Conectar-se
Últimos assuntos
Os membros mais ativos do mês
9 Mensagens - 60%
5 Mensagens - 33%
1 Mensagem - 7%
Votação
Qual a técnica que você utiliza para ficar lúcido?
Teste de Realidade
45% / 15
Totem
15% / 5
Incubação
12% / 4
Gatilho
6% / 2
Gravador de Voz ou Sons Binaurais
6% / 2
Outros
15% / 5
Parceiros
 sonhos=
 sonhos=
 animes=

Compartilhe
Ver o tópico anteriorIr em baixoVer o tópico seguinte
avatar
Mensagens : 382
Pontos : 2022
Honra : 169
Data de inscrição : 08/01/2014
Idade : 21
Localização : RJ
Sonhos Lúcidos :
11 / 99911 / 999
Sonhos Comuns :
179 / 999179 / 999
Ver perfil do usuário

Espaço Pessoal do Licantropo

em Sab Maio 09, 2015 6:02 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Bom, por enquanto esse meu espaço pessoal vai ficar meio vazio. Talvez eu poste alguns contos de minha autoria, relate alguma coisa interessante do meu dia e escreva alguns pensamentos leves (os pesados e obscuros deixo guardado). Bom é isso.


[...]
— E como eu posso te chamar?
— Bom, você pode me chamar de Daniel, que era o meu nome quando eu era totalmente humano, pode também me chamar de Lobo, que era meu nome quando eu era totalmente uma entidade cósmica. Mas você também pode me chamar de Pai.
— Pai?
— Sim, todos os lobos e lobisomens são meus filhos, todos vieram de mim.
[...]

avatar
Mensagens : 382
Pontos : 2022
Honra : 169
Data de inscrição : 08/01/2014
Idade : 21
Localização : RJ
Sonhos Lúcidos :
11 / 99911 / 999
Sonhos Comuns :
179 / 999179 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Espaço Pessoal do Licantropo

em Sex Jul 17, 2015 12:31 pm
Eu estava meio dormindo, meio acordado, tendo uns devaneios nebulosos quando essa tentativa de poema surgiu na minha mente. Atualmente eu estou lendo "Eu Sei O Que Você Está Pensando - John Verdon", e nesse livro, o assassino se comunica com suas vítimas através de poemas sombrios, e o protagonista escreve um poema com o destinatário sendo o assassino, tentando atrair a atenção do assassino para si. Talvez porque eu esteja devorando o livro, acho que os poemas ficaram meio que gravados no meu subconsciente.

"Uma grande injustiça precisa ser corrigida,
a perda desta vida, é paga com outra vida.
O pai de um de seus mortos com certeza se vingará,
uma espada em suas entranhas, logo cravará.

Não faço isso por amor ou prazer,
meu único objetivo é vê-lo morrer.
Que ele tome cuidado, seja noite ou dia,
pois vou garantir que ele nunca mais sorria."

Esse "poema" é meio inspirado num sonho que usei para escrever uma cena de um futuro livro meu, em que eu tinha um filho da minha idade, eu era mais velho do que sou hoje, estávamos em uma batalha e ele acabou sendo morto. Esse poema, mostra o desejo de vingança do pai (no caso, eu), que porta consigo uma espada (a espada tem 3 nomes: Luminosa, Obscura e Relâmpago), e com ela irá executar sua vingança. Mesmo que no poema, o pai diga que não faz isso por amor, para mim, ele faz sim por amor, por amor ao filho que morreu. Sinto que ele diz isso, pois para mim, ele está querendo que o assassino veja essa declaração de vingança, mas não quer que o assassino veja que ele ainda está fragilizado com a morte do filho, quer que o assassino o veja como um homem vingativo e implacável. Quanto ao modo como foi construído, nem eu compreendi porque coloquei os 4 primeiros versos em terceira pessoa se dirigindo à segunda pessoa, e nos 4 últimos, a primeira pessoa, se dirigindo à terceira pessoa. Acho que vem do poema que martelou na minha cabeça antes de dormir e que estava no livro.


[...]
— E como eu posso te chamar?
— Bom, você pode me chamar de Daniel, que era o meu nome quando eu era totalmente humano, pode também me chamar de Lobo, que era meu nome quando eu era totalmente uma entidade cósmica. Mas você também pode me chamar de Pai.
— Pai?
— Sim, todos os lobos e lobisomens são meus filhos, todos vieram de mim.
[...]

avatar
Mensagens : 2531
Pontos : 5724
Honra : 1044
Data de inscrição : 12/06/2013
Localização : Bahia
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Espaço Pessoal do Licantropo

em Dom Jul 19, 2015 6:17 pm
Licantropo escreveu:

Licantropo escreveu:Eu estava meio dormindo, meio acordado, tendo uns devaneios nebulosos quando essa tentativa de poema surgiu na minha mente. Atualmente eu estou lendo "Eu Sei O Que Você Está Pensando - John Verdon", e nesse livro, o assassino se comunica com suas vítimas através de poemas sombrios, e o protagonista escreve um poema com o destinatário sendo o assassino, tentando atrair a atenção do assassino para si. Talvez porque eu esteja devorando o livro, acho que os poemas ficaram meio que gravados no meu subconsciente.

"Uma grande injustiça precisa ser corrigida,
a perda desta vida, é paga com outra vida.
O pai de um de seus mortos com certeza se vingará,
uma espada em suas entranhas, logo cravará.

Não faço isso por amor ou prazer,
meu único objetivo é vê-lo morrer.
Que ele tome cuidado, seja noite ou dia,
pois vou garantir que ele nunca mais sorria."

Esse "poema" é meio inspirado num sonho que usei para escrever uma cena de um futuro livro meu, em que eu tinha um filho da minha idade, eu era mais velho do que sou hoje, estávamos em uma batalha e ele acabou sendo morto. Esse poema, mostra o desejo de vingança do pai (no caso, eu), que porta consigo uma espada (a espada tem 3 nomes: Luminosa, Obscura e Relâmpago), e com ela irá executar sua vingança. Mesmo que no poema, o pai diga que não faz isso por amor, para mim, ele faz sim por amor, por amor ao filho que morreu. Sinto que ele diz isso, pois para mim, ele está querendo que o assassino veja essa declaração de vingança, mas não quer que o assassino veja que ele ainda está fragilizado com a morte do filho, quer que o assassino o veja como um homem vingativo e implacável. Quanto ao modo como foi construído, nem eu compreendi porque coloquei os 4 primeiros versos em terceira pessoa se dirigindo à segunda pessoa, e nos 4 últimos, a primeira pessoa, se dirigindo à terceira pessoa. Acho que vem do poema que martelou na minha cabeça antes de dormir e que estava no livro.
John Verdon parece ser um tipo de leitura bem interessante. leitura
avatar
Mensagens : 382
Pontos : 2022
Honra : 169
Data de inscrição : 08/01/2014
Idade : 21
Localização : RJ
Sonhos Lúcidos :
11 / 99911 / 999
Sonhos Comuns :
179 / 999179 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Espaço Pessoal do Licantropo

em Seg Jul 20, 2015 1:47 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
John Verdon é ótimo, apesar de que os 4 livros dele são parte de uma "série". Todos giram em torno do detetive de homicídios aposentado do Departamento de Polícia de Nova York, Dave Gurney. Já li os 3 primeiros, e estou os relendo. O 4º livro eu vejo se consigo comprar na Bienal do Livro no Rio. Mas esse poema aí em cima, é meu mesmo, fiz quando tava meio dormindo, meio acordado.


[...]
— E como eu posso te chamar?
— Bom, você pode me chamar de Daniel, que era o meu nome quando eu era totalmente humano, pode também me chamar de Lobo, que era meu nome quando eu era totalmente uma entidade cósmica. Mas você também pode me chamar de Pai.
— Pai?
— Sim, todos os lobos e lobisomens são meus filhos, todos vieram de mim.
[...]

avatar
Mensagens : 2531
Pontos : 5724
Honra : 1044
Data de inscrição : 12/06/2013
Localização : Bahia
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Espaço Pessoal do Licantropo

em Qua Jul 22, 2015 4:06 pm
Licantropo escreveu:John Verdon é ótimo, apesar de que os 4 livros dele são parte de uma "série". Todos giram em torno do detetive de homicídios aposentado do Departamento de Polícia de Nova York, Dave Gurney. Já li os 3 primeiros, e estou os relendo. O 4º livro eu vejo se consigo comprar na Bienal do Livro no Rio. Mas esse poema aí em cima, é meu mesmo, fiz quando tava meio dormindo, meio acordado.
Pra quem diz que estava meio dormindo, meio acordado, quando escreveu aquele poema, até que aquele poema ficou bom viu. certo 

Dias atrás eu terminei de ler o livro "As 100 melhores histórias da mitológia". Um livro muito legal. E agora estou procurando outro livro bom pra ler. Pelo que você está falando, o John Verdon deve ser uma boa. Vou ver se acho algum livro dele em pdf no google.  dança
avatar
Mensagens : 382
Pontos : 2022
Honra : 169
Data de inscrição : 08/01/2014
Idade : 21
Localização : RJ
Sonhos Lúcidos :
11 / 99911 / 999
Sonhos Comuns :
179 / 999179 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Espaço Pessoal do Licantropo

em Qua Out 21, 2015 4:13 am
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Enquanto eu lia a Saga O Vampiro-Rei, do André Vianco, começou a passar pela minha cabeça a ideia de escrever uma música sobre os Bentos (predadores naturais dos vampiros), uma raça de seres humanos da qual o protagonista faz parte. Tudo começou com um riff de guitarra que surgiu na minha mente, e eu demorei acho que uns 3 dias pra criar esses versos da letra. Tá em inglês e provavelmente tá cheio de erros, mas, vamos lá.

Red eyes burns in the top of the trees
And this damned stinky takes away our sanity
Our silver swords flies to vampires' necks
And we don't stop until our or their deaths

We are the last defense
Our madness is too intense
We fight hard with this creatures of the night

(Olhos vermelhos queimam na copa da árvores
E esse maldito cheiro leva embora nossa sanidade
Nossas espadas de prata voam para os pescoços dos vampiros
E não paramos até a nossa morte ou a deles

Nós somos a última defesa
Nossa loucura é muito intensa
Nós lutamos arduamente com essa essas criaturas da noite)


[...]
— E como eu posso te chamar?
— Bom, você pode me chamar de Daniel, que era o meu nome quando eu era totalmente humano, pode também me chamar de Lobo, que era meu nome quando eu era totalmente uma entidade cósmica. Mas você também pode me chamar de Pai.
— Pai?
— Sim, todos os lobos e lobisomens são meus filhos, todos vieram de mim.
[...]

avatar
Mensagens : 646
Pontos : 2512
Honra : 310
Data de inscrição : 20/10/2013
Idade : 28
Sonhos Lúcidos :
38 / 99938 / 999
Sonhos Comuns :
999 / 999999 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Espaço Pessoal do Licantropo

em Qua Out 21, 2015 1:47 pm
Ficou legal a musica. Vai ter áudio?


CORES DOS MEUS RELATOS:

  • Analise ou pensamento/observação.
  • Dialogo, titulo
  • Descrição de um cenário/objeto/pessoa.
  • Realidade ou fato importante.

Orvalho do sonhar:
Fantasiar me conforta
Deslumbrado a imaginar
Sera que e so eu?
Ou alguem se importa?


para nao se desesperar
Sucumbir em expectativas
pois se nao suprir
Posso pelo menos sonhar

Sair desse lugar imundo
Fingir que nao e isso
Tornar tudo intenso
Criar o próprio mundo


Injetar alegria
Olhar fixo para o nada
Rir sozinho
Ate o final do dia


Sentir a liberdade ao voar
Observar o próprio reflexo
E fechar os olhos
Para voltar a sonhar

(Hiriu)
avatar
Mensagens : 2531
Pontos : 5724
Honra : 1044
Data de inscrição : 12/06/2013
Localização : Bahia
Sonhos Lúcidos :
0 / 9990 / 999
Sonhos Comuns :
0 / 9990 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Espaço Pessoal do Licantropo

em Qua Out 21, 2015 1:59 pm
Licantropo escreveu:
Licantropo escreveu:Enquanto eu lia a Saga O Vampiro-Rei, do André Vianco, começou a passar pela minha cabeça a ideia de escrever uma música sobre os Bentos (predadores naturais dos vampiros), uma raça de seres humanos da qual o protagonista faz parte. Tudo começou com um riff de guitarra que surgiu na minha mente, e eu demorei acho que uns 3 dias pra criar esses versos da letra. Tá em inglês e provavelmente tá cheio de erros, mas, vamos lá.

Red eyes burns in the top of the trees
And this damned stinky takes away our sanity
Our silver swords flies to vampires' necks
And we don't stop until our or their deaths

We are the last defense
Our madness is too intense
We fight hard with this creatures of the night

(Olhos vermelhos queimam na copa da árvores
E esse maldito cheiro leva embora nossa sanidade
Nossas espadas de prata voam para os pescoços dos vampiros
E não paramos até a nossa morte ou a deles

Nós somos a última defesa
Nossa loucura é muito intensa
Nós lutamos arduamente com essa essas criaturas da noite)
Agora fiquei imaginando aquele riff pesado de guitarra zangada pra essa letra que tu fez. guitar
avatar
Mensagens : 382
Pontos : 2022
Honra : 169
Data de inscrição : 08/01/2014
Idade : 21
Localização : RJ
Sonhos Lúcidos :
11 / 99911 / 999
Sonhos Comuns :
179 / 999179 / 999
Ver perfil do usuário

Re: Espaço Pessoal do Licantropo

em Qua Out 21, 2015 4:29 pm
Reputação da mensagem: 100% (1 votos)
Hiriu escreveu:Ficou legal a musica. Vai ter áudio?

Preciso comprar um microfone melhor, outro dia fui cantar Teorema de Carlão do Pedra Letícia no skype para alguns amigos do face, minha voz saiu muito diferente e pior do que é na realidade.

Ramon escreveu:
Licantropo escreveu:

Licantropo escreveu:Enquanto eu lia a Saga O Vampiro-Rei, do André Vianco, começou a passar pela minha cabeça a ideia de escrever uma música sobre os Bentos (predadores naturais dos vampiros), uma raça de seres humanos da qual o protagonista faz parte. Tudo começou com um riff de guitarra que surgiu na minha mente, e eu demorei acho que uns 3 dias pra criar esses versos da letra. Tá em inglês e provavelmente tá cheio de erros, mas, vamos lá.

Red eyes burns in the top of the trees
And this damned stinky takes away our sanity
Our silver swords flies to vampires' necks
And we don't stop until our or their deaths

We are the last defense
Our madness is too intense
We fight hard with this creatures of the night

(Olhos vermelhos queimam na copa da árvores
E esse maldito cheiro leva embora nossa sanidade
Nossas espadas de prata voam para os pescoços dos vampiros
E não paramos até a nossa morte ou a deles

Nós somos a última defesa
Nossa loucura é muito intensa
Nós lutamos arduamente com essa essas criaturas da noite)
Agora fiquei imaginando aquele riff pesado de guitarra zangada pra essa letra que tu fez. guitar

Uma pena é eu não saber tocar nenhum instrumento, senão eu gravava pelo menos o riff.


[...]
— E como eu posso te chamar?
— Bom, você pode me chamar de Daniel, que era o meu nome quando eu era totalmente humano, pode também me chamar de Lobo, que era meu nome quando eu era totalmente uma entidade cósmica. Mas você também pode me chamar de Pai.
— Pai?
— Sim, todos os lobos e lobisomens são meus filhos, todos vieram de mim.
[...]

Conteúdo patrocinado

Re: Espaço Pessoal do Licantropo

Ver o tópico anteriorVoltar ao TopoVer o tópico seguinte
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum