um pouco amassada e parecia ser antiga e vejo que eu estou nela abraçada com ele. (Como aquilo era possível. Eu nao me lembrava dele de jeito nenhum).
- Quando foi feita essa foto e onde nós estávamos? - perguntei.
- Venha comigo. Vou te mostrar.
A minha curiosidade me fez esquecer do mapa e eu aceitei ir com ele sei lá para onde. Talvez ele me leve para outra dimensão, pensei.
- Qual é o seu nome? - perguntei.
- Você sempre me chamou de Gê.
- Ok, Gê, Posso ficar com a foto? -perguntei
- Sim.
Saímos pela porta do apartamento e fomos para numa rua simples com casas geminadas. Perguntei onde estávamos e ele disse que a cidade chamava-se Erpal.
Enquanto caminhávamos pela rua, ele quis segurar minha mão e eu não deixei. Para pedi que ele me contasse a história de como nós nos conhecemos.
Ele contou que foi durante uma exposicão. Estavamos no parque proximo a roda gigante. Ele disse que veio conversar comigo e que foi uma conversa muito agradável. Falou que nós fomos na roda gigante e depois, ele pescou numa barraca uns peixinhos de lata e ganhou como premio uma bolsa branca e me deu ela de presente. Disse também, que nós fomos numa outra barraca para tirarmos a foto, e que depois disso, uma outra moca que veio conversar com ele e eu fiquei com ciúmes. Ele disse que eu devolvi a bolsa e fui embora. Desde então ele passou a me procurar. Perguntei a quanto tempo foi isso. Ele disse que fazia anos.
Paramos em frente de uma casa azul, de muro baixo e ele abriu o portão.
- Quero que você conheça algumas pessoas. Elas vão confirmar que nós nos conhecemos.
Entramos e ele pediu para eu esperar na sala, pois ele ia avisar as pessoas que eu estava ali.
Enquanto eu esperava, dei uma olhada na sala. Tinha um jogo de sofá de couro marrom antigo, uma mesinha de centro feita de madeira, com pernas talhadas e sobre ela uma toalhinha de crochê e um vasinho com flores. Num canto próximo à janela com cortina de renda bege, tinha uma TV de tubo desligada. Procurei por quadros nas paredes pintadas de branco (acho que era cal), mas não tinha. Notei que a casa não tinha forro. As ripas do telhado estavam pintadas com tinta óleo azul. Num outro canto, tinha uma cristaleira pequena com uns bibelôs porcelanas. Eram umas coisinhas feias.
O rapaz apareceu e disse para eu entrar, pois os outros me esperavam na outra sala. Fomos para lá e ao entrar vi três pessoas sorridentes, sentadas sobre almofadas e de pernas cruzadas. Era dois homens e uma mulher. Ela estava sentada entre ele.
O rapaz da esquerda aparentava ter 25 anos, tinha cabelos claros e lisos. A mulher aparentava uns 30 e tinha um cabelo escuro liso e comprido, repartido no meio. O outro homem era o barbudo. Eu o reconheci ( eu já o vi em outro sonho), e ele do modo como ele me olhou, me pareceu que ele me reconheceu também.
A mulher toda sorridente estendeu a mão e pediu para que eu sentasse numa almofada que estava sobrando. Eu me ajoelhei,sentando sobre as pernas. Achei que nessa posição seria mais fácil de levantar se eu precisasse.
O Gê falou que os três queriam conversar comigo a sós e ele saiu da sala.
Quando ficamos só nos quatro, os três mudaram suas expressões faciais. Os sorrisos estampados no rosto, se transformaram em cara feias e mal-humoradas.
- Então você é a mulher que nosso Gê tanto procura? -falou num tom arrogante e ainda complementou - eu não sei o que ele viu em você? O rapaz da direita riu e falou - É mesmo Helena. Ele merece coisa melhor.
- Querem saber: eu não pedi para estar aqui. Eu não acho que eu seja a pessoa que ele procura e eu só vim porque ele muito insistiu. Por isso, eu não sou obrigada a ficar aqui com ouvindo grosserias de três idiotas.
Eu me levantei e o barbudo também se levantou e pediu para que eu ficasse. Eu não dei atenção e sai.
O Gê em minha direção e perguntou o que aconteceu. Eu digo para o rapaz que ele se enganou e que eu não sou a pessoa que ele procura.
Nesse momento eu acho que eu parti o coração do rapaz, porque eu vi lágrimas nos olhos dele. Mesmo com dó, achei melhor não seguir adiante. Rasguei a foto e sai da casa. Ele veio atrás de mim pedindo uma chance para voltar e falar com os três de novo.
Eu disse não e me joguei de costas no chão, atravessei e cai na minha cama.
Levantei e fiz um RC. Ainda estava sonhando. Resolvi não perder muito tempo no quarto, pois achei que o Gê poderia voltar. Fui até a parede e fiz um risco com o dedo e uma fenda se abriu, e atravessei e fui parar num parque de diversões.
- Será esse parque onde o Gê disse que nós nos conhecemos? - pensei.
Dei uma volta olhando barracas e as pessoas. O lugar estava cheio. Tinha um cheiro de pipoca maravilhoso (adoro pipoca). Parei em frente da a roda-gigante. O despertador toca.
Acordo.
avatar
Mensagens : 111
Pontos : 786
Honra : 48
Data de inscrição : 20/11/2015
Localização : Espírito Santo
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Königin

em Qui Fev 16, 2017 1:21 pm
Königin escreveu:
daydreamer escreveu:Gostei bastante desse sonho.
Konigin, acontece tanta coisa nos seus sonhos que seus relatos dariam um filme! muito feliz
Acho que o seria uma filme de fantasia muito doido. maluco pipoca gargalhada

Brincadeiras à parte, eu queria muito que um filme assim fosse feito, com um estilo diferente de "Inception" e com sonhos baseados em relatos reais (de algum fórum como esse, por que não?!). Penso nisso frequentemente (sou meio interessado em cinema).
Com a dose certa de surrealidade, ação e mistério, ficaria show.

Königin escreveu:O rapaz apareceu e disse para eu entrar, pois os outros me esperavam na outra sala. Fomos para lá e ao entrar vi três pessoas sorridentes, sentadas sobre almofadas e de pernas cruzadas.

Coitado do Gê, além da paixão platônica ainda precisava da aprovação daqueles 3 que não foram com a sua cara... rs
Mensagens : 1017
Pontos : 3386
Honra : 749
Data de inscrição : 06/08/2013
Idade : 27
Localização : São Paulo/Santo André
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Königin

em Qui Fev 16, 2017 1:29 pm
Que sonho mais misterioso e foi só por que você se deixou levar um pouquinho para entender o conteúdo interior, essa passagem com o Gê parece até que realmente aconteceu neh, pois o mesmo foi bem convincente dos fatos. E aconteceu mais uma coisa peculiar na sua experiência onde os personagens insistiram em mais uma vez querer te ofender de alguma maneira. O segundo ponto foi o surgimento do homem barbudo que já não é a primeira vez, pelo que me lembro de antigas leituras do seu diário, esse sujeito já apareceu várias vezes em seu sonho e sempre com um comportamento enigmático.

Fantástico Kon, não conseguiu completar o desafio, mas foi uma experiência muito legal. certo
avatar
Mensagens : 233
Pontos : 1361
Honra : 72
Data de inscrição : 26/12/2015
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Königin

em Qui Fev 16, 2017 2:29 pm
Interessante o barbudo ter aparecido de novo, será que ele é parente do Gê?
avatar
Mensagens : 386
Pontos : 1504
Honra : 199
Data de inscrição : 04/03/2016
Idade : 20
Localização : Brasil
Sonhos Lúcidos :
29 / 99929 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Königin

em Qui Fev 16, 2017 11:51 pm
Mas que sonho louco em? Parece que o Gê não tava envolvido só com a mulher, mas também com os outros dois caras. Esse seus personagens oníricos... tem um background bem completo viu, admirável mesmo.

Koenigin, me tira uma duvida, a mó tempão eu tava me perguntando isso, mas de onde veio essa personagem que você usa como avatar? Tipo, porque escolheu ela?

Só curiosidade mesmo. aplausos
Conteúdo patrocinado

Re: Diário dos Sonhos Lúcidos de Königin

Ver o tópico anteriorVoltar ao TopoVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum